quarta-feira, 4 de abril de 2012

VÍDEOS DO LAGO IGAPÓ DE LONDRINA - LINDOS

CLIQUE AQUI PARA VÊ-LOS

VÍDEOS E FOTO By  FARINA

OAB-PR. X MINISTÉRIO PÚBLICO - NOTA DA OAB LONDRINA




NOTA OFICIAL


A Diretoria da OAB/PR vem a público manifestar apoio ao Presidente da OAB/Londrina, Elizando Marcos Pellin, em razão das críticas que lhe foram dirigidas pela Associação Paranaense do Ministério Público.
O Presidente da OAB/Londrina agiu corretamente ao defender as prerrogativas conferidas aos advogados daquela subseção, não podendo ser censurado pelo exercício de um dever legal de todos os dirigentes desta Entidade.
O mérito da ocorrência será oportunamente avaliado pela OAB-PR, nos termos do Estatuto da Advocacia e da OAB.

Curitiba, 4 de abril de 2012

ROLÂNDIA - ALMOÇO DE PÁSCOA


CRIAR REALIZA ALMOÇO ESPECIAL DE PÁSCOA PARA CRIANÇAS E JOVENS

Nesta quarta-feira (4), o Prefeito Johnny Lehmann, a Vice-Prefeita Sabine Geisen, a Secretária de Assistência Social Fernanda Buranello e a Chefe de Gabinete Ilda Gibim participaram do almoço especial da Páscoa do Centro de Referência à Infância e ao Adolescente (CRIAR).
O evento, realizado na Associação dos Servidores Municipais de Rolândia (Assemur), contou com a apresentação de Páscoa das crianças com cartazes, peça teatral, danças e poemas. As 120 crianças do CRIAR ganharam ovos de chocolates das mãos do Coordenador Odir Polaco, da Pedagoga Marley, dos professores das oficinas de artesanato, de cozinha, informática e ainda voluntários e zeladores. 
O Prefeito Johnny fez questão presenciar a apresentação das crianças. “É gratificante ver o verdadeiro sentido da Páscoa, nos olhos e nas atitudes dos nosso jovens”, afirmou ele.
Na comemoração também teve a entrega dos ovos de 5 kg e o de 2 kg para os ganhadores da Corrida entre alunos e professores. O maior acerto nas apostas dos vencedores ficou para Fabiano Henrique Pedroso. Ele faturou o ovo mais recheado. O ovo de chocolate de 2 kg foi para Wilson Pereira Filho.

ROLÂNDIA NO BLOG PAÇOCA COM CEBOLA


Rolândia e o bate boca no facebook

As redes sociais vão mesmo bombar nesta eleição.
E Rolândia tá nas paradas. Veja abaixo o bate-boca entre o Eduardo Chueri e um outro que se diz PREFEITURA ROLÂNDIA. Se o perfil Prefeitura de Rolândia for mesmo oficial, é bom dar um puxão de orelha em quem o alimenta.
  • Eduardo De Silvio Chueirisei não… alias, QUEM QUISER SABER, TEM TODO O DIREITO DE REQUERER UMA LISTA JUNTO ÀS VARAS DE PROMOTORIA DE JUSTIÇA (ILUSTRES SENHORES HIDERALDO E LUCIMARA, QUE TÃO EXEMPLARMENTE FISCALIZAM E AUDITORAM A JUSTIÇA DESTA AMADA CIDADE). RECOMENDAVEL UMA MOÇÃO CONTRA QUEM ESTÁ HÁ MAIS TEMPO COMO CARGO COMISSIONADO (PEÇAM A LISTA RETROATIVA DEZ ANOS ATRAS)
  • Prefeitura RolândiaEduardo, vc é tão ridículo quanto as coisas que vc escreve… Mas não tem nada não. Vc diz que anda assistindo filmes… pois é… daqui uns dias vc vai ter bastante tempo para assistir filmes… fique tranquilo meu camarada… O que é teu tá guardado… E já que vc gosta de Tropa de Elite… vai aí um recado: Missão dada parceiro é missão cumprida…
e vc jamil, para quem você trabalhou???ou trabalha?

VÍDEO ENTREVISTA COM STURION DO NACIONAL NAC DE ROLÂNDIA

NOVO ROUBO NO BANCO DO BRASIL DE ROLÂNDIA?


TEXTO E FOTO DE  ELIANDRO PIVA ( JAPA )

A Polícia Civil de Rolândia (25 km de Londrina) está investigando o roubo de R$ 35 mil dos cofres de uma agência do Banco do Brasil em Rolândia (25 km de Londrina). O roubo foi realizado no final de semana, mas apenas hoje tornou-se público. Os assaltantes abriram um buraco na parede que dá para o cofre da agência instalado na tesouraria. No entanto, no interior do cofre havia mais de R$ 100 mil em dinheiro.
A falta dos R$ 35 mil só foi sentido ontem, quando funcionários da agência, atendendo determinação do gerente, contaram todo o dinheiro que havia no estabelecimento.
A polícia investiga o possível envolvimento de funcionários de uma obra ao lado da agência, onde foi aberto o buraco na parede para a retirada do dinheiro.

ASSOCIAÇÃO DOS PROMOTORES JUSTIFICA ATITUDES DE PROMOTOR

FOLHAWEB

 Em nota enviada à FOLHA, o presidente da APMP afirma que a atuação de Castro ''sempre foi pautada pelo estrito cumprimento de suas funções institucionais e respeito ao Princípio da Legalidade''. 


A representação contra Castro foi protocolada na tarde de segunda-feira pela advogada Francismara Tumiate, advogada e servidora da CMTU, que recebeu apoio de membros da OAB, incluindo o presidente local da entidade, que em entrevista à FOLHA disse que ''não suportamos mais as atitudes espalhafatosas do MP''. 



Mesmo fazendo parte da sindicância aberta dentro da CMTU para apurar a mesma suposta irregularidade alvo do Gaeco (cancelamento irregular de multas de trânsito), Francismara Tumiate informou a um investigado, que conversava com o promotor de Justiça Cláudio Esteves durante o cumprimento do mandado, que ele teria o direito constitucional de permanecer calado. Como fazia parte da comissão de investigação interna, ela foi considerada suspeita pelo MP e o presidente da CMTU, André Nadai, determinou o afastamento da servidora do grupo interno. 



''Embora ostentando a condição de advogada, a servidora pública municipal, advogada da CMTU, ao ter sido aprovada em concurso público e integrando a Comissão de Sindicância em tramitação, tinha o dever funcional de manter a imparcialidade e a lealdade à instituição que representava (CMTU), no sentido de resguardar o interesse público, velando para que o Ministério Público colhesse os elementos probatórios autorizados judicialmente, e não defendesse interesse privado de um dos investigados. Assim, a Associação Paranaense do Ministério Público reafirma que a conduta do promotor de Justiça foi inteiramente compatível com os princípios que devem orientar sua atuação funcional'', diz trecho da nota. 

ALL TERÁ QUE RESTAURAR ESTAÇÕES DE TRENS NO PARANÁ

FOLHAWEB
NORTE DO PARANÁ FICOU DE FORA
Para desocupá-las, famílias são incluídas em programas sociais. Concessionária tem o custo definido e aguarda revisão de projetos
Em Bandeirantes, a estação está sob vigilância contra invasores e ficará livre para a restauração. Falta sair a última família
Deteriorado pelo tempo, mural conta a história da cidade
A estação Marques dos Reis, distrito de Jacarezinho, é uma das maiores
Constituem o patrimônio histórico-cultural tombado pelo Estado do Paraná no Norte Pioneiro as pinturas murais de Eugênio Sigaud, preservadas no interior da catedral de Jacarezinho, e seis estações ferroviárias a serem restauradas, já com os projetos em apreciação. Compartilhada pelos municípios de Chavantes (SP) e Ribeirão Claro (PR), a ponte pênsil no rio Paranapanema, tombada pelo Estado de São Paulo, encontra-se restaurada. 


Nas décadas de 1920 e 1930, três estações foram construídas no então ramal Paranapanema da Estrada de Ferro São Paulo-Rio Grande, as de Joaquim Távora, Platina (em Santo Antônio da Platina) e Jacarezinho; e três na Estrada de Ferro São Paulo-Paraná, em Marques dos Reis (distrito de Jacarezinho), Andirá e Bandeirantes. 



A SPRG e a SPPR pertenciam respectivamente ao megainvestidor norte-americano Percival Farquhar e aos ingleses da Companhia de Terras Norte do Paraná quando foram encampadas, na década de 40, pela estatal Rede de Viação Paraná-Santa Catarina (RVPRSC), que seria incorporada à Rede Ferroviária Federal S. A. (RFFSA), em 1957. O governo liquida a RFFSA (1996) e concede as duas ferrovias (1999) à América Latina Logística (ALL), agora incumbida de restaurar as estações e fazer a manutenção do desativado ramal Marques dos Reis-Jaguariaíva. 



É o que estabelece termo de ajuste de conduta (TAC) firmado em 12 de maio de 2011 com o Ministério Público Federal (MPF). Baseado em sentença da Justiça Federal de Jacarezinho, o acordo relaciona R$ 4,5 milhões para a restauração das seis estações, no prazo de 32 semanas (224 dias) a partir da aprovação dos projetos submetidos à Curadoria do Patrimônio Histórico e Artístico da Secretaria de Cultura do Estado pela ALL. 



Segundo o MPF, por sua assessoria de comunicação, nenhuma obra teve início ainda por causa de projetos que ''não estão de acordo com as exigências'' e daqueles não finalizados ''porque existem famílias morando em algumas estações'', alega a ALL. ''Contudo, tais famílias já estão inscritas em programas sociais do governo e estamos aguardando a saída pacífica, sem desalojamento, de forma a terem local para ir'', informa a assessoria. E o MPF ''está acompanhando todo o desenrolar do processo e estudando medidas para abreviar essa situação