quarta-feira, 15 de outubro de 2014

COLEÇÃO DE VÍDEOS E JOGOS DO NACIONAL NAC DE ROLÂNDIA By FARINA

PREOCUPAÇÃO TOTAL EM SÃO PAULO POR CAUSA DA FALTA D´ÁGUA

Sabesp descumpriu liminar da Justiça e 'invadiu' 2ª cota do volume morto, dizem técnicos (via Metrópole Estadão)

Rolândia - Deputado Devail Cobra Reporter vai ajudar Hospital São Rafael

FONTE: MANCHETE DO POVO

Cobra Repórter esteve reunido com diretores e funcionários da instituição na nova sede administrativa


O deputado estadual eleito com expressiva votação em Rolândia, Devanil Reginaldo da Silva, mais conhecido como Cobra Repórter (PSC), afirmou que vai ajudar o Hospital São Rafael (HSR) na obtenção de recursos junto à União, Estado e Município.

O compromisso foi assumido durante reunião com diretores e funcionários da instituição, na inauguração da nova sede administrativa, na Rua Duque de Caxias, próximo à Prefeitura.

Estavam presentes o presidente da mantenedora do hospital, a Associação Beneficente São Rafael, Eldberto Marques, o ex-presidente Marisbel Mungo, o diretor administrativo do HSR, Antonio Carlos Ribeiro, monsenhor José Agius, que fez a bênção das novas instalações, além de funcionários e voluntários.


Durante o encontro, o deputado recebeu informações sobre as condições do HSR e se colocou à disposição para encontrar soluções. Cobra Repórter disse que vai trabalhar em Brasília, junto com os deputados federais eleitos com sua colaboração, para a construção da UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas em Rolândia.

“A construção da UPA é prioridade, porque vai ajudar a desafogar o Hospital São Rafael, podendo assim atuar melhor em sua finalidade atendendo aos casos de urgência e emergência”, afirmou Cobra Repórter, que disse ir a Brasília e Curitiba ainda este mês para conversar com deputados federais e o governador Beto Richa sobre a situação da Saúde em Rolândia.

O deputado eleito fez questão de elogiar a estrutura do hospital e disse ter precisado pessoalmente e também parentes seus de atendimento, sendo sempre, todos, bem atendidos pelo pessoal do São Rafael. “É necessário encontrar uma maneira de o hospital ser melhor remunerado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), pelo Estado e pelo Município, conseguindo assim contar com mais médicos, especialidades e também equipamentos, é isso que pretendo colaborar”, disse Cobra Repórter.

CONTINUE LENDO

Durante a reunião, os diretores do hospital explanaram as dificuldade enfrentadas para conseguir médicos plantonistas, porque há dois anos a Prefeitura de Rolândia repassa o mesmo valor – R$ 60 a hora de plantão – enquanto outras cidades da região remuneram, em média entre R$ 100 e R$ 120 a hora de plantão. A diferença, para que os médicos venham até Rolândia, tem de ser arcada pelo próprio hospital, gerando um déficit mensal a ser coberto com outros recursos e doações de empresários e voluntários.

Além disso, o serviço de plantão municipal em consultas eletivas – aquelas casos que não são de urgência e emergência – não é função do hospital, mas é necessário realizar este tipo de trabalho porque as Unidades Básicas de Saúde e o Pronto Atendimento da Vila Oliveira não trabalham 24 horas. Se o hospital não realizar as consultas, a população ficará completamente desassistida, e, por ser uma entidade filantrópica, ligada à Igreja, não poderia deixar o povo sem médico, por isso, o São Rafael se sacrifica para prestar este atendimento de responsabilidade da Prefeitura de Rolândia. Então, já que é função constitucional do Município, este deveria repassar um valor maior para que o hospital pudesse contratar os médicos plantonistas de maneira mais tranquila, sem precisar complementar com dinheiro que poderia ser usado para melhorar ainda mais o atendimento e a estrutura do São Rafael.

O que poderia ajudar também a diminuir o fluxo de pessoas que procuraram o hospital nos plantões – cerca de 6 mil todos os meses, dando uma média diária de 200 pacientes no Pronto Socorro – seria a abertura das Unidades Básicas de Saúde do Centro, da Vila Oliveira e do Jardim Santiago, pelo menos até a meia-noite, inclusive aos sábados, domingos e feriados, como já acontece em cidades da região.

Outro fato importante, levantado durante a reunião, foi a questão da UTI, cujo custo diários ultrapassa a R$ 1 mil, mas o hospital recebe apenas R$ 467, também ocasionando um déficit grande mensalmente, precisando de complementação por parte de outros recursos e de ajuda de empresários e voluntários. Também há o problema de que os 10 leitos de UTI não são geridos pelo hospital, mas pela Central de Leitos, que enviam pacientes de vários municípios, às vezes forçando que doentes de Rolândia e região sejam atendidos em outros hospitais, não podendo ser recebidos pelo São Rafael sem o encaminhamento através da Central de Leitos.

Durante a reunião, foi salientado também que a Saúde Básica é de competência do Município, ao Hospital São Rafael cabe o atendimento secundário, de urgência e emergência, já que além de Rolândia, é responsável por receber pacientes de mais sete municípios da região do Vale do Paranapanema – Porecatu, Prado Ferreira, Pitangueiras, Miraselva, Jaguapitã, Guaraci e Florestópolis –, além dos encaminhamentos através do Siate e do Samu.

O Hospital São Rafael possui 66 leitos – 10 de UTI e 56 para internações, Centro Cirúrgico com quatro salas e sala de recuperação pós-anestésica. Realiza, em média, todos os meses, 6.000 atendimentos no Pronto Socorro, 300 internações, e entre 320 e 350 cirurgias, de 80 a 100 partos. E o mais importante, 90% são pacientes do SUS.

A instituição mantém as contas em dia – tem todas as certidões negativas – e não tem grandes dívidas como alguns hospitais filantrópicos da região que, inclusive, encontram-se sob intervenção por não cumprirem como seus deveres e sob suspeita de desvio de dinheiro público. Em Rolândia, não há nada disso, graças a ajuda de voluntários e empresários que não medem esforços em fazer doações.

Tanto é verdade, que o Hospital São Rafael é reconhecido como um dos melhores da área da 17ª Regional de Saúde, atendendo todos os protocolos exigidos pela União, Estado e Município. Inclusive, o Hospital São Rafael está cadastrado para realizar a retirada de órgãos para transplantes.

Fonte: Assessoria de Imprensa do HSR
Texto: Devaldo Gilini Junior – Jornalista – MTB 2280/PR
Fotos: Claudenir Briganó

Rolândia reinaugura quartel dos Bombeiros





O Corpo de Bombeiros reinaugurou nesta terça-feira 14 de outubro o quartel da corporação em Rolândia. Foram investidos R$ 530 mil do Fundo de Reequipamento (Funrebom) – provenientes, em grande parte, da cobrança da taxa de combate a incêndio embutida no IPTU – na readequação de todo o prédio operacional (alojamentos, banheiros, sala de rádio, almoxarifados, pintura interna e externa, parte elétrica, móveis e equipamentos), na ampliação da academia no pavimento superior e na construção de uma nova ala que será usada como sala de instruções.

A obra teve início em janeiro deste ano. O quartel dos bombeiros em Rolândia, fundado em maio de 1995, conta hoje com 23 homens e duas colaboradoras, dois caminhões de combate a incêndio, uma ambulância para atendimento ao trauma e emergência, uma caminhonete para combate a incêndios florestais, uma caminhonete para busca e salvamentos e três viaturas administrativas. O efetivo atua também em outros quatro municípios da região.

A solenidade de reinauguração contou com a presença do prefeito de Rolândia, Johnny Lehmann, do comandante do 3° Grupamento do Corpo de Bombeiros de Londrina, tenente-coronel Roberto Enequio de Souza, e do comandante do CB na cidade, tenente Olesh Kindra. O Judiciário foi representado pelo juiz Alberto José Ludovico e o Legislativo, pelo vereador Rodrigo Locatelli.

Também prestigiaram a cerimônia – que contou com a bênção do diácono Orlando Salvador – representantes do Corpo de Bombeiros de Maringá, Cornélio Procópio, Arapongas, Londrina, Apucarana, Jacarezinho, Santo Antônio da Platina e Cambé, além dos secretários municipais Dirceu de Mattos (Esporte), Margarida Hellbrugge (Cultura) e Ernesto Nogueira (Desenvolvimento Econômico).

“Há coisas em que o dinheiro público é muito bem empregado, como nesse caso”, disse o prefeito Johnny Lehmann em discurso. “Os bombeiros prestam um altíssimo serviço para Rolândia e região e torcemos para que tenhamos um efetivo cada vez mais para atender aos anseios da população.”

O comandante do 3° Grupamento agradeceu ao prefeito pelo empenho na reforma do quartel e anunciou, para breve, aumento no efetivo. “Em conversas com o Estado Maior, chegamos à conclusão de que as demandas estão aumentando, e é preciso aumentar o efetivo não só em Rolândia como em todo o Paraná”, afirmou Enequio de Souza. “Temos a promessa do governador Beto Richa de ampliar não só o número de homens, mas também o de viaturas.”

Oktoberfest de Rolândia começa nesta quinta-feira às 19h



 
 A Oktoberfest de Rolândia voltou. E começa nesta quinta-feira, 16 de outubro, na Vila Germânica, com várias atrações. A abertura oficial está programada para as 20h, com a sangria do primeiro barril de chopp, sempre uma atração à parte naquela que é considerada uma das maiores festas populares do Norte do Paraná. O Restaurante e o Café Colonial, porém, abrem mais cedo, às 19h, já com a animação da banda Meninos de Ouro. Às 20h30, haverá apresentação de grupos folclóricos e, às 21h, a eleição da Rainha e Princesas. A primeira noite da festa – para a qual não haverá cobrança de ingressos – terá ainda a primeira eliminatória, masculino e feminino, do concurso Chopp em Metro. A Oktober vai até domingo, com ingressos a R$ 4 e R$ 2 (meia).   A Oktoberfest prossegue nos três dias seguintes com diversas outras atrações. A Vila Germânica contará também com parque de diversões. Um dos pontos altos da festa será o desfile de carros alegóricos, que movimentará as ruas centrais de Rolândia, no domingo, a partir das 10h30. Confira, abaixo, a programação completa. A arrecadação final da Oktober será destinada à Associação dos Voluntários e Voluntárias de Caridade de Rolândia (Avocar), entidade sem fins lucrativos que vai promover a festa em parceria com a prefeitura local, através da Secretaria Municipal de Cultura.


PROGRAMAÇÃO DA 26ª OKTOBERFEST 2014.

QUINTA-FEIRA – 16/10


19h00                         Abertura do Restaurante, Café Colonial
Espaço Cultural (artesanato e feira gastronômica)
Banda Meninos de Ouro

20h                 Abertura Oficial
                       Sangria do 1º Barril de Chopp

20h30             Apresentação de grupos folclóricos

21h                 Eleição da Rainha e Princesas

21h30            Concurso do Chopp em Metro (1ª eliminatória, masculino e feminino)


SEXTA-FEIRA – 17/10

19h00              Abertura do Restaurante, Café Colonial e Espaço Cultural.
                        Banda Meninos de Ouro
                       Sangria do 2° Barril

Jovem é esfaqueado no Centro de Rolândia

  • Pauline Almeida
Um jovem de 20 anos foi esfaqueado no Centro de Rolândia (24 km de Londrina), na madrugada desta quarta-feira (15). Perto das 5h, ele deu entrada no Hospital São Rafael, onde foi interrogado por policiais militares. A Polícia Militar informou que inicialmente foi acionada para conter uma briga na Avenida Presidente Getúlio Vargas, porém, uma equipe foi enviada ao local e não encontrou nada de anormal. Logo em seguida, a equipe de saúde do Hospital São Rafael comunicou a chegada do esfaqueado, vítima dessa suposta confusão no Centro. Ele apresentava um ferimento na região do abdômen e contou que os agressores teriam fugido em direção à Rua Maringá.

ROLÂNDIA - MAIS RECAPE ASFÁLTICO - RUA EPITÁCIO PESSOA

15/10/14 - 17 horas - Rua Epitácio Pessoa - foto by José Carlos Farina

3º VÍDEO HOMENAGEM DANIEL STEIDLE CÂMARA By FARINA


TRAGÉDIA - COLPASO EM SÃO PAULO - ÁGUA ACABA EM NOVEMBRO

Presidente da Sabesp diz que Justiça Eleitoral impediu empresa de usar a palavra 'seca' e alertar sobre gravidade da situação. Via Metrópole Estadão ‪#‎água‬
Foto: Tiago Queiroz/Estadão
sao-paulo.estadao.com.br