quarta-feira, 4 de setembro de 2013

TRÂNSITO DE VEÍCULOS EM ROLÂNDIA

Pelo tamanho da frota de veículos e motos, Rolândia precisa de uma Polícia especializada em fiscalizar o trânsito. TEXTO e FOTO de JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - OBRA DO CENTRO HISTÓRICO CONTINUA ABANDONADA

04/09/13 - OBRA PARADA - ABANDONADA E EM PROCESSO DE DETERIORAÇÃO - PARECE CIDADE DESERTA. TEXTO E FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

SÃO MARTINHO - FUNCIONÁRIO DA COOPERATIVA MORRE EM ACIDENTE DE TRABALHO

4/09/2013 -- 18h23
Funcionário morre após queda de equipamento em Rolândia
Rafael Fantin - Redação Bonde
Um funcionário de 31 anos morreu no final da tarde desta quarta-feira (4) na Cooperativa Integrada no distrito de São Martinho, em Rolândia, após a queda de um equipamento que não suportou o peso do milho armazenado. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, Fernando da Silva estava fazendo a manutenção do aparelho quando aconteceu o acidente. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 

Um outro funcionário também foi atingido pelo equipamento. Reinaldo de Oliveira, 33 anos, foi encaminhado pelos socorristas ao Hospital São Rafael e não corre risco de morte.

OKTOBERFEST DE ROLÂNDIA EM OUTRO LOCAL ?

Falta de alvará deve impedir Oktoberfest de Rolândia
Lucas Emanuel Andrade - Redação Bonde

 
Divulgação

A Oktoberfest de Rolândia, tradicional festa alemã, pode não ocorrer neste ano, após 25 edições. Sem liberação do alvará pelo Corpo de Bombeiros, a Prefeitura de Rolândia não trabalha com outra alternativa senão com a autorização da Vila Germânica, no Complexo Esportivo Emílio Gomes. A informação é da secretária de Cultura, Maria Luiza Muller. 

Em entrevista ao portal Bonde, Maria Luiza confirmou que a secretaria já tem as datas definidas do evento, nos últimos dois finais de semana de outubro. No entanto, a realização da tradicional festa alemã está sob risco. 

"Não posso afirmar se a Oktoberfest vai acontecer neste ano. O espaço não foi liberado pelo Corpo de Bombeiros". 

A secretária afirmou que a a prefeitura não trabalha com a possibilidade de transferir o evento para outro local. Por isso, tenta se adequar às exigências do Corpo de Bombeiros. "A vontade da comunidade é que a festa saia. Estamos tentando a liberação da área onde funciona o restaurante. A expectativa é de que em dez dias tenhamos novidades concretas a respeito". 

O representante da PJ Eventos Feiras & Congressos, Plácido Oliveira, confirmou que a organização está estudando medidas para realização da festa. Ele disse que a prefeitura de Rolândia está tentando uma reunião com os bombeiros para chegar a um acordo

"Está sendo discutido que partes do complexo podem ser liberadas. A gente quer que o Ministério Público se posicione. Não são todos espaços que estão comprometidos, a gente quer que se separe as áreas quem podem ser utilizadas. 

Oliveira também descartou a possibilidade de transferência da festa para outro local. Ele explicou a inviabilidade da mudança. 

"A Vila Germância possui toda a infraestrutura necessária para realização da festa. Não da tempo para preparar outro espaço. Além do tempo, isso demandaria um investimento que poderia ser feito em outra área da cidade. Além do mais, com o risco de o espaço também não estar adequado e ser liberado". 

O representante da PJ Eventos argumentou que a empresa trabalha junto com a prefeitura para realização da festa e comentou sobre os possíveis prejuízos. "Rolândia perde com a não realização da Oktoberfest. É um prejuízo institucional muito grande. A cidade quer fazer e tem todo empenho para conseguir liberar a área". 

O Corpo de Bombeiros de Rolândia confirmou a interdição de todo Complexo Esportivo Emílio Gomes, não só do ginásio, como também da Vila Germânica, onde é realizada a Oktoberfest. Um ofício foi encaminhado à secretaria de Esportes da cidade informando as adequações necessárias para liberação da praça de eventos. 

ROLÂNDIA NÃO PODE SER PREJUDICADA COM CHUMBO... ACORDA ROLÂNDIA!...

POUSADA MARABÚ

ALIMENTOS, EMPRESAS E EMPREGOS 
X
INDÚSTRIAS NOCIVAS, INCÔMODAS E POTENCIALMENTE POLUENTES

ROLÂNDIA, centro alimentício, vive drama por causa de projeto da administração municipal que quer atrair indústrias potencialmente poluidoras, nocivas e incômodas.

Além do Título de “Berço do Plantio Direto” Rolândia ostenta um perfil de alimentação com marcas conhecidas como Big Frango, Itamaraty, Capital Paranaense dos Embutidos, Dori Alimentos, Macarrão Selmi, Água da Fonte, Duga Alimentos, Geléias e Patês Marabú, Aquabel...

Mas: 
Promotoria de Londrina, IAP, Prefeito de Rolândia e Jornal Regional confirmam a intenção de querer instalar em Rolândia indústria, potencialmente poluidora, de reciclagem de baterias. 
do Prefeito de Rolândia:
• Projeto Lei 003/2013 assinado em 01 de março de 2013 pelo prefeito permite instalação de indústrias potencialmente poluidoras, nocivas e incômodas em 14 km até São Martinho, Capital Paranaense dos Embutidos. 
• Depoimento do prefeito em entrevista de rádio, do dia 27 de agosto, insiste nesta expansão industrial até São Martinho e fala de extrusora de plástico e reciclagem de componentes de baterias.
De Jornal Regional:
• Na Folha de Londrina de 17/08/2013, o Sr. RENATO BATISTA ESPERANDIO está requerendo licença prévia junto ao IAP para a Indústria de Beneficiamento de Matéria Prima para Acumuladores de Energia a ser implantada na Estrada Rolândia - Porecatu, Lote 133-A, Gleba Roland, município de Rolândia.
Da Promotoria do Meio Ambiente de Londrina:
• “Precisamos nos livrar do chumbo em Londrina”
• “Rolândia está visada a receber o 2º maior negócio de baterias da América Latina”
Do Escritório do IAP de Londrina:
• “Trata-se de uma questão de cunho político”
Do M.P. (Ministério Público) de Rolândia:
• “Arquivamos pedido de informação...” 
De especialista em contaminação de solos:
“Não há fiscalização 100% eficiente... O entorno de risco de uma recicladora de baterias passa dos 10 km. Existem alternativas às baterias chumbo – ácido... Mas esse tipo de atividade nunca deveria ser onde a aptidão maior é a produção de alimentos.”
De empresários de indústrias alimentícias de Rolândia:
• Independente do tipo de processamento a palavra chumbo, ou qualquer outra indústria potencialmente poluidora em nosso município, vai afugentar os consumidores nacionais e internacionais. 

O QUE FAZER?
POR NOSSOS ALIMENTOS, EMPREGOS E MORADIAS?

ROLÂNDIA NÃO VAI REALIZAR A OKTOBERFEST 2013 ?

Robson Neves ( VIA FACEABOOK )
A questão da Oktoberfest é uma vergonha!! Rolândia conhecida nacionalmente por sua tradição germânica agora ao caos para simplesmente saber se vai ter festa ou não isso prova que a administração verdadeiramente está a desejar.... conseguiram acabar com várias coisas e agora também querer acabar com mais esse patrimônio do município DESRESPEITANDO a cultura alemã e seus descendentes e pioneiros que aqui vivem e trabalharam tanto para a formação do município desde os anos 30!! DETALHE o prefeito é alemão, vergonha maior!!!! 
COMENTÁRIO: E diga-se de passagem.. tudo porque não conseguiram adequar o recinto com as normas de combate a incêndio.  Acredito que seja um investimento barato comparando ao valor pago aos ocupantes de cargos de confiança, muito deles desnecessários. Já perdemos  a festa dos motociclistas e pelo jeito tbm a Oktoberfest. JOSÉ CARLOS FARINA

VÍDEO DO PROGRAMA COBRA REPORTER

VÍDEO PROGRAMA COBRA CASO DA BRIGA ARNO GIESEN x RODRIGO STUTZ

ANDRÉ VARGAS DISSE QUE FALTA MAIS TRABALHO EM ROLÂNDIA

André vargas
Foi ao ar agora no Programa Ted Perez da Rádio Terra Nativa a entrevista com com deputado André Vargas que falou sobre Rolândia. O deputado entre outros assuntos disse: Rolândia está sofrendo por que os administradores não estão buscando entrosamento com o governo Dilma e por isso perdeu as verbas do Parque Yumê que já estavam liberadas. O prefeito teria que buscar parceria também com os deputados do partido do governo. Disse que tem condições de liberar mais uma super creche mas a administração  tem que demonstrar interesse e ir atrás. Com relação ao Hospital o prefeito é a autoridade maior e é ele quem teria que determinar a interdição da instituição e através de parcerias com o governo federal e estadual melhorar o atendimento.  Finalisando André Vargas deixou claro que está dando aval às solicitações do  vereador do PT de Rolândia Maico Dida.  TEXTO de JOSÉ CARLOS FARINA

AS VAGAS PARA ESTACIONAMENTO DE MOTOS EM ROLÂNDIA

Eduardo Pinetti  A coisa está desproporcional. Era só verificarem no Detran a quantidade de veículos e calcular as áreas para cada um, mas meu comentário é em razão de estacionarem as motos em vagas de idosos, farmácias (veja na Vale Verde o que acontece) e outras desse tipo. A lei ainda prevê que na falta das vagas exclusivas de motos, elas ocupem uma inteira de carro. Já pensou?
Edinho Sccp concerteza amigo Eduardo Pinetti ,, mas a situacao em rolandia esta critica para as motos ..tem poucas vagas para milhares de motos , dia de sabado para estacionar uma moto no centro e muito complicado ...