quarta-feira, 1 de abril de 2015

SOM, ALARMES, TRAVAS, VIDROS e INSULFILM EM ROLÂNDIA

ELITE CAR
AV. PRES. VARGAS, 2550
FONE (43) 3015-4403















ROLÂNDIA: 99% DAS RUAS SERÃO RECUPERADAS



Novos recursos vão garantir asfalto

a 99% da malha viária de Rolândia

Nos próximos meses, Rolândia passará a ostentar um índice invejável perante a grande maioria dos municípios brasileiros: o de ter praticamente toda sua malha viária pavimentada. Isso graças ao contrato de financiamento que a prefeitura e o governo do Estado assinaram na manhã desta terça-feira, 31 de março, em solenidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba. O contrato destina R$ 6,3 milhões a Rolândia para obras de infraestrutura, através de programas administrados pela Fomento Paraná, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano.



As obras de pavimentação e recape devem começar no segundo semestre, após análise e aprovação dos projetos e os devidos processos licitatórios. “A assinatura do contrato foi fundamental para garantir os recursos”, afirma o engenheiro civil Cláudio Metzger, da Secretaria Municipal de Planejamento. “Com as obras, haverá plena complementação da malha viária urbana da cidade, algo em torno de 99%”, calcula Metzger. “Se tudo andar conforme o planejado, há até a possibilidade de começar alguma obra em maio.”



O contrato de R$ 6,3 milhões foi assinado pelo governador Beto Richa e pelo prefeito em exercício, José Danilson, em solenidade à qual estiveram presentes também o deputado estadual Cobra Repórter e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ernesto Nogueira. O contrato determina também o repasse de R$ 1,7 milhão para construção de um posto de saúde no Jardim San Fernando e para aquisição de veículos – ambulância e micro-ônibus – para a Secretaria de Saúde.



O financiamento desses R$ 8 milhões é fruto de um trabalho desenvolvido desde o primeiro ano do segundo mandato do prefeito Johnny Lehmann. Segundo o secretário municipal de Finanças, João Marcos Cremoneze, neste período o Executivo trabalhou para que o município alcançasse a capacidade de endividamento necessária para que pudesse contrair o financiamento que, agora, vai beneficiar a área de saúde e a infraestrutura urbana de Rolândia.



Projetos



Segundo o engenheiro Cláudio Metzger, as obras de recape e pavimentação serão executadas por lotes. A Secretaria de Planejamento está encaminhando ao governo do Estado “pacotes” de projetos para análise e aprovação. Aprovados, os projetos são licitados para se definir a construtora responsável pelas obras. Já estão prontos os projetos para alargamento das avenidas Francisco Serpeloni e Adelaide Farina (defronte a Big Frango) e alargamento e adequação da Rua Dom João VI, em frente ao supermercado Santa Lúcia.



A Secretaria Municipal de Planejamento também já finalizou projetos para recapeamento asfáltico de uma série de vias públicas, todas na Vila Oliveira: dois trechos da Rua Topázio; toda a Rua Platina; trecho da Rua Reinaldo Massi; toda a Rua Pinheiro Machado; trechos das ruas José Bonifácio, Floresta, Almeida Porto e Esmeralda; e recape em toda a extensão das ruas Francisco Pacheco Cunha e André Pesenti.



Contra enchentes



Para a semana que vem, vão ficar prontos os projetos de abertura e pavimentação completa da via de acesso ano Novo Cemitério e de três trechos da Avenida Hungria (Perimetral), da Selmi até o viaduto da linha férrea que transpõe o Contorno Norte de Rolândia. “Pavimentação completa significa, além do asfalto, construção de galerias de águas pluviais, urbanização e paisagismo dos passeios públicos e pintura de sinalização viária”, explica Metzger.



Na Avenida Hungria, acrescenta o engenheiro, serão construídos ainda dois emissários para a rede de águas pluviais que, segundo ele, “vão resolver dois problemas sérios” na cidade. A construção dos emissários vai permitir a eliminação da lagoa de acumulação do Jardim Água Verde – eliminando também o risco de transbordamento e enchente, como ocorreu no primeiro dia deste ano – e o fim da “erosão do Tribulato”, aberta no decorrer das últimas décadas por conta da ação das chuvas.



Na sequência, os engenheiros e arquitetos da Secretaria Municipal de Planejamento vão se debruçar sobre outros três projetos. Um deles é o alargamento da Avenida Japão, no trecho que vai da Avenida Iguaçu até o Jardim Nobre III. Outro é para a pavimentação completa do último trecho da Rua Piquiri, dentro do Parque Industrial Bandeirantes II. E, finalmente, vai ser projetado o recapeamento de um “pacote” de ruas dos jardins Planalto, Roland, Monte Carlo I e II, Alto da Boa Vista e, também, de toda a Rua Europa.

CADÊ AS TRINCHEIRAS DO TREM PARA ROLÂNDIA ??

Johnny Lehmann na primeira campanha que foi eleito disse que o prefeito anterior não conseguia verbas para Rolândia por falta de projetos...  que ele tinha um projeto para três trincheiras para Rolândia... que os projetos  haviam sido encaminhados através do deputado Canziani. Aí veio uma eleição para deputado... novamente a promessa... aí veio mais uma eleição para prefeito em 2012 e veio a notícia que já haviam aprovado uma trincheira ( ao lado do posto Yamada)... mostraram o valor... foto do projeto... e mais uma promessa...  que o projeto foi licitado e as obras começariam em janeiro de 2013... hoje estamos em abril de 2015 e NADA... Espero que algum vereador vá atrás desta denúncia e mostre ao povo o que de fato está acontecendo.... chega de enrolação!... hoje é um dia especial para apurar esta denuncia... 1º de abril.... Quero ver na próxima eleição quem vai ter coragem de usar novamente esta promessa para ganhar eleição.. até brasileiro não acredita mais. CHEGA!.....  JOSÉ CARLOS FARINA

OBS.: PERGUNTAS PARA SEREM RESPONDIDAS:

 1)- Se existe projeto; 2)- se o projeto já foi aprovado; 3)- Se existe licitação; 4)- quem venceu a licitação; 5)- data para início das obras; 6)- Se já desapropriaram ou compraram o terreno da antiga Tapú onde parte da obra se desenvolverá. JOSÉ  CARLOS FARINA

CARNEIRO NASCE COM APARÊNCIA HUMANA