quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

VÍDEO PROTESTO EM SÃO MARTINHO / ROLÂNDIA - SEGURANÇA - By FARINA

BANDIDO ACERTA 4 POLICIAIS E É MORTO NO PARANÁ

CGN.UOL

Bandido deixa quatro policiais, inclusive delegado, feridos e acaba morto em confronto

Segundo o delegado Cássio Conceição, do Cope, o marginal que causou toda essa confusão era de alta periculosidade...
  • Região Metropolitana de CuritibaNileide VieiraBanda B
  • Imprimir
  • Diminuir FonteAumentar Fonte
Crédito: Banda B
O delegado Leonardo Carneiro e o investigador Robertinho, do Centro de Operações Policiais Especiais, o Cope, a tropa de elite da Polícia Civil (PC), e pelo menos outros dois policiais, foram baleados no final da manhã desta quarta-feira (29) durante um tiroteio com um marginal em Campo Magro, na região metropolitana de Curitiba. Os primeiros dois feridos foram encaminhados ao Hospital Evangélico pelo Siate e correm risco de morte.  O suspeito morreu após três trocas de tiros com policiais.
Segundo o delegado Cássio Conceição, do Cope, o marginal que causou toda essa confusão era de alta periculosidade.
“Estava há muito tempo sendo investigado por tráfico de drogas e hoje os policiais estavam em oito realizando uma campana. Ele percebeu e rendeu o delegado e o investigador, que acabaram baleados desta forma. Após isso ele ainda feriu mais dois e acabou morrendo em confronto”, resumiu o delegado à Banda B.
Do início ao fim
O delegado e o investigador estavam em uma operação contra o tráfico de drogas quando foram abordados pelo suspeito, identificado como Edmilson Gotardo Nogueira, no bairro Pioneiros. Os policiais foram encaminhados às pressas para a sala de cirurgia do Evangélico. Carneiro levou três tiros; no peito, no braço e na perna, já Robertinho um na barriga.
Em seguida a primeira troca de tiros, inúmeras viaturas da Polícia Civil e da Polícia Militar foram até Campo Magro, onde realizaram uma tocaia contra o suspeito. “Íamos pegar ele de qualquer maneira”, falou o delegado Conceição. Houve então duas situações de tiroteios; em uma delas o superintende Carlinhos (COPE) e outro investigador foram baleados, já na outra um policial militar foi quem levou um tiro que acertou o seu colete. Carlinhos levou um disparo na perna e o outro policial civil na mão. Eles foram levados pelo helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) até o Hospital do Trabalhador.
Com o suspeito foi encontrado um revólver calibre 38 e duas pistolas, uma delas era do delegado.

ROLÂNDIA - J. CARLOS PROMETEU DAR SEGURANÇA À SÃO MARTINHO

29/01/2014 - 17 HORAS - MAJOR J. CARLOS DISCURSOU E DISSE QUE NÃO DARÁ TRÉGUA AOS MARGINAIS QUE ATERRORIZAM O POVO HONESTO DE SÃO MARTINHO. VÍDEO DAQUI A POUCO NO AR... FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

VÍDEO FARINA DENUNCIA ABANDONO

NOTA DE FALECIMENTO ROLÂNDIA - 29/01/2014

NOTA DE FALECIMENTO

JOSÉ PINTO NEIVA NETO, 40 anos.

SEPULTAMENTO: 17 HORAS

SAIU NO CANAL 27

NÃO TENHO MAIS DETALHES


OBS.: Via face, escreveram o seguinte: ele é filho do Walter Neiva que trabalhava na Sanepar.

SAIU O VIADUTO / TRINCHEIRA PARA O TREM

FOLHA WEB
Viaduto finalmente será concluído
Após quatro anos de interrupções e problemas, transposição no Jardim Nova Olinda deve ser entregue oficialmente em fevereiro
Ricardo Chicarelli
Investimento inicial era de R$ 6.458.586,19, mas construção consumiu R$ 9,19 milhões
Londrina - A novela do viaduto do Jardim Nova Olinda (zona oeste de Londrina) está finalmente chegando a seu capítulo final. A transposição da linha férrea construída na Rua Clarice de Lima Castro, em frente ao Residencial Anselmo Vedoato, foi anunciada em 2007, iniciada em março de 2010 e tinha previsão de conclusão em seis meses, Quatro anos depois, faltam apenas alguns detalhes como a sinalização vertical (placas indicando velocidade e direções), além do serviço de limpeza, jardinagem e remoção das manilhas de concreto que impedem a circulação dos veículos. A entrega oficial à prefeitura, segundo o supervisor local do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), José Carlos Belluzzi de Oliveira, deve acontecer entre 15 e 28 de fevereiro. 

Em 2007 a população da região já utilizava o local como ponto de travessia da linha férrea, ainda que irregularmente, pois não havia sinalização. A assinatura do contrato para o início da obras aconteceu em 2010 e o orçamento inicial previa um investimento de R$ 6.458.586,19. Em novembro de 2011, a obra foi embargada pela Justiça, a pedido dos moradores da região, que entraram com uma ação civil devido a uma série de transtornos provocados pela obra, como rachaduras nos imóveis, destruição da rua e redução de calçadas. 

Posteriormente a obra teve de ser interrompida novamente, porque a América Latina Logística (ALL) apontou que o viaduto previa apenas uma linha férrea, e solicitou que fossem construídas vigas e pilares para mais duas linhas. O projeto teve de ser reelaborado e, ao mesmo tempo, a companhia ferroviária também impediu que a única linha existente fosse interrompida e solicitou a construção de um desvio dos trilhos enquanto a obra estivesse sendo executada, o que atrasou ainda mais a obra. 

No fim de 2013 a obra voltou a parar devido à falta de dinheiro e sua continuidade estava vinculada à possibilidade de aprovação pelo Congresso Nacional de um pacote de recursos para obras em todo o Brasil. A paralisação resultou em buracos no recém-implantado asfalto. 

O orçamento final da obra ficou em R$ 9,19 milhões, uma diferença de R$ 2,74 milhões em relação ao orçamento inicial. "O valor ficou baixo se for considerado os valores atuais para construção de uma obra desse tipo. Na realidade aqui foram executadas cinco obras em uma, com todas as modificações que tivemos de fazer", ressaltou.

Vítor Ogawa
Reportagem Local

ROLÂNDIA - VEREADOR RECLAMA DAS CALÇADAS

Encaminhei um oficio na quinta feira dia 23/01/2014 a secretaria de planejamento pedindo esclarecimentos de quem é a responsabilidade para refazer novamente a calçada da avenida, pois após a infraestrutura do bairro Kasato Maru (bairro muito bonito), foi retirada o passeio publico e também as guias e as rampas para deficientes físicos foram tiradas. Muitas pessoas fazem caminhada a tarde, e há um fluxo muito grande de crianças e pedestres, pois essa avenida liga muitos bairros e o fluxo de veículos e muito grande em horários de pico. JOÃO MANOEL ARDIGO