terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Bandidos explodem caixa eletrônico em Pitangueiras

Redação Bonde


PM/DivulgaçãoUma quadrilha explodiu um caixa eletrônico da agência de Pitangueiras, norte do Paraná, na madrugada desta segunda-feira (10). O vigilante foi rendido para que os bandidos entrassem na agência e detonassem os explosivos. 

O local ficou completamente destruído. A quadrilha fugiu usando três veículos: um Monza, um Gol branco e a motocicleta que pertencia a um vigia que fazia segurança de residências de Pitangueiras. 

A Polícia Militar de Rolândia foi chamada para dar apoio na busca pelos assaltantes. Até o momento, ninguém foi preso.

ROLÂNDIA - FUNCIONÁRIOS ELEGEM NOVA CIPA

Após 04 anos sem eleição, funcionários da prefeitura de Rolândia elege nova CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

Após 04 anos sem eleger uma nova comissão, a prefeitura de Rolândia, sob a organização e presidência do Técnico em Segurança do Trabalho Joelcio Paccola, realizou eleição nos dias 06 e 07 de fevereiro, para escolha de novos membros da CIPA.
A comissão tem como principal atribuição à fiscalização e cobrança do empregador, no caso a Prefeitura de Rolândia, sobre as condições de trabalho de seus servidores e possíveis irregularidades e implicações em relação à segurança de seus servidores.
Foram apresentados para escolha 14 nomes de funcionários do executivo e 01 representante do legislativo municipal, que se inscreveram para essa eleição. Desses candidatos, os primeiros 09 colocados foram escolhidos como membros titulares pelo voto de 748 de um total de 1345 servidores aptos a votar, sendo que os demais participantes do pleito automaticamente se tornaram suplentes.
Desafios para a nova CIPA
Para o recém-eleito membro da CIPA, ou “cipeiro”, Homero Jose Dias Filho, escolhido por 152 eleitores, o momento vai requerer muito trabalho e disposição, visto a grande demanda de situações a serem verificadas. “Vou me empenhar para fazer valer a confiança em mim depositada”. Conclui Homero, que foi o candidato mais votado. O próximo passo será a escolha do presidente, vice e demais cargos.


Adaptado do site da prefeitura com colaboração de Homero José Dias Filho

FEIRA DA LUA DA VILA OLIVEIRA By FARINA

11/02/2014 - 20 horas - Com as presenças de Johnny, Sabine, Deise Tokano, Danilson e o ver.Ardigo foi lançado agora pouco a Feira da Lua da Vila Oliveira.... um pedido do povo que enfim foi aceito. Com certeza vai dar certo... o povo do Brasil ama as Feiras, seja de dia ou de noite.Eu tbm gosto. Fotos by José Carlos Farina
















































































































































































BARRACA DA TAPIOCA










ESTA ÚLTIMA By CAMARA DE VEREADORES


CHUVA EM ROLÂNDIA

Foi só 5 minutos... mas se Deus quiser logo ela vem para molhar a terra. Fotos by José Carlos Farina



























NOTA DE FALECIMENTO - ROLÂNDIA - 11/02/2014

INFORMAMOS O FALECIMENTO DE:

JOSÉ CARLOS MANIEZO, 60 AOS

SERA VELADO NA CAPELA DO CENTRO

O SEPULTAMENTO SERA  AMANHÃ     AS 9:00HS

* SOBRINHO DO SAUDOSO DELERMO POPPI" *

ROLÂNDIA - ÁGUA DA MINA DO LAGO É SAUDÁVEL ??


Hoje a TV local dezenas de pessoas reclamando da falta d´água... alguns  falaram que estão pegando água da mina localizada no Lago São Fernando... Só que ninguém sabe se aquela água é saudável... Pedimos ao prefeito que mande fazer uma análise hoje ainda. JOSÉ CARLOS FARINA

RIQUEZAS FLORESTAIS EM ROLÂNDIA

DANIEL STEIDLE

você conheçe o Jaracatiá?


O setor de “Tecnologia de Alimentos e Segurança Alimentar” da UFPR está pesquisando nossas riquezas florestais. A mestranda Hellen veio ontem de Curitiba coletar no Arboreto Florestal em Rolândia, frutos do Jaracatiá! No futuro, quem sabe, essa riqueza vai se popularizar e fazer das florestas fonte sustentável de alimentos e lucros para a humanidade.

Inscrições para concurso da Caixa terminam hoje

Redação Bonde com assessoria de imprensa

Termina nesta terça-feira (11) o prazo para inscrição nos concursos para carreira administrativa e profissional da Caixa Econômica Federal. A publicação do edital, com as definições para a formação do cadastro de reserva para Técnico Bancário Novo (TBN), Engenheiro e Médico do Trabalho, aconteceu no dia 23 de janeiro. Já o prazo para pagamento das inscrições se encerra somente no dia 26 de fevereiro, e pode ser efetivado nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e demais canais da Caixa: guichês, terminais de autoatendimento e Internet Banking. 

Para a diretora de Gestão de Pessoas da Caixa, Márcia Guimarães Guedes, o concurso é uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho e ainda oferece diversas oportunidades de encarreiramento na empresa. "Nos últimos dez anos, o quadro de pessoal do banco aumentou significativamente. Foram mais de 68 mil empregados admitidos, de 2003 a 2013. Até o final de 2012, ano em que iniciamos as convocações do último concurso, estávamos com cerca de 86 mil empregados, enquanto no início de 2014, já contávamos com quase 100 mil", afirma. 

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela Internet. Para o cargo técnico, o valor da inscrição é de R$ 43 e para os cargos da carreira profissional, R$ 74. As solicitações de isenção do pagamento podem ser realizadas no mesmo período das inscrições. 

realização das provas está prevista para o dia 30 de março. A empresa responsável pela realização do concurso é o Centro de Seleção e Promoção de Eventos (CESPE). Informações relativas à documentação necessária, horários e local das provas, além do edital, podem ser consultados no site da instituição, o www.cespe.unb.br. 

A remuneração inicial para o cargo de Técnico Bancário Novo, com jornada de 6 horas diárias, é de R$ 2.025, para o cargo de Engenheiro (8 horas) é de R$ 8.981, e para o cargo de Médico do Trabalho (4h) é de R$ 4.021. Os empregados da Caixa contam, ainda, com auxílio refeição e cesta alimentação, participação nos lucros da empresa (PLR), plano de saúde e previdência complementar, entre outros benefícios.

Mulher recusa sexo e é ferida com dois tiros


  • ROBERTO SILVA - ODIARIO



Uma suposta recusa de relação sexual terminou com uma dona de casa de 47 anos ferida com tiros no tórax e braço em Maringá no início da madrugada de segunda-feira (10). De acordo com a polícia, o autor do crime seria o amásio da vítima, que fugiu após a interferência de um vizinho. A mulher está internada no Hospital Universitário (HU).
Ainda segundo a polícia, o operário Mauro Cezar Narciso chegou em casa, no Conjunto J.B. Cidade Alta II, supostamente embriagado na madrugada de ontem e tentou forçar a amásia, D.O., a fazer sexo. Diante da recusa, Narciso armou-se com um revólver calibre 32 e disparou dois tiros que a atingiram no braço e no tórax. A mulher conseguiu correr para a rua, onde pediu socorro,e foi levada ao hospital por parentes.
O acusado evadiu-se da residência deixando a arma no local do crime, e não foi localizado após diligências.

VÍDEO CINEGRAFISTA VINGA COLEGA E AGRIDE LIDER DO MOVIMENTO BLACK BLOC

DANIEL RECLAMA DO SETOR DO MEIO AMBIENTE DE ROLÂNDIA

Daniel Steidle Ontem tivemos Especialista da UFPR de Curitiba coletando Jaracatiá no Arboreto Botânico da Bimini para pesquisa de "Segurança Alimentar"... Temos mais de 300 espécies de árvores, muitas específicas para arborização urbana... Apesar de demonstrarmos interesse e de fazer vários convites a Secretaria do Meio Ambiente não houve interesse pela pesquisa de Rolândia... isso confirma o ditado: "santo de casa não faz milagre"... Algo de graça que poderia ajudar muito é ignorado... e não somos os únicos: Rolândia tem muitos especialistas que poderiam de graça ajudar... sempre à disposição!
COMENTÁRIO: A impressão que dá é que tem alguns aí que trabalham contra Rolândia e contra o meio ambiente. Tem neguinho aí que já provou que gosta mesmo é de cortar árvores... plantar... "nem a pau".... JOSÉ CARLOS FARINA

DILMA ROUSSEF PODE RESPONDER CPI NO CONGRESSO NACIONAL




DILMA DEVERIA ESTAR RESPONDENDO CPI

ESTAMOS TRAZENDO OUTRA BOMBA DA SEMANA! 

OS EMPRÉSTIMOS DO BNDES FEITOS POR DILMA HAVANA SÃO INCONSTITUCIONAIS E CABE MANDADO DE SEGURANÇA!
ASSISTAM AS PALAVRAS DA ADVOGADA !!! 

AULA PARA PREFEITO, VEREADORES E SECRETÁRIO DO MEIO AMBIENTE

FOLHAWEB

Falta de árvores aumenta calor em espaços públicos

Praças e outras áreas públicas não cumprem papel de ajudar na redução de temperaturas
Fotos: Anderson Coelho
Trecho reformado do Calçadão teve árvores frondosas substituídas por mudas que ainda levarão anos para proporcionar sombra
Praça Tomi Nakagawa tem uma grande área sem sombra por conta da característica arquitetônica do espaço
Londrina - Os espaços públicos, que deveriam possuir extensa área verde em Londrina, são pouco arborizados e acabam não cumprindo o papel de ajudar na redução da temperaturas. As áreas urbanas possuem uma quantidade imensa de concreto das edificações, muros e calçadas e asfalto das vias públicas. Isso contribui para a formação de ilhas de calor, fenômeno típico dos grandes centros urbanos. 

Alguns locais no centro da cidade que poderiam servir de "abrigo" para os pedestres se refrescarem nestes dias de verão ficam praticamente desertos, justamente por não serem arborizados. Um exemplo é a Praça Tomi Nakagawa, que possui uma grande área sem sombra, provocada pela característica arquitetônica do espaço, com pavers (pisos intertravados) e vegetação apenas nas beiradas. 

Um dos poucos que foi encontrado pela reportagem descansando no local em uma tarde foi o pedreiro José Roberto da Silva, de 61 anos. Ele afirmou que reside próximo dali e que considera a praça o local mais bonito de Londrina, embora cobre o plantio de mais árvores na praça. "Se houvesse mais árvores, as pessoas frequentariam mais", analisou. 

A Praça Rocha Pombo também possui relativamente poucas árvores e os bancos ficam expostos ao sol. "É impossível sentar lá. Deve estar uns 42º C ali. Tanto é que ninguém está sentado nos bancos", observou o estudante Mayson Henrique da Silva, de 19 anos. 

Já os frequentadores do Calçadão (área central) se refugiam sob as marquises das lojas para se proteger do sol. Algumas quadras do espaço foram reformadas nos últimos anos e as árvores frondosas foram substituídas por mudas que ainda levarão alguns anos para proporcionar sombra. "Falta sombra por aqui. Quando se está em um lugar com muitas árvores, até o ar melhora. Sem isso, só com sorvete para dar uma refrescada", afirmou a dona de casa Simone Gomes, de 38 anos, enquanto tomava um. 

Mesmo quem depende do calor para obter bons lucros pede mais sombra. O sorveteiro Benedito Dionísio Lopes, de 66 anos, se refugiou sob a pequena sombra de uma árvore para trabalhar. "A sombra ajuda a gente. Quando está bem quente eu vendo mais, mas não dá para ficar debaixo desse sol forte."

Vítor Ogawa
Reportagem Local