quarta-feira, 18 de novembro de 2015

HOMEM DISSE QUE MATOU O FILHO POR CAUSA DA CRISE NO BRASIL

BONDE

Daniel Pereira, pai do menino Erick, de dois anos, confessou ter matado o próprio filho no último domingo (15), em Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba. 

Ele afirmou à Polícia que teria cometido o crime para evitar que o filho sofresse pela falta de condições financeiras da família. O homem teria jogado o menino em uma represa e depois asfixiado a vítima com as próprias mãos dentro do carro da família. 

Poucos dias antes do crime, Daniel teria recebido a notícia de que seria demitido do emprego e já tinha, inclusive, comentando com a esposa que, por este motivo, tinha vontade de tirar a vida dele, da esposa e do filho porque não teria como sustentar a casa. (Com informações do Portal Banda B)

BLOG DO JOSÉ CARLOS FARINA RECEBE ELOGIO ( Marcos )





Marcos Bueno nascido em Rolândia no ano de 1960, criado em Pitangueiras, aposentado da Copel, atualmente morador em Cascavel... curte todos os dias o BLOG DO FARINA... em Rolândia quem lembrar de mim pode me ADD no seu face, ser muito bem vindo...um abraço a todos os pés vermelhos da cidade.´

RESPOSTA:

Muito obrigado Marcos. Fico honrado em saber que é um dos que me acompanham diariamente. Isso faz aumentar ainda mais a minha responsabilidade. Um abraço. Fique com Deus. FARINA

CAMINHÃO DE ROLÂNDIA BATE EM ÁRVORE EM APUCARANA

FONTE: TN ONLINE

Um acidente ocorrido na madrugada desta quarta-feira (18), na Avenida Minas Gerais (trecho urbano da BR-376), na Vila Feliz, próximo à Ciavena e à Serraria Santa Tereza em Apucarana, provocou danos materiais e provocou lentidão no tráfego de veículos na imediação do local da ocorrência de trânsito.
De acordo com relatório de socorristas do Corpo de Bombeiros, o caminhão marca Ford, modelo Cargo 2428, placa AUE 7946 (Rolândia), estava carregado com uma carga de frangos vivos, trafegava no sentido bairro-centro e era conduzido por Renato Silvério, de 33 anos, quando o veículo de carga ficou desgovernado, se chocou com uma árvore e capotou após curva. 

Duas equipes do Corpo de Bombeiros foram ao local do acidente prestar socorro ao motorista, que segundo os socorristas, ficou preso nas ferragens, mas sofreu apenas ferimentos leves. O caminhoneiro foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) adotou os procedimentos de praxe para controle de tráfego, transbordo da carga e retirada do veículo de carga acidentado do local.

Fonte: TNOnline

CONFUSÃO HOJE EM FRENTE O CONGRESSO NACIONAL COM TIROS E PRISÕES



Faz tempo que o GOVERNO está patrocinando estas manifestações















O gramado em frente ao Congresso Nacional foi palco de manifestações que terminaram com tiros, duas pessoas presas e parlamentares atingidos por…


NOTICIAS.UOL.COM.BR


Rolândia: moradores do jardim União na maracanã reclamam


Venho em nome de todos os moradores do jardim União na maracanã pedir um favor para a prefeitura... que coloque uns caminhão de pedras no final da rua, porque todas s vezes que chove, vira um lamaçal... os carros passam e deixam muita lama e Barro. WILSON GARCIA LEAL



C

Comemoração dos 80 anos do casal Narciso e Alice



08/11/2015 - Comemoração dos  80 anos do casal Narciso e Alice. 
foi comemorado com uma linda festa na Chácara monte Carlos .
Agradecemos a família central carnes de São Martinho pela preferência


NOTA DE FALECIMENTO EM ROLÂNDIA 18/11/15



NOTICIAMOS COM PESAR

O FALECIMENTO DE:

ALFREDO LACHNER

PIONEIRO EM ROLÂNDIA

VELÓRIO: IGREJA BATISTA DO CENTRO

Cremação amanhã no final da tarde.

EXTERNAMOS OS NOSSOS SENTIMENTOS DE PESAR À FAMÍLIA

Ele já não está entre nós. Mas deixa uma vida repleta de amor. Vai com Deus papai. Velório na 1ª Igreja Batista de Rolândia. LUCIA LACHNER


C

Campanha desperta pouco interesse em rolandenses


A menos de 20 dias da eleição, população de Rolândia ainda não entrou no clima da escolha do prefeito que substituirá Johnny Lehmann, condenado pelo TSE


"É inacreditável ter eleição agora. Não dá para fazer nada. O meu candidato vai sair prejudicado se ganhar", afirma a comerciária Dinair Bardaçon


"Não devo votar no meu candidato, porque não quero que ele se queime, pois ao final é isso que vai acontecer", diz a comerciária Janete Doreto


O único indício de que uma disputa eleitoral se aproxima era um pequeno grupo de cabos eleitorais entregando panfletos
Faltando menos de 20 dias para a eleição, a campanha política ainda não empolga os eleitores de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina) que vão às urnas no próximo dia 6 de dezembro para escolher o prefeito que terá mandato de um ano, para completar o período conturbado iniciado em 2013. Nessa semana, foram ao ar os primeiros programas da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, no entanto, nas ruas a movimentação ainda é pequena, conforme constatou a reportagem. 
Na segunda-feira, no centro da cidade, o único indício de que uma disputa eleitoral se aproxima era um pequeno grupo de cabos eleitorais de um candidato com bandeiras e entregando panfletos. A eleição fora de época, chamada de suplementar, é motivada pela cassação do prefeito reeleito em 2012, Johnny Lehmann (PTB). No mês de abril deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu a sentença que o condenou por abuso de poder econômico e financeiro durante a campanha. Três candidatos estão concorrendo: o presidente da Câmara de Vereadores e prefeito interino José de Paula Martins (PSD), o vereador João Ardigo (PSB) e o médico Luiz Francisconi Neto (PSDB). 
Considerando que o curto período de governo será insuficiente para o futuro prefeito, a comerciária Janete Doreto disse à FOLHA que não gostaria que o seu candidato vencesse, por entender que ele poderá sair "queimado" da gestão. "Particularmente, penso que não devo votar no meu candidato, porque eu não quero que ele se queime, pois ao final é isso que vai acontecer. Até já falei para ele que deveria se candidatar no ano que vem para assumir o mandato normal. Se em quatro anos já é difícil fazer alguma coisa, imagina em menos de um ano." Também comerciária, Dinair Bardaçon, concorda com a colega. "É inacreditável ter eleição agora. Não dá tempo para fazer nada. Acho que o meu candidato vai sair prejudicado se ganhar." 
Segundo o assistente comercial Milton Roberto, deve elevar o índice de abstenção nesta eleição. "Acompanho política, mas o interesse agora realmente é pouco de todo o povo aqui de Rolândia. Acho que neste ano haverá muita abstenção, porque o eleitor está muito indignado. No final, é só despesa para a gente." Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná, a suplementar terá custo de R$ 150 mil, que deverá ser cobrado do ex-prefeito Lehmann, pela Advocacia-Geral da União (AGU). 
O corretor de imóveis Leonel Branco criticou a demora da Justiça. "A maior vergonha é a Justiça, muito lenta. Acho que isso é que está provocando o desinteresse do povo. Depois da decisão lá no começo (afastando o então prefeito Johnny Lehmann) todo mundo foi apresentando recursos que são julgados com muita demora." 
Rolândia tem 45,4 mil eleitores. Segundo o TRE, em 2012 o índice de abstenção foi de 16%.
Edson Ferreira
Reportagem Local