sexta-feira, 25 de julho de 2014

FOTO DA EQUIPE DA OFICINA MODERPEÇAS DE ROLÂNDIA

Equipe de trabalho da Moderpeça

ROLÂNDIA - CONFUSÃO NO JOSÉ PERAZOLO

  • Após abordagem filho, mulher e filha de 13 anos causam confusão em Rolândia

  • Pauline Almeida

Uma abordagem da Polícia Militar terminou em confusão na tarde dessa quinta-feira (24), no bairro José Perazolo, em Rolândia (24 km de Londrina). Depois que um adolescente conhecido como Tevez foi revistado, uma mulher e sua filha de 13 anos questionaram a ação, xingaram os policiais, fugiram, foram contidas e quebraram o trinco da viatura.
O bairro José Perazolo é conhecido pelo grande número de ocorrências de tráfico de drogas e, nessa quinta-feira, uma equipe da Polícia Militar avistou algumas pessoas em atitude suspeita. Com a aproximação da viatura, todas tentaram escapar e apenas o garoto conhecido como Tevez foi abordado.
Ele já possui diversas passagens por venda de entorpecentes, mas nessa quinta-feira não foi flagrado com nada de ilícito. Nas proximidades foi encontrado um cigarro de maconha, mas o garoto negou ser o proprietário. Durante a abordagem, uma garota de 13 anos e sua mãe começaram a questionar a ação da polícia, defendendo Tevez.
Quando os policiais pediram para as duas se afastar, elas passaram a xingar a equipe, que deu voz de prisão e apreensão por desacato à mãe e filha. Porém, as duas começaram a fugir e os policiais tiveram que persegui-las até uma casa, onde foram contidas com uso da força. Elas sujaram a farda de um dos PMs e ainda chutaram o trinco da viatura até quebrar.
A população do bairro ficou revoltada com a prisão e apreensão e chegou a ameaçar a equipe policial, que encaminhou as duas para a delegacia.Segundo dados da PM, a mulher tem antecedentes por tráfico e tentativa de homicídio, enquanto a adolescente já possui sete passagens por tráfico de drogas.

ROLÂNDIA - NOVA PROMESSA DA TRINCHEIRA DO TREM

  • Transposição da linha férrea em Rolândia vai custar R$ 7,13 milhões

  • ODIARIO.LONDRINA-Juliana Leite
Os problemas com alto número de acidentes e a longa espera de motoristas por conta da passagem de composições do trem em Rolândia (27 km de Londrina) estão próximos de chegar ao fim. Com processo licitatório finalizado, a empresa Legnet Engenharia, de São José dos Pinhais, aguarda apenas o aval do Departamento Nacional de Infaestrutura de Transportes (Dnit) para o início da construção de uma trincheira na BR-369 no município. O investimento é estimado em R$ 7.137.620,27.
A transposição interligará as avenidas Castro Alves e Ailton Rodrigues Alves, na região central da cidade, e desta forma, permitirá a fluidez do trânsito. O equipamento vai garantir a movimentação dos trens da América Latina Logística (ALL) concomitantemente com o fluxo contínuo dos veículos. Com isso, visa ainda dar um pouco mais de segurança para a circulação de pedestres na região, embora o projeto ainda não contemple uma passarela.
O prefeito reforçou que a proposta de transposição é uma antiga reivindicação da cidade. "É um meio de solucionar um problema de pelo menos 30 anos. Assim como em todos os lugares em que a linha férrea divide a cidade, os moradores ficam isolados enquanto passa o trem. Sem contar que também temos dificuldades com situações de emergência, como no caso da passagem interrompida para ambulâncias e carros de polícia", destacou.
Segundo ele, ainda estão projetadas outras três trincheiras e uma passarela de pedestres. Porém, por ora somente uma das propostas será executada. "Demos prioridade. São obras muitos caras e precisávamos ver o que era mais pontual. Depois disso vamos tentar a passarela", ressaltou o prefeito. Além disso, o município se mobiliza na esfera federal para a retirada do pátio de manobras da região central da cidade. 
Desde 8 de julho, o superintendente regional do Dnit no Paraná, José da Silva Tiago, aguarda manifestação da Diretoria de Infraestrutura Ferroviária do órgão, em Brasília, sobre a solicitação oficial para implantação de empenho para assinatura de contrato com a Legnet. Porém, até esta quinta-feira (24) não havia resposta sobre o começo do serviço, bem como não haviam detalhes sobre as despropriações de áreas necessárias para a construção da trincheira. Todo o trabalho será desapropriação de áreas necessárias à construção da trincheira.

APARECIDA E GEORG HERMANN


anos mais tarde mais ainda eu e meu marido,já não mais tão jovem,mais juntos:)

Aniversário Sizenando de Almeida

FOTOS DO CEMITÉRIO DE ROLÂNDIA - PR. By FARINA

FOTOS By  JOSÉ CARLOS FARINA




























































































































































































































ROLÂNDIA - ENTREGA DAS CASAS DO ERNESTO FRANCISCHINE


Estive hoje, pela manha entrega das chaves do Conjunto Ernesto Franceschine no Complexo Esportivo Emílio Gomes e pude acompanhar a alegria dos novos moradores do novo Conjunto Ernesto Franceschine... Que Deus abençoe essas 373 famílias pelo seu novo lar.
Sonho esse que se tornou realidade.

ROLÂNDIA - USO DE HERBICIDA NAS RUAS DA CIDADE



Rodrigo Stutz DENUNCIA

Vc sabia que a roçagem química é proibida? Alguém pode avisar a prefeitura fazendo favor? O, me ajuda aí o!!!
COMENTÁRIO: A capina química em áreas urbanas expõe a população ao risco de intoxicação, além de contaminar a fauna e a flora local. Por esse motivo, tal prática não é permitida. Para orientar municípios de todo país sobre os perigos do uso de agrotóxicos nas cidades, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta segunda-feira (1), nota técnica sobre o tema. PORTAL.ANVISA.ORG.COM