terça-feira, 18 de junho de 2013

NOVO PROTESTO QUINTA EM LONDRINA - PEC 37

Semana em Londrina será marcada por onda de protestos
Guilherme Batista - Redação Bonde
Pelo menos três manifestações devem ser realizadas até o próximo sábado (22) em Londrina. Os protestos são consequência da grande manifestação de segunda-feira (17), que reuniu mais de 10 mil pessoas em uma passeata pelas principais ruas e avenidas da cidade. 

Duas delas acontecem na quinta-feira (20).Um dos eventos, marcado para as 14h em frente ao Teatro Ouro Verde, vai contra a chamada PEC 37, a Proposta de Emenda Constitucional que quer acabar com o poder de investigação do Ministério Público (MP). Até as 22h desta terça (18), 1.230 pessoas já haviam confirmado presença em evento aberto no Facebook. 

Informações encontradas no endereço eletrônico dão conta de que o manifesto vai ser pacífico e o primeiro de dois marcados antes da votação da PEC 37 em Brasília (DF), que acontece no próximo dia 26. A organização da manifestação não vai permitir a utilização de bandeiras de partidos políticos. 

O outro protesto começou a ser organizado pelo Movimento Passe Livre Londrina. Uma das representantes do comitê, Ana Rosisca, disse que a manifestação foi decidida em reunião realizada durante a noite desta terça. O encontro, segundo ela, contou com a participação de pelo menos 100 pessoas. 

O evento vai ser realizado no final da tarde no calçadão de Londrina. O movimento pretende organizar uma passeata. O trajeto ainda não foi definido. Ana disse que as manifestações favoráveis ao passe livre vão acontecer em todo o país durante esta semana. "Aqui em Londrina tivemos a redução no preço da passagem de ônibus por causa da isenção de impostos, mas sabemos que a prefeitura também subsidia parte do valor. O poder público não pode tirar dinheiro de áreas essenciais, como a saúde e a educação, para custear o lucro dos empresários", argumentou. 

A representante disse, ainda, que o protesto vai servir para comemorar os 10 anos do Movimento Passe Livre Londrina e lembrar a morte do jovem Anderson Amaurilho, atropelado em 2003 por um coletivo durante protesto realizado em frente ao Terminal Central. "Ele era militante do movimento e acabou morrendo. Temos que relembrar a tragédia para evitar que isso volte a ocorrer em Londrina", destacou. 

REUNIÃO PRÉ-MANIFESTO DE ROLÂNDIA DE SÁBADO

Ficou decidido que o Movimento/protesto será no sábado, às 9:00 horas, com saída na Praça Castelo Branco. Os temas serão livres, Cada um proteste sobre o que quiser. Mas como sugestão os presentes sugerem: Não ao chumbo... Não a destruição do Parquinho... CPI da saúde para apurar as Horas Extras dadas a cupinchas sem o correspondente trabalho.  Apuração dos gastos da saúde. Mais médicos e remédios nos postos e hospital. Não a venda das praças e áreas institucionais dos bairros. CPI do sumiço das madeiras do Hotel Rolândia. Trincheiras para o trem. Lazer para os jovens. Urbanização  dos fundos de vales que estão abandonados. Apenas dois vereadores compareceram. Os demais estavam muito ocupados com coisas "mais importantes" que ouvir o povo.  FOTOS By  JOSÉ CARLOS FARINA



















MÉDICO DR. JORGE PRESTA DEPOIMENTO NA DELEGACIA DE ROLÂNDIA

Plantonista de hospital suspeito de negligência presta depoimento no PR

Três pessoas morreram ao esperar por atendimento; veja o vídeo. 
Hospital fica localizado em Rolândia e nega falhas no atendimento.

Do G1 PR
Comente agora
O médico plantonista Jorge Nassif, que estava no Hospital São Rafael, emRolândia, no Paraná, quando um bebê morreu após sofrer insuficiência respiratória enquanto aguardava na recepção para ser consultado, prestou depoimento para a Polícia Civil na tarde de segunda-feira (17). O caso ocorreu no dia 2 de junho e o recém-nascido tinha 25 dias.


CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO GLOBO
Segundo familiares, a criança chegou ao local com dificuldades para respirar, depois de ter passado por uma unidade de saúde onde não encontrou médico disponível. De acordo com as investigações, o hospital é suspeito de negligência nos atendimentos, já que outras duas vítimas também morreram enquanto aguardavam na recepção. Outros médicos e enfermeiros também serão ouvidos pela polícia.
O caso do bebê e de um idoso de 66 anos foram registrados pelas câmeras de segurança. Porém, em ambos os vídeos não é possível perceber quanto tempo as vítimas esperaram para serem atendidas.
"Ali atende gestante, pediatria, clínico geral e acidente. Então vai chegando tudo. Por mais rápido que as moças trabalhem fazendo a ficha de cada doente, acontece. Eu tenho 39 anos de formado e vou falar por qualquer colega que trabalha em pronto socorro que a barra é pesadíssima", relata o médico Nassif.
A direção do hospital São Rafael nega que houvesse falhas no atendimento dos casos investigados e não quis comentar o assunto. 

VÍDEO PROTESTO MANIFESTO SOLITÁRIO NO CALÇADÃO DE ROLÂNDIA - By FARINA

ANÁLISE POLÍTICA DO BRASIL NESTE MOMENTO

Jesuel Prudencio O Povo pediu a prisão dos bandidos do mensalão: o governo ignorou..Aqui em Curitiba Zé Dirceu foi recebido por militantes como herói!! E não tem só PT não, tem mais partido malandro ai!!.... O povo pediu a redução da maioridade penal: o governo falou, coitadinhos, são crianças!! ...o povo pediu dinheiro pra saúde e educação: o governo disse: eu vou gastar é com EMPREITEIRAS como a DElta do Sr Cavendisnh, que no governo do PT teve seu patrimônio aumentado de 50 milhões para 1,1 Bi....O povo não quis casamento GAY:o governo através de sua representante Marta Suplicy quer aprovar uma PLL que diz que quem é contra deve ir pra cadeia....O povo pediu pra baixar o preço da passagem: o governo do PT em São Paulo disse: não baixo, vão se ferrar!!!! O GOVERNO ESTA PEDINDO PRO POVO BAIXAR A INTENSIDADE DOS PROTESTOS; O POVO DISSE: VAI SE FERRAR!!! Que DEMOCRACIA é essa que o governo NÃO HOUVE O POVO???

FOTOS DO PROTESTO EM VÁRIAS CIDADES DO BRASIL


Protesta Londrina! Veja imagens e relatos dos internautas

Marco Feltrin - Redação Bonde
As redes sociais foram responsáveis diretas pelo sucesso da manifestação realizada na noite de segunda-feira (17) em Londrina e diversas cidades brasileiras.

Pelas redes, internautas compartilhavam o convite para participar do protesto. O resultado foi visto nas ruas, lotadas com cartazes, bandeiras e gritos de ordem. Na internet, foi possível acompanhar em diversos perfis registros em tempo real do movimento.

A reportagem do portal Bonde transmitia as informações direto da rua, e registrou alto índice de acessos durante à noite. Uma imagem do fotógrafo da Folha de Londrina Marcos Zanutto publicada no Facebook teve mais de 2,5 mil compartilhamentos, chegando a mais de 110 mil internautas.

Diante da repercussão na rede, o Bonde pediu aos internautas que enviassem imagens e relatos da manifestação pela ferramenta interativa Bonde Repórter (saiba mais). Diversos arquivos em foto e vídeo, além de depoimentos chegaram à redação. Confira:

"É um sentimento de missão cumprida poder protestar pacificamente contra esse sistema brasileiro ineficiente, o qual explora os brasileiros que sempre ficaram calados! Graças a Deus o verbo esta no passado!

Fomos lá e gritamos pelos nossos direitos. Foi um movimento realmente lindo e patriótico! Pois pelo que amamos, lutamos! Eu fui e vivi esse dia que certamente ja marcou nossa história! Foi grande a emoção de ver aquelas 10mil pessoas gritando e colocando pra fora os anos e anos de indigniação!

Foi maravilhoso vivenciar esse momento, eu uma estudante podendo influenciar uma tentativa de mudança de um país antes mudo e calado que agora grita, e grita muito alto, não por 20 centavos, mas sim por direitos, educação, investimentos na saúde, e o fim da corrupção! Enfim, o gigante acordou, e agora é pra valer!"

(Mylena Lamonica Silva)

João Henrique Ribeiro Marçal

"Manifestação pacífica em Londrina, foi lindo demais". (João Henrique Ribeiro Marçal)



"Manifestação pacífica e organizada. Milhares de jovens deixaram seu recado". (Melina Borges)

"A imprensa não pode mais veicular notícias dessas últimas manifestações referindo-se a elas como "contra o aumento das passagens". Definitivamente, as manifestações contrárias ao aumento do valor das passagens se encerraram na última semana, em São Paulo. O que estamos acompanhando, desde então, é o movimento dos brasileiros que se incomodam inclusive com o valor das passagens! Veio tudo à tona: a baixa qualidade do transporte público, a remuneração injusta dos professores, o sistema de saúde débil, as reações por vezes desnecessárias dos policiais, a violência exacerbada, os impostos, os políticos corruptos com suas PECs de propósitos distorcidos e todo o resto, que anda muito mal. Eu estive na manifestação ocorrida hoje em Londrina e pude ver de perto a sensatez à frente dela: pessoas dispostas a incomodar, sim, pelo próprio direito de se manifestarem, mas preocupando-se com os pais que têm filhos a buscar nas escolas. Pessoas que vaiaram e gritaram "fora" a um ou outro - desvirtuado - que se atreveu a pichar um muro diante dos olhos atentos dos que lutavam, sem armas, pelo bem comum. Pessoas cujas intenções são muitíssimo bem definidas e vão muito além da briga pelo valor da passagem do ônibus. Pessoas decididas a serem ouvidas. Pessoas coerentes, concisas. Concluí, com o nosso manifesto de hoje e com as notícias de outras cidades que vi ao chegar em casa, que a voz de Londrina é forte... E pacífica." (Camila Mazzei)

Imagem enviada por Paola Falbo
Imagem enviada por Paola Falbo


Imagem enviada por Glauco Gutti
Imagem enviada por Glauco Gutti


Imagem enviada por Felipe Pereira
Imagem enviada por Felipe Pereira


Imagem enviada por Talita Perez
Imagem enviada por Talita Perez

GILBERTO CARVALHO DO PT DISSE QUE NÃO ESTÁ ENTENDENDO OS PROTESTOS ( KKKKKK )

Está difícil de entender', diz Gilberto Carvalho sobre manifestações

Para ministro, é 'pretensão' dizer que já compreende os protestos pelo país.
Ele disse que se fechar para as reivindicações é ir na contramão da História.

Do G1, em Brasília
1497 comentários
Ministro Carvalho participa de sessão na Comissão Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle  (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado )Ministro Carvalho participa de sessão na Comissão
 de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e
Fiscalização e Controle (Foto: Geraldo Magela/
Agência Senado )
O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, afirmou nesta terça-feira (18) que busca compreender os protestos organizados pelo país na segunda e que, no momento, ainda não tem uma "resposta". Carvalho participou de uma sessão da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado.
"De fato, está difícil entender. Nós somos acostumados com mobilização com carro de som, com organização, com gente com quem negociar e liderança com quem negociar e poder fazer um tipo de acordo. Agora eles mesmo dizem 'nós não temos uma liderança, são múltiplas lideranças, nós não temos carro de som'. Não tem um comando, um comando único, e portanto se  torna extremamente complexo o proceso de compreensão ,de entendimento e de multiplicidade das manifestações internas", afirmou o ministro.
"Seria muita pretensão achar que a gente compreende já o que está acontecendo. A primeira atitude de humildade é buscar entender a complexidade do que está ocorrendo", completou.
Para Carvalho, o fato de tantas pessoas terem aderido aos protestos em diversas cidades mostra que há uma "base material de descontentamento".
"Do ponto de vista do conteúdo [das manifestações] nós que estamos em funções de Parlamento e Executivo temos que estar atentos para entende o porquê de uma adesão tão ampla e massiva. Se há essa adesão, há uma base material de descontentamento, há uma base material que se expressa neste momento."
Carvalho ainda manifestou apoio pelo fato de as polícias militares no DF e em São Paulo não terem usado balas de borracha nas manifestações desta segunda. "O comportamento da PM em São Paulo ontem foi exemplar e adequado até o final. Aqui em Brasília aconteceu a mesma coisa. Houve um problema no sábado. Nós detectamos que houve uso da balas de borracha, que a nosso juízo nao era necessário, e ontem todo processo foi de maneira adequada", disse o ministro se referindo à manifestação antes do jogo da seleção brasileira no sábado, quando a PM do DF dispersou os manifestantes fazendo uso de balas de borracha.
Reivindicações
Carvalho disse também que tem conversado com algum dos manifestantes e reconheceu que o transporte coletivo, um dos pontos reclamados nos protestos, necessita de melhoria. Ele afirmou ainda que o governo deve estar atento à questão da Copa do Mundo, já que muitos manifestantes defendem que o dinheiro usado para o torneio deveria ser investido em outras áreas do país.

"Na questão da mobilidade urbana nós realmente temos problema. A frota de ônibus de São Paulo é mais ou menos a mesma de 7, 8 anos atrás, com número muito maior de passageiros. Temos um problema grave no transporte aqui em Brasília. A questão da Copa. Nós temos que estar atentos. Os jovens me jogavam na cara ontem: 'O Mané garrincha fica a 2km do Hran, um hospital aqui em Brasília. No Mané vocês gastaram R$ 1 bilhão e o Hran está cheio de problema.' "
Para o ministro, quem "se fechar" para o movimento dos protestos e para as reivindicações que estão sendo feitas vai andar na "contramão da História".
"Então se a gente não for sensível, se a gente se fechar a esse tipo de reivindiciação, nós vamos na contramão da História. Temos que estar sensíveis, temos que acompanhar,  tentar entender e abrir canais de conversa, mesmo que mais complexos, mais difíceis, porque, insisto, são múltilplas expressões."
Novidade importante
Gilberto Carvalho classificou os prostestos como uma "novidade importante" na sociedade brasileira. Ele ressaltou que é preciso ter os "ouvidos abertos para o grito que vem das ruas".

"Eu acho que houve surpresa de todos nós da sociedade brasileira. E nós de um lado saudamos como absolutamente uma novidade importante paro país essa disposição de participação, essa disposição de de querer influir de alguma nos destinos do país e das cidades. Saudamos com muito entusiasmo. Ao mesmo tempo, evidentemente que nos preocupa ter os ouvidos abertos para o grito que vem das ruas e sabermos interpretar o que significa essas manifestações. Sem dúvida nenhuma é muito positivo quando a sociedade participa, quer se manifestar. Essa é a nossa tradição, nós construimos um projeto político baseado na participação."
Para o ministro, no entanto, as manifestações devem observar limites. "No final, seja em Brasília, seja em São Paulo, seja no Rio, um grupo menor, radicalizado, usou métodos de violência. Aqui tivemos por um instante da invasão do Congresso, que seria absolutamente inadequado, e aí sim nós, em contato com o governo, dissemos não, aí o limite. Não se entra no Congresso Nacional, não se impede a entrada de torcedores no estádio, não se pode permitir que a Assembleia do Rio de Janeiro seja ocupada", afirmou.
 

ARAPONGAS VAI PARAR NA QUINTA ,17 HORAS


Não são 0,20 centavos ou somente o transporte, é a saúde, a corrupção, a educação, os impostos e juros abusivos, a impunidade de criminosos.
Esse é o início de um movimento muito maior do que esta sendo divulgado pela televisão, é o Brasil acordando!!!

Às 17:00 hs nos reuniremos na Praça Mauá (PONTO DE ENCONTRO), e às 18:30 hs sairemos pela Avenida Arapongas em direção à Câmara Municipal de Arapongas, passando em frente a nova Prefeitura, na rua Garças. Encerrando todos reunidos no Ginásio de Esportes.** Lembrando que as 20:00hs tem assembléia na Câmara dos Vereadores.**

MOVIMENTAÇÃO PACÍFICA, COM CONHECIMENTO DE TODAS AS AUTORIDADES (Prefeitura Municipal, Polícia Militar, Guarda Municipal, Bombeiro e etc.)

PROTESTO HOJE EM ROLÂNDIA 19 HORAS - EM FR. AO HOTEL ROLÂNDIA

19 HORAS - EM FRENTE O ANTIGO HOTEL ROLÂNDIA ( QUE JONI DEIXOU DESTRUÍREM)...
TEMAS: SAÚDE - HORAS EXTRAS PARA CUPINCHAS - CHUMBO - PARQUINHO - VENDA DAS  PRAÇAS - EXCESSO DE CARGOS DE CONFIANÇA - FUNÇÕES GRATIFICADAS  PARA CABOS ELEITORAIS .
APOIO DO BLOG DO FARINA - O Nº 1 DA REGIÃO