quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

CARAMUJO AFRICANO VIROU PRAGA EM ROLÂNDIA


PESSOAL TEM MUITA GENTE RECLAMANDO DE INFESTAÇÃO DE CARAMUJO

ENTÃO PEÇO AJUDA DOS AMIGOS DA IMPRENSA 

Que  ajudem-nos com seus meios de comunicação trazendo matéria que ajudem a população a controlar a infestação 

VAMOS LEMBRAR UMAS COISINHAS 

- quintal cheio de sujeira e entulhos é um ótimo hotel para os caramujos se proliferarem então assim como na dengue vamos limpar o quintal;

- não manipulem de maneira alguma o caramujo com as mãos ele você pode se infectar com doenças;

- cuide dos animais de estimação eles podem morrer caso entrem em contato com o caramujo;

COMO CONTROLAR
Se a prefeitura não fizer o serviço,  comprem isca e distribuam no quintal conforme instrução da embalagem 

Iscas: Normalmente a base de metaldeído são pellets que devem ser distribuídos na dosagem de 30 a 50 pellets por metro quadrado (ou segundo a dosagem recomendada pelo fabricante).

Serão espalhadas as iscas diretamente no solo através de um aplicador de produtos granulados, próximo dos locais infestados por lesmas e/ou caramujos.

O metaldeído atua principalmente pela ingestão, destruindo as células responsáveis pela produção de muco e o sistema nervoso central. O primeiro sintoma visível de intoxicação é uma grande produção de muco pelo caramujo levando o caramujo a morrer por desidratação. Seu efeito é muito rápido causando a paralisação das lesmas e caramujos. Eles permanecem vivos por algumas horas, porém sem atividades, morrendo em seguida.

Os pellets são resistentes à umidade mantendo sua forma, atratividade e eficácia por vários dias, mesmo sob fortes chuvas.

O produto possui uma substancia amargante para evitar ingestão acidental por animais ou crianças.

CRISTINA PIERETTI DE SOUZA

COMENTÁRIO:

População reclama de infestação de caramujos em Rolândia!  Moradores do Jardim Caviúna mais precisamente da rua Francisco de Paula reclamam da infestação de caramujos Africanos que apareceram em uma residência.Segundo Populares, já foram feitos vários contatos com a secretaria ambiental mais até agora eles não obtiveram resposta.

COMENTÁRIO: Alô prefeitura!... o caso é grave... saibam que este caramujo pode até causar mortes em seres humanos...  vamos agir!... poxa!... JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - VAGAS DE DEFICIENTES - MULTAS

Foto tirada 09/01/2014...  Parece que ninguém respeita as vagas preferenciais em Rolândia... De carro de pessoa física e  carro de empresa!!!  É pura falta de educação!!!

TV 4K - A NOVA TECNOLOGIA JÁ NO MERCADO - TELEVISOR

Os motivos para se comprar uma televisão de até R$ 100 mil a qual sua grande novidade pouco
pode ser aproveitada necessariamente passam mais pela emoção do que pela razão. O aparelho em questão é o televisor que reproduz com qualidade 4K da Sony. Os pontos a favor da compra são o sentimento de ser um dos primeiros consumidores no País a contar com um equipamento com a tecnologia em casa; o fato de, além do 4K, ele contar com uma série de outros recursos como reprodução 3D, Wi-Fi e aplicativos para conexão a serviços de internet; e a aposta de que em algum momento a previsão de que o 4K (ou Ultra HD) será mais popular que o Full HD será realidade. Porém, neste momento, são raríssimos os conteúdos produzidos com a qualidade 4K.
A Sony trouxe seu primeiro televisor 4K para o Brasil no final do ano passado (modelo importado de 84 polegadas e que custa R$ 99.999). Desde agosto deste ano, a fabricante passou a produzir dois modelos com a tecnologia no País, um de 55 polegadas e que vende por R$ 12.999 e outro de 65 polegadas (testado pelo Terra) e que é vendido por R$ 22.999.
Antes de falar sobre o equipamento, uma explicação sobre o que é e que benefícios traz a resolução 4K. O 4K é um padrão com maior qualidade de resolução. O que havia de melhor em termos de qualidade antes do 4K era o Full HD (ou 2K). No Full HD, a resolução da imagem é de 1.920 x 1.080 linhas (no total dessa conta, cerca de 2 milhões de pixels). Já no 4K, a resolução é de 3.840 linhas x 2.160 linhas (ou cerca de 8 milhões de pixels). Isso significa que a imagem é mais nítida e tem maior qualidade mesmo com televisores maiores, já que o número de pixel por polegada é maior.
A diferença entre o Full HD e o Ultra HD é sensível. Características como cores, brilho e nitidez (principalmente quando se está mais próximo ao televisor) têm visivelmente mais qualidade no 4K. Detalhes de expressão do rosto de uma pessoa, que em Full HD são bem percebidos quando há uma cena de enquadramento, são notados em Ultra HD mesmo quando há uma cena de um grupo, com os rostos distantes da câmera.
Porém, praticamente não há conteúdo produzido em 4K. Isso porque a produção deve não somente ser reproduzida por um equipamento com essa tecnologia, como também precisam ser captadas por câmeras 4K. Tanto que para o teste a Sony disponibilizou um aparelho reprodutor com alguns vídeos de 2min ou 3min produzidos com essa qualidade.
Para amenizar esse problema, os televisores da Sony são equipados com um processador que converte (somente imagens com qualidade Full HD, não funciona com HD) a resolução 2K em 4K, o chamado upscalling. No entanto, a diferença é pequena e a imagem convertida fica distante da qualidade do 4K "puro".
A TV 4K
A diferença entre o conteúdo gravado e reproduzido em 4K para o Full HD é algo como a diferença de som de um vinil para um CD, de uma imagem analógica para uma digital. A diferença é brutal. Cores ficam mais realçadas, detalhes de construções, expressões faciais e roupas são identificáveis mesmo sem um close no objeto.

Embora sem conteúdo puramente 4K disponível (no Brasil apenas um filme e um clipe foram produzidos com equipamentos Ultra HD; algumas emissoras de TV já possuem essas câmeras e também realizam testes), o gerente de marketing da Sony no Brasil Luciano Bottura acredita que a adoção da tecnologia será rápida - expectativa de dois anos para que as transmissões comecem a acontecer.
O executivo afirmou que alguns países já transmitirão a Copa do Mundo de 2014 com resolução 4K (embora no Brasil nenhuma emissora tenha apresentado esse plano).
Enquanto não é possível aproveitar a principal característica do aparelho (embora, de novo, a Sony acredite que essa será sua nova TV em algum momento), as funções de smart TV, como conexão Wi-Fi, aplicativos para conexão a serviços de filmes, músicas e notícias e o desenho do equipamento (as caixas de som são frontais para dar mais qualidade à reprodução) são motivos para levar o televisor para casa.
"É um produto que está sendo adquirido pela classe A", diz Bottura sobre a adoção da tecnologia. Outra vantagem que o executivo destaca é a possibilidade de encaixar o televisor na sala (cada vez menor) do brasileiro. Explica-se: com o Full HD (2K) a conta é de que o telespectador precisa estar a uma distância de três vezes a altura do aparelho para enxergar com nitidez a imagem (uma TV com 1m de altura precisa que o dono da casa posicione o sofá a 3m do equipamento). Já com o Ultra HD (4K), não é preciso respeitar essa distância, pois a qualidade da imagem (mais pixels por polegada) não permite que o telespectador note os pixels.
Hoje, cabe ao consumidor pesar as possibilidades que tem com a TV 4K e torcer para que o futuro chegue mais rápido. "Um dia com certeza o 4K vai substituir o Full HD", prevê o gerente da Sony.
Ficha técnica
Modelo: Sony 55X905
Tamanho: 55 polegadas
Preço: R$ 12.999
Fabricação: nacional
No mercado desde: agosto/13
Tecnologia: LED 4K, resolução aproximada de 8.29 megapixels, aplicativos para conexão com Netflix, Terra, Skype e Youtube), saídas de áudio frontais, reprodução de conteúdo 3D, conexão Wi-Fi, processador 4K X-Reality PRO (responsável pelo “upscaling”, ou melhora na resolução das imagens que não são transmitidas em 4K)
Dimensões: 1m40 (largura), 75cm (altura), 10cm (profundidade)

Modelo: 65X905
Tamanho: 65 polegadas
Preço: R$ 22.999
Fabricação: nacional
No mercado desde: agosto/13
Tecnologia: LED 4K, resolução aproximada de 8.29 megapixels, aplicativos para conexão com Netflix, Terra, Skype e Youtube), saídas de áudio frontais, reprodução de conteúdo 3D, conexão Wi-Fi, processador 4K X-Reality PRO (responsável pelo “upscaling”, ou melhora na resolução das imagens que não são transmitidas em 4K)
Dimensões: 1m68 (largura), 87cm (altura), 10cm (profundidade)

Modelo: 84X905
Tamanho: 84 polegadas
Preço: R$ 99.999
Fabricação: importada
No mercado desde: setembro 2012
Tecnologia: LED 4K, resolução aproximada de 8.29 megapixels, aplicativos para conexão com Netflix, Terra, Skype e Youtube), saídas de áudio frontais, reprodução de conteúdo 3D, conexão Wi-Fi, processador 4K X-Reality PRO (responsável pelo “upscaling”, ou melhora na resolução das imagens que não são transmitidas em 4K)
Dimensões: 2m13 (largura), 1m13 (altura), 9 cm (profundidade)