sábado, 21 de dezembro de 2013

ROLÂNDIA - ZÉ DE PAULA ADVERTE JOHNNY LEHMANN

O portal Bonde News publicou nesta data uma matéria informando o não comparecimento de Johnny Lehmann para seu depoimento. Ele alegou outros compromissos. O  vereador Zé de Paula ouvido pelo referido portal disse que: "faremos nova convocação.. se ele não vir de novo será pior para ele.. vai tudo para o relatório... Ele que não esqueça que a Comissão Processante tem o poder de indicar no final  dos trabalhos a cassação do seu mandato". TEXTO de JOSÉ CARLOS FARINA

BLOG DO FARINA - 980.000 ACESSOS


Obrigado amigos de todos os lugares...Estamos crescendo graças ao vosso apoio e participação. A nossa promessa é apenas em favor de Rolândia e do norte do Paraná... Ética.. verdade.. informação e Justiça a quem merecer... com a marca by Farina. Contem comigo sempre. Rolândia e o Norte do Paraná acima de tudo. DEUS ABENÇOE A TODOS NÓS.  JOSÉ CARLOS FARINA

FOTO DO BOSQUE PRAÇA DO MANOEL MULLER

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA














ROLÂNDIA - PRAÇA CASTELO BRANCO

21/12/2013 - FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - AQUI TEM HISTÓRIA - PÁTIO FERROVIÁRIO

ESTE  BARRACÃO FOI CONSTRUÍDO PELA COMPANHIA DE TRENS NA DÉCADA DE 40. A ANTIGA ESTAÇÃO  FOI DERRUBADA PARA SER FEITA A ATUAL. TEXTO e FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - NOVAS RECLAMAÇÕES CONTRA O CENTRO HISTÓRICO

21/12/2013 - 19 HORAS - MORADORES DA RUA EUROPA E TRAVESSAS RECLAMAM DO MATO E DA MALANDRAGEM. O LOCAL ESTÁ SENDO FREQUENTADO POR ANDARILHOS E VICIADOS. VIROU TAMBÉM MOTEL. TEXTO e FOTOS By  JOSÉ CARLOS FARINA






















































VÍDEO NATAL ROLÂNDIA 2013 - DIAS 20 e 21/12/2013 - SEXTA e SÁBADO

MENINA DE 14 ANOS É ENCONTRADA MORTA

Estudante morta na RMC desapareceu após prova; família diz que namorado é suspeito

Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento
A menina de 14 anos encontrada morta na tarde de ontem (19) em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, foi identificada como Lara Daiana Diniz Saraiva. Ela era estudante do Bagozzi, no bairro Portão, em Curitiba, e tinha desaparecido de casa, no bairro Novo Mundo, na última terça-feira (17), após ter saído para realizar uma prova. A família da vítima suspeita que o autor do crime é um jovem de 22 anos, que tinha um relacionamento com a garota.
lara
Nessa foto Lara, de preto, posa com amiga (Foto: Arquivo pessoal)
Segundo Esmeralda Diniz, mãe de Lara, a relação dela com a adolescente era conturbada. “Ela queria liberdade e foi morar por uma ordem judicial em uma casa de abrigo no bairro Boqueirão, onde ficou por dez meses. Nesse período conheceu o rapaz e isso assustou os responsáveis, pois ele é um ex-presidiário e envolvido com o tráfico”, contou à Banda B.
De acordo com a mãe, devido ao relacionamento conturbado com o rapaz a filha chegou a ser transferida para outro abrigo no Santa Cândida. “Um dia uma mulher da Justiça veio me dizer que a Lara precisava ir para Foz do Iguaçu, porque a situação estava complicada demais, só que ela deixou o abrigo porque não queria ir e veio morar de novo comigo”, descreveu.
Esmeralda garantiu que tudo estava indo bem até quando a adolescente foi fazer a prova no colégio e não voltou mais. “Na quinta de manhã ela apareceu aqui com o namorado e não os deixei entrar, porque tenho medo. De tarde foi encontrada morta. O que eu quero agora é a Justiça e a prisão do assassino”, pediu a mãe.
A Polícia Civil de Curitiba é quem investiga o caso. O nome do possível autor já está com as autoridades.

SAL EM EXCESSO É UM VENENO


SAL E SÓDIO SÃO DIFERENTES

Muitas pessoas confundem SAL e SÓDIO, pensando que os dois são sinônimos. Mas, SAL é diferente de SÓDIO.

O SÓDIO é um elemento químico (um metal) presente, naturalmente, em todos os alimentos.

Da combinação química entre o metal SÓDIO e outro elemento químico, CLORO surge o cloreto de SÓDIO (NaCl), uma substância que confere o sabor salgado aos alimentos nos quais é adicionado, conhecido como SAL de cozinha.

No rótulo dos alimentos industrializados está descrita a quantidade de SÓDIO e não de SAL.

Quando o SÓDIO está sozinho ou combinado com outros elementos, pode não apresentar gosto de nada ou ser levemente salgado. Dessa forma, mesmo sem sabor salgado, a quantidade de SÓDIO presente, especialmente nos alimentos industrializados, pode ser muito grande, sem que se perceba.

É o que acontece, nos alimentos industrializados, que contêm:
1. Aditivos alimentares usados para a conservação dos alimentos, nos quais o SÓDIO é combinado formando os conservantes: Nitrito de SÓDIO e Nitrato de SÓDIO;
2. Aditivo alimentar usado para dar destaque de sabor. Nesse caso o SÓDIO é combinado, formando o glutamato de SÓDIO.
Portanto, os alimentos industrializados são sempre riquíssimos em SÓDIO. Por exemplo, uma fatia de peito de peru (um tipo de embutido) contém: os conservantes, o realce de sabor e o SAL.
É MUITO SÓDIO. Olho no rótulo!

IMPORTÂNCIA DO SÓDIO NO ORGANISMO

O SÓDIO não é um veneno. Muitos processos realizados no organismo requerem a presença de SÓDIO: o grande regulador do equilíbrio hidroeletrolítico do corpo, e fundamental para diversos outros processos orgânicos.
Por outro lado, quando em excesso, o SÓDIO pode desequilibrar muitas das funções corporais, resultando em uma série de consequências adversas, incluindo o ganho de peso. Pode-se aumentar de 1,5 a 2,0 kg de peso pela água extra no corpo, devido à ingestão elevada de sódio, por abuso do sal. Muito SÓDIO também pode interferir com as funções renal e digestiva, podendo resultar em mais ganho de peso e, possivelmente, em graves problemas de saúde por acumular toxinas no corpo. O alto teor de SÓDIO pode, ainda, causar elevação da pressão arterial, resultando em hipertensão, que por sua vez estressa o sistema cardiovascular do corpo, levando às doenças cardiovasculares.
Por outro lado, quando em excesso, o sódio atrai água retendo-a no organismo. A água ajuda o corpo a absorver o excesso de SÓDIO e nivela a quantidade desse metal no organismo ao “despachar” seu excesso. Todavia, a ingestão elevada e constante de SAL eleva o consumo de SÓDIO e torna ineficiente este mecanismo natural de “despacho” do corpo, o que resulta em um ganho de peso sob a forma de acúmulo de líquidos.

CONCLUSÃO

Os problemas para a saúde advêm do excesso de SÓDIO. Contudo, SAL contém SÓDIO e, por isso, deve ter seu consumo controlado. Dessa forma, deve-se controlar o consumo de SAL e estar sempre atento ao rótulo dos alimentos industrializados para controlar, em ambos os casos, a ingestão do SÓDIO.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

1. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a ingestão máxima diária de sódio seja de 2.400 mg, para indivíduos saudáveis.
2. Cada 1000 mg (= 1g) de SAL (NaCl) contém 400 mg do elemento SÓDIO.
3. Lembrar que o SÓDIO está presente naturalmente em frutas, verduras, cereais e carnes. Portanto, o consumo diário de SAL não deve ultrapassar os 5mg (1 colher de chá) = 2.000 mg de SÓDIO, complementando-se os 2.400 mg, da recomendação diária da OMS, com os alimentos em geral.

DICAS PARA REDUZIR A INGESTÃO DE SÓDIO

1. Evitar alimentos processados, especialmente os embutidos;
2. Evitar industrializados e quando consumi-los: olho no rótulo;
3. Evitar as bebidas “Zero e light” contêm alto teor de sódio;
4. Atenção aos rótulos dos alimentos industrializados;
5. Não levar o saleiro para a mesa: SAL contém SÓDIO.

NOVAS FOTOS LINDÍSSIMAS DE ROLÂNDIA E NORTE DO PARANÁ

MAIS CINEMA NA BIMINI ROLÂNDIA

MAIS CINEMA A VISTA!
Olha lá que foto legal que a Fabiana (do Sistema FIEP – Sesi Londrina) mandou do passeio à Bimini... Bacana saber que essa turma também investe no CINEMA... Promovido pelo Sicoob: o cooperativismo no cinema. A 7ª ARTE FAZENDO TODO MUNDO BRILHAR!


Falta de árvores em Londrina


FOLHA DE LONDRINA - 21/12/13

O que será que ocorre com Londrina? Cadê as árvores ao entorno do Hospital Universitário? Será que Maringá perderia essa oportunidade de preservar o verde? É triste ver pessoas, idosas muitas delas, ao sol ou chuva, sentadas nas calçadas ou em pé, em fila, esperando para visitarem seus entes queridos. Poderiam colocar bancos com cobertura e plantar árvores no entorno do hospital. Espaço ali tem de sobra e acredito também que não é preciso envolver o governo para isso. Se houver apelo junto às empresas de construção, entre outras, com certeza teria resposta, a exemplo do que ocorre no Hospital de Câncer.

JOSÉ ROBERTO BRUNASSI (advogado) – Londrina