quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Rolândia deixa de ter apenas um CEP

Redação Bonde


A partir de 29 de novembro, o município de Rolândia (PR) deixa de ter um CEP geral e passa a ter CEPs  específicos para cada avenida, praça, rua, travessa, entre outros. 
Divulgação

A criação dos códigos individuais para os logradouros surgiu da necessidade de atender ao crescimento dacidade, que atingiu o principal critério estabelecido para a implantação de CEPs específicos — ter mais de 50 mil habitantes. 

Os Correios orientam os moradores a divulgarem o novo CEP aos correspondentes para agilizar a eliminação do código anterior (86600-000). 

Para consultar o novo CEP, clique aqui.

CRISTINA PREOCUPADA COM COMISSÃO PROCESSANTE CONTRA JOHNNY

  • PUBLICAÇÕES RECENTES
  • ARMAÇÃO DAS MARMITAS

    VEREADORES E PREFEITO PARECEM ESTAR TENTANDO ARQUIVAR A CP DA SAÚDE... ASSIM COMO FIZERAM COM A CPI DAS MARMITAS...

    TUDO PELAS COSTAS DO POVOVEREADORES CONTRA O POVO. SERÁ QUE ENTÃO OS VEREADORES VÃO PAGAR O ROMBO DA SAÚDE ?

    PESSOAL VAMOS FICAR DE OLHO. ME AJUDEM COBRANDO DOS VEREADORES E COMPARECENDO NA SESSÃO DE SEGUNDA COBRAR AS MORTES DO HOSPITAL SÃO RAFAEL.

    SE OS VEREADORES ARQUIVAREM A CP DA SAÚDE É PORQUE ELES TOMAM PARA SI A RESPONSABILIDADE DAS MORTES DO HOSPITAL.
    Curtir ·  ·  · Seguir publicação · há 3 minutos ( FACEBOOK - GRUPO ACORDA ROLÂNDIA )


HERBERT BARTZ EM MAUÁ DA SERRA

FOLHA DE LONDRINA
EM MAUÁ DA SERRA
Divulgação
Foi comemorado no último dia 23 o primeiro aniversário do Museu de Plantio Direto de Mauá da Serra. Aconteceu também o lançamento da pedra memorial do plantio direto. Estão na foto, o deputado estadual Cleiton Kielse, o empresário rural Pedro Takahashi, o pioneiro do plantio direto no Brasil, Herbert Bartz, o empresário Iwao Miyamoto, diretor da Sementes Mauá, Ademar Takeyuki Uemura, presidente do Museu do Plantio Direto e o empresário rural Hideomi Uemura

GENOÍNO GANHA MAIS DE R$ 600 MIL POR ANO

CLAUDIO HUMBERTO (FOLHA DE LONDRINA)


Genoino ‘pobretão’ é farsa: deputado ganha bem 

O estado de saúde de José Genoino (PT-SP) não é a única farsa na história do mensalão. Ele faz pose de coitadinho, divulga que mora na mesma casa financiada pela Caixa há trinta anos, blá-blá-blá, mas recebe salários de marajá (R$ 26.723,13), como deputado federal há 27 anos, além da Cota mensal para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), de R$ 31.301. Entre janeiro e setembro, embolsou R$ 522 mil. 

Tudo por nossa conta 

Como deputado, Genoino tem auxílio moradia de R$ 3.800 em espécie, verba para passagens aéreas e cota para correios e telefone. 

Dá de sobra 

A multa a que Genoino foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (R$ 468 mil) é bem menos do que ele recebe como deputado por ano. 

Direto no bolso 

Deputado recebe verba mensal de gabinete no valor de R$ 78 mil para contratar assessores, mas na maioria dos casos fica com quase tudo. 

Pé de chumbo 

Da cota Ceap de R$ 31,3 mil, Genoino dispõe de R$ 4,5 mil para torrar com combustíveis e outros R$ 4,5 mil em "segurança pessoal". 

PT tenta negociar cassação por aposentadoria 

O vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), e o líder do PT, José Guimarães (CE), negociam a aposentadoria "por invalidez" do deputado José Genoino (PT-SP) antes que a mesa diretora inicie o processo de cassação. Mas a tese perdeu força com o laudo da junta médica designada pelo Supremo Tribunal Federal, atestando não ser grave o estado de saúde do deputado presidiário, como ele fez parecer.