quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Rolândia: Acidente na Av. Castro Alves Carro x Moto

24/12/2014 - Av. Castro Alves - O motorista do Carro ao fazer a conversão fechou a passagem da moto. O rapaz da moto machucou a mão, mas está bem. Nada grave. Fotos by José Carlos Farina






















































Rolândia: Zé de Paula disse que não é do "Grupão"

REVISTA VISTO















Blog do Farina e os Jornais de Rolândia ( 24/12/2014 )

24/12/2014 - foto by Blog do Farina


Candidatos à prefeito em Rolândia 2015

OSVALDO MILITÃO - FOLHA DE LONDRINA
Caso haja nova eleição para a Prefeitura de Rolândia (se o prefeito Johnny Lehmann não ganhar seu último recurso junto ao TSE) já surgiram nomes para disputar a nova eleição que terá que ser efetuada, segundo a Justiça Eleitoral: são eles os vereadores José de Paula, Sabine Giesen e o médico Luís Francisconi.
COMENTÁRIO:
Fala-se também de Marcio Vinicius.... Airlton Maistro....
Poucos não?
Gostaria de mais opções.....

Londrina: Primeiro filme longa metragem... Leste Oeste de Rodrigo Grota

Uma tarde no set de filmagem

Fotos: Lis SayuriReportagem da FOLHA acompanhou a gravação da última cena do filme "Leste Oeste", primeiro longa-metragem rodado em Londrina

Foram duas horas de montagem de som e mais três de gravação no laboratório de anatomia da UEL – tudo para finalizar apenas a cena de número 45, a última com diálogo no filme. Apesar do cansaço, a equipe de direção manteve o ambiente tranquilo, o que contribuiu para a naturalidade da atuação em frente às câmeras.    As filmagens de "Leste Oeste", primeiro longa-metragem rodado em Londrina, foram finalizadas há uma semana, mas a equipe ainda ‘respira’ o intenso ritmo das gravações. Isso porque, agora, começa a fase de finalização. Depois de 21 dias seguidos de filmagens em 19 locações reais diferentes na cidade, a expectativa é que o filme de 90 minutos tenha sua primeira exibição já no primeiro semestre de 2015. Para Rodrigo Grota, que dirige seu primeiro longa, a experiência de viver a fundo e por um período mais longo os personagens foi enriquecedor. "Existem situações que são genuínas de um set de filmagem. Por mais que eu tenha trabalhado por três ano e meio no roteiro, há ‘coisas’ que só acontecem com a câmera ligada", resume.

‘Coisas’ como emoções e improvisações que ele faz questão que apareçam no filme. "Quanto mais o ator conseguir deixar a história verdadeira, mais eu fico satisfeito. Para essa produção, foi essencial a integração entre atores experientes com atores e pessoas que não são profissionais. Isso torna tudo mais vivo, porque é representado por pessoas reais. Há, ainda, a abordagem documental, cenas gravadas em acontecimentos reais, como uma competição no autódromo."

Liberdade que pôde ser presenciada pela reportagem no último dia de gravação do filme com o núcleo jovem da trama, na quarta-feira passada. O ambiente tranquilo – possibilitado pela equipe de direção - de uma cena que se passa em um laboratório de anatomia, na Universidade Estadual de Londrina (UEL), permitiu que os atores pudessem dialogar com tanta naturalidade que até mesmo um erro da fala fosse incorporado à cena.

Os três atores do triângulo amoroso nunca haviam atuado em cinema antes. O ator que interpreta um piloto de automobilismo, Bruno Silva, de 16 anos, por exemplo, sequer havia atuado. "Esse é um mundo totalmente diferente; nunca vivi nada parecido com as gravações. O ritmo é muito cansativo, mas, ao mesmo tempo divertido. Teve dias em que gravamos até de madrugada. Vou levar essa experiência para a vida toda", disse o rapaz que, na vida real, é piloto de kart desde criança e, assim como seu personagem, quer seguir carreira profissional. "Quero ser piloto. Espero que o filme dê mais visibilidade ao meu trabalho", contou.

O cansaço é nítido e perceptível. Uma cena de pouco mais de um minuto demorou quase três horas para ser gravada. Detalhe: houve dias em que ficaram até 18 horas filmando. Entre um ajuste e outro de luz, correção do som, bocejos, espreguiçadas, movimentos faciais. Mas, muita disciplina e comprometimento, sobretudo de quem está debutando. "É um desafio imenso manter-se repetindo a cena com a mesma qualidade. Mas a direção nos deixa bem tranquilos", contou a jovem Letícia Conde, estudante de Arquitetura de 20 anos, que não perdeu a pose após 17 tentativas da mesma cena. Apesar de estudar teatro desde criança, é sua primeira participação em um filme desse porte. "Atuei numa produção em minha cidade natal, Varginha (MG), mas que nem se compara. Lá era tudo amador."

Se a repetição na cena é um dos pontos destacados, o jovem ator de teatro Filipe Garcia comentou que, no cinema, ‘menos é mais’. "Na tela ficamos mais expostos. Por isso, movimentos, voz, olhar, tudo precisa ser bem sutil. Foi difícil conseguir ‘limpar’ isso, porque, no teatro, nos utilizamos de todos os recursos possíveis ao mesmo tempo. Está sendo completamente diferente de tudo o que já fiz", pontuou o rapaz, de 18 anos.

Orientado a não movimentar-se muito além do espaço determinado na cena, fazia exatamente como pedia o diretor em outro ângulo de gravação. "Tenho que apontar para o vidro, mas sem me mexer muito para não sair do quadro. É isso, Grota?", perguntou, durante a filmagem de um dos takes.

Após duas horas de montagem de luz, mais três de gravação, chegou ao fim apenas uma cena, a de número 45, última com diálogo no filme. "A filmagem nunca começa quando queremos e nunca acaba quando imaginamos. É um trabalho infinito", brincou o assistente de direção, Rafael Ceribelli.

Além de auxiliar o diretor, ele era o responsável por organizar o ambiente e a equipe. "O diretor precisa estar focado na cena; não pode desviar a atenção com o tempo e problemas, principalmente técnicos. Agora, por exemplo, vamos fazer mais umas imagens da atriz de antes da conversa dos três e quando os meninos chegam ao laboratório. Tenho que chamá-los para cá", explicou. E assim foi mais algum tempo, para, enfim, a reportagem se despedir depois de uma tarde acompanhando a gravação.

"A filmagem nunca começa quando queremos
e nunca acaba quando imaginamos"

Marian Trigueiros
Reportagem Local

Praia brasileira é eleita a mais bonita do mundo

 BONDE

Redação Bonde































A Praia do Sancho, em Fernando de Noronha, foi eleita a mais bonita do mundo pelo segundo ano consecutivo, de acordo com o levantamento anual realizado pelo site de viagens TripAdvisor. Em sua terceira edição, o ranking lista as 25 melhores praias do planeta, a partir de avaliações feitas por 200 milhões de usuários da página nos últimos 12 meses.

A segunda praia mais indicada pelos turistas pertence aos ingleses. Trata-se da Praia Grace Bay, Providenciales, nas Ilhas Turcas e Caicos. Vizinho das Bahamas, o arquipélago de 40 ilhas é território britânico. Na terceira posição aparece a Praia Flamenco, em Porto Rico.

Outras duas brasileiras - que já figuravam na lista passada - continuam no Top 25: a Praia dos Carneiros, em Tamandaré (PE), e a Praia de Lopes Mendes, em Ilha Grande (RJ).

O ranking também conta com paraísos escondidos em diversas partes do mundo. Há opções no hemisfério sul e, claro, no constantemente ensolarado Caribe, além de cenários deslumbrantes no hemisfério norte, para aqueles que pretendem viajar durante o verão europeu (entre junho e setembro).

Confira na galeria as dez praias eleitas como as mais bonitas do mundo:

Baía do Sancho, Fernando de Noronha (PE), Brasil - Emoldurada por falésias, a Baía do Sancho tem águas cristalinas e uma vantagem extra para os brasileiros: fica logo ali, a 545 quilômetros de Recife, capital pernambucana.

Jovem é preso por pilotar moto embriagado em Rolândia

  • Alexandre Sanches - BONDE
Um rapaz de 23 anos foi preso na noite de domingo (21) na Vila  Oliveira, em Rolândia (25 km de Londrina), acusado de pilotar uma motocicleta Honda CG 150 Titan embriagado e sem habilitação. De acordo com a Polícia Militar, O jovem foi flagrado por uma equipe durante patrulhamento pela Rua Ouro, que o avisou executando manobras perigosas, empinando a motocicleta e fazendo zig-zag pela via, colocando em risco pedestres e outros veículos. O local, por ser uma via comercial, tinha um grande número de pessoas. Os policiais realizaram a abordagem e, além de constatar a embriaguez, resistiu à abordagem, sendo preciso ser o uso de força para contê-lo, inclusive o spray de pimenta, pois se mostrava muito agitado e agressivo. Posteriormente foi verificado que ele não é habilitado e não possuía nenhum documento de porte obrigatório. A motocicleta foi apreendida e encaminhada ao pátio da 43ª Ciretran de Rolândia.  Foram lavrados autos de infração cabíveis e o rapaz foi encaminhado até a 29ª Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.

ROLÂNDIA ENTREGA CHAVES DO CONJUNTO RESIDENCIAL MONTE CARLO




Na última sexta-feira, 19 de dezembro, foram entregues as chaves dos 192 apartamentos do Conjunto Residencial Monte Carlo. O evento foi realizado no Centro Cultural Nanuk com a presença dos empresários da CCP Engenharia de Maringá, com Wasco Maria de Vasconcelos e José Maria Soares, além de secretários e veredores. A obra erguida por meio do Governo Federal, através do Programa Minha Casa Minha Vida e a Caixa Econômica Federal (Sistema FGTS), beneficiou mutuários com faixa salarial entre 3 e 6 salários mínimos. ass. de imprensa