sábado, 14 de setembro de 2013

JOHNNY LEHMANN DE ROLÂNDIA NA GLOBO

13/09/2013 17h38 - Atualizado em 13/09/2013

NAO É PARA QUALQUER UM

Prefeito é cassado pela segunda vez em menos de dez meses no Paraná

Prefeito de Rolândia utilizou indevidamente os meios de comunicação. 
Prefeito de Jandaia do Sul também foi cassado pelo TRE-PR.

Luciane CordeiroDo G1 PR, em Paranavaí
Prefeito de Rolândia Johnny Lehmann foi cassado pela segunda vez (Foto: Divulgação/Prefeitura de Rolândia)Prefeito de Rolândia Johnny Lehmann (PTB)  foi cassado
pela segunda vez (Foto: Divulgação/Prefeitura de Rolândia)
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) cassou o mandato do prefeito de Rolândia, na região norte do Paraná,  Johnny Lehmann (PTB), na quinta-feira (12), depois de entender que o prefeito utilizou indevidamente os meios de comunicação para se promover durante a eleição de 2012. Essa foi a segunda vez que Lehmann foi julgado e cassado no período de dez meses. Cabe recurso a decisão.
Na primeira vez, o processo foi julgado pelo Fórum Eleitoral de Rolândia, onde o juiz entendeu que Lehmann utilizou dinheiro público para publicidade eleitoral, desrespeitou o limite de gastos da prefeitura e também utilizou indevidamente os meios de comunicação para se promover durante a campanha. O julgamento foi em dezembro de 2012, mas, em maio de 2013, o político conseguiu uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o autorizava a assumir o cargo.
Em outro processo, o TRE julgou que houve a utilização indevida dos meios de comunicação em outro período – que não foi incluído no primeiro processo - durante a campanha e por isso houve um novo julgamento. Conforme o TRE, Lehmann tem três dias para recorrer da decisão e a liminar do TSE conquistada no primeiro processo não garante a continuação no cargo.
O advogado de Lehmann, Guilherme Gonçalves, afirma que vai recorrer, mais uma vez, da decisão diretamente no TSE. Segundo o advogado de defesa, os dois processos são iguais e devem ser julgados ao mesmo tempo pela corte superior. “A decisão de ontem não foi nenhuma surpresa. Como o primeiro processo foi julgado e o prefeito foi cassado, o segundo caminharia da mesma forma. Mas dessa vez temos a liminar que vai ajudar a suspender essa decisão”, explica.
Como a decisão cabe recurso, o prefeito Johnny Lehmann (PTB) permanece no cargo até que o recurso seja julgado.

VÍDEO DENÚNCIA ATERRO AMEAÇA CASAS NO JARDIM MONTE CARLO By FARINA

ROLÂNDIA - PREFEITURA CORTA MAIS DUAS ÁRVORES NO CENTRO

14/09/13 - EM FRENTE O  FÓRUM E IGREJA MATRIZ. - "PARABÉNS"  PREFEITO. QUAIS SERÃO AS PRÓXIMAS? SOCORRO DEUS!!!...  FOTOS By  JOSÉ CARLOS FARINA















Maconha vira tempero nos EUA

Maconha vira tempero nos EUA e é usada até no peru de Ação de Graças

PUBLICIDADE

DA EFE

Ouvir o texto

O lento avanço do uso da maconha com fins terapêuticos nos Estados Unidos abriu o caminho da substância até a cozinha, onde é valorizada não só por deixar todos os convidados contentes, mas também pelo sabor.
A evolução se nota especialmente no refinamento dos pratos que usam cannabis para dar um toque "especial" aos menus. A planta passou de "batizar" bolos de chocolate a ser um complemento para coquetéis e até aprofundar o sabor do peru de Ação de Graças.
A técnica para extrair a essência da planta e sua aplicação gastronômica é uma das disciplinas lecionadas na chamada Universidade de Oaksterdam, no norte da Califórnia, pioneira nos EUA ao abrir as portas em 2007 para ensinar a ter sucesso na indústria da cannabis medicinal.
"Não há receita que não possa ser adaptada", disse à Agência Efe Sandy Moriarty, autora de um dos livros mais populares sobre comida com maconha: "Aunt Sandy's Medical Marijuana Cookbook" (Livro de Receitas de Maconha Medicinal da Tia Sandy, em tradução livre), que serve de manual para os aprendizes.
Sandy deu aula para milhares de alunos, que introduziu em seu método "aperfeiçoado" de produção de manteiga de cannabis, o ingrediente básico que permite comer a substância até com pipoca.
"Fica delicioso", contou a especialista cujo xarope de maconha serve para adoçar coquetéis, bolos de maçã ou para adoçar, por exemplo, frutas como o melão, apesar de o prato-chefe ser o peru ao forno com todos os temperos típicos do Dia de Ação de Graças.
"O molho captou a essência de forma incrível. Minha família precisou trazer o saco de dormir", afirmou a cozinheira, que explicou que a ingestão de maconha tem efeito relaxante que não chega a prostrar como quando a droga entra no organismo pelo sistema respiratório."Nenhum médico recomenda fumar", lembrou a chef.
O consumo de maconha como tratamento é legal em 20 estados nos Estados Unidos, em confronto com as leis federais que consideram a substância ilegal.
O Departamento de Justiça considera uma "falácia" o uso medicinal de cannabis e declara que seu valor terapêutico "não foi provado cientificamente".
Organizações como a American Medical Association e American Cancer Society também não apoiam que os pacientes usem maconha como um remédio legal, apesar de ser um recurso usado por doentes de câncer para, entre outros fins, atenuar a dor.
Na Califórnia, um dos estados onde se pode comprar cannabis com uma licença, as lojas que distribuem a substância proliferaram até que as autoridades fecharam esses estabelecimentos.
A decisão foi ratificada pela Suprema Corte da Califórnia em maio, que entendeu que as lojas representam "um risco inaceitável" ao associar as substâncias com crime, abuso de drogas e deterioração do entorno.
Essas medidas contribuíram para que Moriarty não tenha aberto seu próprio restaurante como outros fazem. Um dos produtos mais chamativos deste ano é o Nugtella, uma imitação com maconha do chocolate da marca Nutella, lançada neste ano pela empresa Organicares de San José, na Califórnia.
No estado de Washington, onde um plebiscito aprovou em 2012 o uso da droga inclusive com fins recreativos, um fazendeiro aproveitou para incorporar a planta à dieta de seus porcos, que começaram a mostrar um comportamento mais tranquilo, o que favoreceu que engordassem notavelmente. Os que degustaram sua carne a definiram como "mais saborosa".
Outra experiência singular neste ano foi o primeiro concurso de culinária com maconha, "Medicated Chef Contest", convocado em Denver, Colorado, estado que junto com Washington legalizou a droga para qualquer um fumar ou, se preferir, degustar com garfo e faca.

OMISSÃO DO SAMU EM CAMBÉ CAUSA MORTE

Após passar mal na noite de quinta feira (12), Francieli Cristina Pereira de 28 anos foi conduzida ao PAM com fortes dores no abdômen. Após aguardar horas de atendimento, foi medicada e liberada durante a madrugada de sexta feira. Já durante a tarde ela sofreu novas dores em sua residência que fica na Rua Antonio Romão, Jd. Santa Fé, a família acionou o Samu pelo 192 e devido a classificação dos atendentes o caso não era grave, cerca de uma hora depois a PM foi acionada e novamente o Samu foi acionado e na chegada da viatura de resgate a vitima já estava em óbito. A Policia cientifica esteve no local e o corpo foi encaminhado até o IML para verificar a causa da morte. Familiares ficaram indignados e disseram que Francieli foi vitima de uma omissão de socorro no caos da saúde publica.  Eliandro Piva. 
COMENTÁRIO: Quem vai para a cadeia num caso  como este? Eu passei por uma situação parecida. Tive uma cólica violenta de vesícula e tive que esperar a boa vontade de um atendente em Londrina. Somente depois que minha esposa disse que era um caso de enfarte é que eles vieram. Cheguei entregar a minha alma à Deus.. tamanha a dor...  era um caso de cirurgia que fiz no mesmo dia...  JOSÉ CARLOS FARINA

HOMOSSEXUAIS TEM AULAS NA CADEIA DA PARAÍBA

Presídios da Paraíba têm alas exclusivas para homossexuais


 
WILLIAM DE LUCCA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM JOÃO PESSOA
Ouvir o texto


Presos gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis da Paraíba têm à disposição desde o início do mês alas exclusivas nos três principais presídios do Estado.
A medida, inédita no país, foi adotada após denúncias de abusos sexuais e violência física e psicológica, principalmente contra os travestis.
Os abusos foram denunciados pela Comissão Estadual de Direitos Humanos, que constatou casos de violência em vistorias em maio e junho.
Numa primeira etapa, dois presídios em João Pessoa e outro em Campina Grande, no interior do Estado, ganharam essas alas separadas. Cerca de 40 presos já solicitaram ingresso aos setores.
Segundo o secretário de Administração Penitenciária, Walber Virgolino, a proposta é levar o projeto a todos os presídios (18 penitenciárias e 61 cadeias públicas) até o próximo ano, inclusive com a construção de pavilhões exclusivos.
"As pessoas têm o direito de escolher com quem querem se relacionar. Precisávamos acabar com essas violações", afirma o secretário.
O presidente da comissão da diversidade sexual da seção local da OAB, José de Melo Neto, diz que o novo sistema possibilita "tratamento humanizado" aos presos.
Integrante dessa comissão do governo do Estado e presidente de entidade LGBT, Renan Palmeira afirma que a iniciativa é um avanço. "Com a ala separada, eles ganham cidadania e respeito. Passam a ser tratados pelo nome social e a ter direitos antes negados, como visitas íntimas."
O advogado especialista em criminalística Sheyner Asfora disse que a iniciativa é importante, mas expõe a falta de controle estatal."Isso deixa claro que quem determina as regras nos presídios são os próprios presos."

Dois feridos na PR-170 em São Martinho - Rolândia

  • Colisão frontal entre caminhão e carro deixa dois feridos na PR-170, em Rolândia

  • Pauline Almeida
Um acidente de trânsito registrado na PR-170, na manhã desta sexta-feira (13), deixou duas pessoas feridas. Socorristas do Siate e Samu faziam o atendimento das vítimas, por volta das 9h30, no distrito de São Martinho, em Rolândia (24 km de Londrina).
De acordo com informações preliminares da Polícia Rodoviária Estadual, um carro e um caminhão colidiram frontalmente. O Corpo de Bombeiros divulgou que as duas pessoas apresentavam ferimentos de média gravidade e seriam levadas para o Hospital São Rafael, em Rolândia.