segunda-feira, 21 de julho de 2014

ROLÂNDIA - assinaturas de contratos do Residencial Ernesto Franceschine


Começou nesta segunda feira 21 de julho a assinatura do contrato das famílias sorteadas e aptas a receberem unidades do Residencial Ernesto Franceschine. As assinaturas de contrato acontecem no Centro Cultural Nanuk até a próxima quarta-feira 23. Os mutuários são atendidos pelo pessoal das secretarias municipais de Assistência Social e de Desenvolvimento Econômico e da Caixa Econômica Federal. A entrega das 373 casas está marcada para a sexta-feira 25, às 9 horas, no restaurante Viva Viva, da Oktoberfest.

No primeiro dia de assinaturas, foram atendidas pessoas com preferência – gestantes, mães com criança de colo e deficientes. O cadeirante Sebastião Moreira Diniz mora, por enquanto, nos fundos da casa da filha dele, Aparecida do Carmo, que o acompanhou. “Estou muito feliz por ter uma casa só minha, com espaço adequado”, disse Diniz.

A gerente geral da CEF em Rolândia, Vera Lucia Pereira de Oliveira, destacou a importância da identificação e a formalização da assinatura de contrato para as pessoas contempladas receberem em mãos as chaves das casas. “Todos devem estar com documentos apresentados nesta etapa de formalização, para que possam participar, sem problemas, do próximo evento, que é a entrega das casas”, disse ela.

ATENÇÃO, MUTUÁRIOS – A Secretaria de Educação informa a todos os familiares dos alunos que vão residir no novo Residencial Ernesto Franceschine para procurar o setor de Transporte Escolar até o dia 30 de julho, para atualizar a ficha de uso do transporte escolar. O setor fica no prédio da prefeitura, na Avenida Presidente Bernardes, 809, Centro. O horário é das 8 às 11 oras e das 13h30 às 16h30.


Os pais ou responsáveis devem comparecer ao Setor de Transporte Escolar munidos do nome da criança, certidão de nascimento, ano de escolaridade, nome da escola e o novo endereço.

TCHARLLES MARCOU DOIS GOLS PARA O NAC NACIONAL CONTRA O JUNIOR TEAM


Nac Rolândia com Tcharlles Krtitel - Tharlles marca duas vezes e NACIONAL vence Junior Team na Segunda Divisão do Paraná, por 3 X 1. Jogo de estreia

A MAIOR MINHOCA DO MUNDO - 1 METRO E MEIO


Essa minhoca gigante foi encontrada essa semana no Equador! Com mais de um metro e meio, ainda é um bebê, já que a espécie (provavelmente Martiodrilus crassus) apresenta os órgãos reprodutivos apenas na fase adulta, e essa ainda não apresentava. Antes, acreditava-se que esse animais só chegavam a 90 centímetros.
(Foto: Project Noah/happy4840)

ROLÂNDIA - TED PEREZ PEDE CONSERTO DE POSTE NO GINÁSIO DA VILA

EDIFÍCIO MUNIQUE DE ROLÂNDIA - ANTIGO HOTEL ROLÂNDIA

21/07/14 - CONSTRUTORA FAVORETTO - FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - REFORMA NO CEMITÉRIO

21/07/14 - SANITÁRIOS - FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ROLÂNDIA - CONSTRUÇÃO ALEMÃ

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

NACIONAL NAC DE ROLÂNDIA VENCE NA ESTRÉIA POR 3 A 1

21/07/2014 

SEGUNDONA - Matando a saudade

Torcedores deixaram outros compromissos para acompanhar vitória do Nacional sobre a Junior Team na estreia

Fotos: Anderson Coelho
Tcharlles (frente) se destacou ao marcar dois gols para o Nacional
Os irmãos Clodoaldo (à esq.) e Nei não perdem uma oportunidade de acompanhar o time da cidade
Domingo, frio e futebol na TV. A combinação, perfeita para muitos, não foi capaz de segurar em casa os irmãos rolandenses Clodoaldo e Nei Roque. O dia ontem estava reservado para apenas uma tarefa: matar a saudade do time da cidade, o Nacional, que estreava na Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. 

Os dois são daqueles "sofredores" legítimos, que não perdem um jogo sequer do time da cidade. "Até o ano passado, quando estava naquela situação ruim, nós viemos a todos os jogos. É difícil a gente deixar de vir", conta Nei, que é mecânico e trabalha em Londrina. 

Entre ficar em casa e ir ao estádio, eles não têm dúvida. O futebol, muitas vezes ruim, e as adversidades comuns a um jogo de uma segunda divisão estadual são compensadas por outros motivos. "Aqui a gente se diverte e encontra os amigos. E o torcedor tem que vir. Já é difícil para o time se manter, se a torcida não acompanha aí fica mais complicado ainda", disse Clodoaldo. 

O marceneiro João Castro também não titubeou entre a arquibancada do estádio Érich Georg e o sofá da sua casa. Mesmo com o time do seu coração, o Palmeiras, jogando no mesmo horário, ele foi ao campo ver o NAC. "Aqui sempre tem um corintiano, são paulino e vira uma zoeira só. E gosto mais de vir ao campo para acompanhar o time da nossa cidade também", reforça o torcedor rolandense. 

A preferência por ir ao estádio ganhou uma motivação a mais nos últimos anos. Para os irmãos rolandenses, atualmente, já não há mais tanta diferença de qualidade entre um jogo como o de ontem e um da Série A do Brasileiro. "Na quinta-feira, por exemplo, vi Santos e Palmeiras, dois times grandes, e foi um jogo muito ruim. Não dá mais tanto ânimo de assistir também", comentou o santista Nei. "Gosto mais de ver ao vivo. O da TV depois dá para ver o VT", completou Castro. 

O JOGO
Para completar a tarde de futebol, o Nacional fez sua parte em campo e deixou os torcedores felizes. O NAC fez valer o fator casa e venceu a Junior Team por 3 a 1. O atacante Tcharlles, de 22 anos, foi o grande destaque do jogo, ao marcar dois gols. O outro tento do time da casa foi anotado pelo zagueiro Fernando Belém. O meia Marquinhos, de pênalti, marcou para a Junior Team, que em 2013 trocou Londrina por Sertanópolis. 

Nos outros jogos da primeira rodada da Segundona, o PSTC Procopense bateu o Foz do Iguaçu por 1 a 0, na fronteira, e o Paranavaí venceu, em casa, o Francisco Beltrão por 2 a 1.

Rafael Souza
esporte@folhadelondrina.com.br