quarta-feira, 23 de outubro de 2013

HISTÓRIA DE CORNÉLIO PROCÓPIO - PR.

CORNÉLIO PROCÓPIO – GLEBA CONGONHAS - MAIS UM POUCO DE SUA HISTÓRIA



CORNÉLIO PROCÓPIO – GLEBA CONGONHAS

MAIS UM POUCO DE SUA HISTÓRIA

Prof.Me. Roberto Bondarik
bondarik@utfpr.edu.br
Universidade Tecnológica Federal do Paraná


            Apesar das origens do município de Cornélio Procópio remontarem ao século XIX quando foi estabelecida da Posse do Rio Congonhas pelo Barão de Antonina, a ocupação efetiva de seu território tem seus registros a partir do final dos anos 20 do século passado.
            A posse Congonhas foi vendida no final do século XIX pelos herdeiros do Barão de Antonina e deu origem a Fazenda Congonhas que posteriormente seria loteada com nome de Gleba Congonhas. É fácil estabelecer quais eram os limites dessas terras, basta imaginarmos que elas abrangiam as duas margens do Rio Congonhas até o divisor de águas com o Rio Laranjinha. As terras cujas águas escoavam para o Congonhas pertenciam a essa gleba. Assim sendo parte do território urbano de Cornélio Procópio lhe pertenciam além é claro do Distrito de Congonhas e Leópolis.
            Segundo dados fornecidos pelo Professor Átila Silveira Brasil em seu livro, a posse do Barão de Antonina foi firmada em 1846 quando a seu mando os sertanistas Joaquim Francisco Lopes e John Henry Elliot exploraram o sertão do Rio Tibagi em busca de um caminho fluvial para a Província do Mato Grosso. Os dois sertanistas mapearam o Rio Congonhas ou “das Congonhas” nesse ano e o batizaram com esse nome por possuir em sua nascente muita erva-mate, chamada de “congonha” pelos paulistas. A posse se iniciava em São Jerônimo e acompanhava as margens do Congonhas até o Rio Tibagi. Consta que John Henry Elliot desejava fundar a Colônia Militar que foi estabelecida em Jataizinho nesse local, próximo de onde é a Ponte Nova em Sertaneja por ser o local abrigado das enchentes constantes, repentinas e violentas que haviam no Rio Tibagi.



Mapa com a extensão original da Gleba Congonhas em destaque em vermelho(Detalhe do Mapa de Romário Martins editado por Roberto Bondarik) 
            Em 1891 os herdeiros do Barão de Antonina venderam suas terras ou parte delas, desocupadas em sua grande extensão para Ildefonso Mendes de Sá. Essa Gleba também se iniciava em São Jerônimo,passava por Santa Cecília com os mesmos limites da bacia do Congonhas. Essa gleba deu origem a Fazenda Congonhas cuja existência é comprovada também pelos mapas que mostram os limites da Colonia Militar do Jatahy naquela época. Englobava também o território de Urai.
            A Fazenda Congonhas foi comprada em 1893 por Olegário Rodrigues de Macedo e José Marcondes de Albuquerque. No ano de 1900 Olegário tornou-se o único proprietário da Fazenda ao comprar a parte de seu sócio. Em 1902 a Fazenda Congonhas mudou novamente de dono sendo comprada por José Pedro da Silva Carvalho. Mesmo mudando de mãos por diversas vezes acreditamos ser difícil que algum deles tenha se fixado nestas terras ou produzido sua ocupação. Era muito comum àquele tempo que fazendeiros e investidores de Minas Gerais e de São Paulo comprassem terras, em grande extensão, no Norte do Paraná. A falta de estradas e outros meios de transporte tornavam os preços mais baixos e atrativos, estas fazendas cujos direitos eram garantidos pelos documentos de posse eram mantidas por meio de documentos, recibos e escrituras, com certeza não eram ocupadas por seus donos legais ou seus prepostos.
            A situação da região começou a mudar quando foi planejada a construção da ferrovia que vindo de Ourinhos em São Paulo teria por objetivo atingir a Assunção, capital do Paraguai. A Ferrovia São Paulo Paraná como foi denominada iria dotar o Norte do Paraná de um meio de transporte eficiente e rápido para aquele tempo, capaz de conduzir grandes volumes de carga e pessoas. A possibilidade de venda das fazendas existentes na área para aqueles que desejavam plantar algodão ou café era muito grande. Imagina-se a valorização das terras cortadas pela “linha do trem”.
Mapa da Ferrovia São Paulo - Paraná
            A ferrovia começou a ser construída e logo ligava Ourinhos a região de Cambará, mais precisamente a fazenda que pertencia a Companhia Agrícola Barboza, de propriedade de Antonio Barboza Ferraz e seus filhos Bráulio e Leovegildo. Construir ferrovia era algo muito caro e de difícil execução, em 1924 os Barboza Ferraz e seus sócios venderam seus direitos sobre a pretensa linha para um grupo de investidores britânicos que eram no Brasil liderados por Lord Lovat. Os britânicos foram atraídos, segundo Nelson Dácio Tomazi em seu livro, pela possibilidade de comprar as terras devolutas da margem esquerda do Rio Tibagi e depois dividi-las em lotes e revendo-os a pequenos proprietários depois de organizada a região com o transporte ferroviário, vias vicinais, estradas de rodagem e centros urbanos planejados. Pode ter sido o negócio imobiliário dos mais rentáveis do mundo destaca alguns pesquisadores. As terras por onde passaria a ferrovia foram adquiridas por investidores paulistas e mineiros antes mesmo que os ingleses assumissem a estrada e anunciassem a compra das terras que dariam origem a Londrina e Maringá por meio da Companhia de Terras Norte do Paraná (CTNP), subsidiaria da britânica “Paraná Plantations”.
Composição da Ferrovia São Paulo - Paraná
            Desta forma a A região Norte do Estado do Paraná compreendida pelas terras à Oeste do Rio Tibagi, foi efetivamente incorporada ao cenário produtivo nacional a partir das décadas de 1920 e 1930. Fruto de um grande investimento imobiliário no qual se faziam presentes investidores brasileiro mas principalmente britânicosA venda das terras e o estabelecimento das condições logísticas e de infra-estrutura necessárias para a efetiva ocupação e plena exploração econômica somente foram efetivados com investimento e a presença do capital financeiro britânico. Os empresários britânicos conduziam projetos semelhantes em diversas partes do mundo, investindo em mineração, agricultura e logística. Empreendimentos que haviam caracterizado o período vitoriano daquele país.

Trecho da Estrada Cornélio Procópio - Santa Amélia(Foto: Roberto Bondarik - 13 de Julho de 2012)
            O projeto da CTNP não visava apenas ao projeto imobiliário, que pelas informações que possuíam, seria bastante lucrativo. Os ingleses também queriam uma ferrovia, pois nesta área tinham muita experiência em todo o mundo. A CTNP desenvolveu suas atividades durante este período (conhecido como fase inglesa da colonização do Norte do Paraná) e desde o inicio fez intensa propaganda no Brasil e no exterior onde elaborou a um discurso que reforça aquele sobre as maravilhas da região, do progresso e da riqueza ali existente, visando antes tudo trazer compradores para as terras que havia adquirido até então.
            Dentro da perspectiva da construção da Ferrovia São Paulo-Paraná, em 13 de outubro de 1923, José Pedro da Silva Carvalho vendeu a Fazenda Congonhas à Companhia Agrícola Barbosa, por trezentos contos de réis como afirma o Professor Átila. Mas posse ou os direitos acabaram sendo contestados por outras pessoas que se julgavam a proprietárias da área. Isso era comum naquele tempo em que a grilagem de terras era comum ou mesmo de boa fé o registro duplo ou triplo de um mesmo terreno. A Companhia Barboza contratou o advogado paulistano Francisco Morato, que seria fundador do Partido Democrátido de São Paulo e grande articulador da Revolução de 1930 como apoiador de Getúlio Vargas. Francisco Morato conseguiu assegurar os direitos dos Barboza. A gleba da Fazenda Congonhas começou a ser medida, loteada e vendida antes mesmo da chegada dos trilhos da ferrovia a Cornélio Procópio cuja instalação do núcleo urbano estava planejada desde 1924, porém em outra gleba, a Laranjinha de posse de Francisco da Cunha Junqueira. Mas a efetivação das vendas nessa área ocorreria apenas depois de 1932 quando ela foi comprada pela Companhia Paiva e Moreira.

Construção da ponte rodoviária sobre o Rio das Cinzas entre Andirá e Bandeirantes em 1929
(Fonte: Jornal "A República" - Curitiba, 12 de Dezembro de 1929)


           Para dar início à venda dos lotes da Fazenda Congonhas foi preciso abrir uma estrada de rodagem que vinha desde Cambará, passava por Andirá, cruzava o Rio das Cinzas, atingia Carvalhópolis (Abatiá), Santa Amélia e chegava as margens do Laranginha. Cruzando esse rio entrava pelo bairro Igarapava e seguia até onde hoje é a torre da Embratel na saída de Cornélio para Nova Fátima. Nesse ponto tinha início a Gleba da Fazenda Congonhas e em algum lugar as margens da estrada foi erguido o Armazém Velho, feito com tábuas já usadas e trazidas de Cambará. Nesse lugar ficava um administrador encarregado de levar os compradores até seus lotes. A estrada ainda passava por Cornélio e seguia até Congonhas. Possuindo o mesmo traçado da estrada velha até aquele distrito. Cruzava o rio, atingia a Serra do Herval e por fim chegava a Jataizinho, chamada à época de Jatahy. Sua abertura foi concluída definitivamente com as pontes em 1929.
            Esta estrada foi paga pelo Governo do Estado do Paraná e executada pela Prefeitura de Cambará, mesmo as terras pertencendo ao Município de Jacarezinho. Detalhe que o prefeito de Cambará era Braulio Barboza Ferraz, filho de Antonio Barboza e um dos sócios da Companhia Agrícola Barboza que se beneficiou do projeto. O jornal “A República”, de Curitiba publicou reportagem a respeito da construção da ponte sobre o Cinzas em 1929, mostrando sua foto na edição do dia 12 de dezembro daquele ano. A base da ponte é ainda a mesma que foi construída naquele tempo apesar dela hoje ser em concreto. Trata-se da ponte da estrada de terra próximo de Andirá.
Distrito de Congonhas em Cornélio Procópio, efetivamente foi por aqui que teve inicio a colonização deste Município 
Fonte: Roberto Bondarik - 12 de Julho de 2012)


          Pela estrada de rodagem Cambará – Jataizinho chegaram os primeiros pioneiros que efetivamente passaram a viver e produzir no que é hoje o município de Cornélio Procópio. Essa ocupação teve início por Congonhas e acreditamos os primeiros compradores e moradores tenham sido em grande parte ex-colonos das fazendas dos Barboza em Cambará e no Estado de São Paulo.



Cornélio Procópio - 2013(Fonte : Roberto Bondarik)

            Nossa história precisa ser estudada e contada para que seja conhecida e respeitada. Esse é o tributo que devemos à memória e ao esforço dos pioneiros que deram origem a esse rincão do Norte do Paraná.

VÍDEO NORTE DO PARANÁ - MELHOR LUGAR PARA SE VIVER

VÍDEO NORTE DO PARANÁ - MELHOR LUGAR PARA SE VIVER

E-MAIL COM VÍRUS - SUSPENSÃO DA CARTEIRA DE MOTORISTA - DETRAN

RECEBI UM E-MAIL HOJE  DE "DETRAN.PR" DIZENDO QUE MINHA CARTEIRA DE MOTORISTA HAVIA SIDO SUSPENSA. É VIRUS. DEPOIS DESCOBRI QUE NÃO PERDI NENHUM PONTO NA CARTEIRA. VOU  TER QUE FORMATAR O MEU COMPUTADOR. ALERTO A POPULAÇÃO PARA ESTA "PALHAÇADA". JOSÉ CARLOS FARINA

TELEFONES ÚTEIS EM ROLÂNDIA

TELEFONES ÚTEIS EM ROLÂNDIA - PR.

SAMU - 192 
TEC - 0800 400 1105 ou 3906-1105 
Hosp. São Rafael - 3311-3000 
Ambulância: 192 
SANEPAR: 115
Câmara de Vereadores: 3255-7100
Corpo de Bombeiros - FOGO193
Conselho Tutelar: 3906-1111
Conselho Tutelar (Plantão): 9166-0409
Copel:  EMERGENCIAS: 0800-5100116
COPEL0800-5100116 0800-5100116
Delegacia / Polícia Civil: 3255-1883
Detran (Ciretran): 3256-2746
Disk Denúncia: 181
Fórum: 3256-1872
Hospital São Rafael: 3311-3000
Prefeitura Municipal: 3255-8600
 ILUMINAÇÃO PUBLICA:  3906 1112 
Polícia Militar: 190 / 3255-2566
Polícia Rodoviaria: 3256-0664
Polícia Federal: 194
Posto de Saúde Central: 3906-1140
Posto de Saúde Vila Oliveira: 3906-1101
Posto De Saúde San Fernando: 3906-1093
Procon: 3906-1028 / 3906-1009
Rodoviária – Administração: 3906-1079
Rodoviária – Passagens: 3256-2485
Secretaria de Turismo: 3906-1155
Sanepar: 3906-1211
Samu / Tec: 192
Sine: 3255-1118
Siate / Corpo De Bombeiros: 193
Subprefeitura De São Martinho: 3240-1372
SAMU - 192 
TEC - 0800 400 1105 ou 3906-1105 
Hosp. São Rafael - 3311-3000 
Colégio Sesi - Unidade Rolândia: 3256-3360

Ambulância: 192 
Câmara De Vereadores: 3255-7100
Corpo De Bombeiros: 193
Conselho Tutelar: 3906-1111
Conselho Tutelar (Plantão): 9166-0409
Colégio Sesi - Unidade Rolândia: 3256-3360
Copel: 0800- 437196
Delegacia / Polícia Civil: 3255-1883
Detran (Ciretran): 3256-2746
Disk Denúncia: 181
Fórum: 3256-1872
Hospital São Rafael: 3255-1010
Prefeitura Municipal: 3255-8600
Polícia Militar: 190 / 3255-2566
Polícia Rodoviaria: 3256-0664
Polícia Federal: 194
Posto De Saúde Central: 3906-1140
Posto De Saúde Vila Oliveira: 3906-1101
Posto De Saúde San Fernando: 3906-1093
Procon: 3906-1028 / 3906-1009
Rodoviária – Administração: 3906-1079
Rodoviária – Passagens: 3256-2485
Secretaria De Turismo: 3906-1155
Sanepar: 3906-1211
Samu / Tec: 192
Sine: 3255-1118
Siate / Corpo De Bombeiros: 193
Subprefeitura De São Martinho: 3240-1372

ROLÂNDIA - ADVOGADO DE CRISTINA NÃO CONCORDA COM DECISÃO DA PRESIDÊNCIA

Em entrevista no programa do Ted Perez, Rádio Terra Nativa de Cambé, o advogado da Srta. Cristina Pieretti, Dr. Frederico Reis, afirmou que não concorda com a posição da presidência da Câmara de vereadores de Rolândia. Ele afirmou que todos os requisitos da Lei Orgânica do Município e do decreto lei 201 foram obedecidos. Os fatos narrados baseados no relatório da "CE" são bastante claros e precisos e somente o plenário da Câmara é que poderia decidir o mérito e alguma possível preliminar. O plenário é soberano... O requerimento é detalhado e preciso... o critério da decisão é subjetivo e cabe somente ao plenário. O advogado vai analisar a decisão nos próximos dias e responder na forma da lei. TEXTO de JOSÉ CARLOS FARINA

GORDURA BOVINA NÃO FAZ MAL À SAUDE ??

Gordura saturada não é a vilã para o coração, diz artigo



DA EFE
Ouvir o texto
As gorduras saturadas da manteiga, do queijo e da carne vermelha não são tão prejudiciais para o coração como se pensava até agora, de acordo com um artigo publicado nesta quarta-feira na revista "British Medical Journal" por Aseem Malhotra, um dos cardiologistas mais prestigiados do Reino Unido e especialista do hospital universitário de Croydon, em Londres.
Em seu artigo, Malhotra afirma que o consumo de produtos com pouca gordura "paradoxalmente" aumentou o risco de ter doenças cardiovasculares.
Segundo o especialista, as pessoas consomem todo tipo de produtos desnatados pensando que são melhores para a saúde e que ajudarão a perder peso, mas que, na realidade, muitos deles contêm grandes quantidades de açúcar adicionado.
A explicação é que a indústria alimentícia substitui as gorduras eliminadas nos alimentos por açúcares e adoçantes, já que a comida livre de gordura não é tão saborosa, acrescentou Malhotra.
No entanto, afirma o especialista, é necessário diferenciar as chamadas "gorduras trans" (encontradas em fast food, produtos de confeitaria e margarina), que são prejudiciais, e as gorduras do leite, do queijo e da carne, que não são ruins para a saúde.
O especialista criticou a "obsessão" médica com os níveis de colesterol, que levou milhões de pessoas a tomarem remédios para reduzir a quantidade de gorduras prejudiciais no sangue.
Para isso, o cardiologista recomenda que as pessoas com risco de sofrer doenças cardiovasculares façam uma dieta mediterrânea rica em peixes oleosos, azeite de oliva, verduras e frutos secos.
"É hora de romper o mito do papel das gorduras saturadas nas doenças do coração" que esteve presente na indicação dietética e nas recomendações nutricionais durante quase quatro décadas, afirmou Malhotra.
A teoria foi respaldada por outros especialistas como David Haslam, Chefe do Fórum Nacional sobre a Obesidade, que afirmou que a evidência científica está demonstrando atualmente que os carboidratos refinados e o açúcar são na realidade os culpados pelo aumento da gordura no sangue.
Timothy Noakes, professor de ciências do esporte e da atividade física na Universidade da Cidade do Cabo, acrescentou que "o pior erro médico de nossa época foi considerar a alta concentração de colesterol no sangue como a causa exclusiva da doença cardíaca coronária".

MATAVA PESSOAS E USAVA A CARNE EM SALGADOS

ROBERTO CABRINI

Cabrini entrevista homem acusado de matar e fazer salgados com carne humana


No Conexão Repórter desta quinta, Roberto Cabrini apresenta o documentário "Diário do Mal". Os portões dopresídio de segurança máxima se abrem e o jornalista entrevista um dos criminosos mais intrigantes que o mundo já viu nascer.

Foram três horas de conversa com um assassino frio e manipulador, capaz de criar uma seita e, em nome de Deus, assassinar e depois praticar atos de canibalismo com os corpos de suas vítimas. Um encontro tenso e inquietante.

Formado em Educação Física e faixa preta em karatê, Jorge Beltrão Negromonte da Silveira tinha tudo para se estabelecer como profissional respeitado, mas trilhou caminhos tortuosos. Ele criou uma seita que pregava a maldade para combater o próprio mal e, em nome da purificação da humanidade cometeu, junto com duas mulheres, uma série de assassinatos brutais seguidos de atos de canibalismo.

Um homem de boa cultura, que usou de seu rico vocabulário para escrever o roteiro com todos os detalhes do que aconteceu. Além de escritor, ele se intitulava diretor de cinema e produziu filmes macabros nos quais encena as matanças que pretendia realizar e, por fim, realizou.

Uma crueldade sem precedentes, com detalhes que surpreendem até a polícia.

Foto: Reprodução/SBT

E mais: tivemos acesso a um diário com novas revelações sobre a relação de Jorge Negromonte e Bruna, uma de suas companheiras.

FEIRACIR ROLÂNDIA - PRÉDIO DO CARREIRA EM REFORMAS

Uma equipe de trabalhadores está no local para pequenas reformas e pintura. Espera-se uma ótima Feira. Virou tradição em Rolândia e região. Um dos coordenadores, o Machado, disse-me que haverá algumas novidades este ano que agradará sem dúvida o grande público. TEXTO e FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - OBRAS NO GINÁSIO DE ESPORTES CONTINUAM

Por enquanto apenas duas portas de correr.. seis escadas de tijolos iguais a esta da foto. Ainda está planejado duas rampas na calçada do lado de fora. Só não foi informado se vai ser instalado hidrantes com mangueiras. Também não foi informado sobre obras na cozinha, refeitório e ginásio redondo. Os funcionários presentes na obras não souberam informar. À tarde falei com o Dirceu Matos e ele disse-me que falta apenas as rampas e a "casinha" do gás lá na cozinha. Após isso haverá uma outra vistoria. TEXTO e FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ACADEMIA - MUSCULAÇÃO - PERSONAL TRAINING

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - VEREADORES FAZEM REUNIÃO COM AGENTES DE SAÚDE

Cristina Pieretti de Souza A reunião deve ter fundamento na denuncia que o executivo cortou o pagamento da insalubridade, direito do trabalhador da saúde o que diminui em media 300 reais no pagamento de cada funcionário chegando cair o salario para um salario minimo. FOTO CAMARA ROLÂNDIA

IDOSO TERIA ESTUPRADO DUAS FILHAS

Idoso é preso suspeito de estuprar duas filhas

Redação Bonde
A Polícia Militar cumpriu mandado de prisão contra um idoso na noite de segunda-feira (21), em Londrina. O homem de 62 anos é suspeito de ter estuprado duas filhas menores de idade. 


O idoso foi localizado em uma chácara na Usina Três Bocas, na zona sul da cidade. Ele foi preso e encaminhado à 10ª Subdivisão Policial. 

Com a superlotação dos distritos, até o início da manhã de hoje o preso não tinha um destino definido.

tornado passou pelo Paraná na 2ª

Satélite do Simepar registra passagem de tornado pelo Paraná

Imagens do radar meteorológico mostraram a formação de um tornado no Sudoeste do Estado na segunda-feira. Área rural de Chopinzinho sofreu estragos

Rafael Fantin - Redação Bonde
O Simepar confirmou no início da tarde desta terça-feira (22) que os satélites do instituto registraram a formação de um tornado no Sudoeste do Paraná por volta das 15h na segunda-feira (21). 


O tornado foi registrado na área rural do município de Chopinzinho, onde as casas de moradoresforam destruídas pela força do vento. "Todas as características técnicas configuram com a formação do tornado. Quando a tempestade acontece em uma área rural, o tornado provoca menos destruição com menos registros da população", explicou a meteorologista do Simepar, Sheila Paz. 

De acordo com ela, o radar meteorológico registro uma formação semelhante a um gancho que se deslocou no sentido noroeste para sudeste durante a tarde de segunda-feira. "A chance de ser um tornado é de mais de 90%. Para o instituto obter mais informações e detalhes, uma equipe teria que se deslocar até a região para analisar o evento e o rastro da tempestade", afirmou. 

Reprodução/Simepar


Em cinco estações meteorológicas do Simepar entre Noroeste, Oeste e Sudoeste do Paraná, os ventos chegaram próximo ou ultrapassaram os 100 quilômetros por hora. Em Marechal Cândido Rondon, os ventos atingiram 119 quilômetros por hora, maior velocidade registrada na segunda-feira no Estado. Em Dois Vizinhos, cidade na região de Chopinzinho, a ventania ultrapassou os 106 quilômetros por hora. "Durante um tornado, os ventos chegam a uma velocidade maior do que as registradas na última tarde", comentou Sheila, que ainda lembrou que a cidade de Chopinzinho não possui radar meteorológico para registrar as informações sobre o clima. 

Rádio Chopinzinho - Foto cedida ao Portal Bonde pela emissora Rádio Chopinzinho
Foto cedida ao Portal Bonde pela emissora Rádio Chopinzinho


Questionada sobre as chuvas acompanhadas com ventos de alta velocidade, a meteorologista esclareceu que as tempestades sempre aconteceram no Estado, principalmente no Oeste. Para ela, o que mudou foi a possibilidade de registros e a tecnologia para confirmar os fenômenos da natureza. "Hoje, a pessoa tem um celular e pode registrar a tempestade com uma foto ou vídeo. Os recursos e tecnologia disponíveis nos institutos de meteorologia também avançaram. Além disso, locais afastados e áreas rurais estão mais habitados", analisou.

CUIDADO COM O COLESTEROL ( ELE PODE LHE MATAR )

FOLHA DE LONDRINA

Colesterol também é causado pelo fator hereditário

Brasília - Você costuma comer muitos alimentos industrializados e gordurosos? Passa o dia sentado e não faz atividades físicas? Se você passa muitas horas sentado, come muito em restaurantes de fast-food, não dispensa comidas congeladas, frituras, enlatados, e exagera na carne vermelha e fuma e bebe exageradamente, suas chances de adquirir um colesterol alto aumentam consideravelmente. Além desses fatores, a hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas que não têm esses hábitos. 


Esse é o caso da enfermeira Tochie Massuda. Descendente de japoneses, ela sempre teve uma vida alimentar baseada, principalmente, em verduras e legumes. Uma dieta pobre em gorduras, sal, praticamente sem frituras e com baixo consumo de carnes. Há três anos, nos seus exames preventivos anuais, ela descobriu que seu colesterol estava alto e, sem conseguir abaixá-lo, mesmo praticando exercícios assiduamente de segunda à sexta, entre ginástica localizada, alongamento e circuito aeróbico, teve então que recorrer aos medicamentos. 



"Se eu não tivesse passado pelo meu (exame) preventivo eu nem sabia que estava com o colesterol elevado. Tanto que nas minhas atividades físicas eu não sinto nada. O perigo do colesterol alto é não sentir nada e quando você se depara já está com as artérias entupidas e pode até ter um enfarto que não esperava", relata Tochie. 



O médico de Tochie apontou então o fator hereditário como o causador do desequilíbrio, uma vez que sua mãe e seus irmãos também têm colesterol elevado. Mesmo o fator hereditário sendo importante, também é importante lembrar que outros fatores contribuem com o desenvolvimento da doença, como a alimentação inadequada a falta de exercícios, além do consumo de cigarro e de bebida alcoólica.


Agência Saúde