domingo, 24 de agosto de 2014

COMITIVA DE ROLÂNDIA NOS 90 ANOS DE XENOFONTE VILANUEVA

25/08/14 - DR. XENOFONTE VILANUEVA, EXERCEU A SUA PROFISSÃO DE MÉDICO AQUI EM ROLÂNDIA. FOI UM DOS MAIS FAMOSOS NA REGIÃO NOS ANOS 50 e 60. FOI DEPUTADO ESTADUAL POR ROLÂNDIA. NA DÉCADA DE 70 MUDOU DE PROFISSÃO, PASSANDO PARA O RAMO HORTELEIRO. POSSUI DOIS GRANDES HOTÉIS. UM EM CURITIBA E OUTRO EM FOZ DO IGUAÇÚ. FOTOS By LUIZ CARLOS GARDINAL BERBEL









BERBEL E ESPOSA COM CARLINHOS NASS, ZÉ MARQUES E AMIGOS.














BERBEL COM A ENFERMEIRA E PARTEIRA HENRIQUETA LALI.












DR. XENOFONTE ( 1º À ESQUERDA) COM O SENADOR ÁLVARO DIAS E AMIGOS.

BIOGRAFIA - HOMENAGEM PÓSTUMA A JOSÉ FARINA FILHO de ROLÂNDIA - PR.

JOSÉ FARINA FILHO - PIONEIRO EM ROLÂNDIA - PR.





JOSÉ FARINA FILHO
O Sr. José Farina Filho  nasceu em  Jardinópolis-SP. aos 02 de outubro de 1928, faleceu
 em Rolândia-Pr. no dia  22 de setembro de 2006, aos 77 anos de idade.
Sr. José Farina Filho  era casado com a Sra. Sebastiana Martin Farina e tinha 6 filhos,
 Pedro Argemiro e Marco Antonio (comerciantes), Paulo Ademir (engenheiro), José 
Carlos (advogado),  Maria Dolores e Sandra  Mara (professoras), 14 netos e uma 
bisneta.
Foi pioneiro do município da gleba cafezal onde chegou em  1940 em companhia dos
 pais José e Adelaide e dos irmãos Antonio, Irineu e Laura. trabalhou na lavoura até
 1953, derrubando mata, plantando, colhendo e comercializando lenha para os 
moradores da cidade que utilizavam este combustível para os fogões.
De 1953 até a sua aposentadoria foi corretor de imóveis, chegando a vender terras para 
a Companhia de Terras Norte do Paraná, na região de Umuarama e Uniflor. Sempre 
usando chapéu de feltro e óculos, era muito conhecido também pelo seu inconfundível 
Jipe Wilys 1951, verde.
Como agricultor e depois corretor de imóveis ajudou a desbravar o interior do Município, 
 trazendo compradores de terras de outras regiões e de outros Estados, que acabaram 
se fixando em Rolândia, aumentando ainda mais as nossas riquezas e produção.
 Naquela  época não havia estradas asfaltadas e o serviço do corretor era muito duro. 
Quando era época de estiagens havia muita poeira e em ocasiões de chuva era 
quase que impossível o deslocamento de veículos, mesmo que fossem jipes. Seu 
conhecimento era tão grande sobre  o nosso município que até poucos anos atrás
 conhecia lote por lote, gleba por gleba, os antigos proprietários.
Além do amor pela nosso município, pelas nossas terras e  pela família, tinha também
 muito amor pelo Nacional Atlético Club, o NAC,  time de seu coração, onde chegou a 
exercer o cargo de diretor de publicidade, fazendo a propaganda dos jogos através de 
alto-falantes  ambulante em Rolândia, Cambé, Arapongas e Jaguapitã, 
convocando a torcida para comparecerem ao estádio em dia de jogos. Os filhos jogavam 
os panfletos na rua.
O Sr. José Farina Filho não perdia nenhum jogo do Nacional, mesmo que o time se
  apresentasse  em locais distantes. Com o seu radinho de pilha colado no ouvido não
  perdia nenhum lance. O seu grito era sempre este: Vamos! vamos lá Nacional! aí 
garoto!  muito bem!
Após se aposentar em 1992 trabalhava todo dia na Eletrônica Central, localizada na Av. 
Expedicionários, 65,  consertando  chuveiros e ferros elétricos, trabalho que fazia com
 muito amor, mais como uma distração.
Como pioneiro, corretor de imóveis e técnico de chuveiros  angariou muitos 
amigos, que compareciam diariamente para conversar  sobre  muitos assuntos. Mesmo
 tendo estudado apenas o antigo curso primário, tinha uma boa cultura, e durante 
muitos anos lia jornais diariamente e não perdia sequer um Jornal Nacional estando 
sempre bem informado sobre todos os assuntos e também sobre a política nacional e 
municipal.
Tudo o que conseguiu através do seu trabalho como  agricultor, corretor e depois 
comerciante investiu em Rolândia, a  cidade do seu coração, onde ainda moram
 sua esposa, seus 6 filhos, netos, bisneta, irmãos e sobrinhos, e onde estão sepultados 
os seus pais, sogros e um irmão. JOSÉ CARLOS FARINA 
FOTO - JOSÉ FARINA FILHO com o autor deste artigo.

REVISTA ROLÂNDIA TOTAL

SHOW!! O Everton Assis fez uma entrevista com o cantor Daniel direto de Santa Catarina para a revista Rolândia Total!!! Daniel manda uma mensagem para Rolândia e disse que gosta muito de nossa terra, assista alguns trechos da entrevista!!!!

BAÍA DE GUANABARA NO RIO DE JANEIRO - ESGOTO SEM TRATAMENTO


A cada segundo, a Baía de Guanabara recebe 18.400 litros de esgoto sem tratamento. http://glo.bo/1q9AgxP - Foto: Custódio Coimbra/ Agência O Globo

NOTA DE FALECIMENTO - ROLÂNDIA - 24/08/14



COMUNICO A TODOS OS AMIGOS, O FALECIMENTO DE NOSSA QUERIDA TIA VERONICA ZANICK, HOJE (24/08)  POR VOLTA DAS 5 HORAS DA MANHÃ.  O CORPO SERÁ VELADO NA CAPELA CENTRAL.

CONVOCAÇÃO DA TORCIDA DO NACIONAL NAC DE ROLÂNDIA


AI RAPAZIADA DA RESSACA AZUL CONVOCAÇÃO GERAL PRO JOGO DESTE DOMINGO CONTRA O PSTC POR FAVOR É IMPERATIVO A PRESENÇA DE TODOS E SE PUDER LEVAR OS AMIGOS PRA FORTALECER MELHOR AINDA QUANTO MAIS GENTE MAIS BONITO A FESTA NO PORTÃO DE ENTRADA AS 15:00 HRS PRA COMEÇARMOS A FESTA . OBRIGADO.

PROMOÇAO DE INGRESSOS!!!
TUDO MEIO INGRESSO!!!!!
VAMOS LOTAR NOSSO ESTÁDIO!
VAMOS VAMOS MOSTRAR NOSSA FORÇA!!!!!!
SOMOS OS GUERREIROS DO NORTE!!!

DOMINGO 24/08/14
NACIONAL DE ROLÂNDIA x pstc
15:30 HORAS - Estádio Erich George
Curtir

RAPAZ MORRE AO SER PICADO POR CABEÇA DE COBRA MORTA

O chef Peng Fan foi vítima de uma tragédia no restaurante em que trabalhava na China. Peng preparava uma

sopa com carne de cobra quando o bicho, que já tinha sido cortado 20 minutos antes, mordeu o chef. A investida aconteceu quando Peng pegou a cabeça para jogá-la no lixo. O bote foi rápido e não houve tempo do chinês ser levado a um hospital para receber o antídoto. A notícia é do site Mirror.
A cobra zumbi que picou Peng é da espécie cuspideira indochinesa, também conhecida como naja siamensis. Ela é encontrada principalmente no sudeste asiático, e o veneno que produz causa paralisia e asfixia. Caso caia nos olhos, a vítima fica completamente cega.
O site inglês ouviu um especialista em cobras para saber o quão raro foi o acidente. Segundo Yang Hong-Chang, que estudou esses animais por 40 anos, os répteis podem continuar se movimentando por uma hora mesmo depois de terem perdido o corpo ou parte dele. “Quando uma cobra perder a cabeça ela estará efetivamente morta quando as funções básicas do corpo cessarem, mas ainda haverá algum reflexo”, explicou Yang.
Clientes que estavam no restaurante contaram que ouviram gritos na cozinha e que funcionários desesperados saíram à procura de algum médico no estabelecimento. Não foi possível o socorro. A polícia local classificou a morte de Peng, morador da cidade de Foshan, no sul da China, como um “trágico acidente”.