domingo, 5 de maio de 2013

QUEM VAI PAGAR AS MADEIRAS EXTRAVIADAS DO HOTEL ROLÂNDIA ??

O vereador Zé de Paula denunciou acerca de um mês que 70% das madeiras do Hotel Rolândia foram  extraviadas. Por falta de vigilância e cuidados elas foram desaparecendo. As que restaram estão mal armazenadas. O próprio Zé de Paula ficou de pedir a abertura de uma CEI para investigar. Penso que a prefeita em exercício deveria também abrir uma sindicância  para saber quem é o responsável  Este irresponsável deverá devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 60.000 ( preço das madeiras). TEXTO e FOTO de JOSÉ CARLOS FARINA.
LEIA MAIS (CLIQUE)

NOTÍCIAS DE ROLÂNDIA











ACESSE - LEIA -  PARTICIPE

JUIZ JUSTO DE SANTA CATARINA É AMEAÇADO COM EXAME PSIQUIÁTRICO


CNJ pede exame psiquiátrico para juiz crítico da Justiça de Santa Catarina

Renan Antunes de Oliveira
Do UOL, em Florianópolis
  • Renan Antunes de Oliveira/UOL
    Juiz Fernando Cordioli Garcia, 33, afastado da comarca de Otacílio Costa (250 km de Florianópolis)
    Juiz Fernando Cordioli Garcia, 33, afastado da comarca de Otacílio Costa (250 km de Florianópolis)
O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) pediu ao TJ-SC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) exame de sanidade mental do juiz Fernando Cordioli Garcia, 33, crítico do Judiciário catarinense. A Corregedoria do TJ afastou o juiz da comarca de Otacílio Costa (250 km de Florianópolis) sob acusação de "participação político-partidária" e "instabilidade", primeiro passo para exonerá-lo da magistratura. O enfrentamento do juiz com o Judiciário começou no ano passado, mas só foi tornado público nesta semana.
Cordioli enfrenta um processo disciplinar no TJ que pode resultar em sua aposentadoria compulsória. Ele foi afastado provisoriamente do cargo em dezembro, pelo voto de 49 dos 62 desembargadores, depois que 12 queixas chegaram à corregedoria. O juiz recorreu ao CNJ, que devolveu o caso ao TJ-SC sem entrar no mérito das acusações, pedindo apenas o exame de sanidade mental. O processo tem prazo de 180 dias para ser concluído.
No processo, o corregedor Vanderlei Romer afirma que o juiz "dedica-se à atividade político-partidária (...), manifesta-se pelos meios de comunicação (...), não trata com cortesia os colegas, não usa linguagem respeitosa (...) e não guarda reserva sobre dados ou fatos que tomou conhecimento no exercício da atividade jurisdicional". Num parágrafo, diz que o juiz "demonstra instabilidade".
Segundo Romer as queixas contra o juiz partiram "de variados segmentos da sociedade, do Ministério Público, Juiz de Direito, advogados, servidores autoridades políticas, etc". As queixas justificariam a necessidade do afastamento "dada sua [do juiz] expressiva interferência nas políticas públicas".
O desembargador Salim Schaed dos Santos foi voto contrário na sessão do TJ que determinou o afastamento. Ele comparou a atuação de Cordioli com a do ministro Joaquim Barbosa e a da ministra Lúcia Calmon. Disse que Cordioli representa um tipo de juiz moderno, que busca dar celeridade aos processos e que, por isso, às vezes, é incompreendido. Seria da corrente do "ativismo judicial", o juiz fora dos gabinetes.
Entre os queixosos aparece nos autos o ex-prefeito de Otacílio Costa Denilson Padilha (PMDB). Ele acusou o juiz de ajudar a oposição nas eleições de outubro. Padilha perdeu a reeleição.

Só processava "PPP"

O Ministério Público Estadual acusou o juiz de desrespeitar seus promotores e usar linguagem ofensiva - num despacho, Cordioli escreveu que um promotor deveria "se olhar no espelho". Noutro, disse que um promotor engavetava acusações "contra a elite e os coronéis da política da cidade" e só processava "PPP" (pretos, pobres e prostitutas).
Cordioli é juiz desde 2007 e assumiu a comarca de Otacílio Costa em 2010. Ele era citado na imprensa regional como "juiz coragem" porque nos autos dos processos registrava os desvios éticos e profissionais de colegas juízes, promotores, servidores e advogados. Estava prestes a ser promovido, quando foi afastado do cargo.
A Corregedoria do TJ-SC, num ato sem precedentes contra um dos seus juízes, divulgou nessa terça (30) as 12 reclamações contra ele. Nesta quinta (2), Cordioli apresentou sua defesa. 

"Dizem que sou louco, mas não corrupto"

Cordioli disse ao UOL, em Florianópolis, que é "vítima de assédio moral de gente que não aceita um juiz como eu" --ele se define como alguém que trabalhava "com independência dos chefes políticos da cidade e contra um MPE duro só com PPP".
O juiz disse que se tornou "o inimigo público do MPE ao denunciar que nos processos em que atuava "os ricos e poderosos raramente eram incomodados, quase sempre ficavam engavetados na Promotoria".
Ele deu um exemplo: "Um empresário poderoso foi processado por crime ambiental quando eu ainda estava na universidade, em 2003. Quando assumi como juiz, descobri tantas fraudes que tive que fazer diligências de surpresa, senão alguém soprava para os réus. O processo foi tirado da minha comarca por vias espúrias e até hoje está parado no Tribunal de Justiça".
Cordioli é solteiro, nascido em Lages (220 km de Florianópolis). 
Com frequência, ele fez piadas sobre seu estado mental: "Dizem que sou louco, mas pelo menos não me chamam de corrupto. Sou louco por querer fazer a máquina do Judiciário funcionar".
Ele anda num carro Ford Fiesta, mas tem um BMW na garagem de casa: "É uma pequena concessão que me fiz. Escolhi um carro de luxo para eles pensarem que também roubo, como eles", diz, sem citar que são "eles".

Leilão de carro de ex-prefeito em praça pública 

Em 2012, Cordioli leiloou dois carros do prefeito de Palmeira em praça pública. O dinheiro era para pagar condenação por desvio de dinheiro público. Um terceiro carro, no qual o prefeito tentava viajar para Florianópolis, foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal depois que o juiz mandou uma ordem por fax para o posto de patrulha. O prefeito ficou a pé no acostamento.
Quando a polícia pedia a prisão de alguém, o juiz despachava a mão no próprio requerimento, poupando toda burocracia: "É um recurso que está no Código de Processo Penal desde 1940", afirma.
Depois que o MP se recusou a pagar peritos num processo contra outro ex-prefeito, o juiz pediu auxílio do 10º Batalhão de Engenharia do Exército para avaliar a casa do réu. Um destacamento cercou a casa, fotografou tudo e a avaliou em R$ 500 mil. Em seguida, quando estava prestes a transformar a residência num abrigo municipal para órfãos, Cordioli foi afastado.
Num processo ambiental, ordenou à Fundação de Amparo ao Meio Ambiente derrubar a casa de um vereador erguida em área de preservação. Como a ordem judicial não foi cumprida, Cordioli fez o serviço ele mesmo, com a ajuda de um operário.
Descontente em ver condenados a penas alternativas não cumprirem suas sentenças, o juiz exigiu que todos fossem ao quartel da PM às 9h dos sábados. Recebia o pessoal de pá na mão e comandava operações tapa-buracos nas ruas de Otacílio Costa.
O juiz andava de bicicleta na cidade.
Cordioli visitou um desembargador vestindo jaqueta de couro e com barba por fazer.
Nas audiências criminais preliminares ele soltava pessoas que sabia que enfrentariam longas batalhas judiciais por coisas insignificantes.
Defendeu um rico. O homem tinha podado uns pinheiros e a Polícia Ambiental o autuou. O juiz concluiu que a denúncia fora perseguição política e o inocentou sob o argumento de que podar árvores não é crime.
No ano passado, queixou-se de corrupção em Otacílio Costa ao governador Raimundo Colombo (PSD) e pediu intervenção na cidade.
Para vereadores queixosos de postos de saúde sem médico e sem remédios, sugeriu que responsabilizassem  o prefeito e os ensinou a como fazer um processo de impeachment.
Sugeriu que uma mulher drogada, mãe de três filhos que já viviam nas ruas, fizesse uma laqueadura.

LONDRINA PERDE A PRIMEIRA PARTIDA MAS AINDA ACREDITA


Tubarão perde por 2 a 1, mas ainda acredita no título do Interior

O Londrina perdeu para o Operário, em Ponta Grossa, e agora precisa de uma vitória simples no Estádio do Café no próximo domingo para ficar com o Troféu RPC de Campeão do Interior do Campeonato Paranaense 2013

05/05/2013 | 18:24
Fábio Calsavara
Em um jogo onde saiu completamente das características que manteve durante todo o Campeonato Paranaense 2013, o Londrina perdeu, de novo, para o Operário. A partida deste domingo (5), válida pelo Troféu RPC de Campeão do Interior, acabou em 2 a 1 para o Fantasma. Se quiser o título, o Tubarão precisa vencer no Estádio do Café na semana vem.
O primeiro gol do jogo, certamente um dos mais rápidos da história de todo o torneio, saiu a menos de 30 segundos de jogo. Assim que o árbitro Selmo dos Anjos Neto deu início à partida, Rone Dias recebeu um belo passe da esquerda e bateu de voleio, sem chance para Danilo.
O Londrina sentiu o golpe e demorou para reagir. O Operário se fechou na retranca, impedindo o avanço do ataque alvi-celeste. A primeira chance de gol veio só aos oito minutos, em um bom cabeceio do zagueiro Dirceu após cobrança de escanteio.
Em uma tarde sem inspiração, Germano e Celsinho, líderes em campo em outras partidas do Tubarão, deixaram a desejar. Nas poucas oportunidades que criou, o camisa oito finalizou sem direção. Aos 32 minutos, ele perdeu a bola e deu chance de contra ataque ao Operário, que parou no goleiro Danilo.
Seis minutos mais tarde, Germano perdeu a chance mais clara de gol para o Tubarão no primeiro tempo. Wéverton, o melhor em campo pelo Londrina, fez boa jogada pela esquerda e bateu forte contra o gol de Serginho, que espalmou. No rebote, a bola sobrou limpa no pé direito do capitão, que tentou tocar a bola para finalizar de esquerda e chutou mascado, sozinho, de frente para o gol do Operário.
Mas o lance mais bisonho do primeiro tempo ainda demoraria mais cinco minutos a acontecer. O atacante Alexandre Oliveira, sibstituindo Neílson, foi pegar a bola fora de campo. Ele deu um empurrão em um dos gandulas, que caiu com as mãos no rosto. O árbitro imediatamente sacou o cartão vermelho e expulsou o camisa 9. Os jogadores ainda discutiram com o trio de arbitragem, acusando o gandula de simulação. Como resultado, o Tubarão iria jogar com um homem a menos em todo o segundo tempo.
Na volta do intervalo, os dois times erraram muitos passes. O nervosismo do Londrina, tentando compensar a expulsão, somado à retranca do Operário deixou o jogo truncado. Celsinho até que tentou criar oportunidades, mas sem sucesso. Aparentemente sem senso de colocação em campo, o meia teve poucas chances de finalização sem estar em impedimento.
Mas aos 12 minutos a história do jogo parecia que ia mudar. Bruno fez boa jogada pelo meio e tocou para Wéverton. O garoto passou por dois marcadores na intermediária do Operário, entrou na área e fuzilou contra o gol de Serginho, empatando a partida.
Mesmo com um jogador a menos, o Londrina apertou a marcação sobre o Operário. Porém, de tanto avançar a marcação acabou sofrendo a derrota em um contra ataque. Aos 29 minutos do segundo tempo, o atacante Paulo Sérgio dominou uma bola longa cruzada, e entre dois marcadores, conseguiu espaço para finalizar entre as pernas de Danilo e decretar o placar final da partida em 2 a 1 para o Operário.

VÍDEO ROLÂNDIA " ON LINE " MUITO BONITO - By FARINA

FUMAÇA NA ESCOLA ALFA INCOMODA CRIANÇAS

Um leitor - que pediu  para não ser identificado - solicitou providencias contra uma empresa localizada  nas proximidades da escola Alfa. É que a fumaça  está causando problemas pulmonares em algumas crianças da referida escola. Uma delas é seu filho.  Foto ilustrativa.
RESPOSTA:  O empresário (que também pediu para não ser identificado)  telefonou aqui e disse que a  sua empresa mantém todos os alvarás necessários, tanto da prefeitura como dos órgãos ambientais. Disse que possui um filtro em sua chaminé que suaviza os efeitos da fumaça no meio ambiente. Arrematou dizendo que é sempre fiscalizado pelo IAP Londrina e pela Força Verde recebendo sempre a aprovação dos mesmos.

DENGUE PREOCUPA EM ROLÂNDIA - ALERTA GERAL

Rolândia tem 32 casos de Dengue notificados  em 2013.  Passamos para uma posição delicada.  Desse total apenas dois são importados, ou seja, vieram de fora da cidade. A informação é do setor de Epidemiologia da Secretaria municipal de Saúde. Os casos foram detectados em vários bairros. Não há um local com maior concentração dos infectados. Por isso o alerta geral. Se todos não cuidarem a doença não vai desaparecer do nosso meio. TODOS CONTRA A DENGUE.

VÍDEO SHOW ALMIR SATER EM IBIPORÃ - ULT. PARTE

MENINO ARANHA - SOBE NO CANTO DA SALA DESCALÇO

OS MAIORES IDIOTAS DO MUNDO

VÍDEO ALMIR SATER EM IBIPORÃ - 3ª PARTE - by FARINA SHOW PANTANAL VIOLA

ENQUETE PARA PREFEITO DE ROLÂNDIA (APÓS CASSAÇÃO )


EURIDES
  15 (11%)
 
MARCIO
  8 (6%)
 
SABINE
  14 (11%)
 
PAULO FARINA
  8 (6%)
 
ERNESTO NOGUEIRA
  26 (20%)
 
JOSÉ CARLOS FARINA
  5 (3%)
 
SONIA PERAZOLO
  7 (5%)
 
ARNO GIESEN
  0 (0%)
LEONARDO CASADO
  1 (0%)
HORACIO NEGRÃO
  5 (3%)
 
DARIO CAMPIOLO
  0 (0%)
ADEMAR MOZER
  9 (7%)
 
MARCIO KOLAROVICK
  1 (0%)
ELISEU DE PAULA
  3 (2%)
 
MARCO ANTONIO
  1 (0%)
ZÉ DE PAULA
  1 (0%)
JAIRO MELLO
  0 (0%)
GUILHERME SPANGUENBERG
  4 (3%)
 
COBRA
  2 (1%)
 
NILO MARQUES
  1 (0%)
VALDEMAR DE MORAIS
  6 (4%)
 
FABRICIO PAIVA
  0 (0%)
ROGERIO NAVES
  7 (5%)
 
NENÊ LEHMANN
  2 (1%)
 



BLOG DO FARINA - 550.000 ACESSOS


Estamos crescendo mais e mais graças ao vosso apoio e participação. A nossa promessa é  penas em favor de Rolândia e do norte do Paraná... Ética.. verdade.. informação... 
Justiça a quem merecer... 
AMAMOS O NORTE DO PARANÁ
com a marca by Farina
DEUS ABENÇOE A TODOS NÓS
JOSÉ CARLOS FARINA

CHURRASCO MASSAS ASSADOS CARNE ASSADA em ROLÂNDIA



ANUNCIE NO BLOG DO FARINA
























HOJE NA RPC CANAL 3 FILME COM A PARTICIPAÇÃO DE DANIEL STEIDLE e FARINA ( figurantes )


Casos e Causos conta história de amor com muita música

ter, 30/04/13 por Redação | categoria casos e causosentretenimento 
“O Violeiro de Lerroville” comemora os 50 anos do distrito de Londrina com muita música caipira (Foto: Divulgação/RPC TV)

O próximo episódio do Casos e Causos vai contar uma história de amor lá de Londrina. “O Violeiro de Lerroville” marca as comemorações dos primeiros 50 anos do distrito de Lerroville, conhecido como o mais afastado do centro urbano. O curta vai narrar a história de um romântico violeiro que, convocado à guerra, precisa deixar para trás o seu grande amor.
A direção do filme ficou sob a responsabilidade de Carlos Guilherme Fortes, que conta de onde veio a inspiração: “A ideia surgiu há alguns anos: sempre me intrigei com o aspecto trágico das músicas caipiras produzidas na região, e pensei que essas histórias cantadas poderiam se transformar em um filme”.
Com muita música de raiz, “O Violeiro de Lerroville” é um grande tributo a um gênero musical muito forte e prestigiado pelo interior do estado. As modas de viola, presentes no curta, fazem do filme um tipo de musical caipira. Segundo o diretor, “a ideia era não só retratar uma história através de imagens, mas também pela música. Por isso o trabalho do André Simões [compositor da canção tema] foi tão essencial”, acresecenta o diretor do filme.
Londrina Sonora
Gabriel Galdino vive o violeiro de Lerroville (Foto: Divulgação/RPC TV)

“O Violeiro de Lerroville” é parte de um projeto maior, o Londrina Sonora. O projeto utiliza diferentes gêneros musicais para retratar histórias de diversas regiões da cidade de Londrina. “Embora seja uma cidade relativamente nova, Londrina já tem uma cultura musical sólida e muito diversificada. A ideia é que a partir desse projeto possamos mostrar essa diversidade, e registrar as diferentes paisagens que encontramos na cidade”, explica o coordenador do projeto, o cineasta Rodrigo Grota.
Além de “O Violeiro de Lerroville”, outros três curtas integram o projeto: “Califórnia Soul”, “Jardim Tóquio” e “Guanabara”.
Além da direção de Carlos Guilherme Fortes, “O Violeiro de Lerroville” tem no elenco Gabriel Galdino e Ana Karina Barbieri, que fazem o casal romântico do curta. “O Violeiro de Lerroville” é uma coprodução da RPC TV com a Filmes do Leste e Kinoarte.
“O Violeiro de Lerroville” vai ao ar no Casos e Causos da Revista RPC no próximo domingo (5). O programa vai ao ar logo depois da série Revenge.

ASSISTA AO TRAILERhttp://globotv.globo.com/rpc/revista-rpc/v/nao-perca-o-violeiro-de-lerroville-neste-domingo-4-no-casos-e-causos/2554314/

TATU FAZ AMIZADE COM CÃES


Espetáculo da mãe natureza! Onde come um... Comem 3.



























Espetáculo da mãe natureza! Onde come um... Comem 3.