quarta-feira, 21 de maio de 2014

VÍDEO INCÊNDIO DESTRÓI CASA EM ROLÂNDIA

VÍDEO By RODRIGO STUTZ

NACIONAL NAC DE ROLÂNDIA COM NOVO TÉCNICO ( CLAUDEMIR PONTIN )


Claudemir Pontin assume o Nacional


O treinador começa a trabalhar no Nacional nesta segunda-feira à tarde, no Estádio Erick Georg

TNOnlineRaul Cesar dos Reis - Tribuna do Norte - Diário do Paraná

Credito:   Claudemir Pontin assume o Nacional ( )
O ex-zagueiro do Apucarana Atlético Clube (AAC) na década de 80, Claudemir Pontin, 49 anos, será o treinador do Nacional Atlético Clube, de Rolândia, no Campeonato Paranaense da Divisão de Acesso, que vai começar no dia 20 de julho.
Pontin, que vinha atuando como coordenador técnico das categorias de base do Grêmio Esportivo e Recreativo Apucarana (Gera), assinou contrato com a equipe rolandense nesta sexta-feira à tarde, após reunião com o presidente José Danilson.
O treinador começa a trabalhar no Nacional nesta segunda-feira à tarde, no Estádio Erick Georg, quando devem ser apresentados os demais integrantes da comissão técnica. Bruno Matos, filho do ex-centroavante Dirceu, ex-Atlético-PR, é o mais cotado para assumir a preparação física do clube, enquanto Alex, que estava no Velo Clube-SP, deve ser o preparador de goleiros.
Segundo Pontin, o elenco estará completo até o dia 5 de junho. “Virão jogadores de Rondônia, do interior paulista e do próprio Paraná. Vamos trabalhar com um elenco formado por 35 atletas”, destacou o técnico.
O primeiro reforço já anunciado pela diretoria do Nacional é o atacante Tcharles, que defendeu o Toledo no último Campeonato Paranaense. Quem pode assinar contrato nos próximos dias é o experiente atacante Warley, ex-Roma Apucarana e que por último atuou pelo São José-SP.
Em equipes profissionais, Pontin comandou o Maringá em 1998, Gazeta de Ourinhos-SP em 1999, Crac-MT em 2011 e o Genus-RO em 2012. Foi auxiliar técnico do Roma em 2001 e nas categorias de base atuou no próprio Roma, Apucarana Atlético Clube, Londrina, União Bandeirante, Portuguesa Londrinense, Nacional, Galo Maringá, Osasco-SP e Náutico-RR.
O Nacional estreia no dia 20 de julho, às 15h30, contra a Junior Team, no Estádio Érich George, em Rolândia.

ROLÂNDIA SÓ VAI PERDER COM O CHUMBO




“Indústrias sem chaminés” ameaçadas
Vale a pena analisarmos o discurso oficial da “vontade popular” por industrialização. A “vontade popular” em Rolândia é ter um hospital atendendo satisfatoriamente, (vale lembrar que Rolândia tinha 6 hospitais), ter lazer para a população, que o lixo não se espalhasse por todo o município, que o “aterro sanitário” funcionasse, que empresas não poluíssem, que decisões que afetam um município inteiro, como a questão da chegada do “chumbo sujo”, não fossem mantidas em segredo durante anos.  As 46 empresas mencionadas pela prefeitura, para as quais se deve dar lugar, expulsando empresários estabelecidos, nunca foram esclarecidas. Enquanto empresas já existentes, que de longa data promovem e enriquecem um município, agrícola por excelência, detentor do mundialmente conhecido título de “berço do plantio direto”, são esquecidas. A maior queixa dos empresários de Rolândia é a falta de mão de obra qualificada. A maior parte dos parques industriais consolidados se encontra abandonada e subutilizada. A tão falada “industrialização” do poder público deveria ser um processo natural que se some ao perfil histórico e não uma imposição de política passageira, populista. De exemplo, verifica-se na região, para onde o poder público quer impor o “chumbo sujo”, a Capital Paranaense dos Embutidos, pólo de fruticultura, avicultura, piscicultura, agricultura de ponta, rede gastronômica, turismo rural, trilha de cavaleiros, ciclistas e pedestres além de campos de pesquisas florestais com a EMBRAPA-FLORESTAS. Tudo isso em região de manancial, da tão preciosa água! Uma lucrativa e sustentável “indústria sem chaminés” que gera inúmeros empregos e promove, regionalmente, a tão rara e necessária “qualidade de vida”.

FLÁVIA DE PAULA É A FAVOR DA INDUSTRIA DE BATERIAS


A apresentadora da TV 27, Flávia de Paula, atacou os ambientalistas e agricultores que são contra a instalação de uma industria de baterias no km. 7. Ela chegou a dizer que os mesmos são apenas contra pelo fato da empresa estar perto das suas  propriedades,  mas que talvez fossem a favor se fosse longe. Usou como parâmetro o movimento realizado nos anos 80 contra o pedágio em Rolândia.

COMENTÁRIO:  a  Sra. Flavia esqueceu de mencionar que esta empresa está sendo expulsa do Londrina pela Promotora Solange Vicentin pelo fato de causar poluição severa e que três municípios menores da região rejeitaram a fábrica entendendo que o chumbo mata pessoas e o meio ambiente. Não mencionou as palestras que a maior pesquisadora do chumbo realizou na cidade explicando que não há nenhum vantagem no empreendimento. Quem vai pagar a depreciação das propriedades vizinhas? Qual o fazendeiro que compraria um sítio ou fazenda ao lado de uma empresa que fabrica chumbo? Alguém da família de Paula compraria? Quanto ao movimento do pedágio esqueceu de mencionar que o Sr. Eliseu de Paula foi talvez o maior lider contra o pedágio em Rolândia.  Eliseu de Paula e Valdecir Gibin. Arapongas não tinha como ser contra.. se fosse aqui o pedágio a população de Arapongas pagaria de qualquer jeito. A não ser os que possuem aviões e helicópteros. Engraçado.. tudo isso depois que o marido dela concedeu um "não óbice" para o IAP a favor da industria, mesmo sabendo ele que 99% da cidade é contra... JOSÉ CARLOS FARINA

NOTA DE FALECIMENTO ROLÂNDIA 21/05/14

Nota de Falecimento:
O Cemitério Municipal de Rolândia informa
o falecimento de Antonia Maria Alves, 66 anos.
O velório está sendo realizado na Capela Central 
sepultamento será no dia 21/05 ás 16:00 Hrs.

ROLANDENSE MORRE EM UMUARAMA



Rolandense morre em acidente na região de Umuarama!

Reinaldo Leite dos Santos, 30, anos conhecido como "Didi" morreu em um acidente na região de Umuarama  na madrugada desta terça-feira (20).

Didi era morador da cidade de Rolândia.
 foto de Cobra Reporter.Rolandense morre em acidente na região de Umuarama! Reinaldo Leite dos Santos, 30, anos conhecido como "Didi" morreu em um acidente na região de Umuarama na madrugada desta terça-feira (20). Didi era morador da cidade de Rolândia.

ROLÂNDIA - O CHUMBO MATA DEVAGAR

ONTEM, DURANTE 3 HORAS, CONVERSAMOS COM A PROFESSORA DOUTORA MARIA JOSEFA SANTOS YABE (QUÍMICA - UEL, ESPECIALISTA EM CONTAMINAÇÃO POR METAIS PESADOS)
A DRA. AFIRMA: O PROBLEMA DO CHUMBO NÃO SE CONSEGUE TRANSFERIR... O CHUMBO PERSISTE PARA TODO SEMPRE NO SOLO... O CHUMBO É UMA TECNOLOGIA SUJA...  TECNOLOGIA SUJA QUE COMPROMETERÁ ROLÂNDIA ETERNAMENTE.
A POPULAÇÃO ESTÁ DE OLHO!