sábado, 13 de abril de 2013

CRÔNICAS AVENTURAS NO NORTE DO PARANÁ By JOSÉ CARLOS FARINA

CLIQUE PARA LER

FOTO By  FARINA

ROLÂNDIA - CINE PAIOLZÃO E DANIEL STEIDLE NO FANTÁSTICO DA GLOBO DOMINGO


Fui convidado pelo Daniel Steidle para ajudar a recepcionar amanhã cedo a equipe da rede Globo de televisão do programa Me Leva Brasil” do Fantástico e o apresentadoir Maurício Kubrusly. Será produzido um documentário com o tema "cinemas no inteiror do norte do Paraná e o  cine Paiolzão", da Fazenda Bimini

 Danil disse-me que iria repassar os links da minha crônica "Cinemas de Rolândia década de  60 a 89 publicada no Blog do Farina e do vídeo "Cine Paiolzão da Fazenda Bimini" do Yourtube. Quem é que sabe... posso até sair no Fantástico. 
Ficamos de recepcionar a equipe amanhã cedo em frente a Estátua do Roland para entrevistas e filmagens. O programa deverá ser exibido no próximo domingo.
Parabéns Daniel. Fico feliz de poder colaborar com este programa.
TEXTO e FOTO de JOSÉ CARLOS FARINA

VÍDEO 5 CONJUNTOS DE LONDRINA AV SAUL ELKIND By FARINA

PT DE ROLÂNDIA LANÇARÁ CANDIDATO NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES


PIZZAS PIZZA PIZZARIA LANCHE EM ROLÂNDIA - OFERTA SÓ HOJE NA "FAZENDINHA"

ligue   JOSÉ CARLOS FARINA´para anunciar













NACIONAL NAC DE ROLÂNDIA - O PIOR TIME DO BRASIL

lancenet


Competições que se arrastam por meses, nível técnico ruim, púbicos abaixo do esperado... Tem de tudo um pouco nos campeonatos estaduais pelo Brasil. Mas o que muitos não sabem são as histórias de clubes que ainda não conseguiram vencer em seus respectivos torneios locais. São os casos de Náuas (AC), Tarumã (AM), Vila Aurora (MT), Brazlândia (DF), Espírito Santo (ES) e Nacional NAC  (PR).

A situação mais complicada é a do Náuas, de Cruzeiro do Sul, cidade a 632 Km da capital Rio Branco. São dois empates e sete derrotas no Acreano. O que poderia explicar tal campanha? Os jogadores são voluntários. Eles não recebem salário e jogam, literalmente, por amor ao futebol.
– A diretoria passada deixou o clube endividado. Não temos dinheiro e somos sinceros com os jogadores. Eles estão aqui por amor ao futebol. Nossa única renda vem de nove patrocínios, que nos garantem R$ 3 mil por mês. Com isso, podemos comprar apenas água e gelo para os treinos – disse Luiz Lopes Neto, presidente do Náuas, ao LANCE!Net.

Quem também vai mal é o Nacional de Rolândia. Empatou dois, perdeu os outros 17 jogos que fez no Paranaense e já está rebaixado. É de dar inveja ao Íbis, time pernambucano que tem a fama de pior do país. – Aqui não tem salário atrasado. A montagem do elenco foi um dos erros. Nossa motivação é vencer algum jogo – destacou Dirceu Mattos, técnico do Nacional, ao L!Net.

A SITUAÇÃO DE CADA TIME
> Vila Aurora (MT)

O time de Rondonópolis foi rebaixado com seis empates e dez derrotas em 16 partidas. Com uma dívida de R$ 50 mil, teve dificuldades financeiras e pode não disputar a Segunda Divisão do Estadual em 2014.

O Vila Aurora foi o único rebaixado no Mato-grossense com seis pontos conquistados. O Sinop, último time a se livrar somou sete com duas vitórias. O descenso foi consumado com um empate em 1 a 1 diante do rival Rondonópolis, no último dia 7. Uma vitória evitaria a queda...
> Náuas (AC)

O clube de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, empatou dois e perdeu outros sete jogos no Estadual. Teve até goleada de 10 a 0. Os jogadores são voluntários e o único patrimônio do clube é uma Kombi velha. Apesar da fase ruim, o Náuas tem salvação. São dois pontos a menos que o Alto Acre, o penúltimo colocado. O Cacique do Vale Juruá ainda tem cinco jogos pela frente, sendo quatro em casa, na Arena Juruá. O primeiro é neste domingo, diante do vice-líder Plácido de Castro, às 18h. Os outros são contra:  Juventus, Andirá, Atlético e Alto Acre.

> Nacional (PR)

O time de Rolândia, já rebaixado, tem o pior desempenho do Brasil. São dois empates (contra Coritiba e Atlético-PR!) e 17 derrotas. A equipe foi montada às pressas e Dirceu de Mattos é o terceiro técnico do ano. São 16 pontos - isso mesmo! - a menos que o Paranavaí, último time fora da zona do descenso. A motivação do Nacional é vencer pelo menos um jogo no Paranaense. Ainda tem pela frente: Operário, neste domingo, às 16h, no Germano Kruger, Arapongas e Cianorte.

ATRAÇÕES DA EXPO LONDRINA 2013 IMPERDÍVEL


Gustavo CarneiroFOLHA WEB

Na pista, a adrenalina do rodeio


Até amanhã, apresentam-se na arena de rodeio da ExpoLondrina os peões mais renomados do Brasil
A chuva de ontem não tirou a garra dos peões que disputam o prêmio de R$ 142 mil do Brahma Super Bull
Começou ontem a 2ª etapa do Brahma Super Bull, maior campeonato de montaria em touros realizado pela PBR (Professional Bull Riders) Brasil. As provas continuam hoje e amanhã, quando ocorre a grande final. A premiação chega aos R$ 142 mil para os atletas, o dobro de 2012, e R$ 15 mil para os touros. 


A locução é de Rafael Villela. O PBR está acontecendo na arena de shows e rodeio João Milanez, do Parque de Exposições Ney Braga, com início às 20h. 



"É uma festa enorme, muito bem organizada e que tem um dos públicos mais empolgantes do esporte. A PBR Brasil tem orgulho em participar desse evento", diz Flávio Junqueira, presidente da PBR Brasil. 



Participantes 



Entre as atrações da prova está o bicampeão Brasileiro Edevaldo Ferreira, que voltou ao Brasil apenas para competir na etapa de Londrina, depois de iniciar a temporada 2013 no Mundial nos EUA. O atleta estava afastado das arenas desde fevereiro por lesão. Agora, ele tem a chance de garantir mais pontos para a disputa do título internacional. 



Além de Edevaldo Ferreira, atletas como Magno Alves, de Santana do Araguaia (PA), Paulo Lima, de Bezerros (PE), Marcos Fernando Menezes, de Patrocínio (MG), e Roberlei Val, de Catanduva (SP), estão na briga por pontos. 



Entre os touros, estão os atletas de peso das companhias Paulo Emílio, 3B/Circle T. Ranch, Gattaz, Marcelo Castro, W. Peres, Gold Company, Genética T4/LD, Euripinho Sollo e Jr. Zamperlini. O touro Bipolar, da Cia Paulo Emílio, touro do ano de 2012 também participa da etapa. 

Governo Dilma é contra redução da maioridade penal


Agência Estado
Após o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciar que pretende levar a Brasília na próxima semana projeto de lei para alterar o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e tornar mais rígidas as punições a infratores com idade abaixo de 18 anos, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, reiterou nesta sexta-feira que o Palácio do Planalto é contra a redução da maioridade penal. 

"É necessário que os governantes tenham muita maturidade naquilo que falam, que propõem, em uma hora como esta. É uma situação muito mais complexa do que simplesmente ficar mexendo na questão da idade penal", disse Carvalho. 

anúncio do governador foi feito após a morte de Victor Hugo Deppman, de 19 anos, em São Paulo. O suspeito de matá-lo, um jovem que completou 18 anos nesta sexta-feira, já tinha passagem pela Fundação Casa. 

"Reduzir a maioridade é uma lógica que não tem sentido, porque se hoje a gente diz que as quadrilhas usam meninos de 16, 17 anos, daqui a pouco vai ser o de 12, o de 10. Temos de atacar a causa, que é uma questão histórica da exclusão, a falta de oportunidades, a discriminação da juventude negra", afirmou Carvalho. 

No Rio, o vice-presidente, Michel Temer, também defendeu opinião semelhante. "Ainda hoje eu vi um argumento que diz ''reduz para 16''. Mas e daí? O sujeito tem 15 anos e meio e comete um crime. O que você faz? Reduz para 15? Não sei se é por aí." 

Já o ex-governador José Serra saiu em defesa da proposta de Alckmin. Ele lembrou que quando era governador conseguiu impedir que Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha, acusado de matar Liana Friedebach e seu namorado, em 2003, fosse solto depois de três anos de internação (limite do ECA), usando a possibilidade de levá-lo para uma Unidade Experimental de Saúde. "Criamos até um instituto específico, uma coisa que sai caro, para poder manter aquele facínora preso." 

E Alckmin voltou a defender nesta sexta-feira que o prazo de detenção dos jovens infratores seja maior - ele pretende aumentar o prazo para oito ou até dez anos (reincidentes). O governador também quer que, ao completar 18 anos, o adolescente "seja encaminhado para o sistema prisional". "Levar mais jovens para o tipo de prisão que nós temos hoje é, sabemos, ajudá-lo a aprofundar no crime, não a sair do crime", criticou Carvalho. 

No passado, a presidente Dilma Rousseff também se mostrou contrária à possibilidade. "O jovem em situação de carência e de violência, com a prisão, ainda seria cooptado pelo crime organizado." Nesta quinta-feira, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, já havia considerado "inconstitucional" mexer na redução. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

FARINA NA FOLHA DE LONDRINA ( COLUNA DO MILITÃO )

Divulgação
O advogado José Carlos Farina, de Rolândia, também político e imobiliarista, participou da Cavalgada da ExpoLondrina 2013 e produziu quatro vídeos para o seu blog.  Está na foto com seu bem cuidado cavalo. (COLUNA DO OSVALDO MILITÃO)

VETERINÁRIO VETERINÁRIOS CLÍNICAS PET SHOP ANIMAIS CACHORRO

FAÇA AQUI O SEU ANUNCIO

LIGUE PARA ANUNCIAR 43 - 3256-1908