sábado, 8 de setembro de 2012

VALENTIN ALFREDO ROSOLEN DE ROLÂNDIA NA FOLHA

FOLHA DE LONDRINA

Luz dourada no fim do túnel

Baixa nos estoques nacional e internacional de trigo sustenta bons preços para produtores no Paraná; safra deverá ser a melhor dos últimos anos
César Augusto
Valentin Rosolen, produtor em Rolândia, comemora bom momento vivido pelo trigo
O momento é histórico para a safra 2011/12 de trigo no Paraná. Depois de muitos anos de quebras de produção ou preços baixos, é a primeira vez que produtores paranaenses conseguem obter boa produção e ao mesmo tempo um bom valor pago pela saca do cereal. Sem a incidência de geada e da estiagem, fenômenos que causaram muitos prejuízos no ciclo passado, o Estado espera colher neste ano, de acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), 2,1 milhões de toneladas de trigo. No ano passado, em uma área 28% superior se comparada com a atual, o Estado produziu 2,4 milhões de toneladas. E o preço da saca tem girado em torno de R$ 34, enquanto no ciclo passado não chegou a R$ 24. 


O produtor Valentin Alfredo Rosolen, de Rolândia, está comemorando pela primeira vez o bom momento vivido pelo setor. Em uma área plantada de 350 hectares, Rosolen espera obter até no final da colheita uma produção de 50 sacas por hectare. No ciclo anterior, em uma mesma área de produção, o produtor não conseguiu obter mais do que 30 sacas por hectare por causa das intempéries. ''Na safra passada, além da geada e também da estiagem, tive muitos problemas com giberela e brusone'', conta. Neste ano, o triticultor sublinha que não teve muita incidência dessas doenças, o que o ajudará a obter uma boa safra. Se o atual cenário de bons preços continuarem, Rosolen prevê que deverá continuar investindo no trigo nos próximos ciclos. ''Essa é uma das melhores safras que já obtive'', comemora. 


Para o produtor, esse cenário atípico do setor tritícola é motivo de comemoração, mas também de desconfiança. Rosolen destaca que não dá para prever o comportamento do mercado daqui em diante. Para Simioni, especialista do Deral, o setor deve seguir equilibrado. Por esse motivo, completa ele, a colheita segue em plena tranquilidade. 

Jenifer Kolben de Rolândia é medalha de Outo em Poços de Caldas

Jenifer Kolben, do Colégio Estadual Souza Naves, de Rolândia, conquistou a primeira medalha de ouro das Olimpíadas Escolares (Foto: Fernando Soutello/AGIF/COB)

Por GLOBOESPORTE.COM

Ao receber a bandeirada final do nadador Leonardo de Deus, a paranaense Jenifer Kolben, do Colégio Estadual Souza Naves, de Rolândia, venceu a prova critério final de ciclismo e conquistou nesta sexta-feira a primeira medalha de ouro das Olimpíadas Escolares 2012 para atletas de 12 a 14 anos, que está sendo realizada em Poços de Caldas. Beatriz Bergamasco, do Colégio Estadual Unidade Polo, levou a prata, e a paraibana Isabela Dourado, da Escola Municipal Virginius da Gama e Melo, completou o pódio. O esporte terá ainda as disputas de estrada e do contra relógio, sábado e domingo.
Única praticante da modalidade na sua família, Jenifer sempre gostou de andar de bicicleta e começou a dar suas primeira pedaladas aos 12 anos. Treinada pelo diretor de sua escola, José Moraes, já venceu a 6ª Volta do Futuro, em São Carlos (SP), na categoria infanto-juvenil, em fevereiro.
- Treinei muito pra isso. Estou até sem palavras. Desde o começo do ano a gente está pensando nessa competição. Todas aqui sonhavam em vencer. Então é a realização de um sonho. Quero agradecer ao incentivo do meu pai e do meu técnico, que é o diretor da escola - festejou a jovem paranaense, que levou a melhor sobre 25 atletas de 15 estados.

VOTO NÃO É PINICO


VÍDEO PROTESTO EM ROLÂNDIA

FAT FAMILY HOJE EM ROLÂNDIA - 19:30 HORAS


Dia 8 de Setembro, às 19h30min.
Abra a porta do seu coração e ajude as nossas crianças.
Ingressos na Livraria Casa Gospel, rua Monteiro Lobato, 183
(43) 3015-3232