quarta-feira, 10 de junho de 2015

TREM DESCARRILA EM MARINGÁ

FERNANDO OLIVEIRA

Mais sobre o descarrilamento em Maringá Atualizado: Três vagões descarrilaram na manhã de hoje, próximo à distribuidora de combustível Shell, em Maringá.
Uma locomotiva realizava uma manobra no pátio quando chocou-se com outra que estava na mesma linha, os vagões que descarrilaram estavam vazios.
Funcionários da empresa América Latina Logística, com auxilio de máquinas pá carregadeira, realizaram o trabalho de recolocação dos vagões que tiveram suas rodas separadas da estrutura dos vagões.

SENAI EM ROLÂNDIA

A cidade de Rolândia tem agora uma unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), que atende no campus da FACCAR, na Rua...
ROLANDIA.PR.GOV.BR

Hospital São Rafael de Rolândia continua com a mesma diretoria

DIRETORIA ELEITA ADIA POSSE NO HOSPITAL SÃO RAFAEL


A Diretoria eleita para assumir a Associação Beneficente São Rafael suspendeu a própria posse. Conforme os eleitos, os motivos se encerram no fato da atual gestão não ter repassado a diretoria eleita documentos, demonstrativos e balancetes para que a nova comissão tenha a real noção dos quadros fiscais e financeiros da mantenedora do Hospital São Rafael. A posição foi tomada em assembleia com os 26 integrtantes da chapa eleita por aclamação. Os futuros administradores são voluntários e tem como intenção gerenciar o Hospital de modo a ajudar no gerenciamento e reorganizar as finanças da entidade. A posição foi explicada por membros da chapa eleita ao Prefeito José de Paula Martins, em reunião na tarde desta terça-feira, nove de junho. Passaram os informes ao prefeito, o primeiro vice presidente eleito, Roberto Fernandes Negrão, a responsável eleita pela Secretaria, Suzete Gracino Monteiro, os Diretores Financeiros eleitos Vera Lúcia Gracino Carraro e Josué Posser e a Diretora de Comunicação eleita Flávia de Paula. Em 2014, o Hospital São Rafael atendeu mais de 70 mil procedimentos. A Diretoria eleita deu prazo de até 90 dias para que a atual gestão possa esclarecer os pontos divergentes, dentre outras providências.
2hsr

VÍTIMA REAGE A ASSALTO E PRENDE LADRÃO EM ROLÂNDIA

A VÍTIMA L.M.S. , 42 ANOS, ESTAVA EM SEU CARRO NA RUA LÚCIO PINTO, ESTACIONADO EM FRENTE AO COLÉGIO, QUANDO FOI ABORDADO PELO ASSALTANTE RODRIGO, 26 ANOS,  QUE DISSE ESTAR ARMADO COM UMA  FACA E LHE DEU VOZ DE ASSALTO DIZENDO "SAIA DO CARRO É UM ASSALTO!.." A VÍTIMA DESCEU DO VEÍCULO, MAS  ENTROU EM LUTA COM O RODRIGO, OBTENDO ÊXITO E ACABANDO POR DETER O INDIVÍDUO. LOGO APÓS, POR TELEFONE,  CHAMOU A POLICIA MILITAR, QUE CHEGANDO AO LOCAL  DEU VOZ DE PRISÃO AO RODRIGO E O ENCAMINHOU ATÉ A DELEGACIA DE POLICIA CIVIL QUANDO FOI LAVRADO O AUTO DE PRISÃO EM  FLAGRANTE. . 

ROLÂNDIA ( RESTAURANTE )


ANUNCIE  NO BLOG DO FARINA

CEMITÉRIO DE ROLÂNDIA INFORMA ( NOTIFICA )

A Administração do Cemitério Municipal de Rolândia, nos termos das Leis que dispõem sobre cemitério e das outras providências de n° 2.718/99 , 3.434/10 e 2.399/94 art. 28 e 29, notifica os familiares ou responsáveis dos restos mortais abaixo relacionados que estão depositados nas gavetas 1112 e 13  do ossário a comparecerem na Administração. No prazo de trinta dias o não comparecimento implicará em medidas baseadas nas referidas leis que são: Exumações dos restos mortais e eliminação.

Sepultura
Nome
20.935
Benedito Martins de Oliveira
21.066
Ana Aparecida Nascimento
21.067
José Antonio de Aguiar Oliveira
11.889
Maria Gertrudes Moreira
21.131
Amarildo Dias
21.170
Olívio Trescino
21.175
Neide Gonçalves Zanon
21.184
Jorge Silva de Oliviera
21.174
Valdeci Martins de Oliveira
21.210
Francisco Pedroso Neto
21.321
Mario Antonio Silva
21.258
Luciana Alexandre
21.272
Ignorado
21.312
Roque Conelhero
21.235
Fabio Coithim
21.340
Simão Moreira da Silva
21.313
Zenira Dias de Moura
21.321
José Natal Caetano
21.262
Jair da Cruz
21.363
Genicio Pereira dos Santos
21.431
Wilson Batrina da Trindade
21.421
Milton Tobias da Silva
21.284
Ana Maria Busson Busko
21.401
Ignorado
21.427
Pedro Galdino de Mendonça
21.323
Maria Neli Rodrigues
21.686
Odete Moreira Santos
21.714
Zênite do Carmo Felipe
21.749
Pedro Paulo de Souza
21.743
Antonio Marcolino Soares

Sepultura
Nome
20.758
Margarida Pereira da Silva
20.764
Ignorado
20.131
Pedro Moreira dos Santos
20.114
Diego de Oliveira Matoso
DIRETOR ASSINA
ALEXANDRE
BRUNOZI


ROLÂNDIA: PROTESTOS EM FRENTE O HOSPITAL SÃO RAFAEL



A Câmara de Vereadores aponta solução para atraso de pagamento de funcionários da prefeitura contratados através do convênio com o hospital São Rafael

Alguns funcionários que trabalham no setor da saúde do município de forma terceirizada estiveram na tarde desta quarta (10) em frente à sede administrativa do Hospital São Rafael para cobrar o atraso no pagamento de seus salários.
A técnica de enfermagem, Lucimara Santos revela que além do salário atrasado muitos funcionários não recebem, férias, 13º e nem mesmo o vale transporte e cesta básica. “Temos que nos humilhar para receber nossos direitos”, lamenta.

O diretor financeiro do hospital, Antônio Carlos Ribeiro, explica que o dinheiro foi repassado pela prefeitura para o hospital na sexta feira (05), porém foi bloqueado na conta devido um atrasos em pagamentos de impostos de 2012 que o São Rafael não pagou.

Para que os funcionários não fiquem sem receber o presidente da câmara, Alex Santana (PROS), juntamente com o vereador João Ardigo (PSB), mediante a autorização da mesa diretora esteve com o prefeito interino, José de Paula (PSD) para disponibilizar um recurso da câmara para a prefeitura adiantar R$60 mil ao hospital São Rafael. João Ardigo ressalta que esse procedimento só será feito depois de analisada a legalidade por parte do jurídico da prefeitura.

O Procurador Jurídico da prefeitura, Lucas Fernando da Silva, afirma que a transferência está sendo analisada. Ele também garante que a prefeitura vêm realizado os repasses referentes ao convênio com o hospital religiosamente sem atrasos. E explica que este convênio está sendo gradativamente rompido a pedido do Ministério Público e os funcionários substituídos por profissionais concursados.

Reportagem: Assessoria da Câmara Rolândia – Texto, foto e edição geral: Rodrigo Stutz

Confira a lista com nomes dos presos pelo Gaeco na região norte do paraná

Redação Bonde - 10/06/2015 -





Quarenta e nove pessoas estão presas após a realização da segunda fase da Operação
 Publicano, realizada pelo Gaeco, sobre o esquema de corrupção na Receita Estadual. 





A Operação Publicano investiga um esque-
ma criminoso formado por
 auditores fiscais da Receita, contadores
 e empresários que se uniram para
facilitar a sonegação fiscal mediante o
pagamento de propina. A apuração
abrange também crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. 

Confira a lista dos detidos, divulgada pela repórter da Folha de Londrina, Loriane Comeli.

Auditores de Londrina 
Ademir de Andrade 
Amadeu Serapião 
Amado Batista Luiz 
Ana Paula Pelizari Lima (já presa) 
Antonio Carlos Lovato 
Carlos Eduardo Reginato 
Divaldo de Andrade 
Douglas Vitório da Silva 
José Aparecido Camargo 
José Luiz Favoreto (já preso) 
Laércio Rossi 
Lindolfo Traldi 
Luís Cláudio Depes Eiras 
Luiz Antonio Belarmino 
Márcio de Albuquerque Lima 
Marco Antonio Bueno 
Marcos Colombo 
Miguel Arcanjo Dias 
Milton Antonio Oliveira Digiácomo 
Ranulfo Dagmar Mendes 
Ricardo de Freitas 
Roberto Keniti Oyama 
Samir Malouf Ibrahim 
Sérgio Paulo de Souza Quaresma 
Wilson Sérgio Boni 

Auditores de Curitiba 
Clóvis Agenor Roge 
Gilberto Favato 
Jaime Kiochi Nakano 
João Márcio de Souza 
José Aparecido Valêncio 
José Henrique Hoffmann 
Lídio Franco Samways Júnior 
Marcos Luís Ferreira Arrabaça 

Auditores de outras cidades 
Benedito Maciel Gomes, Cambé 
Claudinei de Oliveira, Apucarana 
Ederson Luiz Bonatto, Rolândia 
Eurico Rosa de Almeida, Apucarana 
Jane Elen Reis Cotta, Arapongas 
Maurílio Nicolau, auditor, Ibiporã 
Nelson Mandelli Júnior, auditor, Arapongas 
Roberto Carlos Ricardo, Jacarezinho 
Ronivaldo Costa Zani, Cornélio Procópio 

Contadores e advogado 
Fabrício Resende Camargo, advogado, Londrina 
Hederson Flavio Bueno, contador, Londrina 
José Constantino, contador, Arapongas 
Luiz Sérgio Rufato, contador, Arapongas 
Maria Perpétua de Souza Rodrigues, contadora, Cambé, 
Paulo Kazuo Yamamoto, contador, Assaí 
Valdir Liutti, contador, Cambé


VÍDEO GLOBO PREFEITURA CONDENADA A CUIDAR DE ISABELLY ( ROLÂNDIA )

NOME DE LUIZ INÁCIO LULA APARECE NAS INVESTIGAÇÕES

Olhem só a desculpa;...
para ajudar nas palestras...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Pela 1ª vez, nome de ex-presidente aparece nas investigações da operação da PF: http://glo.bo/1Tb07o3

glo.bo -  G1.GLOBO.COM
mpartilharam um link.
Laudo da PF aponta que empreiteira repassou R$ 3 mi ao Instituto Lula e R$ 1,527 mi para a empresa de palestras do petista entre 2011 e 2013
VEJA.ABRIL.COM.BR|POR LARYSSA BORGES, DE BRASÍLIA


GAECO PRENDE 47 FIGURÕES NO NORTE DO PARANÁ

Investigação atinge alta cúpula da Receita Estadual

Lucas Emanuel Andrade - Redação Bonde - 10/06/2015 


Quarenta e sete pessoas foram presas até às 12h desta quarta-feira (10) na nova fase da Operação Publicano deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O promotor Jorge Fernando Barreto da Costa confirmou que a investigação atinge a alta cúpula da Receita Estadual e auditores fiscais lotados na 8ª Delegacia Regional da Receita em Londrina. 


A Operação Publicano investiga um esquema criminoso formado por auditores fiscais da Receita, contadores e empresários que se uniram para facilitar a sonegação fiscal mediante o pagamento de propina. A apuração abrange também crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. 


Saulo Ohara/Equipe Folha
Saulo Ohara/Equipe Folha



Barreto explicou que a Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público de Londrina identificou novos crimes e nomes no aprofundamento dos casos. As informações foram obtidas por meio de denúncias de empresários lesados e também da delação premiada do auditor Luiz Antônio de Souza, e de sua irmã, Rosângela Semprebom, também funcionária da Receita. 

Em Londrina, mais de 30 pessoas foram encaminhadas à sede do Gaeco durante a manhã. Um ônibus da Polícia Militar foi solicitado para fazer a transferência dos presos para a unidade II da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL II). As mulheres detidas foram transferidas para o 3º Distrito Policial. 

Os nomes dos envolvidos não foram oficialmente confirmados até o início da tarde. No entanto, entre eles estariam o inspetor geral de fiscalização da Receita em Londrina, Márcio Albuquerque de Lima, e seu substituto no cargo, Lidio Franco Samways Junior. 

O promotor Jorge Barreto da Costa disse que não é possível ainda estimar o valor da fraude. Ele apenas informou que a propina cobrada pelos auditores girava entre R$ 100 mil e R$ 150 mil. 

Ao todo, foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Londrina 68 mandados de prisão preventiva - sendo 50 contra auditores fiscais - e autorizada a quebra de sigilo bancária de 59 investigados. As prisões foram feitas em Londrina, Curitiba, Arapongas, Apucarana e Maringá. 

Durante a operação, o Gaeco cumpriu 65 mandados de busca e apreensão em escritórios e gabinetes ocupados por funcionários da Receita Estadual. A Justiça determinou ainda a condução coercitiva de 49 pessoas - a maioria empresários - para que sejam ouvidas pelo Ministério Público. 

Na fase anterior da Publicano, a Justiça aceitou denúncia do Ministério Público contra 62 pessoas - sendo 15 auditores.