segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Médicos cubanos fogem da Venezuela para os EUA

E AINDA ALGUNS DIZEM QUE O REGIME COMUNISTA É BOM...

ESTADO DE SÃO PAULO

Cerca de 500 já aproveitaram o convênio Cuba-Caracas para desertar

Cerca de 500 médicos cubanos já aproveitaram o acordo de cooperação que prevê que eles trabalhem na Venezuela para fugir para os EUA. A informação foi divulgada por fontes do exílio cubano em Miami, que inclui os próprios médicos desertores. Eles relatam que para sair da Venezuela, precisam pagar de US$ 300 a US$ 2 mil a funcionários do aeroporto.
O último caso de deserção desse tipo ocorreu na quarta-feira, quando sete jovens doutores deixaram o aeroporto de Maiquetía, em Caracas, depois de ser retidos por várias horas e subornar agentes venezuelanos. "Os funcionários em Maiquetía submetem a uma forte pressão psicológica os médicos que querem sair do país até que finalmente eles aceitam pagar um suborno", explicou em Miami o médico cubano Keiler Moreno, de 27 anos, que fugiu de Caracas há cinco meses.
Moreno é colega dos sete recém-chegados e os ajudou a deixar a Venezuela. Na quarta-feira, ele esperou os amigos no aeroporto de Miami para auxiliá-los com os trâmites nos Serviços de Imigração e Alfândega. "Somos da mesma turma que se formou em medicina em 2007", afirmou. Associações católicas e ONGs também prestaram assistência ao grupo.
Segundo o exílio cubano, 2 mil profissionais da área de saúde já desertaram desde 2006. Os 500 médicos que chegaram da Venezuela, representam, portanto, um quarto do total. Só no último ano, foram 200 os que embarcaram de Caracas para os EUA. "Para sair é preciso conseguir o visto na embaixada dos EUA em Caracas. Os funcionários venezuelanos não dão permissão de saída para os cubanos, mas tudo se resolve com suborno", diz Moreno.
A Venezuela mantém com Cuba um programa de cooperação no qual Caracas exporta para a ilha petróleo subsidiado e esta lhe paga enviando milhares de médicos cubanos para trabalhar nas favelas venezuelanas. Esses médicos tocam o programa conhecido como "Barrio Adentro", um dos carros-chefes da política social do governo de Hugo Chávez. 

JOVEM É PRESO COM DUAS PISTOLAS

Policiais Militares da P2, equipe do Sd. Diniz fazia diligencias pelo Jd. Santo Amaro em Cambé, quando avistaram um jovem em uma motocicleta usando uma blusa de frio em pleno calor, chamando a atenção dos policiais na tarde deste domingo (4). Eles conseguiram abordar o suspeito, que portava em sua cintura duas pistolas, sendo uma cal. 380 e outra 9mm, ambas municiadas. O detido Jamil J. Mesquita Jr, 20 é morador do Jd. Marabá em Londrina e segundo ele iria vender as armas em Cambé pelo valor de R$ 5 mil reais para quitar uma divida, mais não soube relatar aos policiais quem seria o comprador. Ele foi detido e encaminhado a delegacia de Cambé.

Texto e foto de  Eliandro Piva. 

FESTA NO CARAMURU DIAS 10 e 11 / 07 / 2013


CARNE ARTIFICIAL HAMBÚRGUER EM LABORATÓRIO ( CÉLULAS TRONCO ) JÁ EXISTE

Cientista cozinha hoje 1º hambúrguer de carne de laboratório

Agência Reuters
  • Agência Reuters
    O hambúrguer é o resultado de anos de pesquisa
Em laboratório no oeste de Londres vai fazer história culinária e científica na segunda-feira, 5, quando os cientistas cozinharem e servirem o primeiro hambúrguer de carne cultivada em laboratório do mundo.
O hambúrguer in-vitro, cultivado a partir de células-tronco de gado --o primeiro exemplo do que o seu criador diz que poderia ser uma resposta à escassez global de alimentos e ajudar a combater a mudança climática--, será frito em uma panela e provado por dois voluntários.
O hambúrguer é o resultado de anos de pesquisa do cientista holandês Mark Post, um biólogo vascular da Universidade de Maastricht, que está trabalhando para mostrar como a carne cultivada pode um dia ser uma verdadeira alternativa à carne de gado.
A carne do hambúrguer foi feita por entrelaçamento de fios de cerca de 20 mil proteínas que têm sido cultivadas a partir de células-tronco de gado no laboratório de Post.
O tecido é produzido colocando as células em um anel, como uma rosca, em torno de um cubo de gel de nutrientes, explicou Post.
Para preparar o hambúrguer, os cientistas misturaram a carne cultivada com outros ingredientes normalmente utilizados em hambúrgueres, tais como sal, ovos em pó e farinha de rosca. Suco de beterraba vermelha e açafrão foram adicionados para trazer as suas cores naturais.
"Nosso hambúrguer é feito a partir de células musculares retiradas de uma vaca" disse Post em um comunicado na sexta-feira. "Para termos sucesso tem que aparentar e ter gosto da coisa verdadeira."

FOTOS ANTIGAS DE LONDRINA RARÍSSIMAS

COLABORAÇÃO MUSEU HISTÓRICO DE LONDRINA E ABILIO MEDEIROS































CARRO E MOTORISTA DE MR. ARTHUR THOMAS






























MR. GEORG CRAIG SMITH VOLTA AO MARCO ZERO ONDE LIDEROU A PRIMEIRA
EXPEDIÇÃO QUE AQUI CHEGOU EM 1929.




























FARMÁCIA ANTIGA - AV. RIO DE JANEIRO
































PIONEIROS DA GEMA - SCHENEIDER, LARIONOFF, GEORG CRAIG SMITH e LUIZ ESTRÊLA.





























CATEDRAL DOS ANOS 50 - ANTES DAS  TORRES

VENDA DE ÁREAS PÚBLICAS E PRAÇAS É ILEGAL ( ACORDEM VEREADORES ! )

JUSTIÇA ANULA VENDA DE ÁREAS PÚBLICAS ( CUIDADO ROLÂNDIA ! )

A "proposta" de venda de 33 áreas públicas pela "administração" Joni Lehmann é uma aberração jurídica! A Lei nº 6.766/79 (Lei de Loteamentos), com as alterações introduzidas pela Lei nº 9.785/99 estabeleceu em seu artigo 4º, inciso I, que “as áreas institucionais e as áreas livres de uso público (praças e parques), deverão ser proporcionais à densidade de ocupação prevista no Plano Diretor ou aprovada por lei municipal para a zona em que se situem”. Cuida-se, portanto, de norma geral urbanística, com força vinculante para os Municípios. Segundo a lição da Doutrinadora Lúcia Valle Figueiredo, é um “dever do Município o respeito a essa destinação, não lhe cabendo dar (ou vender) áreas que, por força da inscrição do loteamento no Registro de Imóveis,passaram a integrar o patrimônio municipal. Não se insere na competência discricionária da Administração resolver qual a melhor finalidade a ser dada à praças, parques e áreas institucionais. A destinação já foi preliminarmente determinada pela Lei” (Disciplina Urbanística da Propriedade, p. 41, Editora Revista dos Tribunais, 1980). Por sua vez, o eminente Jurista Paulo Affonso Leme Machado em Direito Ambiental Brasileiro, p. 244, Editora Revista dos Tribunais, 1989, leciona que o ente público só poderia se conduzir com discricionariedade nas áreas do loteamento que desapropriasse (ou recebesse em dívidas) e não nas áreas reservadas por força da Lei: “Do contrário, estaria o Município se transformando em Município-Loteadoratravés de verdadeiro confisco de áreas públicas, pois receberia as áreas para uma finalidade e, depois, a seu talante, as destinaria para outros fins.” Também reunimos inúmeros Acórdãos de vários Tribunais contrários à desafetação de Áreas Institucionais: “A Lei 6.766/79 proíbe a alteração da destinação das áreas verdes e institucionais, após a aprovação e registro de loteamentos urbanos (art. 4º, I, parágrafo 1º e 28). Em conseqüência, as áreas verdes e institucionais dos loteamentos em questão são consideradas bens de uso comum do povo e não podem ser objetos de desafetação e alienação" (Apelação Cível nº 201.894-1/8 – TJSP - Rel. Melo Colombi). Fato pacífico, a proposta da "administração" Joni Lehmann é ilegal! Mesmo que aprovada pela Câmara de Vereadores poderá ser impugnada por qualquer cidadão! Vamos aguardar...
COMENTÁRIO: BOA PAULO FARINA!... OS VEREADORES SOMENTE PODEM APROVAR UMA ABERRAÇÃO DESTAS SE A MAIORIA DOS MORADORES DOS BAIRROS AFETADOS CONCORDAREM POR ESCRITO.. ISSO QUE POR FORÇA DA LEI ESTAS ÁREAS LHES PERTENCEM E FORAM POR ELES PAGAS JUNTO COM O PREÇO DOS SEUS LOTES JUNTO AOS LOTEADORES.... AINDA MAIS SABENDO QUE QUEM ESTÁ PEDINDO AUTORIZAÇÃO É UM PREFEITO CASSADO QUE SÓ VOLTOU AO CARGO POR FORÇA DE UMA LIMINAR... QUAL A CREDIBILIDADE QUE ELE TEM PARA VENDER AS PRAÇAS DO POVO?? EU VOTARIA MIL VEZES CONTRA....

CHACINA DE LONDRINA - NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE O CRIMINOSO

FOLHAWEB

Criminoso havia agredido companheira outras vezes

Londrina – Diego Ramos Aquino era maquiador profissional e tinha um sonho, abrir um salão de beleza no Jardim Champagnat. Por trás da imagem de uma pessoa tranquila, no entanto, havia um homem truculento. 

Diego era violento e teria agredido sua companheira outras vezes. Patrícia Dias Amorim relatou, em depoimento à Polícia Civil, que havia sido agredida "duas ou três vezes" anteriormente. O casal teria tido uma discussão minutos antes dos assassinatos. 

Ela descreveu aos policiais que Quirino ajudava um amigo que presta serviços de mudanças no município de Cambé, Região Metropolitana de Londrina (RML), mas passou mal no local. "Ele estava estranho, falava coisas estranhas", disse. 

Patrícia e a mãe dele, Ariadne dos Anjos, levaram o maquiador para um "hospital", cujo nome ela não descreveu no depoimento, onde ele foi medicado e liberado minutos depois. Em casa, Quirino continuava com um comportamento anormal. 

Patrícia relatou durante depoimento que o marido ficava "parado, como se estivesse orando" e quando abria a boca dizia que "Deus estava falando com ele". No momento em que ela disse: "Que Deus não gostava daquilo", em estado de fúria, o maquiador passou a desferir socos e chutes contra a esposa, que chegou a sofrer um corte na cabeça e ao ver o sangue escorrer na vítima, o agressor teria dito: "Aí diabo, nesse sangue você não toma mais", relata Patrícia Amorim. 

A mãe dele tentou intervir e também foi agredida. Patrícia disse durante depoimento que nunca "havia percebido qualquer transtorno psicológico antes" no marido e que ele "não havia ingerido bebida alcoólica". Ela não soube precisar se Quirino havia feito uso de substância entorpecente. 

Entretanto, o agressor era um viciado e já havia sido internado anteriormente em uma clínica de reabilitação. Ele também já foi preso por tráfico de drogas. (D.M.)

HISTÓRIA DO RÁDIO EM ROLÂNDIA - GERALDO BORGES e MIRANDA

TINTAS TINTA EM ROLÂNDIA - OFERTAS