quarta-feira, 20 de junho de 2012

VÍDEOS DE JORNAIS E FOTOS ANTIGAS DE ROLÂNDIA

BLOG DO FARINA - 175 MIL VISUALIZAÇÕES

OBRIGADO AMIGOS
ESTAMOS CRESCENDO GRAÇAS A VOSSA PARTICIPAÇÃO
DEUS ABENÇOE A TODOS
FARINA

ROLÂNDIA - TEATRO DE GRAÇA AMANHÃ

Espetáculo "Bolacha Maria", com patrocínio do Sesi Paraná e apoio da Secretaria de Cultura de Rolândia, é atração no dia 21 de junho, às 20 horas, no Centro Cultura Nanuk, com entrada gratuita. Classificação: 14 anos.

Bolacha Maria - Um punhado de neve que restou da tempestade é fruto de uma pesquisa do grupo em cima da obra literária e teatral de Manoel Carlos Karam - um dos mais importantes escritores contemporâneos de Curitiba.

Jornalista, diretor teatral e escritor que participou ativamente do movimento teatral de Curitiba na década de 70, à frente do Grupo Margem, que tinha como integrantes nomes importantes da arte no PR como Dante Mendonça, Solda, Retamozzo, Beto Bruel, dentre outros.

O espetáculo produzido originalmente através do Prêmio Myriam Muniz de Teatri da FUNARTE- reúne textos dramáticos e não dramáticos de um autor que revela coerência com as linhas de pesquisa da companhia, que investe em estudos e criação de novas formas de escrita para teatro.

A literatura múltipla e contemporânea de Karam oferece elementos populares e eruditos, e aborda personagens, comportamentos, estéticas e influencias regionais.

Como focos principais da dramaturgia, surgem a possibilidade de se contar histórias, o quanto de verdade entra na mentira ou vice-versa, ter uma boa história para se contar. Elementos que unem realidade e ficção no jogo cênico de uma peça dentro de outras peças.

ROLÂNDIA RECEBE REPASSE DE R$ 100 MIL PARA SAÚDE



Em reunião com o Secretário de Saúde do Estado do Paraná Michele Caputo Neto e o Deputado Federal Alex Canziani, o Prefeito de Rolândia Johnny Lehmann e outros prefeitos da região estiveram em Curitiba, na última segunda (18), para uma importante notícia.
Por meio de verba parlamentar do Governo Federal através do Deputado e a parceria do Governo do Paraná 10 municípios serão beneficiados com repasse para investimento na saúde. Os prefeitos devem escolher entre equipamentos ou uma ambulância completa.
O objetivo é melhorar o atendimento aos moradores. Rolândia será beneficiada com R$ 100.000,00. “Este recurso nos possibilitará melhorar ainda mais a atenção à saúde dos rolandenses. Só temos a agradecer ao Governo do Estado e ao Deputado Alex Canziani por mais este apoio em nossa já extensa parceria”, afirmou o pfrefeito. Até a próxima semana, a Secretaria de Saúde de Rolândia deve enviar ofício ao Estado para oficializar o benefício.

ALIMENTOS QUE AUXILIAM PERDA DE PESO


ROLÂNDIA - ASFALTO DO SÃO FERNANDO E SANTO EDUARDO

Aparecido José mandou via facebook esta mensagem: O  asfalto José Carlos Farina do terminal de ônibus entre o São Fernando e o Santo Eduardo,em dias de chuva o pessoal precisa dar a volta pela a outra rua devido muita lama e grandes buracos. No ano de 2010 se não me falha a memoria o diário 27 fez uma materia la mas a situação continua pior que tava.

ROLÂNDIA E REGIÃO COM PROBLEMAS NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA

BONDENEWS
A Sanepar informa que, em função da forte chuva dessa terça-feira (19), as cidades de Apucarana, Arapongas, Rolândia, Bela Vista do Paraíso, Florestópolis, Porecatu e São Pedro do Ivaí estão com o abastecimento prejudicado nesta quarta-feira (20). Equipes de manutenção trabalham com a previsão de normalização do abastecimento ainda hoje. 

Na cidade de Florestópolis, o abastecimento está paralisado em função da inundação do principal poço que atende a cidade. A previsão é que a produção de água seja retomada durante a tarde e que a normalização do abastecimento aconteça de forma gradativa. 

Em Porecatu, a queda de postes de energia afetou o principal poço produtor de água que abastece a cidade. Não há previsão de retorno da energia. A Sanepar trabalha com a previsão de restabelecer a normalidade do abastecimento na noite desta quarta-feira (20). 

São Pedro do Ivaí teve a captação de água do Rio Barbacena inundada durante a madrugada. A Sanepar teve que paralisar o tratamento de água, que foi retomado por volta das 9h30 da manhã. Os níveis dos reservatórios de água estão muito baixos e o abastecimento deve ser normalizado de forma gradativa durante a tarde. 

As cidades Apucarana, Arapongas, Rolândia e Bela Vista do Paraíso tiveram a capacidade de produção reduzida em função da chuva e da elevação da turbidez da água nos mananciais de captação de água. A Sanepar foi obrigada a reduzir a capacidade de produção nestas cidades e está com os níveis dos reservatórios muito abaixo do normal. 

A Sanepar pede a colaboração para que os sistemas se recuperem o mais rápido possível. Moradores de imóveis que possuem caixa d’água com reserva suficiente para 24 horas, conforme norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), não deverão sofrer desabastecimento. Mais informações pelo 
Serviço de Atendimento ao Cliente: 115. Em São Pedro do Ivaí, o atendimento ao cliente é feito pelo (43) 3451-1372.

VÍDEO CORNÉLIO PROCÓPIO - PR. By FARINA

VÍDEO PITANGUEIRAS - PR. By FARINA

VÍDEO BELA VISTA DO PARAÍSO - PR. By FARINA

VÍDEO IBIPORÃ By FARINA

VÍDEO MARINGÁ By FARINA

VÍDEO ARAPONGAS By FARINA

VÍDEO DE CAMBÉ By FARINA

VÍDEO APUCARANA À NOITE - By FARINA

PARQUE ESTADUAL EM CORNÉLIO PROCÓPIO - "SÃO FRANCISCO"

FOLHAWEB

Um oásis verde no Norte Pioneiro

Parque São Francisco, nos municípios de Cornélio Procópio e Santa Mariana, é o principal remanescente da Mata Atlântica na região
A mata apresenta uma biodiversidade considerável que está sendo estudada por universitários
Fotos: Wilhan Santin e Divulgação/IAP
Na última segunda-feira uma onça-parda se refugiou em uma propriedade da zona rural próxima ao parque
Devanil José Bonni, chefe do IAP, ao lado de uma peroba-rosa, uma das espécies mais imponentes do parque
O Parque Estadual Mata São Francisco, com pouco mais de 832 hectares, é um pedaço da Mata Atlântica que restou na regiãoNesta semana, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a pesquisa Indicadores de Desenvolvimento Sustentável 2012. Os dados são tristes em relação à Mata Atlântica, o bioma mais devastado do País. Restam apenas 12% - ou 149,7 mil km2 - da área original, que já foi de 1,8 milhão de km2. 

No Norte Pioneiro do Paraná, às margens da BR-369, ocupando áreas dos municípios de Cornélio Procópio e Santa Mariana, está um pequeno, porém rico, pedaço do que restou de Mata Atlântica na região. O Parque Estadual Mata São Francisco tem pouco mais de 832 hectares e guarda uma biodiversidade considerável segundo biólogos ouvidos pela FOLHA. 


Desde 1997 pertencente ao governo do Paraná, a mata São Francisco foi comprada de uma família que era proprietária das terras pela Companhia Energética de São Paulo (Cesp), naquela época responsável pela construção das usinas hidrelétricas de Canoas 1 e Canoas 2, no Rio Paranapanema, na divisa dos Estados de São Paulo e Paraná. ''Foi uma compensação ambiental devido ao alagamento de terras paranaenses por causa das usinas. A Cesp comprou e doou ao governo do Paraná'', explica Devanil José Bonni, chefe do escritório regional do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e gerente do parque. 



Antes disso, a mata esteve ameaçada de ter grande parte de suas árvores derrubadas. Como não fazia parte de uma fazenda, mas era considerada uma propriedade individual, com escritura própria, a legislação permitia que 80% da área fosse desmatada, restando apenas a reserva legal de 20%. 



Houve mobilização de ambientalistas e de outros setores da sociedade e a São Francisco permaneceu em pé, tornando-se parque estadual e unidade de conservação. 



Atualmente, o parque conta com estrutura para receber grupos de visitantes, tem salas de recepção e vídeo, banheiros e funcionários, como guarda-parque e vigilantes, e uma trilha de 1,6 mil metros por dentro da mata. O passeio por ela é boa oportunidade de contato muito próximo com a natureza. Em torno de 350 pessoas por mês, principalmente estudantes, visitam o parque. 



Quem percorre a trilha tem uma boa noção de como era o Norte do Paraná quando os primeiros colonizadores chegaram à região. Árvores imponentes como a peroba-rosa são várias pelo caminho. Quanto aos animais, é difícil visualizar algum durante o passeio. Eles preferem manter prudente distância dos humanos, buscando esconderijos entre a vegetação. Bugios e macacos-prego são o que mais costumam se mostrar aos visitantes, segundo o gerente do parque. 



Mas embora não se mostrem com frequência, os animais estão por ali. Pesquisadores já registraram, com fotos ou colhendo vestígios como pegadas e fezes, entre outros animais, veados, tamanduás, macacos, capivaras, pacas, cutias e até onças-pardas. 



Durante a visita da reportagem, só foi possível ver papagaios que estão em processo de introdução, ou reintrodução como prefere o gerente - já que os papagaios um dia habitaram as matas do Norte do Paraná -, no parque. 



''Eles foram apreendidos no fim de 2011 pela Polícia Rodoviária Federal. Estavam nas mãos de contrabandistas. Trinta exemplares ficaram conosco'', comenta Bonni. Ontem, a FOLHA publicou reportagem que mostra que aumentou 256,8% de 2010 para 2011 o número de apreensões de animais silvestres nas rodovias federais que cortam o Paraná. 



Nos próximos meses, um projeto que visa oferecer aulas regulares aos alunos de escolas de Cornélio Procópio e Santa Mariana deve começar na Mata São Francisco. 

O QUE COMER NO INVERNO... SEM ENGORDAR...

FOLHAWEB
Ao contrário do que muita gente imagina, o inverno é a melhor estação do ano para perder peso, conforme explica a nutricionista Sílvia Regina Serra, de Londrina. ''No inverno, o metabolismo fica acelerado para manter corpo o aquecido. Esse processo acaba resultando numa queima maior de calorias.'' 

Sílvia diz que o fato de a maioria das pessoas ganhar alguns quilos extras nesse período se deve aos excessos, ao consumo de alimentos mais calóricos e à falta de exercícios físicos. ''O ganho de peso acontece porque as pessoas acabam comendo mais devido ao metabolismo acelerado e deixam de fazer exercícios físicos'', alerta. 

Aos que não resistem às sopas, fondues e vinhos típicos convidativos neste período do ano, Silvia dá alguns conselhos. ''Não é preciso deixar de comer nada, basta evitar excessos e manter uma dieta balanceada ao longo da semana. Seguindo um cardápio saudável, pode-se cometer alguns exageros de vez em quando'', orienta a nutricionista. 

Silvia diz que o ideal é comer de três em três horas e deixar os alimentos mais calóricos de lado, como caldos gordurosos e doces. ''É recomendado tomar café da manhã, almoçar e jantar normalmente e fazer lanches com frutas nos intervalos entre as refeições.'' 

A nutricionista também aconselha a ingestão de chá verde e outros líquidos. ''Como a gente transpira menos no inverno, muita gente acaba se esquecendo de se manter hidratado tomando água e outros líquidos..'' (M.R.)

DISK CONSTRUTORA / CONSTRUTORAS / REFORMAS em ROLÂNDIA - PR.

ESTAMOS AGUARDANDO O SEU ANÚNCIO

FONE 43 - 3256-1908

DISK SALGADOS / SALGADINHOS / COXINHAS / PASTÉIS ROLÂNDIA - PR.

ESTAMOS AGUARDANDO O SEU ANÚNCIO

FONE  43 - 3256-1908

PROTESTO CONTRA O CHUMBO SÁBADO

SE O PREFEITO NÃO DESMENTIR A NOTÍCIA ANTES....


 Moradores, agricultores e ambientalistas de Rolândia e cidades vizinhas lançam neste sábado, dia 23, uma campanha que busca transformar o município no “Central Park do Norte do Paraná”. O objetivo é valorizar a Economia Verde do município, combinando desenvolvimento regional com preservação ambiental.

 A campanha vai distribuir flores e frutas e inicia às 10 horas, na estátua de Roland, no centro. E dá seqüência aos atos que têm sido realizados com o objetivo de alertar a comunidade sobre a industrialização em áreas propícias ao lazer e que garantem a segurança alimentar.

 Segundo os organizadores, o Central Park de Nova Iorque, famoso mundialmente graças aos festivais, museus e gastronomia em seu entorno, é um referencial. Milhões de pessoas desfrutam de qualidade de vida graças à Economia Verde, que une planejamento urbano a conservação do ambiente.

 Moradores, agricultores e ambientalistas de Rolândia e região alertam que a falta de planejamento regional ignora áreas valiosas à qualidade de vida e à segurança alimentar. Eles citam pelo menos 13 espaços que convidam ao lazer, ao estudo e à economia sustentável.

 Entre eles a Chácara Rolândia, jardim botânico que teve seu início no pioneirismo; a Chácara Marabú, que preserva uma floresta original de 2 alqueires no espaço urbano; a Pousada das Alamandas, que guardam jardins e remanescentes naturais.

 Têm ainda  o Distrito  Bartira ou Nossa Senhora Aparecida como modelo de “cidade jardim” e a Fazenda Bimini, que concentra a 2ª maior coleção de árvores nativas da Embrapa-Florestas.

 Na gastronomia, o Município é reconhecido desde o pólo de embutidos do Distrito de São Martinho a estabelecimentos tradicionais.

 O Museu Agrícola JAPONÊS abrigou as festividades dos 100 anos da imigração japonesa, enquanto a Oktoberfest lembra a influência alemã.

 No que diz respeito à segurança alimentar, Rolândia tem o título de “Berço do Plantio Direto”. A técnica é utilizada desde 1972 pelo produtor Herbert Bartz. Ele trouxe dos Estados Unidos uma máquina para o plantio direto. Fez os testes em sua propriedade e a técnica se espalhou pelo País.  Palha e restos vegetais de outras culturas são mantidos na superfície do solo, garantindo cobertura e proteção contra erosão, mantendo os microorganismos na terra e permitindo o uso de menos herbicidas.

 Mas a falta de uma política clara que combine desenvolvimento regional com preservação ambiental põe em perigo a importância de Rolândia como possível “Central Park do Norte do Paraná”.
 O município sofre com empresas poluidoras e se encontra em processo acelerado de crescimento. Infra-estrutura precária em loteamentos habitacionais e avanço do parque industrial em áreas destinadas à segurança alimentar também ameaçam a campanha.

 Rolândia tem 57 mil habitantes, segundo o censo do IBGE, dos quais quase 3,4 mil trabalham na zona rural; 5 mil no comércio; 1,2 mil na educação e 5,6 mil na indústria de produtos alimentícios, bebida e álcool etílico.
A maior produção agrícola é de soja (23 mil hectares); seguida do trigo (17 mil hectares). Também se produz cana, milho, laranja e café, entre outros.

SERVIÇO:
Lançamento da campanha “Rolândia, o Central Park do Norte do Paraná”
Neste sábado, dia 23, às 10 horas, na estátua  de Roland

ENQUETE PARA PREFEITO DE ROLÂNDIA


VOTEM NO BLOG DO FARINA UMA  ENQUETE  PARA PREFEITO ( ESPAÇO RESERVADO DO LADO DIREITO) .
O BLOG SÓ ACEITA UM VOTO  DE  CADA  I.D.
É UMA ENQUETE  SÉRIA.
QUERO QUE TODOS OS INTERNAUTAS DE ROLÂNDIA VOTEM LIVREMENTE.
UM ABRAÇO

RESULTADO PARCIAL:

1-  FLAVIA..........................452
2)- FÁBIO NOGAROTO....... 242
3)- EURIDES........................178
4)- JOHNNY........................167
5)- MÁRCIO........................165
6)- FARININHA.....................55
7)- FARINÃO.......................46
8)- ANDRÉ..........................42 
9)- SABINE.........................36
10)- JOÃO DARIO.............. 30
11)- AILTON........................29
12)- DANILSON...................23

NACIONAL NAC ROLÂNDIA x PARANÁ CLUBE - 15:30 HORAS

GLOBOESPORTE.GLOBO

Os titulares do Paraná Clube se concentram apenas no Joinville, próximo adversário pela Série B do Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, os reservas do Tricolor entram em campo. O time recebe o Nacional-PR às 15h30m (horário de Brasília) desta quarta-feira, na Vila Capanema, pela quinta rodada da segunda divisão do Campeonato Paranaense. Com seis pontos em dois jogos, o Paraná é o quarto colocado. O adversário, com sete pontos em quatro partidas, ocupa o terceiro lugar.
Com o jogo contra o JEC já na sexta-feira, o técnico Ricardinho escala time reserva para pegar a equipe do interior. Dessa forma, um provável Paraná tem, no 4-4-2: Thiago Rodrigues; Lisa, Amarildo, Alisson e Igor; Cambará, Lucas Souza e Wellington; Marquinhos, Wellington Silva e Douglas Tanque.O treinador fala sobre  a necessidade de dividir o grupo para os dois campeonatos e lembrou que, assim como Série B do Brasileiro, a Segundona do Paranaense também é importante:
- Lógico que não vamos esquecer o nosso compromisso de sexta, mas quarta-feira, para nós, é o mais importante neste momento. O jogo contra o Nacional, para nós, é o mais importante porque temos que somar pontos e vencer. Algumas situações como time, manutenção de jogador e planejamento para o jogo de quarta-feira, interferem no jogo de sexta, porque é impossível você colocar o mesmo time para jogar, em menos de 48 horas, duas partidas.
O jogo do Paraná contra o Nacional-PR, na Vila Capanema, pela segunda divisão do Campeonato Paranaense, está marcado para 15h30m desta quarta-feira. Depois, o Tricolor recebe o Joinville, às 21h de sexta-feira, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

CHUVAS CAUSAM DANOS EM LONDRINA


  • ODIARIO.LONDRINA
    19/06/2012 às 17:13    -    Atualizado em 19/06/2012 às 19:03
  • Com excesso de chuvas, barragem do Lago Igapó transborda em Londrina

fotos: Alexandre Sanches
  • Alexandre Sanches e Lucio Flávio Cruz


O excesso de chuvas em um único dia, em Londrina, repetiu o cenário exibido em outubro: o transbordamento das águas do Lago Igapó 1 sobre a barragem, na zona sul da cidade. E com isso, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) fechou a Avenida Almeida Garrett ao tráfego até que as águas abaixem.

O principal cartão postal de Londrina, o Lago Igapó, teve suas pistas de caminhada totalmente tomadas pelas águas, ou seja, cerca de 1,5 metro acima do nível normal. Por volta das 17h30, as águas transbordaram e invadiram a Rua Almeida Garret. Muitas obras de reparo que foram feitas em 2011 no local já foram danificadas novamente. O alambrado que separa a rua do Igapó desabou.
De acordo com o Instituto Tecnológico Simepar, até as 17h choveu nesta terça-feira (19) em Londrina cerca de 110mm, mais que a média prevista para o mês de junho, que é de 100mm. No acumulado do mês já choveu mais de 210mm. A maior concentração histórica registrada em um mês de junho em Londrina foi em 1997, quando choveu 427mm.
Aeroporto Governador José Richa fechou para pouso e decolagem às 19h desta segunda-feira (18) e até as 17h desta terça-feira, não havia previsão de voltar a abrir. Com isso, mais de 40 voos foram cancelados.
Este ano já foram canceladas 152 operações de pousos e decolagens por questões climáticas. E só no mês de junho já somaram 74 horas de pista fechada, sendo considerado o maior tempo de interrupção nas operações neste mês desde 2009.
Por volta das 15h30, agentes da Guarda Municipal e da CMTU foram até a barragem do Lago Igapó para fazer o monitoramento da evolução das chuvas. E em cerca de uma hora, a água na vertente subiu cerca de dois metros. E as águas do lago já ultrapassavam a barragem. Por conta desta evolução, houve a necessidade de se fechar a Almeida Garrett ao tráfego.
Em outubro de 2011, as chuvas fortes também ultrapassaram a barragem do Lago Igapó, inundando a avenida, levando parte do asfalto e as manilhas de água e esgoto instaladas do outro lado da pista.
O Lago Igapó 2, acima da Avenida Higienópolis, estava bem acima do nível, cobrindo parte das pistas de caminhadas no entorno. Também o leito do Ribeirão Cambézinho, que forma o Igapó, no aterro do Lago 3, estava acima do nível e preocupava os moradores vizinhos ao local, uma vez que em outubro tiveram as casas invadidas pelas águas do lago.
E a prefeitura foi obrigada a fechar a Rua Joaquim de Matos Barreto, na altura da Avenida Maringá com a Ayrton Senna, próximo das residências.
Na zona oeste, a ponte do Jardim Panissa sobre o Córrego Esperança, na Rua Barão do Cerro Azul, foi arrastada pela enxurrada e o acesso ao bairro está bloqueado. Os moradores precisam usar outras vias.
Nas marginais da PR-445, no perímetro urbano de Londrina e Cambé, houve vários pontos de alagamento com veículos parados por problemas mecânicos e elétricos.
Diversas chamadas foram realizadas ao Corpo de Bombeiros para situações pontuais, como afundamento de fossas sépticas e de solo. Porém, nenhum ferido ou necessidade de interdição de imóveis.
A prefeitura informou que o ginásio de esportes Moringão, no Centro, vai servir como base para receber pessoas que tenham dificuldades em voltar para casa ou que tenham problemas estruturais em suas residências impedindo a permanência das pessoas sob risco de acidente.

GREENPEACE PROTESTA EM CIMA DO CRISTO REDENTOR

VAMOS  PRESERVAR O VERDE... O AR..  OS RIOS E MARES....

ROLÂNDIA E O NORTE DO PARANÁ EM VÍDEOS

CLIQUE AQUI PARA VÊ-LOS
VÍDEOS E FOTO By  FARINA

ROLÂNDIA - PERSONAGENS POPULARES e FAMOSOS


PERSONAGENS QUE FAZEM PARTE DA HISTÓRIA DE ROLÂNDIA

CIDO ( QUIMICO ) QUINHONE DO BAR MICKEY

QUEM NUNCA ENTROU EM SEU BAR PARA UM CAFÉ COM PASTEL?

OU PARA SABER AS NOVIDADES DA CIDADE?

EM FRENTE AO BAR MICKEY REÚNE-SE O "SENADINHO" DE ROLÂNDIA AOS DOMINGOS DE MANHÃ....

TEXTO e FOTO de JOSÉ CARLOS FARINA



CAMBÉ - CHUVAS - SAÍDA PARA LONDRINA ALAGOU FOTO

FOTO DE HENRIQUE ANGELI