quinta-feira, 15 de setembro de 2011

ROLÂNDIA - RESIDENCIAL FLORESTA EM ANDAMENTO

FOTOS DESTA SEMANA
CLIQUE NAS FOTOS PARA AUMENTÁ-LAS



PROGRAMA PREFEITURA NOS BAIRROS CHEGA À REGIÃO DO CONJUNTO SANTIAGO




O Programa “Prefeitura nos Bairros” da administração em Rolândia inicia, a partir da próxima segunda-feira (19), vários serviços em beneficio dos rolandenses em mais 7 bairros da cidade.
Além do Conjunto Santiago, as equipes da Prefeitura realizarão ações nos Jardins do Lago, José Erdei, pioneiros, Coliseu, Califórnia e ainda no Conjunto Morumbi.
Durante 14 dias, o prefeito, os secretários e as equipes da Prefeitura estarão no locais trabalhando, ouvindo a comunidade e realizando Feira de Serviços da Saúde, da Assistência Social, da Secretaria da Mulher e da Família, além de ações culturais, encontros e torneios esportivos.
Também por meio do Programa Prefeitura nos Bairros, os locais serão atendidos com recuperação asfáltica de ruas e avenidas, limpeza, desentupimento de bueiros, troca de lâmpadas, pintura de sinalizações e guias (meio fio), pode de árvores e recolhimento de entulhos. ass de impr.

CINCO PESSOAS DETIDAS EM ROLÂNDIA POR TRÁFICO

ODIARIO.COM


A prisão foi efetuada nesta quarta-feira (14), após denúncia anônima informando que havia um veículo Fiat Marea verde, com placas de São Paulo, transitando pela cidade.

Cinco pessoas, sendo um foragido, foram detidas em Rolândia (24 km de Londrina) acusadas de possível envolvimento com tráfico de drogas e assaltos a estabelecimento comerciais e bancos na região norte do Paraná.
Os ocupantes do carro teriam vindo à cidade para receber dinheiro proveniente do tráfico de entorpecentes. O denunciante ainda disse que eles tinham sido vistos em um ponto já conhecido pela comercialização de drogas, onde a Polícia Militar fez a abordagem dos suspeitos.
No Fiat Marea estavam o motorista, Amilton, Anderson, Paulo, Alexandre e Ivone.
Cinco são detidos em Rolândia; um era foragido - Samuel Ribeiro
O dinheiro pode ser fruto de roubo a malotes
Chamou a atenção dos policiais a grande quantidade de dinheiro encontrada no veículo, principalmente porque nas últimas semanas foram registrados vários roubos a malote, como no Supermercado Verona em Arapongas (24 km de Londrina) e no Banco Itaú, em Londrina.
As cinco pessoas foram encaminhadas para o 15º Batalhão de Polícia Militar, onde foi feita uma revista minunciosa nos pertences dos suspeitos. Na bolsa de Ivone estavam R$ 7.900; com Amilton foram encontrados R$ 349 e um chip de celular; Anderson estava em posse de R$ 450 em notas de R$ 10; e na cueca de Paulo estavam R$ 577.
O veículo ficou retido no batalhão e o grupo foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para comprovarem a origem do dinheiro. Vigilantes de Arapongas estiveram no batalhão e reconheceram Paulo como o responsável por um roubo a malote na cidade.
Em buscas na casa de Amilton em Arapongas ainda foram encontrados outros R$ 1.200. Na casa de Alexandre nada foi localizado, mas a polícia descobriu que ele estava mentindo seu nome e era foragido da cadeia de Jandaia do Sul. ODIARIO.COM

JAPS ROLÂNDIA PEGA FOGO NESTA QUINTA


A fase regional 3 dos Jogos Abertos do Paraná define nesta quinta-feira os finalistas de várias modalides. Apenas o campeão garante vaga na fase final que vai ser realizada em Toledo.
No futsal masculino, Florestópolis venceu Assaí por 5 a 4 em jogo válido pelo grupo A. Neste grupo Santa Cecília do Pavão já está classificada depois de ter vencido a segunda partida ao bater ontem Jataizinho por 4 a 2.
A definição do segundo colocado do grupo sai na rodada desta quinta-feira. Vão jogar Florestópolis e Jataizinho e Assaí e Santa Cecília do Pavão.
No grupo B, Lupionópolis garantiu classificação para a semifinal ao vencer Cornélio Procópio por 4 a 1. Na outra partida, Rolândia empatou com Cafeara por 5 a 5. Hoje na última rodada teremos Rolândia e Cornélio e Lupionópolis e Cafeara.
No handebol masculino, Cambé venceu a segunda no grupo A ao passar por Carlópolis por 46 a 24. Cornélio Procópio também ganhou a segunda depois de fazer 39 a 26 em Ibiporã. Nesta quinta-feira teremos as semifinais e os vencedores decidem o título e uma vaga na fase final.
No vôlei masculino, o time de Rolândia ganhou mais uma. Fez 2 sets a 0 em Ibiporã com parciais de 25/22 e 25/18. No outro jogo, Cornélio Procópio se reabilitou da derrota na estréia e venceu Cambé por 2 a 0 com parciais de 25/20 e 25/16. A rodada de hoje marca Ibiporã e Cornélio e Cambé e Ibaiti.

CASO FERTFOLIAR DE ROLÂNDIA NA MÍDIA REGIONAL


BLOG PAÇOCA COM CEBOLA
E não é só em Londrina que o prefeito anda enrolado com CEIs, CPs, etc, etc.
Em Rolândia o prefeito Jhonny Lehmann e o Secretário de Indústria e Comércio, Ernesto Nogueira, foram convocados para falar nesta sexta-feira, a partir das 14 horas, aos membros da CEI – Comissão Especial de Inquérito – da Fertfoliar. Além da Câmara, o Ministério Público também investiga esse caso.
A Fertfoliar, inativa há muitos anos, tinha uma dívida grande com o município principalmente de IPTU. Mas o terreno da empresa foi escolhido para abrigar 208 unidades do projeto “Minha Casa, Minha Vida”. De repente, no meio da negociação com a construtora Boloro Construção Civil, que já executa a obra, o antigo débito desapareceu.
O curioso nessa história toda é que, quem fez a denuncia, primeiramente ao Ministério Público, e depois também prestou informações consistentes ao ser ouvido pela CEI, foi o advogado Arno Giesen, que vem a ser o pai da vice-prefeita Sabine Giesen.
Todo pessoal da prefeitura já ouvido pelo MP e CEI insistem em dizer que está “tudo certo”. O problema é que, durante esses longos meses de investigação ninguém conseguiu provar como é que ocorreu a regularização tributária do terreno.
No depoimento de quatro páginas ao Ministério Público, no dia 13 de maio, o prefeito afirma não saber de nada. Admite apenas que: “De forma informal manteve uma pequena conversação com o então proprietário do terreno da Fertfoliar num momento de lazer no Shopping Catuaí.”
A investigação do MP já foi concluída com aproximadamente mil páginas. Cópias do processo foram enviadas para a Procuradoria de Justiça. Em ano de véspera de eleição, é óbvio que a expectativa é grande sobre os resultados, tanto da CEI da Câmara como também da decisão do Ministério Público.

ROLÂNDIA - INCÊNDIO NA FERROVIA TREM

BELINATI DE LONDRINA CONDENADO

BONDENEWS



A 2ª Câmara do Tribunal de Contas da União (TCU) não acolheu os embargos de declaração e manteve a condenação ao ex-prefeito Antonio Casemiro Belinati, por irregularidades na utilização de recursos federais repassados à Prefeitura de Londrina para a construção de uma escola agrícola no município. 

O empreendimento deveria ser edificado no distrito Espírito Santo, zona sul. Belinati não utilizou toda a verba repassada ao município no último ano do seu mandato, em 1992. A obra ficou paralisada por toda a gestão do então petista Luiz Eduardo Cheida. Quando reassumiu a prefeitura em 1997, Belinati alegou inviabilidade financeira para a conclusão da da unidade e tentou culpar o sucessor pela não utilização do recurso. Naquela gestão, a Câmara Municipal autorizou a doação da área para uma entidade particular. O terreno com parte da construção é o atual Centro de Eventos. 

O relator do caso, ministro-substituto André Luís de Carvalho, afirmou no despacho que "as ações de ressarcimento ao erário são imprescritíveis" e, mais adiante, responsabiliza o ex-prefeito pela lesão ao erário: "Importa realçar que o ponto crucial deste processo refere-se à doação do bem inacabado à entidade privada, sem a autorização do concedente, e à falta de devolução dos recursos repassados ao município, fato ocorrido na gestão do Sr. Antônio Casemiro Belinati", descreveu. A Prefeitura de Londrina foi inocentada pelo TCU.

Belinati foi condenado a pagar o equivalente a R$ 260 mil, acrescidos de juros dos últimos 19 anos, além de multa de R$ 7 mil. O ex-prefeito já havia tido contas reprovadas pela Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Com a decisão, o nome de Antonio Casemiro Belinati segue no 

Cadastro de Responsáveis com Contas Julgadas Irregulares (Cadirreg).

Procurado pela reportagem do Portal Bonde, o advogado de Belinati, Eduardo Kutianski Franco, ainda não havia tido acesso ao conteúdo da decisão. Ele adiantou que iria avaliar "eventual recurso".