domingo, 24 de fevereiro de 2013

NACIONAL DE ROLÂNDIA PERDE PARA O ARAPONGAS E CONTINUA EM ÚLTIMO

Arapongas 3  x Nacional zero

infelizmente não foi desta vez.

FOTO By   FARINA


RAPAZ PEGA CARONA NO TREM E SE MACHUCA

Um rapaz de 20 anos pegou uma carona no trem de Apucarana  para Rolândia e ao chegar aqui pulou da composição. Calculou mal o pulo e acabou sendo pego pela roda de um dos vagões. Foi atendido no Hospital São Rafael. Graças a Deus perdeu apenas parte de um dos pés.  Vai voltar a andar. Acreditamos que jamais voltará a pegar carona em trem. JOSÉ CARLOS FARINA

FALECIMENTO DE JOÃO BATISTA CHIARATTI EM ROLÂNDIA


NOTICIAMOS COM PESAR O FALECIMENTO DE JOÃO BATISTA CHIARATTI OCORRIDO AGORA DE MANHÃ (24/02). O VELÓRIO SERÁ REALIZADO NA CAPELA MORTUÁRIA DO CENTRO DE ROLÂNDIA. 
TIO JOÃO ( TIO DA MINHA ESPOSA) ERA UMA DAQUELAS PESSOAS QUE JAMAIS FEZ O MAL PARA ALGUÉM. HOMEM HONRADO. TRABALHADOR. HONESTO. ÓTIMO CHEFE DE FAMÍLIA. CRISTÃO TEMENTE À DEUS. UM HOMEM JUSTO, COMO É A VONTADE DO PAI CELESTIAL... SUA FAMÍLIA FOI PIONEIRA DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL ONDE ERA MÚSICO. TOCAVA SAX. PIONEIRO DE 1937 DA GLEBA BANDEIRANTES. INICIALMENTE TRABALHOU NO SÍTIO DA FAMÍLIA AO LADO DO PAI JOSÉ FORTUNATO CHIARATTI E DOS IRMÃOS LUIZ, JOVIANO, HERMÍNIO, DANIEL, MATHEUS, JANDIRA, NAIR E MANOELA.
DEPOIS FOI CABELEIREIRO /BARBEIRO E POR ÚLTIMO COMERCIANTE DONO DO BAZAR AVENIDA.
TINHA COMO HOBBY PESCAR. SEU AMIGO DE PESCA QUE JÁ ESTÁ TAMBÉM NO ANDAR DE CIMA ERA O  SR. AZIZ SASSINE.  DEIXOU A ESPOSA NEUSA E OS FILHOS GILIANE, AÚREO, LUCIANO E ANGELA. OS NOSSOS SINCEROS PÊSAMES. PELO QUE CONHECEMOS DO SAUDOSO TIO JOÃO ELE JÁ DESCANSA LÁ NO CÉU NA GLÓRIA DE DEUS. DEUS CONFORTE A FAMÍLIA ENLUTADA. O SEPUTAMENTO AMANHÃ, ÀS 9:00 HORAS (25/02/13). ANTECIPAMOS AGRADECIMENTOS A TODOS QUE COMPARECEREM. DEUS ABENÇOE A TODOS. JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - CALÇADAS NO MATO

RUA APUCARANA - JD. ROSANGELO -  FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - BOM EXEMPLO NO JD. N. HORIZONTE

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - TETO DE GINÁSIO DE ESPORTES VAI CAIR UM DIA ( CUIDADO!)


ROLÂNDIA - GINÁSIO DE ESPORTES PRECISA DE REFORMA



  • Dizem os entendidos que se o teto não for impermeabilizado ( projeto parado desde 1974 ) o teto vai cair um dia... Venho denunciando isso a mais de 20 anos... Sorte que ainda não caiu...  um descaso total com um um dos maiores patrimônios da nossa cidade... sem contar que é ainda nesse espaço que se realiza a unica grande festa que acontece em Rolândia!! tenha um pouquinho de cuidado com o que é do povo prefeito acho que é mais importante do que as MARMITEX além do mais a melhor propaganda para qualquer governo é trabalho e empenho em cuidar bem da cidade... acho que com os gastos em propaganda do mandato passado dava pra reformar esse lugar! TEXTO e FOTO By  JOSÉ C. FARINA

CHIMARRÃO REDUZ COLESTEROL E TRIGLICERIDEOS

Reprodução
Chimarrão reduz nível de colesterol; veja mais benefícios
Consumo diário de 100 gramas da erva diminui 29% dos níveis de colesterol e 62% nos triglicerídeos, mas é preciso saber como servir a bebida
Redação Bonde

Muito mais do que um hábito da população do Sul do Brasil, a tradição de tomar chimarrão também faz bem à saúde. Estudos comprovam que a erva-mate, que pode ser consumida como chimarrão ou chá, traz diversos benefícios às funções orgânicas. Os principais componentes da planta atuam como auxiliar em dietas, como diurético, digestivo e também ajudam no tratamento da fadiga funcional. 

De acordo com um estudo feito recentemente pela Feevale de Novo Hamburgo (RS), o mate, além de estimulante, também faz bem ao coração. O trabalho coordenado pela biomédica Rejane Giacomelli mostra que o uso diário de 100 gramas da erva-mate pode causar a diminuição de 29% dos níveis de colesterol e de 62% nos triglicerídeos, afastando os riscos de problemas cardíacos

Mas de nada adianta consumir a erva como chimarrão se você não souber como servir a bebida. O porongo, material utilizado na fabricação de cuias, é muito poroso, absorve umidade e provoca o acúmulo de resíduos e a proliferação de bactérias, tornando-se uma ameaça à saúde. Já as cuias de cerâmica, são as melhores opções para o consumo, pois além de serem atóxicas e livres de metais pesados, as cuias ajudam a preservar a temperatura da bebida, otimizando o aroma e o sabor da erva. 

A MondoCeram – marca que pertence ao grupo Ceraflame – tem em seu mix de produtos diferentes opções de cuias. Todas são fabricadas em cerâmica, atóxicas, fáceis de lavar e não acumulam mau cheiro e resíduos. Além disso, a MondoCeram também oferece ao mercado porta-erva com capacidade para 500g, disponível em duas cores. 

Serviço: 
MondoCeram (www.mondoceram.com.br)

ROLANDENSE SE PREPARA PARA CORRER 600 QUILOMETROS

FOLHA DE LONDRINA
Loucos por aventura
Adeluci Moraes, Júlio Damasceno, Adriano Pereira e Edeval Aranda disputarão etapa brasileira da Ecomotion

(montain bike em trilha, remo, trekking, escalada e rapel)
Fotos: Saulo Ohara
Integrantes da equipe londrinense se preparam para encarar os 600 km da Ecomotion
Competidores conhecerão percurso somente na véspera do início da disputa
Quatro loucos por esportes radicais juntos. A combinação só poderia terminar numa aventura para lá de desafiadora. Movidos por muita adrenalina, Adeluci Moraes, Júlio Damasceno, Adriano Pereira e Edeval Aranda formaram uma equipe e já treinam duro para participar da etapa brasileira do Mundial de Aventura, a Ecomotion, que será realizada de 9 a 18 de agosto, no Nordeste do Brasil


Na verdade, os treinamentos já começaram em novembro do ano passado. Mas porque tão cedo? As 50 equipes inscritas, entre elas estão as maiores feras da modalidade do mundo todo, terão nove dias para completar o percurso de 600 quilômetros com provas de montain bike em trilha, remo, trekking, navegação e técnicas verticais (escalada e rapel), além de uma prova surpresa. Um teste e tanto até mesmo para quem já está acostumado com tantas aventuras. 



"Já participei de várias provas assim, mas essa com certeza será meu maior desafio até agora. Vamos ter que colocar em prática tudo que aprendemos para conseguirmos ao menos terminar, que é o nosso primeiro objetivo", comenta o arquiteto Edeval Aranda, o Deva, que já faz provas de aventura há 14 anos. 



O regulamento prevê que a prova seja uma incógnita total para quem vai participar. Tanto que o mapa com o trajeto a ser percorrido só é divulgado um dia antes da largada, para evitar que as equipes conheçam detalhes do percurso antes da prova. "Cada prova é uma incógnita, com muitos imprevistos", alerta Deva, o mais experiente do grupo. 



Última a entrar para a equipe, a ultramaratonista Adeluci Moraes conta que os treinos precisam ser diários para que a equipe adquira entrosamento o mais rápido possível. "A gente precisa treinar junto o maior tempo possível, pois a integração da equipe é tudo. A equipe precisa estar bem preparada não só fisicamente, como psicologicamente. A prova é muito dura e a equipe tem que estar em sintonia. Um erro, por mínimo que seja, a gente pode pagar com a vida", frisa ela. "Todo mundo tem que saber tudo", emenda Damasceno. 



Para se ter uma noção do quão perigosa é a prova, o rafting, que antes fazia parte da programação, foi substituído pelo remo, por conta de duas mortes que aconteceram durante provas da modalidade em edições anteriores da Ecomotion. 



Além das modalidades já previstas no cronograma, ainda é preciso preparar-se para a prova surpresa. "Tive que aprender tudo. Fiz aulas de parapente, mergulho em alto mar e fiquei um mês em Florianópolis aprendendo a surfar", conta Adeluci, que largou a vida de empresária há dois anos para dedicar-se somente ao esporte. No ano passado, a prova surpresa foi cavalgada. Para se inscreverem, os atletas precisam apresentar certificados de cursos de primeiros socorros, sobrevivência em matas fechadas e de remo. 



Apaixonado por aventura, o professor de educação física Adriano Pereira trabalhou na organização de duas edições da prova no Rio de Janeiro e define a participação na Ecomotion 2013 como a realização de um sonho pessoal. Com a experiência que adquiriu, ele acredita que a equipe tem condições de brigar por um bom resultado, mesmo competindo com as maiores feras do mundo de provas de aventura. 



"É todo mundo de carne e osso como nós. O que os diferencia é que são pessoas extremamente calculistas, que sabem o que fazer e administram isso da melhor forma possível", aponta. "Por isso a logística é tão importante quanto a preparação física", ensina. 



Antes de ir ao Nordeste, o grupo ainda terá três boas oportunidades para se preparar. A primeira será já no próximo final de semana, na Prova da Gralha Azul, em Curitiba, com um percurso de 150 quilômetros. Na sequência, eles encaram a tradicional Chauás, na Serra da Canastra (MG), que terá o dobro do percurso da capital, no final de maio; e por último, participam da etapa do Circuito Pró-Adventure, em Cornélio Procópio, também de 150 quilômetros, no início de julho. "A gente vai chegar 100%", garante Damasceno.


Rafael Souza

NACIONAL x ARAPONGAS ( É HOJE )


FOLHA DE LONDRINA

Arapongas tenta acabar com sina de empates

O Arapongas tenta acabar com a sina de empates que o persegue neste Campeonato Paranaense e nada melhor do que receber o lanterna do torneio para findar a série de igualdades. Esta é a missão do time no duelo contra o Nacional, hoje, às 16 horas, no Estádio José Chiappin, em Arapongas. 

Apesar de ter apenas uma derrota na competição, o time da Cidade dos Pássaros amarga a decepcionante nona colocação com dez pontos. Isso porque empatou sete vezes, sendo que seis delas foram nos últimos seis jogos. Já o Nacional ainda busca seu primeiro triunfo. O time soma apenas um ponto em nove jogos e vem de sete derrotas seguidas. 

Em Cianorte, o time da casa estreia o técnico Ronaldo Bagé, às 16 horas, no Estádio Albino Turbay, contra o Paraná. Campeão do interior com o time em 2011, o treinador gaúcho volta a equipe para tirá-la da zona de rebaixamento. O Cianorte é o vice-lanterna do Campeonato Paranaense com apenas cinco pontos ganhos. 

O Paraná Clube entra em campo ainda sonhando em vencer o turno. O Tricolor soma 17 pontos e precisa vencer o Leão e torcer contra o Coritiba para seguir com chances. 

No mesmo horário, em Ponta Grossa, o Operário faz um jogo de "seis pontos" com o Toledo. O Fantasma soma 11 pontos, enquanto o Porco tem dez. As duas equipes vêm de vitórias sobre os dois times que estão na zona de rebaixamento. Enquanto o Operário bateu o Nacional, em Rolândia, por 1 a 0, o Toledo goleou em casa o Cianorte por 4 a 0. 

Em Paranavaí, o Vermelhinho busca a recuperação no Paranaense diante do Rio Branco. O time do Noroeste teve sua ascensão freada pelo Londrina e precisa voltar a vencer para se manter bem na briga por uma vaga na Série D do Brasileiro. Já o Rio Branco junta os cacos após mais uma goleada humilhante. No domingo passado, o Leão da Estradinha apanhou em casa por 7 a 0 do Coritiba.