sexta-feira, 20 de setembro de 2013

MUSEU JÁ EM NOVAS INSTALAÇÕES EM ROLÂNDIA

FOTO ROBERTO PORTO

ROLANDENSE PEDE AO PREFEITO PIEDADE ÀS NOSSAS ÁRVORES

  • Emilio Loose Emilio NÃO DEIXEM CORTAR AS ARVORES. AQUI NO NORDESTE AS PESSOAS VIVEM NO SECO COM SUAS CASINHAS ESTORRICANDO NO SOL, MAS NÃO PLANTAM ARVORES DE JEITO NENHUM, PORQUE FAZ SUJEIRA NO QUINTAL. NAS CIDADES EXISTEM ARVORE NAS RUAS, MAS ELE PODAM AS ARVORES POR CIMA, ESTÃO SEMPRE BAIXINHAS. É UMA CULTURA ERRADA, E POR ISSO QUE É SECO E CALOR. NÃO SABEM NEM FALAR ÁRVORE. AQUI SE CHAMA "PÉ DE PAU". QUALQUER FLOR AQUI É ROSA. ENTÃO SE OUVE DIZER QUE " O PÉ DE PAU TÁ CHEIO DE ROSA". NÃO DEIXEM CORTAR. SIGAM O EXEMPLO DE MARINGÁ. LÁ MUDARAM ATÉ A ESTRUTURA DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA PARA NÃO CORTAR.
    COMENTÁRIO: Boa Emílio. Eu sempre soube disso mas sempre é bom um Rolandense que mora fora informar certas "antas"   que exercem o poder aqui em Rolândia. Por causa das árvores  já arrumei várias brigas. Espero agora com a sua ajuda possamos conscientizar quem tem poder e não sabe usar. JOSÉ CARLOS FARINA

VÍDEO ROLÂNDIA CAPITAL DO CRIME DO INTERIOR CANAL 7 LONDRINA 190

VÍDEO NOVAS DENUNCIAS DE ZÉ DE PAULA SOBRE CASAS E ÁRVORES EM ROLÂNDIA

PROCURO MÃE BIOLÓGICA

Procuro minha mãe biológica eu tinha três anos quando  fui doada por minha avó a uma senhora q se chamava Ana  Tavares , que  em 1975 residia ali na entrada de rolândia em frente a café Itamaraty  essa dona Ana acabou me doando para uma família daqui de Ibiporã onde resido até hoje .segundo o q fiquei sabendo minha mãe tinha mais um ou dois meninos  e eu e pelo fato de minha mãe ser mãe solteira os pais dela eram bravos e disse que ia doar me para q eu não tivesse o mesmo destino q minha mãe , o nome de minha mãe seria  CIDA, muito novinha na época meu pai adotivo disse q minha mãe era diarista e muito trabalhadeira , o nome de meu irmão seria LUIZ CARLOS hoje teria 38 anos , eu não tinha registro de nascimento. Parece q meu pai adotivo falou com ela em 75 para saber se realmente ela não seria contra ele me adotar e fazer o meu registro , mais a dona da pensão q ela trabalhava não deixou ela sair p ir ao cartório seria uma senhora portuguesa q tinha um hotel na entrada de rolândia. então não sei  o meu nome de nascimento , nem de minha avó , nem de minha mãe , então por isso procuro  por mulheres de rolândia que doaram filha de  3 anos  em 1975 , pois toda história q ouço  procuro conversar com essas mulheres p q comparando possa ser a minha história , sei q sem ter dados concretos é difícil , mais penso q em uma dessas buscas vou encontrar minha mãe biológica !

ROLÂNDIA - FOTO DO PÚBLICO NA SESSÃO DA VOTAÇÃO DOS R$ 8 MILHÕES

FOTO By  CAMARA ROLÂNDIA

ROLÂNDIA - DANIEL STEIDLE DENUNCIA

ERA UMA VEZ A PR 170...

VAMOS TER QUE AGUENTAR 
MAIS UMA SUPERPRODUÇÃO DE TERROR?
QUEM PAGA É O POVO!

QUANDO PERGUNTAMOS AO FUNCIONÁRIO DA PREFEITURA, QUE ESTAVA DEMOLINDO COM UMA MARRETA O “HOTEL ROLÂNDIA”, O QUE IA FICAR DA HISTÓRIA DE ROLÂNDIA, ELE RESPONDEU: 

“SEI LÁ, TEM 3 ARQUITETOS ACOMPANHANDO ISSO AQUI... ESSA MADEIRA VAI SER PARA RECONSTRUIR O HOTEL LÁ NA ESTAÇÃO DO TREM...”

QUEM PAGOU O FUNCIONÁRIO DESPREPARADO?
QUEM PAGOU OS 3 ARQUITETOS?
QUEM PAGOU A GUARDA DA MADEIRA?
QUEM PAGOU A OBRA ABANDONADA E DESTRUÍDA NA ESTAÇÃO DO TREM?

É O POVO QUE PAGA A PRESSA DE NOSSOS POLÍTICOS FAZENDO “NEGÓCIOS” EM CIMA DE NOSSA IGNORÂNCIA E INÉRCIA.

AGORA ESTÁ INSISTENTEMENTE NA MIRA DOS “NEGÓCIOS IMEDIATISTAS” DOS POLÍTICOS A TRANSFORMAÇÃO DA PR 170 EM UM CENÁRIO CHEIO DE AMEAÇAS... 

FELIZMENTE, NA CÂMARA DOS VEREADORES DE ROLÂNDIA, ESTAMOS VERIFICANDO UM DESPERTAR DE UMA POLÍTICA... NÃO PELO INTERESSE POLÍTICO, MAS PELO POVO.

GRITE, MANIFESTE-SE, ESTEJA PRESENTE!!!

PRECISAMOS DE MUITA PARTICIPAÇÃO ATIVA PARA QUE FILMES DE TERROR SÓ SEJAM CURTIDOS NO CINEMA E NÃO SE REPITAM INDEFINIDAMENTE EM NOSSA VIDA REAL.

COMENTÁRIO: Estas são as marcas da competência da equipe que foi reeleita. Culpa do povo... Se esta equipe vier para um 3º mandato acabam com o que sobrou. Árvores.. hotel.. chumbo.. marmitas.. certidões.. Yumê.. Ingá.. praças.. parquinhos.... Alguns vereadores só mudaram de lado para não cair junto com o prefeito. Acabaram até com a Oktoberfest.  JOSÉ CARLOS FARINA


BEATLES AO AR LIVRE EM LONDRINA DOMINGO

FOLHA WEB
FARINA VÍDEOS ESTARÁ PRESENTE, SE DEUS PERMITIR



DOIS ROLANDENSES NA BANDA


De Mozart a Beatles

Orquestra Sinfônica da UEL faz concertos amanhã na Catedral Metropolitana e domingo no Zerão
Elvira Alegre/Rubem Vidal/Divulgação
Apresentação de domingo era para ter ocorrido em julho, como uma das tradicionais atrações do Festival de Música
Um turista estrangeiro, um visitante de alguma cidade vizinha ou até mesmo um ex-morador de Londrina que estivesse de passagem provavelmente ficaria surpreso ao saber da programação deste fim de semana da Orquestra Sinfônica da UEL (Osuel), que inclui um concerto na Catedral Metropolitana e uma apresentação dedicada exclusivamente ao repertório dos Beatles. 


O estranhamento logo se dissiparia ao informar-se das atividades da orquestra ao longo do últimos meses, período em que teve que buscar outros espaços para se apresentar após o incêndio que destruiu o Cine Teatro Ouro Verde há pouco mais de um ano. Período em que também realizou cinco shows interpretando os clássicos de John, Paul, George e Ringo. 


A Osuel abre a agenda amanhã, às 21h, na Catedral, sob regência do maestro titular Maurizio Colasanti. No domingo, às 16h30, toca no Anfiteatro do Zerão com batuta do maestro Vitor Gorni. Os dois eventos fazem parte do projeto "E o Festival Continua", extensão do Festival de Música de Londrina que busca realizar concertos ao longo do ano, não se limitando à tradicional e intensa programação do mês de julho. 


Na Catedral, os músicos executarão três peças do compositor Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791): a abertura da ópera "A Flauta Mágica", "Sinfonia Concertante para Oboé, Clarinete, Trompa e Fagote em Mi b Maior" e "Concerto para Dois Pianos nº 10 em Mi b Maior". Esta última terá como solistas convidados Marco Antônio de Almeida e sua irmã Lilian de Almeida. Os dois estão à frente do Festival de Música, Marco Antonio como diretor artístico e Lilian como presidente da associação de amigos do festival, a AAFML, um dos pilares na organização do evento. 


A peça "Sinfonia Concertante", por sua vez, contará com a participação de quatro solistas: Antonello Pelegrini (clarinete), Marcos Aquino (oboé), Gerson Lins Rodrigues (fagote) e Josimar Marcos da Silva (trompa). À exceção do primeiro, que vem da Itália, os demais são músicos da própria Osuel. Os ingressos estão à venda a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) na livraria Dom Geraldo, na própria Catedral. 


Ao ar livre
No concerto de domingo, a orquestra volta a tocar ao lado da banda cover local Beatles For Sale, com a qual já fez quatro apresentações no Cine Com-Tour/UEL e uma no Museu Histórico de Londrina. Esse show era para ter ocorrido no dia 21 de julho como uma das atrações do Festival de Música, mas acabou adiado por causa da chuva. 



"Toda orquestra deveria tocar com outras formações fora do segmento erudito. Temos aqui uma usina de possibilidades, de músicos, de instrumentos e de timbres. É importante fazer parcerias e experimentar arranjos com as bandas de rock da cidade, que são formadas também por excelentes músicos", diz o maestro Vitor Gorni, lembrando que a Osuel já fez show também com a Acústico Blues Trio. 


A Beatles For Sale surgiu em meados de 2006 destacando-se em meio à hegemônica onda cover que tomou de assalto os palcos de Londrina. É formada por Marco Aurélio Chiara (guitarra e vocal), José Alexandre Verri (guitarra e vocal), Daniel Mairen (baixo e vocal), Leonardo Formigoni (bateria e vocal) e Renato Marino (teclados). Entre as canções escolhidas para o concerto estão "Here Comes the Sun", "Yesterday" e "Something". 


Serviço:
Concertos da Osuel 



AMANHÃ
Horário - 21h
Onde - Catedral Metropolitana de Londrina (Travessa Padre Eugênio Herter, 33, Centro)
Ingressos - R$ 20 e R$ 10 (meia)
Pontos de venda - Livraria Dom Geraldo (Catedral) e Divisão de Música da Casa de Cultura da UEL (R. Tupi, 210, das 14h às 18 horas) 



DOMINGO
Horário - 16h30
Onde - Anfiteatro do Zerão
Quanto - Gratuito


Nelson Sato
Reportagem Local

Museu de Rolândia será entregue hoje


Ainda que provisório, o novo espaço do Museu Municipal será entregue hoje à comunidade de Rolândia, às 19 horas, na avenida Presidente Bernardes, 656. O acervo foi transferido, catalogado e acondicionado, de maneira a proporcionar exposições temáticas durante o período em que estiver ocupando as instalações, ao lado da igreja matriz São José. Maria Luiza Müller, secretária municipal de Cultura, lembra que o acervo do artista plástico rolandense Elifas Andreatto, bem como as peças do museu estarão sempre sendo alternadas para que as pessoas possam voltar quantas vezes desejar e encontrar objetos e fatos novos. As orientações do técnico em museu, Lucas Silva Manzano e do chefe de divisão de artes plásticas, o professor Danillo Villa, da UEL, estão sendo seguidas à risca. 1ª foto by José Carlos Farina