terça-feira, 23 de abril de 2013

ENQUETE PARA PREFEITO DE ROLÂNDIA 2013


QUEM NÃO VOTOU PODE AINDA VOTAR..
PARTICIPE

PRA QUEM VC VOTA PARA PREFEITO?

COMA BANANA TODO DIA... NÃO ESQUEÇA... COMA BANANA


VÍDEO ELEIÇÕES EM ROLÂNDIA SÓ DAQUI 4 MESES ( NO MÍNIMO )

BLOG DO FARINA - 530.000 ACESSOS


O nº  1 continua em primeiro....
Estamos crescendo graças ao vosso apoio

e participação. A nossa promessa é apenas  defender  Rolândia e o norte do Paraná...
Ética.. verdade.. informação e Justiça a quem merecer... com a marca by Farina
DEUS ABENÇOE A TODOS NÓS
JOSÉ CARLOS FARINA

ACONTECEU NO SENADO BRASILEIRO - ISTO É INACREDITÁVEL


BRASÍLIA – De garçom do plenário do Senado a dublê de senador por meia hora. A pedido do senador João Costa (PPL-TO), por meio de um bilhetinho, o garçom Jonhson Alves Moreira abandonou seus afazeres na copa e fez uma ponta de senador para que ele não discursasse para o plenário vazio. Como presidente da sessão, já que não tinha nenhum parlamentar para ocupar a cadeira enquanto estivesse na tribuna, o senador do Partido da Pátria Livre (PPL) fez um longo discurso, de 14 páginas, uma reflexão sobre aborto e “direitos do nascituro à luz do sistema do direito romano atual e do ordenamento jurídico brasileiro”.

ASSALTO EM ROLÂNDIA - JARDIM ASTECA

  • Morador é surpreendido por ladrões na entrada de casa e tem Fusion roubado em Rolândia

    PAULINE ALMEIDA









Uma dupla armada rendeu um homem nessa segunda-feira (22), em Rolândia (24 km de Londrina), e roubou um Ford Fusion. O crime aconteceu na Rua José Fernandes, no Jardim Asteca.
Agnaldo Utuari Martins Junior, 32 anos, chegava em sua residência quando foi surpreendido pela presença dos assaltantes, um deles armado, de acordo com dados da Polícia Militar.
Os ladrões fugiram com o Fusion placas EBQ-9635 e com outros objetos de Junior para sentido ignorado. Buscas foram feitas pelo município, mas eles não haviam sido encontrados até o início da manhã desta terça-feira (23).
Ambos os criminosos eram morenos, estavam de calças jeans e camisas de cores claras.

Adolescente abandonado morreu pesando 8 quilos no Paraná


Lucas Emanuel Andrade - Redação Bonde
Os pais de um adolescente de 13 anos foram presos acusados de causar a morte do próprio filho, em Foz do Iguaçu. De acordo o delegado de Homicídios, Marcos Araguari, o jovem morreu no último dia 5 de abril com um quadro de desidratação. Ele pesava 8,8 quilos. 

A Polícia Civil foi informada da gravidade do fato pelo médico legista no último dia 12. A investigação foi aberta por requisição do Ministério Público. Com base no laudo pericial, depoimentos e outros documentos, a polícia confirmou que o menino morreu em decorrência do abandono dos pais. 

"O perito constatou que a criança morreu com 8,8 quilos, num estado deplorável de saúde. Estava com um quadro de caquexia, com sinais de mau tratos e abandono. As unhas estavam grandes, os cabelos compridos, a pele com uma crosta de sujeira, sem cuidado algum. Na casa da mãe encontramos um colchão bastante sujo onde a criança ficava", detalhou Araguari. 

Segundo o delegado, na casa, localizada no Jardim Morumbi, moravam o adolescente, a mãe e o padrasto. Além deles, outros dois filhos da mulher com o primeiro marido e mais dois com o atual companheiro. Nenhum dos outros filhos apresentava qualquer sinal de abandono. 

Denúncias de vizinhos indicavam que a criança não recebia os devidos cuidados. O Conselho Tutelar foi até a casa da mulher pelo menos cinco vezes. Porém, nem os conselheiros nem o vizinhos tinham noção da situação real do garoto. Em todas as visitas, os conselheiros notificaram a mãe e ofereceram ajuda para que o adolescente fosse levado até um médico para receber acompanhamento. A mãe ignorou todas as tentativas. 

Marcos Araguari explicou que o pai e padrasto foram ouvidos e mãe deve prestar depoimento ainda durante a semana. Ela falou apenas informalmente. Todos relataram que a criança tinha uma deficiência neurológica, por isso não se alimentava. 

O delegado confirmou que o jovem sofria de algum problema, mas não foi possível definir que tipo de deficiência, já que nunca passou por exames. Araguari afastou a possibilidade de a doença ter sido a causa da morte. Ele foi enfático ao afirmar que o garoto morreu por causa do descaso familiar. 

"O adolescente estava abandonado. Deixaram ele morrer à míngua. O inquérito é rico para apontar que a criança não recebia alimentação e foi deixada à própria sorte". 

Provas documentais, como fotos antigas, mostram que a criança era saudável. O delegado crê na hipótese de a mãe ter deixado de alimentar o menino por conta da deficiência. 

A mãe e o pai estão cumprindo prisão temporária por 30 dias. Eles responderão pelo crime de homicídio qualificado pelo meio cruel. O padrasto, apesar de não ter dever legal de cuidar da criança, também será responsabilizado. Ele deve ser indiciado por omissão de socorro com resultado de morte. 

O delegado de Homicídios deve concluir o inquérito do caso até o próximo dia 10 de maio.

CARLÓPOLIS e RIBEIRÃO CLARO - NORTE DO PARANÁ


Rota das Águas reúne praia e campo no Norte do Paraná
Com belas paisagens, Carlópolis e Ribeirão Claro reúnem 12 atrativos com opções de lazer para todos os bolsos
Redação Bonde
Águas cristalinas, montanhas e matas nativas dão "boas-vindas" para os visitantes que chegam à Rota das Águas, roteiro localizado às margens da represa da Usina Hidrelétrica de Chavantes, no Rio Paranapanema, que marca a divisa de São Paulo e Paraná. O cenário paradisíaco é um convite para os turistas desfrutarem das cachoeiras, riachos, cascatas e prainhas de água doce encontradas no local.

Divulgação
A Castata do Gummy tem uma queda de 33 m de altura que deságua diretamente na Represa Chavantes, local próprio para banho. Localiza-se no bairro da Limeira a 5 km da sede do município


Carlópolis e Ribeirão Claro, localizadas no norte pioneiro do Paraná, reúnem os 12 atrativos que formam a Rota das Águas. Os dois destinos esbanjam paisagens naturais e têm opções de lazer para todos os bolsos, além de oferecerem a possibilidade de descanso no conforto do interior e atividades de aventura.

Divulgação
A beleza de Carlópolis


A região tem aproximadamente 60 mil hectares de área inundada por águas transparentes. Montanhas, como a Torre de Pedra e o Morro do Gavião, assim como as matas nativas, tornam ideais a prática de esportes como rappel, tiroleza, boiacross, montain bike, caminhadas em trilhas por matas nativas, mergulho em rios, camping, voo livre, holder, banana boat, barco à vela, caiaque e passeios de escuna.

Divulgação
Localizado às margens da rodovia de acesso a Ribeirão Claro e Carlópolis, o Mirante da Serra é uma área explanada em topo de formação rochosa (Topo da Serra) com 2.000 m² onde os veículos e visitantes que lá se postam têm uma visão privilegiada da Represa Chavantes e da natureza que a circunda.


O projeto que idealizou a Rota das Águas foi concebido em uma parceria entre Sebrae/PR e as prefeituras municipais, com o apoio da Duke Energy - companhia que controla a Usina Hidrelétrica de Chavantes, da Agência de Desenvolvimento Turístico do Norte do Paraná (Adetunorp), do Serviço Social do Comércio (Sesc) e Senac.

Divulgação
Cafezal localizado às margens da Usina Hidrelétrica de Chavantes


Não deixe de visitar

Quem passa por Ribeirão Claro, pode fazer uma parada para um registro fotográfico na Ponte Pênsil. A 13 km da sede do município, a imponente ponte tombada pelo patrimônio histórico do Paraná se estende por 164 metros sobre o Rio Paranapanema.

Divulgação


A ponte foi construída em 1917 para facilitar o transporte do café produzido em Ribeirão Claro até a cidade de Chavantes (SP). No Brasil existem apenas quatro pontes com as mesmas características.

Em Carlópolis, o Campo de Golfe Park Taki En é parada obrigatória. Às margens da represa de Chavantes, e ao lado da ponte que liga o Paraná a São Paulo, o local também rende como cenário de vários cliques. As cerejeiras, azaléias e os ipês amarelos completam a paisagem singular. Também chamado de Parque Golfe, a área recebe a Festa Cerejeira, em julho, e a Festa da Lichia, em dezembro. Várias competições de golfe são realizadas no local.

Divulgação


A pesca esportiva também leva muitos visitantes a Carlópolis. No mês de março, centenas de turistas, principalmente do norte paranaense e do sudoeste de São Paulo, chegam à cidade para participar do evento Pescar, a sigla de Pesca Esportiva de Carlópolis.

Gastronomia

A Rota da Águas conta ainda com atrativos gastronômicos. Durante os passeios os visitantes podem experimentar pratos típicos à base de peixe como filé de tilápia na crosta de noz pecan, tourbant de corvina com geleia de pimenta ao molho de capim limão, tucunaré assado na folha de bananeira com banana da terra e pacu grelhado com vinagrete de pupunha tortelleti de noz pecan. Além de iguarias como salada de rúcula com pupunha e tomate confitado, farofa de banana da terra, pupunha assada, talharim de café ao molho de queijo, rocambole de capuccino, entre outros.

Onde ficar

Em Ribeirão Claro, o turista pode escolher se hospedar em luxuosas instalações, com infraestrutura de resort, e também há opções de hotéis mais simples e rústicos. Para quem busca reuinte e conforto a opção é o Resort Tayayá, onde o visitante tem à disposição piscina com vista para a represa, piscina aquecida, praia artificial, marina, passeios de escuna, banana boat e jet ski.

Outra opção é a pousada da Ilha, a poucos quilômetros do Tayayá. Lá o bem-estar é a porta de entrada. Para chegar à sede da pousada, um barco recolhe os hóspedes que chegam à ilha em grande estilo. Os ambientes são acolhedores e toda a ilha fica à disposição do hóspede.Um clima intimista e ideal para casais que querem comemorar lua de mel ou apenas relaxar.

Para os mais aventureiros, a pousada Ruvina é o destino certo. Com trilha radical de cascatas na mata nativa, pesca esportiva na serra das pedras, cancha de bocha, maia, vôlei, além de uma nascente de água mineral, a simpática família Ruvina recebe os turistas como antigos amigos. A hospedagem no campo agrada pela simplicidade e, é claro, pelas refeições caseiras.

Divulgação
Na Pousada Recanto da Cascata o turista encontra serviços de lanchonete e restaurante às margens do rio


Há ainda a Pousada Recanto da Cascata, localizado na estrada de acesso ao Tayayá. O local conta com duas cascatas naturais de 70 e 11 metros, que desaguam na Represa Chavantes. A pousada oferece 16 leitos, mais dois chalés com 4 leitos cada e 3 suítes para casais, além de serviços de lanchonete e restaurante às margens do rio.

Divulgação
Entrada de acesso à Fazenda Monte Belo


Se o objetivo é desfrutar da Rota das Águas por uma temporada, várias casas de veraneio ficam à disposição para alugar. É o caso da Fazenda Monte Belo que fica na rodovia que liga Carlópolis e Ribeirão Claro. É um lugar tranquilo e bastante tradicional, com grandes casarões e terreiros de café que fazem seus visitantes viajarem no tempo. Possui uma casa de aluguel para temporadas, (fins de semana e feriados prolongados) com serviço de café da manhã.

Divulgação
Os terreiros de café da Fazenda Monte Belo fazem seus visitantes viajarem no tempo


Agora, se faltar tempo e a ideia for apenas passar um dia por lá, o Balneário Cachoeira, a praia pública de Ribeirão Claro, é indicado. Para visitar o local, o turista paga apenas R$ 1 e aproveita o dia à beira das águas cristalinas da represa. A prainha é mantida por uma associação de moradores que cuida da limpeza e organização do local. Há área de camping, churrasqueiras, banheiros, lanchonete e restaurante.

Divulgação
Balneário Cachoeira


Como chegar

De Londrina, a melhor pção é seguir até Jacarezinho pela BR-369, são 150 km.Há um pedágio no trajeto, no valor de R$ 12,80. De Jacarezinho, a viagem de 20 km até Ribeirão Claro é pela PR-431. De Ribeirão a Carlópolis a distância é de 30 km pela PR-151. (Com informações da Agência Sebrae, G1 e Portal da Prefeitura de Ribeirão Claro)

ROLÂNDIA - ACABOU O CORTE DE ÁRVORES SADIAS ?



PARAR COM CORTE DE ÁRVORES SADIAS
Rolândia assistiu nos últimos anos um verdadeiro absurdo: milhares de árvores sadias eram cortadas sem mais nem menos. Bastava uma reclamação de alguma madame dizendo que as folhas das árvores sujavam a calçada, e lá ia o Waldiceu ou o Miltinho passar a moto-serra. A lenha, troncos, claro, era tudo vendido, só que nunca ninguém viu onde foi parar o dinheiro. Um bom dinheiro diga-se de passagem.

A prefeitura, inclusive cumprindo legislação superior, está estudando um programa de rearborização da cidade. E desde já a prefeita interina Sabine deu ordem ao setor competente (Miltinho & cia): parar de cortar árvores sadias. Se tiver alguma árvore doente, com problemas, tem que consultar o setor competente: o secretário do Meio- Ambiente e o Condema. Se a ordem não for cumprida os responsáveis arcarão com as consequências. Rolândia voltará a ser uma cidade arborizada, como o foi antigamente, os antigos se lembram com saudade.

Prevê-se também plano de plantio de árvores nativas na beira dos ribeirões próximos à cidade, e também em torno do lago do São Fernando, com o tempo os eucaliptos serão substituídos por árvores nativas. Mas, é claro, isso é coisa para várias, futuras, administrações. Mas o início será dado em breve. FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - ERNESTO NOGUEIRA É EXONERADO

Conversei agora com o assessor de imprensa da prefeitura. Ernesto Nogueira foi exonerado da secretaria de indústria e comércio. Campaner assume em seu lugar e acumula agora duas secretarias. Pelo que apuramos Ernesto pretende concorrer à cargo de prefeito tendo em vista a cassação do mandato de Johnny Lehmann. JOSÉ CARLOS FARINA

Norte do Paraná - TURISMO E MUITO MAIS



O Norte do Paraná é uma das maiores regiões turísticas presentes no Estado, abrigando cerca de 90 cidades. De tradição agropecuária e forte influência dos imigrantes japoneses e europeus, esta região apresenta paisagens rurais, parques, museus, santuários e diversas belezas naturais que, juntamente com festas populares, têm fortalecido o turismo da região. A cidade de Londrina, o centro desse território, destaca-se no turismo de negócios, ficando atrás apenas de Curitiba e Foz do Iguaçu. Cidades como Apucarana, Cambé, Cornélio Procópio e Rolândia também figuram na formação turística do Norte.
Nessa região do Estado, o visitante encontra empreendimentos com tecnologia de ponta em contraste com propriedades rurais onde a agricultura familiar tem presença marcante. Por isso, o turismo rural também é muito significativo na região. Entretanto, além dele, também é possível encontrar turismo cultural, de esporte, de lazer, de pesca, náutico, religioso e de negócios.
Com tradicional vocação agrícola, o norte do Paraná apresenta forte reencontro com essas raízes, repleto de costumes do interior. Nas fazendas e pousadas da região é possível praticar cavalgadas, pesca, caça e provar da gastronomia local. Dentre os municípios que mais privilegiam as atividades rurais estão Tomazina, Tamarana, Santo Antonio da Platina, Alvorada do Sul, Londrina, São Jerônimo da Serra, Santa Mariana, Jataizinho, Cambará e Rolândia.
O turismo de pesca e o turismo náutico são também muito praticados. Em Ribeirão Claro e Carlópolis a pesca é bastante divulgada, principalmente em eventos regulares, como a Pesca ao Tucunaré e o Campeonato de Pesca Esportiva à Corvina. Já o turismo náutico é realizado nos municípios banhados pela Represa de Capivara, como Primeiro de Maio. Lá, é oferecida uma boa infraestrutura, com clubes, terminais turísticos, campings, piscinas, restaurantes, rampas e trapiche. A Represa de Chavantes, em Ribeirão Claro e Carlópolis, oferece muitos passeios pela região e, em Londrina, o Lago Igapó é palco de vários esportes náuticos, praticados tanto por moradores como por visitantes. Esse lago também se destaca na prática de turismo de lazer. Além dele, em Londrina, o Parque Florestal Arthur Thomas possui uma queda d'água, lago e grande área para passeio em trilhas. Em Ribeirão Claro, Carlópolis, Primeiro de Maio e Alvorada do Sul, pousadas e complexos turísticos às margens das represas de Chavantes e Capivara garantem diversão, lazer e conforto.
O Norte do Paraná também é cenário do turismo de esportes, uma vez que lá acontecem muitas atividades e competições esportivas. Em Tomazina, no Rio das Cinzas, realiza-se competições de canoagem, assim como em Balneário da Cachoeira e Represa dos Chavantes em Ribeirão Claro. Outras competições ocorrem na região, permitindo uma maior interação dos praticantes com as belezas naturais, utilizando-se canoas, caiaques e equipamentos de windsurf. Outra atividade  praticada é o voo livre, especialmente em Jacarezinho e Ribeirão Claro.
Entretanto, o norte paranaense não apresenta somente belezas naturais como atrativos, sua cultura e religiosidade também deslocam muitos turistas para esse polo turístico.
Londrina, o polo do turismo de eventos e negócios da região, recebe muitos eventos técnicos e científicos, voltados, principalmente, à industria e agricultura. Lá, destaca-se o centro de pesquisas da EMBRAPA e a Exposição Agropecuária e Industrial. Entretanto, outras cidades realizam eventos que movimentam a economia, como é o caso de Arapongas, com a Movelpar, feira de móveis conhecida no Brasil e no exterior, e a EPAFI em Santo Antônio da Platina, uma exposição e feira e agropecuária, industrial e comercial, com leilões, exposições e comercialização de animais e maquinário e implementos agrícolas.
No turismo cultural, destacam-se o Museu Histórico Padre Carlos Weiss e o Museu de Arte de Londrina, ambos tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná. Também nessa cidade, a FILO (Festival Internacional de Londrina) é um dos eventos mais tradicionais, com apresentações de diferentes escolas teatrais nacionais e internacionais. Outro evento muito destacado é a Oktoberfest de Rolândia, com apresentações de danças, músicas folclóricas e gastronomia típica alemã, reflexo da influência desses imigrantes no local. Outro festival étnico, o Tanabana, em Assaí, homenageia e resgata a cultura japonesa.
As manifestações religiosas também são diversas, principalmente do islamismo, budismo e catolicismo, representadas em templos, igrejas e comemorações. Em Londrina, a Mesquita Muçulmana Rei Faiçal, o Templo Budista Hongaji e a Catedral Metropolitana Sagrado Coração de Jesus são ícones importantes da cidade e região. Outros santuários atraem muitos visitantes, como o Parque Ecológico de Santo Expedito e o Parque Redenção, em Apucarana. Rotas religiosas como a Rota do Rosário e da Fé, peregrinações evangelizadoras que unem crença e cultura, ocorrem em várias cidades do norte do Estado.

Fonte: ''Norte do Paraná'' – Paraná Turismo - FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ÁGUA TRATADA EM ROLÂNDIA


ROLÂNDIA COM 100% DE FORNECIMENTO DE ÁGUA TRATADA


A SANEPAR, através de sua gerencia regional localizada em Arapongas,  informa que o sistema de abastecimento de água do município recebe investimentos que visam melhorar o abastecimento atendendo principalmente uma região periférica com alta concentração de ligações. Estão sendo executadas as obras de duas elevatórias de água tratada: uma no Conjunto Angelo Matiussi e outra no Jardim Dom Pedro II, visando melhorar a condição de abastecimento. Obra no valor de R$ 180.369,47
Segundo Leonardo Violin, engenheiro de Desenvolvimento Operacional da Sanepar, hoje o índice de atendimento com rede de abastecimento de água em Rolândia é de 100% da população urbana atendida. Com mais duas elevatórias a população beneficiada chegará perto de 16.450 habitantes – aproximadamente 4700 ligações beneficiadas. Os bairros atendidos são: Jardim Santo Eduardo, Conjunto Padre Ângelo Matiussi, Jardim Itália, Jardim das Américas, Jardim Pioneiros, Jardim do Lago, Jardim Europa, Jardim José Erdei, Conjunto San Fernando I, II e II. A Sanepar elabora um estudo global para o sistema de abastecimento de água de Rolândia, o que norteará as ações e investimentos visando atender o sistema para os próximos 20 anos.

A CORES DA SAÚDE - ALIMENTOS QUE CURAM


OCORRÊNCIAS POLICIAIS DE ROLÂNDIA - 23/04/2013


RELATO DE OCORRÊNCIA DE VULTO:

DATA
HORÁRIO
MUNICÍPIO
BAIRRO
22/04/2013
09h00min
Rolandia
Parque Industrial Roland
LOGRADOURO
Av. Paranapanema/frente à TCR
NATUREZA
Furto Qualificado/Veiculo
VITIMA
R.V.C.
AUTORIA
   Desconhecida
Segundo a vitima estacionou seu veiculo VW/Santana de cor prata em frente à garagem de ônibus da TCR, onde o mesmo trabalha e às 08h30min o mesmo verificou que o veiculo havia sido furtado. A vítima pede providencias.

DATA
HORÁRIO
MUNICÍPIO
BAIRRO
17/04/2013
18h00min
Rolandia
Vila Oliveira
Logradouro
Rua Jade nº 41
Natureza
Furto Qualificado/Veiculo
Vitima
A.B.
Autoria
G.N.
 Segundo a vítima, deixou o seu veiculo VW/Gol Special de cor azul, estacionado na garagem de sua residência, na Rua Jade, nº 41 e saiu, e quando retornou, o seu enteado G.N. havia furtado o veiculo, com os documentos, Obs: O enteado, não mora com a vítima.

             DATA
HORÁRIO
MUNICÍPIO
BAIRRO
22/04/2013
09h50min
Rolandia
Vila Oliveira
LOGRADOURO
Rua Saguaragi - s/n
NATUREZA
Moeda Falsa
VITIMA
Estado
AUTORIA
R.O.M.
A equipe policial foi informada por anônimos dando conta de que havia um individuo que portava notas falsas de 50 reais e que ele estava na condução de um veículo Gm/Monza SL/E 2.0. Durante patrulhamento, a equipe policial visualizou o veículo e deu voz de abordagem, feito revista pessoal, foi constatado que havia uma nota de cinqüentas reais falsa na carteira do abordado. Diante do flagrante, foi conduzido para a Polícia Federal em Londrina.
    
DATA
HORÁRIO
MUNICÍPIO
BAIRRO
22/04/2013
11h30min
Rolandia
Jd Asteca
Logradouro
Rua Jose Fernandes nº 187
Natureza
Roubo
Vitima
A.U.M.J.
Autoria
Desconhecida
No local em contato com o solicitante, foi informado que quando chegou em frente de sua residência, foi abordado por dois elementos de cor morena, estatura media ambos de calça jeans e camisas claras,  sendo que um dos elementos de posse de uma arma de fogo, deu voz de assalto. O veículo Ford Fusion, de cor prata, foi roubado e outros objetos no interior do carro. Os marginais evadiram-se sentido ignorado.

DATA
HORÁRIO
MUNICÍPIO
BAIRRO
19/04/2013
06h20min
Rolandia
Jardim Santiago
LOGRADOURO
Rua Odorico Vieira Camargo nº 14
NATUREZA
Trafico de drogas/cumprimento de mandado/porte ilegal de arma de fogo
VITIMA
Estado
AUTORIA
V.R. A.  e  M.L.
Diante de várias informações e investigações realizadas pela P-2, foi levantado que no endereço acima descrito havia indivíduos armados, foragidos e também drogas. A equipe policial deslocou até lá e durante as busca foram encontradas na residencia da V.R.A., uma Pistola 9 mm, marca Ruger,de  numeração suprimida, 15(quinze) munições intactas e cento e dezessete gramas de substância entorpecente análoga a maconha e um indivíduo, M.L., que ao ser checado foi constato que é foragido da colônia penal agrícola do estado.

DATA
HORÁRIO
MUNICÍPIO
BAIRRO
22/04/2013
16h50min
Rolandia
São Martinho
LOGRADOURO
Rua Jose Leonardi     q-02 l-08
NATUREZA
Ameaça
VITIMA
J.M.
AUTORIA
M.B.
Segundo a vítima, foi alertado por uma conhecida que o autor M.B. , pai de um adolescente de 16 anos,  que teve um veículo apreendido pela Polícia em 19 de abril 2013, disse que ia mostrar   a "boca preta" para o policial que apreendeu o veiculo do seu filho, e segundo o informante quando o autor diz "boca preta" o mesmo se refere á um revolver.

                                                   Rolândia, 23 de abril de 2013.

TREM PÉ VERMELHO - SÓ CONSTRUINDO UMA NOVA FERROVIA


ESTUDO DA LAB TRANS
A solução de remover a linha de carga, desde Cambé até a entrada de  Maringá, desviando-a para longe das cidades, seria um empreendimento economicamente mais barato e socialmente muito mais viável por dois motivos: (i) as cidades do norte paranaense conseguiriam livrar-se de um problema indesejável  do ponto de vista urbano; (ii) a concessionária da linha de carga poderia diminuir seus custos de operação com uma linha mais moderna e rápida e assim baixar os preços de seus fretes, ganhando em competitividade. Considerando que a nova  linha de carga ficaria na mesma área geográfica em que se encontra a linha atual, ou muito próxima a ela, o custo ficaria em torno de R$ 4,5 milhões/km. Para um  trajeto de 120 km, a nova linha custaria R$ 540 milhões. Naturalmente, essa é apenas uma sugestão ao MT; não se estudaram as formas de financiamento para essa obra e nem a sua legalidade. E o Trem Regional de Passageiros? Este ocuparia a atual linha de carga com um custo mais barato, pois poderia aproveitar trilhos, não precisaria de terraplenagem adicional, nem construir pátios de desvios e viadutos. Poderiam ser aproveitadas as estações que ainda oferecem condições de uso após reformas. FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA
Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica, Financeira, Social e Ambiental - Novembro de 2012 - Ministério dos Transportes - Secretaria de Política Nacional de Transportes - Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC - Laboratório de Transportes e Logística – LabTrans
COMENTÁRIO: Pepino grande é o fato de que  Londrina transformou a  sua linha de trem em uma avenida rápida. A estação agora está muito fora de mão... longe do centro da cidade... A população da região só vai "pegar" o trem para Londrina para trabalho se o mesmo parar próximo do centro. JOSÉ CARLOS FARINA

REMANESCENTES DE FLORESTAS DO NORTE DO PARANÁ - MATAS - PARQUES e RPPNs


Segundo dados do IAP, das 68 áreas protegidas que compõem o Sistema  Estadual de Unidades de Conservação, apenas duas estão na área de estudo: o  Parque Estadual Mata dos Godoy, com 21,53 ha, localizado em Londrina, e o Horto  Florestal de Mandaguari, com 690,17 ha, no município de mesmo nome. Estão registradas, também, três Reservas Particulares do Patrimônio  Natural Estadual: a RPPN Mata do Barão, com 1.126,10 ha, localizada em Londrina;  a RPPN Fazenda Carambola, com 129,14 ha, e a  RPPN Luz do Sol, com 44,64 ha,  ambas no Município de Rolândia. Na área existem várias Unidades de Conservação Municipais, a saber: a) localizadas em Ibiporã: APA Municipal de Xambrê, com  20.357,52 ha; e  Parque Municipal Primavera, com 21,55 ha; b) localizadas em Londrina: Parque Arthur Thomas, com 85,47 ha; e Parque Ecológico Dr. Daisaku Ikeda, com 123,05 ha; c) localizadas em Cambé: Parque  Municipal Danziger Hof, com 9,00 ha; e  Parque Municipal Peroba Rosa, com 9,80 ha; d) localizada em Arapongas: Parque Municipal Bosque dos Pássaros,  com 3,58 ha; e) localizadas em Apucarana: Parque Municipal da Colônia Mineira, com  53,07 ha; e Parque Municipal da Raposa, com 290,00 ha; f) localizadas em Maringá: Parque do Ingá, com 47,30 ha; Parque  Municipal Borba Gato, com 7,65 ha; Parque Municipal das Palmeiras,  com 6,11 ha; Parque Municipal das Perobas, com 26,34 ha; Parque  Municipal do Cinquentenário 1 e 2, com 11,81 ha; Parque Municipal do  Sabiá, com 8,20 ha; Parque Municipal dos Pioneiros, com 57,31 ha; e  Parque Municipal Guayapo, com 1,62 ha. TEXTO e FOTO by  JOSÉ CARLOS FARINA

TURISMO NO NORTE DO PARANÁ - CIDADES


Ibiporã: Cine Teatro Padre José Zanelli; Igreja matriz; praça central.

 Londrina:
Catedral Metropolitana, Bosque, Templo Budista Honganji, Teatro  Zaqueu de Melo, Salto Apucaraninha, Lago Igapó, Mesquita  Muçulmana, Santuário de Graças Schóenstatt, Capela São Miguel  Arcanjo, Museu  Histórico  de Londrina, Teatro Universitário Ouro Verde,  Parque Florestal Arthur Thomas, Parque Estadual Mata dos Godoy, Bosque Municipal Marechal Cândido Rondon, Reserva Indígena,  Balneário Thermas de Londrina, Marco Zero, Monumento ao  Passageiro, Anfiteatro Reverendo Jonas Dias Martins, Parque de  Exposições Governador Ney Braga, Zerão, calçadão.

Cambé: 
Zerão; Parque Histórico Municipal Danziger Hof, Museu  Histórico de Cambé, Centro Cultural de Cambé, Igreja matriz, calçadão.

Rolândia: 
Estação Ferroviária; Estátua do Roland. Igreja Matriz; Igreja Luterana; Castelinho; Museu Municipal; Museu Japonês; Estrada São Rafael; Igreja e Cemitério São Rafael; Oktoberfest; Lago São Fernando.

Arapongas: 
Cachoeira da Cidade, Cachoeira do Félix, Cachoeira do Rafael, Cachoeira do Lage, Casa Colonial; Parque Municipal dos pássaros, Igreja matriz.

Apucarana: 
Quedas d’Água Sítio São Domingos Barra, Cachoeira Rio Cerne, Parque Ecológico da Raposa, Lago  Jaboti, Bosque Municipal,  Parque Municipal Biguaçu, Museu Histórico Regional, Estação  Ferroviária,igreja matriz.

Maringá:
Horto Florestal, Parque Internacional de Exposições  Francisco Feio Ribeiro, Catedral Metropolitana, Basílica Menor Nossa  Senhora da Glória, Bosque das Grevíleas, Capela Santa Cruz, Mural  Artístico, Templo Budista Jodoshu Nippakuji, Teatro Calil Haddad,  Mesquita Muçulmana Sheik Mohamed Ben Nasser Al Ubudi, Capela  Madre Paulina, Santuário Diocesano, Parque do Ingá.

TEXTO e FOTO by  JOSÉ CARLOS FARINA