quinta-feira, 9 de agosto de 2012

ROLÂNDIA - MUDANÇA DE SENTIDO DE DUAS RUAS


A Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Rolândia  aprovou nesta quarta-feira (8), a mudança de sentido de algumas Ruas da cidade. As Ruas Estilac Leal, entre as Avenidas Interventor Manoel Ribas e Presidente Bernardes, além da Rua Manoel Carreira Bernardino, entre Romário Martins até o Colégio Vitório Franklin terão um único sentido. 
COMENTÁRIO:
A prefeitura já havia mudado para sentido único este trecho da Rua Manoel Carreira Bernardino e a maioria da população se posicionou contra. Por que será que voltaram com esta idéia infeliz?

ROLÂNDIA - POSTO DE SAÚDE PARADO HÁ SEIS MESES

Este Posto de Saúde está construído  no Jardim Nobre I, ao lado da Temperlandia, e está parado há seis meses. Obra construída com recursos do Governo do Estado, conforme está anotado na placa. A população dos bairros próximos pedem o seu imediato funcionamento. O povo teme que vândalos quebrem as janelas à noite. É que a prefeitura não mantem guarda no local.  O que será que falta para a inauguração? TEXTO e FOTO by  JOSÉ CARLOS FARINA (clique na foto)

FESTA NO CARAMURÚ DOMINGO

A partir das 11 horas da manhã com almoço. Serão servidos os pratos típicos da festa, que são leitoa assada, churrasco e frango assado (com acompanhamentos). É esperado um grande público, principalmente políticos em busca de votos. TEXTO  e FOTO de  JOSÉ CARLOS FARINA. (FOTO NA VENDA DO CARAMURÚ)

ROLÂNDIA - DEBATE COM OS CANDIDATOS SÁBADO

Sábado, 11 horas da manhã, haverá uma entrevista com os candidatos à prefeito de Rolândia na Rádio CBN de Londrina. Segundo me informaram cada um terá 30 minutos para falar. Quero ouvir... e vc? Eai Fábio? como vai ser? Manda um texto....

RAFAEL SILVA VIVE UM DIA DE HERÓI EM ROLÂNDIA

FOLHA DE LONDRINA

Desejo atendido

Rafael Silva, judoca que ganhou a medalha de bronze em Londres, percorreu Rolândia sobre o caminhão do Corpo de Bombeiros
Anderson Coelho
Baby desfilou com a medalha no peito e a bandeira de Rolândia nas mãos
Rolândia em festa. Mas não é pela Oktober Fest, não. A cidade parou ontem para receber o filho mais famoso. E ele voltou com um brilho diferente, mais ''bronzeado''. Rafael Silva, o Baby, pediu em entrevista exclusiva à Folha de Londrina na semana passada, ainda em Londres, um desfile em carro dos bombeiros pelas ruas da cidade onde foi criado e ganhou. Foi a recompensa por ter entrado no seleto rol de medalhistas olímpicos. A cidade, que parou para aplaudi-lo, pôde ver de pertinho a medalha que ele batalhou tanto para conquistar. 

Com o bronze no peito e a bandeira de Rolândia nas mãos, Baby percorreu todos os bairros da cidade. Fez questão de passar em frente a todas as escolas locais e mostrar a conquista aos alunos. Ele sabe muito bem que será o grande inspirador de muitos que ali estavam para reverenciá-lo. 

''Estou muito feliz de ser o exemplo para essa nova geração. Esse era o tema da Olimpíada e o pessoal pode sonhar e pode chegar lá'', afirmou o judoca, bronze na categoria acima de 100 kg (peso pesado) nos Jogos de Londres. Na Olimpíada de Pequim, em 2008, outra rolandense foi orgulho da cidade. A ponteira Mari foi campeã olímpica com a seleção de vôlei, mas ela foi cortada às vésperas dos Jogos de Londres. 

Baby fez questão de cumprimentar a todos por onde passou. Entre um aceno e outro, tinha que se esquivar dos fios da rede elétrica. Isso que dá ter 2,03 metros. ''Quase perdi a cabeça nos fios'', brincou. 

A alegria de ver a cidade o saudando era estampada em seu rosto. ''É muito legal poder retribuir a torcida em peso de Rolândia. Estou muito feliz. Todo mundo sofreu comigo para classificar para os Jogos e consegui representar muito bem a cidade, o país'', comentou. 

Muita gente que acenava para o ''gigante de bronze'' só ficou o conhecendo agora, depois que ficou famoso. Porém, outros, acompanharam o sofrimento do judoca de 25 anos, que lutou contra o tempo e rivais famosos para chegar ao topo da modalidade. 

A família de Baby é de Rolândia, mas o judoca nasceu em Campo Grande (MS). Com três meses de vida, desembarcou no Norte do Paraná e foi lá, na casa dos avós, que cresceu. Ele começou tarde no esporte, aos 15 anos. O porte físico avantajado o ajudou a conquistar bons resultados e a ganhar projeção entre os garotos. Mas quando começou a lutar na categoria adulta, a diferença física acabou e foi o talento dele que prevaleceu. Tanto que foi contratado pelo Pinheiros, onde treina boa parte da equipe brasileira de judô. 

FARINA RECEBE ELOGIO - NEGRÃO



    • Marcos Negrão FARINA, quero parabeniza-lo pela coragem de pôr no seu blog, todos os candidatos a vereadores de Rolândia; Isso mostra que além do caráter e dignidade que lhe é peculiar, você está lutando pelos seus ideais, mas sem medo dos seus opositores. Grande abraço e boa sorte. A vitória é pros fortes, aguarde a sua...
      RESPOSTA: Obrigado Negrão... É.. é isso mesmo que penso... não ligo de perder um ou outro voto, mas desde que seja para alguém competente, honesto e corajoso...Se eu perder que seja para 10 homens e mulheres de caráter...Precisamos de vereadores combativos... que fiscalizem o prefeito e exijam transparência...que não se vendam... que tenham sangue nas veias... amor por Rolândia... Um abraço. Deus te abençoe sempre... JOSÉ CARLOS FARINA

RAFAEL SILVA DE ROLÂNDIA NA FOLHA

BONDENEWS

Bronze em Londres, 'Baby' já pensa nos Jogos de 2016
Guilherme Batista - Redação Bonde
O medalhista olímpico Rafael Silva, o 'Baby', desembarcou em Rolândia nesta quarta-feira (8). Na cidade, o judoca, que nasceu no Mato Grosso do Sul, mas se diz rolandiense e 'pé vermelho', recebeu homenagens de amigos e familiares. "Vim para o norte do Paraná com poucos meses de vida. Tenho orgulho de ser daqui e de ter levado o nome de Rolândia para o mundo", afirmou. 

treinamento de 'Baby' para os Jogos Olímpicos de Londres começou há nove anos, quando ele se mudou para São Paulo. Deu resultado. Silva bateu o coreano Sung-Min Kim no golden score, após forçar punição do adversário, e conseguiu a medalha de bronze na categoria peso-pesado, acima de 100 kg. "Tudo foi feito de modo árduo e com muita raça", destacou. 

O rolandiense quer, agora, virar o foco para os Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro. "Ainda está longe, mas sei que o treinamento vai ter que ser intenso. Acredito que se tivermos a mesma disposição demonstrada em Londres, seremos novamente o 'carro chefe' do Brasil daqui a quatro anos", ressaltou, citando os três companheiros que também conseguiram medalhas na Inglaterra. 

'Baby' disse que vai se utilizar do Mundial do próximo ano para intensificar os treinamentos para as próximas Olimpíadas. "Fiz o caminho inverso. Conquistei uma medalha olímpica primeiro e quero agora subir ao pódio também no Mundial", disse.