sábado, 14 de junho de 2014

MAIOR RAIA DO MUNDO NO PARANÁ ( FOTO )

Maior espécie de raia do mundo é vista no litoral do Paraná

Redação Bonde com Agência Estadual de Notícias




 

A pesquisadora catarinense Andrielli Medeiros, formada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), registrou a presença de raias mantas na área de influência do Porto de Paranaguá. Com o Projeto Raia Manta, agora ela estuda os detalhes da presença na região das maiores raias do mundo, que chegam a ter sete metros de comprimento entre uma nadadeira a outra. A baía paranaense é o único lugar onde está confirmada a ocorrência sazonal dessa espécie.

Divulgação


Andrielli explica que todos os anos, mesma época e no mesmo local, as raias mantas têm aparecido na Baía de Paranaguá, em frente à Ilha das Peças. "Ainda não sei o motivo das raias entrarem no estuário. Tenho somente hipóteses que estão sendo estudadas, como para alimentação e realização do parto e reprodução", disse.

A pesquisadora explica que a ilha faz parte da área indireta de influência do Porto de Paranaguá. Por isso, o projeto pretende fazer uma parceria com a equipe do Núcleo Ambiental da Administração dos Portos do Paraná para utilizar os dados do monitoramento realizado no Canal da Galheta para entender porque elas entram somente por este canal.

Ainda de acordo com Andrielli, as raias mantas nadam na coluna d´água, batendo as nadadeiras, como se "voassem". Elas Também saltam para fora da água, saltos únicos ou duplos, geralmente batendo o dorso (costas) na água, como ocorre na baia de Paranaguá.

ESPECIAL – "A ocorrência das raias mantas é comum em áreas oceânicas, em ilhas ou recifes de coral. A ocorrência delas em estuário – áreas abrigadas onde a água do mar se mistura com a água dos rios – se restringe a registros esparsos na costa dos Estados Unidos e, agora, aqui na Baia de Paranaguá, sendo aqui o único lugar no mundo com onde elas aparecem sazonalmente", completa.

Segundo Andrielli, ainda é difícil saber o número exato de raias mantas que circulam por aqui. "Tenho mais de 320 saltos de raias mantas registrados até agora, nos anos de estudo, que podem ser de indivíduos diferentes ou não. A presença delas é um grande presente para todos. Elas são enormes, magníficas e pouquíssimo conhecidas e estudadas no mundo, além de serem muito inteligentes, com o maior cérebro entre os peixes", comemora Andrielli.

PRESENÇA – Como mostra o estudo da oceonógrafa, as raias mantas entram no estuário no verão, mas o mês de entrada e saída varia de ano para ano. "Monitoro de dezembro até junho. Elas vêm durante este período, geralmente com um mês de pico de ocorrência. Em 2012 foi em abril, em 2013 em fevereiro e, 2014, em janeiro", detalha.

Como indica a pesquisadora, a melhor maneira para avistá-las é sentar na beira da praia da Vila da Ilha das Peças e observar o mar. "O salto ocorre de repente e se quem tiver sorte poderá ver dois saltos. Os nativos falam que não pode apontar para a manta saltando, senão elas não realizam o segundo salto. Andar de barco diminui a possibilidade de avistá-las, além de ser perigoso ocorrer de elas arrastarem barcos fundeados, de ocorrer colisões com elas e com os golfinhos e do motor espantá-las", orienta.

As imagens do "Projeto Raia Manta" estão disponíveis no Facebook e no site projetoraiamanta.wix.com/promantas.

Londrina ganha franquia de paletas mexicanas

Redação Bonde com assessoria de imprensa




 

Preparadas de maneira totalmente artesanal, com produtos naturais e sem adição de conservantes ou corantes químicos, as paletas mexicanas da Los Paleteros vem encantando consumidores de todo país. Elas pesam praticamente o dobro dos picolés tradicionais e se dividem em quatro linhas: Frutadas, Cremosas, Recheadas e Premium.

Em breve, estes diferenciais poderão ser conferidos pelos moradores de Londrina, cidade que ganha no dia 20 de junho, uma franquia da Los Paleteros. A unidade é a 10ª em operação no Paraná e fará parte do mix de lojas do Shopping Catuaí.

Divulgação


Em Londrina, a franquia da Los Paleteros é um investimento dos irmãos Cláudio e Márcia Majowski, que já atuam no ramo de alimentação. Eles conheceram as autênticas paletas mexicanas em Balneário Camboriú e depois de pesquisar a estrutura da empresa, decidiram apostar na novidade. "Considerando o clima aqui na região, que é bastante propício ao consumo de sorvetes, apostamos que a aceitação aqui será muito boa, principalmente porque não temos produtos similares por aqui", afirma o empresário Claudio Majowski.

Decorada com elementos e cores da cultura mexicana, a loja da Los Paleteros no Shopping Catuaí terá 25 metros quadrados e ficará localizada próxima à praça de eventos. A Los Paleteros está presente em seis estados brasileiros e possui 33 unidades em operação. No Paraná, a marca conta com cinco lojas em Curitiba e também está presente em São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu, Maringá e Francisco Beltrão.

ROLÂNDIA - MÓVEIS PLANEJADOS / PERSONALIZADOS / MADEIRA / MARCENEIRO

MAGNIFICA MÓVEIS
AV. DAS  PALMEIRAS, 1060
FONE: 3015-4650


ROLÂNDIA - CAVALOS SOLTOS NA EXPEDICIONÁRIOS

15/06/14 - 15 HORAS - EM PLENO CENTRO. PEDIMOS A POLÍCIA QUE FAÇA A APREENSÃO NA FORMA DA LEI. ISTO REPRESENTA UM PERIGO. RISCO DE COLISÃO COM CARROS OU MOTOS. FOTOS DE LUIZ FERNANDO PIJUS














PROTESTOS CONTRA DILMA REVELAM INSATISFAÇÃO E REVOLTA

O ASSUNTO MAIS COMENTADO NOS ÚLTIMOS DIAS , FOI A REAÇÃO DO PÚBLICO PRESENTE AO JOGO DE ABERTURA DA COPA DO MUNDO , COM RELAÇÃO À PRESIDENTE DILMA . MUITOS DIZEM QUE FOI UMA GRANDE FALTA DE EDUCAÇÃO POR PARTE DOS MANIFESTANTES . PODE SER ,REALMENTE, UMA FALTA DE EDUCAÇÃO MANDAR A PRESIDENTE DA REPÚBLICA , MÃE , AVÓ , IR TOMAR NAQUELE LUGAR . CONCORDO . ADMITO . PORÉM, NÃO SE PODE , COM ISSO , APAGAR A INTENÇÃO DE PROTESTO DA ESMAGADORA MAIORIA DOS PRESENTES AO EVENTO , DE MANIFESTO DE INSATISFAÇÃO COM A PRESIDENTE E O GOVERNO , NORMAL EM UMA DEMOCRACIA.. RECENTEMENTE, UM INSTITUTO AMERICANO , RESPEITADÍSSIMO , EM PESQUISA NO BRASIL , EM ABRIL DESTE ANO , VERIFICOU QUE , APROXIMADAMENTE , 80% DOS BRASILEIROS ESTÃO INSATISFEITOS COM A PRESIDENTE DILMA , DIRETAMENTE, E COM A SUA MANEIRA DE CONDUZIR SAÚDE, SEGURANÇA, EDUCAÇÃO E ECONOMIA . A IMENSA MAIORIA ESTÁ INSATISFEITA COM A TENTATIVA DO GOVERNO DE INSTALAR UMA REPÚBLICA BOLIVARIANA NO BRASIL. A IMENSA MAIORIA ESTÁ INSATISFEITA COM A MANEIRA DE COMO O GOVERNO HABITUOU A POPULAÇÃO A DESRESPEITAR ABSOLUTAMENTE , TUDO : A ORDEM , A FAMÍLIA, A MORAL, AS FORÇAS ARMADAS, A POLÍCIA , AS LEIS , O JUDICIÁRIO, E , ATÉ MESMO , DEUS . VIVEMOS EM UM PAÍS , ABSOLUTAMENTE, INJUSTO , ONDE , A CADA DIA , TEMOS VERGONHA DE SER HONESTOS. O GOVERNO IMBUTIU NA CABEÇA DE ALGUMAS PESSOAS , O NÓS CONTRA ELES .INSTITUIU A GUERRA DE CLASSES . SÓ NÓS ESTAMOS CERTOS E OS DEMAIS , CONTRÁRIOS, ESTÃO TODOS ERRADOS, NÃO IMPORTA QUEM SEJA. ENTÃO , A PRESIDENTE PEDIU PARA SER VAIADA, PARA SER XINGADA , NÃO OBSTANTE O TIPO DE MANIFESTAÇÃO UTILIZADA, OS PALAVRÕES UTILIZADOS , CONCORDEM OU NÃO, NÃO TENHA SIDO A MANEIRA MAIS ADEQUADA DE SE MANIFESTAR . EU PENSO O SEGUINTE : NÓS PODEMOS ESCOLHER O QUE VAMOS PLANTAR . PORÉM , UMA VEZ PLANTADO , A COLHEITA É INEVITÁVEL . A PRESIDENTE ESTÁ , SIMPLESMENTE, COLHENDO O QUE PLANTOU.

ROLÂNDIA - LIXO, MÓVEIS VELHOS E ENTULHOS NO LAGO SÃO FERNANDO

14/06/2014 - 15 HORAS - AGORA ALÉM  DE LIXO, MÓVEIS E ENTULHOS DE OBRAS. É LAMENTÁVEL. AO LADO DO NOSSO CARTÃO DE VISITAS. SÓ EM ROLÂNDIA!... DIZEM QUE EM ROLÂNDIA TEM CERCA DE 100 CARGOS DE CONFIANÇA... SERÁ QUE NÃO DÁ PARA MANDAR UM PARA FICAR ALI CUIDANDO? FISCALIZANDO? TEXTO e FOTOS By  JOSÉ CARLOS FARINA














Policial reage a assalto e mata ladrão com cinco tiros em Londrina

Samara Rosenberger - Redação Bonde
Uma tentativa de assalto terminou na morte de um ladrão na madrugada deste sábado (14), na Vila Nova, zona central de Londrina. Guilherme Ribeiro da Silva, 21 anos, abordou um policial rodoviário federal aposentado que reagiu e o matou. 

A ocorrência foi registrada por volta da 1h30. De acordo com a Polícia Militar, o assaltante sacou a arma e deu voz de assalto a Gerson Rocha Gonçalves, que caminhava pela rua Taquari. Imediatamente, o agente aposentado revidou, disparando cinco tiros. 

O ladrão começou a correr, mas acabou caindo na rua. Ele foi atingido no rosto, ombro, tórax e pernas. O Siate foi acionado para prestar socorro, mas Guilherme não resistiu a veio a óbito no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Londrina. 

O policial aposentado não se feriu. A PM ainda afirmou que o assaltante tinha vários antecedentes criminais, mas não soube precisar quais.

RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES - UM GRANDE NEGÓCIO

FOLHA DE LONDRINA


Preservação ambiental beneficia o agronegócio

Recuperação de áreas degradadas é fundamental para o aumento da produtividade no campo

César Augusto
Para o produtor João Francisco, com a regularização ambiental da propriedade ficou mais fácil o acesso ao crédito
Não é novidade dizer que uma fonte de água abundante e um solo rico em nutrientes são as maiores riquezas de uma propriedade. Contudo, o simples descuido com as Áreas de Proteção Permanente (APP) e Reserva Legal (RL), somado a um cultivo que não respeita as boas práticas agronômicas, principalmente em relação ao bom uso do plantio direto, podem minar essas qualidades. Manter uma área com altos índices de produtividade e ao mesmo tempo respeitar o meio ambiente nem sempre é uma tarefa fácil ou barata. 


A recuperação de áreas degradadas pode ser uma solução tanto para aumentar a produtividade agrícola, quanto para a preservação dos recursos naturais. Com o novo Código Florestal, aprovado há cerca de dois anos, e a recente liberação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), a situação das áreas degradadas no Paraná tende a mudar, segundo avalia Antonio Caetano de Paula Junior, secretário do Meio Ambiente do Estado. Segundo ele, só em RL e APP, o Paraná possui 1,2 milhão de hectares degradados, sem contar as pastagens. 

Uma área degradada nada mais é do que aquela que não possui características físico-químicas necessárias para o cultivo agrícola ou de qualquer outro tipo de vegetação. Com o estabelecimento do CAR, Paula Junior afirma que o Estado delimitará todas as áreas degradadas que necessitam ser recuperadas, sejam elas agricultáveis ou não. 

Nas propriedades que necessitam de recuperação, o secretário afirma que o produtor terá que aderir ao Programa de Regularização Ambiental (PRA). Dentro das limitações geográficas da área, se pelo CAR for constatado que a área de preservação está abaixo do que foi estipulado pelo Código Florestal, o dono da propriedade assinará um termos de compromisso para recuperação dessa área, devendo, assim, regularizar a propriedade. 

Regras
A partir de maio, quando foi estipulado o CAR, o produtor terá um ano para se cadastrar ao programa. Paula Junior estima que o Paraná deve regenerar de 500 mil a 1 milhão de hectares de APP e RL nos próximos dez anos. "O Estado vai dar toda a assistência necessária para a recuperação das áreas degradadas. Teremos vários agentes que atenderão os produtores", promete. 

Ele completa que em áreas de até dez módulos ficais, o Estado dará toda a assistência ao pequeno e médio produtor. Nessas propriedades, o secretário afirma que também haverá incentivos para a produção de árvores frutíferas, o que pode servir como uma fonte de renda extra para os agricultores que têm a possibilidade de diversificar. "Isso vai viabilizar economicamente as pequenas propriedades", frisa. 

Paula Junior aponta que o Paraná possui 532 mil propriedades. Desse total, 460 mil possuem até quatro módulos fiscais. É bom salientar que as propriedades que se enquadram nesse tipo de configuração não são obrigadas a possuir Reserva Legal. O importante, assegura ele, é que a maioria das propriedades que possui áreas degradadas, sejam pequenas ou grandes, é passível de recuperação, já que existem inúmeras técnicas que ajudam o produtor consertá-las.