sábado, 31 de outubro de 2015

BLOG DO JOSÉ CARLOS FARINA COM 63.700 ACESSOS EM OUTUBRO 2015

CLIQUE PARA AUMENTAR


3 QUILOS DE MACONHA É APREENDIDO EM ROLÂNDIA



Eliandro Piva




Policiais Militares de Rolândia receberam uma denuncia e durante a abordagem em um ônibus da viação Garcia na Br369 em frente a antiga Vidrolândia localizaram vários tabletes de maconha, totalizando 03kg da droga. O entorpecente estava sendo transportado pela Araponguense Juliane Cristina de Souza Lopes de 22 anos de idade. Ela recebeu voz de prisão e foi encaminhada a delegacia da cidade.



VÍDEO VISITA DE PRÍNCIPE DO JAPÃO A LONDRINA FILME FILM IMAGENS

FOTOS DA VISITA DO PRÍNCIPE DO JAPÃO AO PARANÁ

G1-GLOBO

Príncipe e princesa da família imperial japonesa visitam Curitiba, no Paraná

Visita ocorre nesta sexta-feira (30); eles ficam no país até 8 de novembro.
Casal passou pela Praça do Japão e deve visitar Museu Oscar Niemeyer.

Do G1 PR
Príncipe e princesa da família imperial japonesa visitam Curitiba (Foto: Divulgação/Agência Estadual de Notícias)Príncipe e princesa da família imperial japonesa visitam Curitiba (Foto: Divulgação/Agência Estadual de Notícias)
O príncipe Akishino e a esposa, a princesa Kiko, da família imperial japonesa, visitam Curitibanesta sexta-feira (30). O encontro faz parte da comemoração dos 120 anos de amizade entre Brasil e Japão e tem por objetivo estreitar as relações entre os países.
Devido à visita, o entorno da Praça do Japão, no bairro Batel, teve as ruas bloqueadas no meio da manhã. Durante a última semana, o local passou por obras de manutenção para receber as visitas.
A visita à praça foi rápida e o único momento aberto para a população. O príncipe e a princesa foram recebidos pelo Prefeito Gustavo Fruet (PDT) e a primeira dama Márcia Fruet. Eles caminharam pela praça, entraram no Memorial Japonês e inauguraram uma placa em homenagem à visita.
Ainda no fim da tarde desta sexta, por volta das 17h45, o governador Beto Richa (PSDB) e a secretária de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, devem acompanhar o casal na visita ao Museu Oscar Niemeyer.
O casal fica no país até 8 de novembro. Eles ainda devem visitar LondrinaRolândia e Maringá, na região norte. Akishino viajou pela última vez ao Brasil em 1988 para assistir a uma cerimônia que marcou o 80º aniversário da chegada ao país do Kasato Maru, o navio que trouxe os primeiros imigrantes japoneses.
Atualmente, o Brasil abriga a maior comunidade japonesa - "nikkei" - fora do Japão, com cerca de 1,5 milhão de pessoas. Akishino, de 49 anos, é o filho mais novo do imperador Akihito e segundo na linha sucessória ao Trono do Crisântemo.

FOTO DA VISITA DO PRÍNCIPE DO JAPÃO A ROLÂNDIA

FOTO MAURO KONDO

VÍDEO SENADOR MAGNO MALTA O MELHOR DO BRASIL

VÍDEO DEPUTADO JOÃO RODRIGUES O MELHOR DO BRASIL CONTRA OS COMUNISTAS E TRAFICANTES

NOTA DE FALECIMENTO EM ROLÂNDIA 31/10/2015

FUNERÁRIA SANTA TEREZINHA INFORMA

O FALECIMENTO DE:

1)- DOMINGOS JORGE, 77 ANOS

VELÓRIO: CAPELA  CENTRAL

SEPULTAMENTO: 16 HORAS ( HOJE)

2)- MARIA BELARMINA BARBOSA,  90 ANOS

VELÓRIO: CAPELA  CENTRAL

SEPULTAMENTO: 14 HORAS ( HOJE)

OS NOSSOS SENTIMENTOS DE PESAR ÀS FAMÍLIAS


ROLÂNDIA: PARQUE JAPONÊS YUMÊ CONTINUA PARADO

A própria prefeitura informou que o prazo dado pelo governo federal para "consertar" os projetos do Parque Yumê era 31/12/2012.  Já estamos 31/10/2015 e ninguém da prefeitura informou se os problemas foram sanados.  acreditamos que os recursos foram perdidos e que tudo voltou a estaca zero. Um terreno enorme doado pelo Município em 1974 para ser uma escola agrícola continua no "mato". Lembro-me que no governo Lerner foi doado um cheque de R$ 1 milhão para  este projeto. Se não sair do papel  eu acho que vai ter que ser devolvido. Ou não? Agora com a visita do príncipe de Japão penso que alguém vai dar um "cutucão" nisso... né prefeito e vereadores? Passou pelos governos Eurides Mourta.. Johnny Lehmann e até agora nada... TEXTO e FOTO de JOSÉ CARLOS FARINA

PRÍNCIPE DO JAPÃO HOJE EM ROLÂNDIA AS 14 HORAS

FOLHA DE LONDRINA


Casal Imperial do Japão inicia visita ao Paraná


O príncipe Akishino cumpriu agenda em Curitiba ontem e hoje inicia visita a Londrina e região  Curitiba - O príncipe Akishino e a princesa Kiko, do Japão, chegaram ao Paraná ontem. Eles desembarcaram às 12 horas no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Em seguida, cumpriram compromissos com o prefeito da capital, Gustavo Fruet (PDT), e com o governador Beto Richa (PSDB). A viagem ao Brasil faz parte das comemorações dos 120 anos de relações diplomáticas dos dois países.  À pedido do consulado nipônico, a visita foi cercada de protocolos. Jornalistas que cobriam os eventos foram orientados a não passar ou caminhar em frente ao casal imperial, não gravar as conversas, com exceção dos discursos oficiais, não fazer perguntas e não fotografar Suas Altezas por trás ou do alto. Os cuidados, que levam em conta costumes culturais, têm como objetivo preservar a intimidade e a segurança das autoridades.  O príncipe e a princesa são esperados em Londrina hoje por volta das 9 horas. A agenda inclui cerimônias na sede da Associação Cultural e Esportiva (Acel) e na Praça Tomi Nakagawa, inaugurada em 2008 pelo irmão de Akishino, o príncipe Fumihito. No mesmo dia, o casal segue para Rolândia e Maringá. As três cidades do Norte abrigam as maiores comunidades japonesas do Estado. O casal fica no Brasil até 8 de novembro.

Ovelha ( Cordeiro ) criado em Rolândia vence Expovelha

FOLHA DE LONDRINA RURAL 


Competição nacional realizada em Lençóis Paulista contou com cerca de 600 animais e mais de 40 criadores

Divulgação
O cordeiro campeão Kaiowas Perseus 751 está com 15 meses de idade e pesou 101 quilos no dia da competição


O cordeiro Kaiowas Perseus 751, da raça Dorper, da cabanha Cordeiro Medalha, de Rolândia, foi escolhido o Reservado Grande Campeão Nacional 2015 e campeão nacional da categoria dele durante a 28ª edição da Expovelha, realizada entre 15 e 18 de outubro em Lençóis Paulista (SP). Segundo o médico veterinário Pedro Ortiz, um dos sócios da cabanha, a competição nacional das raças Dorper e White Dorper é "o maior e mais elitizado evento das raças no Brasil, em que qualquer pontuação já indica um excelente animal, bem caracterizado e melhorador de rebanho". 
Na competição deste ano concorreram cerca de 600 animais e mais de 40 criadores de todo o País. O campeonato é dividido por categorias, que são baseadas por idade. "O grande campeonato é o maior título do ano, quando são julgados os campeões e seus reservados campeões de cada categoria", destaca Ortiz, citando que a cada ano o evento acontece em um local diferente, normalmente alternado edições em estados do Nordeste e em cidades do estado de São Paulo. "Já existe uma organização para possivelmente ocorrer em Londrina nos próximos anos", diz. 
O veterinário explica que para participar da competição os animais "devem estar devidamente apresentados, com pelos e lã aparados corretamente, tomar banhos diários na véspera da competição, ter cascos feitos e bem preparados, devem estar visualmente sadios e bem alimentados, porém não gordos". 
O campeão Kaiowas Perseus 751 está com 15 meses de idade e pesou 101 quilos no dia da admissão dos animais no parque de exposições de Lençóis Paulista. A cabanha Cordeiro Medalha adquiriu Kaiowas ainda novo e investiu nos cuidados do animal para que fossem ressaltados suas características raciais e seu desempenho como reprodutor. O cordeiro se alimenta de ração balanceada, combinada com fenos de alfafa e de aveia à vontade. Segundo o criador, o animal dorme em uma baia exclusiva e, durante o dia, caminha e corre pelo pasto da fazenda, em Rolândia, além de cobrir fêmeas quando estão no cio. 
Conforme Ortiz, hoje, as raças Dorper e White Dorper são destinadas à produção de carne. "São animais que agregam qualidade de carcaça, ganho de peso, rusticidade, além de fácil adaptabilidade em diferentes climas e regiões." A raça Dorper se estabeleceu em todo o mundo, com destaque para criações na África do Sul, Austrália e Brasil. 
O veterinário reforça que a raça Dorper tem se destacado no cenário mundial por ser uma raça extremamente rústica e resistente, com alta adaptabilidade, suportando temperaturas negativas e calor intenso, alta resistência a verminose, excelente qualidade de carne e ganho de peso e precocidade elevados, com utilização de pastagens nativas. O animais trazem ainda qualidade materna e de couro. 
Ortiz conta que a cabanha Cordeiro Medalha tem 24 hectares em Rolândia voltados à criação de animais Dorper para melhoramento genético e produção. "Vendemos reprodutores para produtores rurais que tenham rebanho de corte e queiram melhorar seu rebanho produzindo mais cordeiros e melhores carcaças", ressalta o sócio, que atua em parceria com o pai, o médico Roberto Ortiz, e o médico veterinário Ricardo Garcia. 
"Temos cerca de 40 fêmeas puras que são nossas matrizes e doadoras e mais cerca de 200 fêmeas que são utilizadas como receptoras de embrião. Utilizamos as técnicas de inseminação artificial e transferência de embriões além da monta natural. Temos quatro reprodutores principais e também produzimos reprodutores para venda", completa Ortiz. 
Segundo ele, "ter um animal grande campeão como esse na propriedade é realmente um fato histórico. Além de nosso rebanho se tornar conhecido nacionalmente e também na África, o campeonato abre portas para muitas oportunidades e muito mais trabalho. Com este feito, levamos a ovinocultura do Estado ao topo do ranking nacional e podemos disseminar essa valiosa genética por todo o Brasil, através da comercialização de doses e venda de filhos desse campeão, podendo contribuir com melhores números dentro da fazenda e de produtores do Paraná e do Brasil".
Mariana Guerin

Reportagem Local