quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

ROLÂNDIA - DR. FRANCISCONI FALA SOBRE SAÚDE E SOBRE O "SÃO RAFAEL"

Dr. Francisconi concedeu entrevista hoje no programa Ted Perez da Rádio Terra Nativa e disse: No tempo em que ficou como secretário da saúde havia 4 contratos... 1º - pagamento dos funcionários da saúde  da família; 2º Samu básico; 3º Samu avançado; e 4º plantões do São Rafael e do P.A. da Vila Oliveira. Que a prefeitura chegou a ajudar com as despesas da UTI do São Rafael, mas depois das eleições ( em outubro) foi cortado. Que a prefeitura relutou e não acatou de pronto a recomendação dos promotores para que se fizesse concurso para legalizar os pagamentos dos funcionários temporários. ( o projeto de lei foi mandado só agora) Que a prefeitura recebia ( e recebe) verbas federais e estadual  para atender o Samu e PSF. O município tem que pagar uma contrapartida.  "Eu tinha vários planos para implantar... queria uma melhor aproximação com os funcionários...  queria atendimento de qualidade... queria fazer economia de recursos... mas o prefeito entendeu diferente... houve conflito e eu pedi para sair... Com relação as horas extras fajutas e gastos exagerados com reformas de viaturas eu dei um basta e o caso está sendo examinado pelos promotores. Hoje não sabemos se continuam estas práticas". JOSÉ CARLOS FARINA
COMENTÁRIO: Pelo que me lembro o Dr. Francisconi também não concordou com a destruição do Parquinho para se construir um Posto de Saúde no local... havia ( e há ) outras áreas sem precisar estragar este importante recanto.  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - ALEX SANTANA DISSE QUE NADA ESTÁ DEFINIDO PARA SEXTA-FEIRA

Alex  Santana deu entrevista agora pouco ao Ted Perez da Rádio Terra Nativa e disse que assinou um relatório jurídico "não inocentando mas absolvendo" e que o seu voto não está definido. "A votação não é jurídica mas sim política".. convidou a todos para que compareçam sexta.. o povo pode ter  surpresa... tudo pode acontecer... vereadores poderão até mudar o voto... disse que o clima está tenso.. mas que não houve reuniões para  dissuadir ninguém... nada está  combinado... JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - CÂMARA DE VEREADORES TERÁ SEDE PRÓPRIA

Governo do Estado doa terreno para a construção da Câmara
Mais uma etapa para a construção da sede própria do Legislativo de Rolândia se concretizou. Aos 13 de dezembro de 2013, o governador do Estado do Paraná, Beto Richa (PSDB), sancionou a Lei nº 17.822, que autoriza a doação para o nosso município à área de 1.380 m², a qual hoje se encontra o pátio/estacionamento da Prefeitura. A liberação do terreno foi uma luta constante de todos os vereadores durante 2013. É de suma importância ressaltar que a atual estrutura não comporta mais a demanda e existe uma necessidade de melhorias na estrutura física da Câmara. O novo prédio da Câmara contará com gabinetes para cada vereador, sala de reuniões, e o plenário trará maior comodidade aos munícipes que acompanham as sessões. Agora, segundo o texto da Lei, o Município terá até final do ano, para efetuar o desmembramento da área e a regularização cartorial da titularidade da mesma.  Fonte: Assessoria da Câmara

EDITAL 2013 DA CULTURA ?

CASO JOHNNY LEHMANN NA FOLHA DE LONDRINA DE HOJE

22/01/2014 

Membros da CP de Rolândia apresentam dois relatórios

Dois relatórios finais foram apresentados à Câmara de Vereadores de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina) como resultado da Comissão Processante (CP) instaurada em outubro do ano passado, para apurar supostas irregularidades praticadas pelo prefeito Johnny Lehmann (PTB). Ao contrário dos colegas Alex Santana (Pros), relator, e Waldemar Moraes (PMDB), membro, o presidente da CP, José de Paula Martins (PSD), entende que o prefeito deve ser cassado por "infração político-administrativa" e elaborou documento separado. 

Martins buscou na investigação feita durante a Comissão Especial (CE), anterior à CP, os elementos que, segundo ele, comprovariam a responsabilidade de Lehmann pela manutenção de contratos irregulares entre a Prefeitura de Rolândia e a Associação São Rafael, mantenedora do hospital da cidade. "Ele manteve esse contrato por cinco anos, mesmo sabendo que estava irregular, que deveria ter aberto concurso público." A Associação presta serviços em unidades de saúde, além de gerenciar o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). Lehmann disse à FOLHA depois do seu depoimento na CP que o contrato com o hospital existe há mais de dez anos. "Apenas venho garantindo que o atendimento à população continue. Como é o único hospital da cidade, eu não posso abrir mão do atendimento até realizarmos o concurso." 

Martins afirmou que a denúncia que chegou à Câmara, motivando a abertura da CP, não levou em conta todos os indícios levantados pela CE, "sequer indicou testemunhas de acusação". O relator da CP, Alex Santana, foi procurado, mas não quis conceder entrevista alegando que "foi assinado um documento em que apenas o presidente pode falar com a imprensa". 

Segundo o diretor da Câmara de Rolândia, Reginaldo Burhoff, a sessão de julgamento será na próxima sexta-feira à tarde, e os vereadores vão apreciar o relatório que inocenta o prefeito. Sete votos são suficientes para decidir o futuro de Lehmann. "Cada vereador terá 15 minutos para falar, depois o prefeito, ou seu representante, terá duas horas. E na sequência o voto será aberto, quando cada parlamentar vai dizer se a denúncia é procedente ou não", explicou o diretor. Martins afirmou que vai usar o tempo para convencer os parlamentares a rejeitarem o relatório, confirmando a cassação do prefeito.  Edson Ferreira -  Reportagem Local

COMENTÁRIO DO FARINA: Apenas uma dúvida... segundo Marisbel Mungo Johnny usou o Hospital para vencer a eleição e dois dias após a vitória cortou o repasse de R$ 103 mil que vinha sendo pago... apurou-se também que a maior parte do dinheiro era para pagamento de funcionários sem concurso que não trabalhavam no Hospital.

ROLÂNDIA - ASSOCIAÇÃO DO PARIGOT DE SOUZA MANDA RESPOSTA

22/01/2014 - 9:00 horas - Luciano Soares morador do conjunto Parigot de Souza pediu socorro as autoridades competentes e a presidência do conjunto para que sejam tomadas providencias com referencia a manutenção da cancha destinada a pratica de esportes do conjunto que está  mato esta alto, árvores cobrindo a iluminação, o piso  sem pintura com vários buracos e  o banheiro abandonado, sem água. 
DIREITO DE RESPOSTA: Ana de Lima ligou agora pouco aqui no Blog e disse que ela e seus companheiros assumiram a diretoria da Associação a cerca de dois meses e que não são responsáveis por estas irregularidades. "Somos responsáveis apenas pelo Salão onde fazemos nossas reuniões e festas. É da prefeitura a incumbência de cuidar da parte externa".