terça-feira, 16 de julho de 2013

JAIME LERNER VAI TER QUE EXPLICAR ESTE PEDÁGIO ABUSIVO DO PARANÁ

Jaime Lerner pode ser o primeiro a ser convocado pela CPI do Pedágio

Autor do pedido de convocação de Lerner, deputado Turini argumenta que ex-governador foi quem decidiu pela implantação do pedágio nas rodovias do Paraná, celebrou os contratos de concessão com as empresas concessionárias, autorizou termos aditivos e também a quebra unilateral dos contratos; senador Requião manda avisar à CPI do Pedágio que quer ser convidado para falar do tema na Assembleia Legislativa.
Autor do pedido de convocação de Lerner, deputado Turini argumenta que ex-governador foi quem decidiu pela implantação do pedágio nas rodovias do Paraná, celebrou os contratos de concessão com as empresas concessionárias, autorizou termos aditivos e também a quebra unilateral dos contratos; senador Requião manda avisar à CPI do Pedágio que quer ser convidado para falar do tema na Assembleia Legislativa.
O deputado estadual Tercilio Turini (PPS) quer a participação de representantes da sociedade organizada na CPI do Pedágio e defende a convocação do ex-governador Jaime Lerner (1995–1999 e 1999–2003) como primeira pessoa a prestar esclarecimentos na comissão de inquérito que iniciou hoje os trabalhos na Assembleia Legislativa do Paraná.
Lerner é considerado pai do pedágio no estado e pai político do atual governador Beto Richa (PSDB), defensor intransigente das privatizações ocorridas naquela época e da inquebrantabilidade dos contratados com as concessionárias.
Ao saber da possibilidade de Lerner ser convocado pela CPI, o senador Roberto Requião (PMDB) fez chegar à Assembleia Legislativa que também gostaria de ser ouvido pela CPI sobre os pedágios. A questão é: será que a maioria governista, na comissão de investigação, terá peito para convidar o ex-governador peemedebista que cunhou a célebre frase “abaixa ou acaba”?
Turini também solicitou aos membros da CPI que tornem públicas informações sobre os contratos com as concessionárias, aditivos assinados pelo governo do Estado, forma de gerenciamento, obras previstas e realizadas e outros dados relacionados ao pedágio nas estradas paranaenses.
Para Turini, a CPI do Pedágio deve ser encarada como uma conquista e por isso precisa garantir toda transparência em seus atos e investigações, na análise de dados e documentos, na propositura de soluções, na reparação de erros e na punição de responsáveis, se assim se fizer necessário.
“Representantes da classe produtiva, do Ministério Público, de entidades de classe e dos usuários de rodovias certamente têm muito a colaborar. Com a participação e o acompanhamento desses segmentos, a CPI ganha força e amplia o debate, estabelece canal direto com a população e resguarda a tão desejada publicização das informações”, afirma.
No documento protocolado na CPI, o deputado solicita à Assembleia Legislativa que convide formalmente as seguintes entidades: Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil, Associação Comercial do Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Organização das Cooperativas (Ocepar), Federação da Agricultura (Faep), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetaep), Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens – Londrina e Região e Federação das Empresas de Transporte de Cargas.
Sobre a solicitação para a CPI convocar Jaime Lerner, o deputado Tercilio Turini argumenta que foi o ex-governador quem decidiu pela implantação do pedágio nas rodovias do Paraná, celebrou os contratos de concessão com as empresas concessionárias, autorizou termos aditivos e também a quebra unilateral dos contratos.
Abaixo, a relação de dados e informações requisitadas pelo deputado Tercilio Turini à CPI do Pedágio:
- quais as obrigações das concessionárias nos contratos iniciais firmados com o Governo do Estado do Paraná;
- quais alterações contratuais foram feitas com os termos aditivos assinados posteriormente;
- quem elaborou, quem assinou os aditivos contratuais e quais as datas de assinaturas;
- os cronogramas de obras e demais obrigações das concessionárias constam dos contratos de concessão;
- apresentar cronogramas de obras previstas na ocasião da assinatura dos contratos de concessão;
- quais obras previstas nos contratos iniciais foram retiradas nas assinaturas dos termos aditivos;
- quanto era a frota de veículos no Paraná na época da assinatura dos contratos e quanto é hoje;
- quantos veículos passam diariamente e mensalmente em cada praça de pedágio instalada no Paraná, inclusive nas cancelas do serviço Via Fácil;
- quais os critérios que nortearam a definição dos preços das tarifas de pedágio em cada praça de arrecadação;
- qual a atual situação de cada uma das ações judiciais impetradas contra o pedágio nas rodovias;
- quem autorizou as concessionárias a utilizar o serviço Via Fácil nas praças de arrecadação de pedágio;
- qual o percentual de usuários que utiliza o serviço Via Fácil;
- qual a participação do serviço Via Fácil no total arrecadado com pedágio pelas concessionárias;
- quem é o dono e quem gerencia o serviço Via Fácil no Paraná;
- por que na assinatura dos contratos o Governo do Estado aceitou que as concessionárias assumissem a conservação e manutenção de pouquíssimos trechos de rodovias secundárias (PRs), sendo que no edital de licitação estava previsto quantidade muito maior de quilometragem.
- por que as concessionárias não aceitam cartões de débito e crédito nas praças de arrecadação, já que são formas de pagamentos praticadas na maioria das operações comerciais;
- qual critério definido para cobrança de eixo suspenso, principalmente de caminhões, nas praças de arrecadação.

VÍDEO MORADOR HUMILHA ADMINISTRAÇÃO JOHNNY LEHMANN

VÍDEO - BLOG DO FARINA AGORA É FASHION ( REINAUGURAÇÃO DE BOUTIQUE EM ROLÂNDIA )

POLICIAL ATIRA EM COLEGA POLICIAL POR ENGANO

Tocaia dá errado e PM atira em policial civil
Guilherme Batista - Redação Bonde
Um desencontro de informações entre as polícias Militar (PM) e Civil de Cornélio Procópio (norte pioneiro do Paraná) acabou com um policial civil baleado durante a noite desta terça-feira (16). De acordo com informações apuradas pelo Portal Bonde, uma equipe do 18.º Batalhão da PM teria armado uma tocaia nas proximidades do presídio de Cornélio após receber a informação de que criminosos iriam tentar jogar sacolas com droga para dentro da cadeia. 

Enquanto esperavam de tocaia pelos bandidos, os policiais militares teriam sido surpreendidos por dois policiais civis, que teriam ido ao local também com o objetivo de evitar que a droga fosse jogada para dentro do presídio. 

Um dos policiais militares, que seria de Uraí, teria se assustado com a presença dos civis armados e atirado contra um deles. O agente foi baleado quatro vezes. Três tiros acertaram as nádegas e o outro atingiu a região cervical do homem. 

O policial civil foi atendido por socorristas do Siate e encaminhado para a Santa Casa de Cornélio Procópio. De acordo com informações do hospital, o estado de saúde do oficial é estável e ele não corre risco de morte. O policial também deve passar por uma cirurgia. 

Procurada pelo Bonde, a Polícia Militar de Cornélio Procópio evitou passar detalhes do ocorrido.

VÍDEO " ENTRADAS " DE ROLÂNDIA SÃO HORRÍVEIS - CALÇADAS DANIFICADAS

SALÃO DE BELEZA ( CABELEIREIROS ) EM ROLÂNDIA - PR.

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

RELOJOARIA JÓIAS EM ROLÂNDIA - PR.

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

PRESENTES E DECORAÇÃO EM ROLÂNDIA

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

MAIS DESTRUIÇÃO EM ROLÂNDIA

Sem perguntar para os moradores a prefeitura, por sua única vontade, resolver destruir os "pingos de ouros" das  Avenidas Castro Alves,  Presidente Bernardes e Romário Martins. Eu particularmente sou contra. O certo seria ouvir a população antes de estragar o que um outro prefeito fez no passado. Foi investido recursos públicos para plantar e cuidar dos pingos de Ouro" durante todos estes anos. Agora que os arbustos estão formados vem o atual prefeito e pura e simplesmente diz que "não é mais bonito" e planta grama... destas que nasce em qualquer pasto.  Penso que agiram assim porque não querem mais ter o trabalho de podar os arbustos... é desculpa.... E ele ainda tira foto do lado dos arbustos abatidos... eu teria vergonha... Destruir o que um outro fez não é obra pra divulgar... Será que Johnny gostaria que o próximo prefeito destruísse uma de suas obras? Ex. que destruísse a sua famosa "trincheira do trem"?  Ela é tão bonita no projeto.. no papel... não é Alex? Se o Brasil fosse um País sério seria mais um processo.. mas uma ação popular. Falando em ação quando é que será instaurada a CPI das madeiras do Hotel? As madeiras sumiram e vai ficar por isso mesmo? Alô Promotoria!... Alô Vereadores!...Ao invés de destruir porque não recapa as ruas esburacadas de Rolândia? TEXTO by  JOSÉ CARLOS FARINA. Foto da prefeitura.

VÍDEO TREM NA RAMPA EM ROLÂNDIA MOVIE FILM TRAINS

VÍDEO DE TREM TRENS DO BRASIL - THE BEST MOVIE TRAINS FROM BRAZIL

PIZZA PIZZAS PIZZARIA em ROLÂNDIA - disk telefones Oferta Lanche entrega

PEZAÕ - 3016-0696

Polícia 'estoura' fábrica de DVDs piratas


Redação Bonde
A Polícia Civil 'estourou' na tarde desta segunda-feira (15) uma fábrica clandestina de DVDs piratas em Londrina. Os policiais foram até o local após denúncia anônima. A fabricação das mídias falsificadas era feita em uma casa da região norte da cidade. No local, a polícia apreendeu mais de três mil DVDs, impressoras e computadores.  O dono da casa foi preso em flagrante. Ih.. se a moda pega!....

ROLÂNDIA - 6 MESES DE MANDATO DE JOHNNY LEHMANN

Seis meses de mandato desta segunda temporada e o que há para se comemorar? Ainda se fala muito na cassação do seu mandato... os três processos que ainda não transitaram em julgado... O maior protesto de todos os tempos da população de Rolândia que reuniu cerca de 3.000 pessoas nas ruas de Rolândia contra.... o processo da certidão fria da Fertfoliar (quase virou CPI) que foi para Maringá ( os promotores daqui se declararam suspeitos na época por serem colegas do ex-promotor João Carlos R. Gomes que ocupava cargo na época)... os processos de investigação das marmitex e Coca-colas superfaturadas que quase virou CPI (hoje está na Promotoria e Gaeco)...  a destruição do Parquinho do Lions... a Venda das praças do povo... e o pior... um projeto de lei na Câmara prepara a instalação de uma grande industria de baterias e chumbo que poderá matar centenas de pessoas no futuro e interditar centenas de alqueires das melhores terras do mundo e contaminar nascentes, rios e até o Rio Paraná.  Além de vidas, vamos perder a produção agrícola, águas cristalinas e potável e turismo rural. Nem Sabaudia quis esta industria.... Contra a vontade da maioria da população a Câmara Municipal autorizou o prefeito a contrair empréstimo de 5 milhões para aplicação no Kartódromo e no Parque industrial Itamaraty.... Uma Comissão de Investigação investiga na Câmara uma nova denúncia de Horas Extras fajutas pagas a detentores de cargos de confiança. As ruas de Rolândia estão em estado deplorável onde milhares de buracos causam danos a veículos. Apesar das reclamações o prefeito não dispensou o excesso de cargos de confiança. Apesar da prefeitura manter contrato com terceirizadas, poucos varredores se vê nas ruas da cidade... Apesar das reclamações dos ambientalistas a motosserra continua a derrubar árvores públicas.... e o pior.. não se vê ninguém plantando novas mudas... A prefeitura comprou as madeiras do Hotel Rolândia, mas o vereador Zé de  Paula fotografou o depósito e constatou que a maioria das  taboas e vigas sumiram.... quem roubou? quem vai pra cadeia?  na área da saúde só se vê gente reclamando no rádio e na TV do péssimo atendimento e da falta de médicos.  Detruiram os "pingos de ouro" das avenidas para se plantar grama no local.. fizeram enormes quebra-molas.. mas deixando de  pintá-los muitos se acidentaram ( eu fui um deles)... Os projetos e verbas do  Parque Yumê.. e Parque da represa do Ingá foram perdidos... O lago São Fernando continua sujo... as obras do Centro Histórico continua abandonadas e ninguém fala nada... os viadutos/ trincheiras do trem que foi prometido para este ano, e já se fala que vai ficar para o ano que vem... ( quem acredita?) De todas estas tragédias tenho medo mesmo é do CHUMBO que se vir mesmo para Rolândia irá destruir a cidade com o passar dos anos... e  que vai continuar morando aqui depois que isto acontecer? Só espero e peço a Deus que tenhamos pelo menos seis  ( 6) vereadores que não entreguem Rolândia à destruição do chumbo. Ai vocês vão pedir votos para os mortos lá no cemitério.  TEXTO e FOTO de JOSÉ CARLOS FARINA
COMENTÁRIO: 

  • Cristina Pieretti de Souza Tem mais coisa pra colocar aqui José Carlos Farina. Os convênios inadequados com o Hospital São Rafael extrapolando a lei de responsabilidade fiscal com folha de pagamento e falta de certidões.  E os empregos da famosa SELMI que prometido em campanha muitos empregos pra nossa cidade e até agora nada e olha que 96 parcelas de R$176 mil reais num empréstimo que ultrapassa os 11 milhões de reais em um terreno que daria pra fazer um parque industrial inteiro. O terreno da rua Europa que está abandonado e tudo que foi prometido não foi cumprido. José Carlos Farina cade as 16 árvores do passeio público? Cade a plantação da area devastada do beira do rio vermelho?

    RESPOSTA: Sim.. principalmente o terreno da Selmi... Nem a Mercedes Bens em São Bernardo do Campo possui um terreno tão grande.... Podíamos conseguir neste terreno pelo menos umas 5o empresas de porte médio. Imaginem a renda para o município e o númeor de novos empregos. E, enquanto isso o último Parque Industrial do Municipio ainda é o Parque Roland do Perazolo. Com relação a derrubada das arvores da mata ciliar do Rib.  Vermelho espero que a promotoria, IAP e Secr. do Meio Ambiente coloquem  os culpados na CADEIA. O caso está sendo investigado. Nós denunciamos por escrito.. na Promotoria... Eu.. vc e o Arno. JOSÉ CARLOS FARINA

ATÉ O PADRE QUER O ABATE DAS POMBAS EM LONDRINA


POR REDACAO EM 8 DE ABRIL DE 2013
Finalmente, uma autoridade (no caso, religiosa), de peso, fala sem tergiversar sobre a praga de pombos que em grande parte é responsável pelo aspecto de decadência do centro da cidade, além de provocar nojo e doenças nas pessoas. O pároco da Catedral, Monsenhor Bernardo Gafá, não vacilou ao escrever na seção de cartas da Folha de Londrina, no último sábado, o que pensa sobre o assunto e como deveria ser resolvido. Sua sugestão de que as pombas sejam abatidas pode arrepiar o credo ecológico de S. Francisco de Assis (o santo católico amigo dos passarinhos), mas seu mérito está em não contemporizar com a infestação, como as autoridades fazem há muitos anos.
Em 100 dias, a atual administração municipal não teve tempo suficiente de mostrar a que veio – mas foi pródiga em insinuar intenções. Aqui e ali fez pipocar sinais de que “vai” tratar com seriedade o trânsito e o planejamento urbano, “vai” modernizar o sistema de coleta e tratamento do lixo, “vai” promover a limpeza urbana, inclusive das praças; “vai” fazer o manejo da praga de pombos, entre outras coisas. Nesse sentido, a mensagem de do monselhor Bernardo Gafá fornece uma contribuição importante. Leia:
Pombinhas em Londrina
Era uma vez um bosque verde, que a Companhia de Terras deixou como patrimônio a Londrina. Era um lugar agradável de passeio, de descanso. Agora virou um depósito de fezes com cheiro horrível e perigo iminente à saúde de todos nós. Quem mora ao lado do Bosque, como eu, não aguenta o fedor. Visitem a Praça Sete de Setembro para ver o chão forrado de sujeira no lugar de flores! Em tempo de chuva não dá para andar por lá. Os que visitam Londrina dizem que a cidade é suja, abandonada, um chiqueiro. Podem discutir sem fim: não há outra solução senão matar as pombas. Se mata rebanhos inteiros por causa da vaca louca ou da aftosa, e tem receio de resolver esse desequilíbrio ecológico que é a superpopulação de pombas em lugares inapropriados? Não se vê pomba nas árvores à beira do Igapó. Já perceberam isso? Não é estranho? As cidades grandes da Europa, como Veneza, Milão, Roma, etc., antigamente infestadas de pombas que faziam a alegria dos turistas, as eliminaram. Precisa de solução definitiva e sóbria: sacrificar esses intrusos perigosos, antes que mais gente morra, para o bem de Londrina e seu povo.

MONSENHOR BERNARD GAFA (pároco da Catedral) – Londrina

VIVIANE NEVES DE ROLÂNDIA NA FOLHA

THIAGO NASSIF - FOLHA DE LONDRINA

Amigas de Londrina, Rolândia, São Paulo e região se somaram à cena festiva em torno Viviane Neves, na Bella Madre. Para a ocasião, a anfitriã optou por café colonial, com decoração assinada pela designer rolandense Araci Araújo Vicente e pela londrinense Adriana Brunelly. As lembrancinhas, pequenos oratórios com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, levaram assinatura da artista plástica Márcia Kaneko. Em vez de presentes, Viviane ganhou fraldas geriátricas e caixas de leite, que seguem ao Hospital do Câncer de Londrina. A foto é de Bruno Ferraro