domingo, 20 de dezembro de 2015

ROLÂNDIA: MATO NO JARDIM CIDADE VERDE




venho através deste meio pedir para q me ajude. Moro no Jd. cidade verde e já liguei várias vezes na prefeitura para pedir providências a respeito do terreno ao lado da minha casa. O proprietário trabalha na Big Frango. Ele vem uma vez só... passa veneno e some. Cortar o mato nem pensar. Aqui tem ratos, aranhas e escorpiões. Tenho filhos pequenos e nenhum prefeito toma nenhuma providência. Ajuda a divulgar. Quem sabe alguém faz alguma coisa!! Só para frisar, o mato já passa dos dois metros de altura. Se quiser passo o endereço para você ver e fotografar pessoalmente!! Obrigada 







MAIS UM LIVRO CONTA A HISTÓRIA DOS JUDEUS EM ROLÂNDIA

Luis S. Krausz venceu o Prêmio Benvirá com seu romance de estreia, “Deserto”, em 2013. Pela mesma editora, lança agora esta história de imigrantes alemães reagrupados no interior do Paraná, na colônia agrícola de Rolândia, formada principalmente por judeus fugidos do nazismo alemão antes da Segunda Guerra.
Reprodução
Nos anos 1970, os habitantes dessa colônia têm a dupla tarefa de manter viva a cultura alemã (colecionando objetos e imagens de um passado conservado como um museu) e seguir a tradição judaica nos trópicos, como se esperassem ouvir o som, nas florestas do Paraná, daquele mesmo rouxinol que, como no poema de Keats, cantou para a moabita Rute nos campos de Israel.
Com uma prosa detalhista, tranquila e caudalosa, acompanhamos o olhar do jovem narrador que explora com riqueza as nuances de um povo desterrado, que se aferra às histórias dos sobreviventes do Holocausto e faz da palavra uma habitação. (Roberto Taddei)
Bazar Paraná 
QUANTO: R$ 34,90 (288 PÁGS.) E R$ 18,90 (E-BOOK)
AUTOR: LUIS S. KRAUSZ
EDITORA: BENVIRÁ

ROLÂNDIA: POLUIÇÃO NA REPRESA DO INGÁ




Rolândia é uma cidade linda com vigor da juventude, não "pequenina", embora pode ser considerada de pouca idade, com campos e pastos verdes, flores emalando seu perfume matinal. É uma cidade avançada e moderna. Possui tecnologia, muita arte, muita coisa interessante, boa e bonita de se imaginar e contemplar... 
Infelizmente nem tudo é perfeito, as demandas de lixões e lugares onde seria cartão postal de Rolândia coberto de mato. Depois de contemplar toda beleza das 6:00 ás 8:00 da matina, passando pelo lago do Ingá um forte cheiro de podridão tomam conta do ar impossibilitando respirar, lamentável... 
Peço por favor alguém do meio Ambiente averiguar, está um pouco acima do lago do Ingá tem algo grande dentro de um saco já está insuportável um forte odor.. e com essas chuvas está contaminando as nascentes!!!!
Aos que zelam Rolandia: Sr Prefeito Luiz Francisconi Neto FrancisconiJosé Carlos Farina, Daniel Steidle, Manchete do Povo, Jose Eduardo da Silva e a quem possa interessar... 








ROLÂNDIA: MATO NO JARDIM MONTE CARLO




A Eleição passou, mais o mato continua crescendo caros amigos vereadores do município de Rolândia e atual prefeito ou o interino mesmo.

Venho também solicitar ajuda ao senhor José Carlos Farina para a divulgação das imagens abaixo, a situação está lamentável, pedestres não podem andar pela calçada, até porque a mesma sumiu no meio desse matagal. Local da foto: Quadra esportiva do Jardim Monte Carlo I.


C

1ª CORRIDA PEDESTRE SOLIDÁRIA DE ROLÂNDIA ( ATLETISMO ) FOTOS By FARINA