quinta-feira, 18 de agosto de 2016

PRESERVAÇÃO DE PRÉDIOS HISTÓRICOS ( DEBATE QUENTE EM ROLÂNDIA - PR. )




 ROBERTO SUTO
quem de vive de museu são os próprios museus . Precisamos de modernidades e não de passado que são de ancestrais que não deram certo, precisamos de pessoas de pensamentos e posturas de coisas futurísticas. Por isso que paises desenvolvidos continuam a mandar no mundo, e não mediocres pensando em consertar o mundo.



Roberto Heinz Muller 

Roberto Suto: 
Ou você não está bem informado ou não raciocinou direito. Nós somos nossos ancestrais, a quem devemos amor e idolatria. Alem disso, discordo d você, quando fala de países desenvolvidos, futurísticos, etc. Não vê o valor que a Europa toda dá a seus costumes, antepassados...... Sua história, sua arquitetura tombada como patrimônio histórico? Não conhece o esforço de países como Alemanha na preservação de seus rios, lagos etc? Rolândia está sendo derrubada, e quem não tem história, não tem rumos para o futuro. Desenvolvimento sim, porem, com memória preservada. Parabens Daniel Steidle, meu MEDÍOCRE SONHADOR pelo brilhante trabalho que está realizando com as gerações futuras. com base no passado. Passado este que só passa se a gente deixar, pois sempre pode ser resgatado.





Ana Erika Dittrich 
Repetindo o que eu escrevi acima: Aqui: vou dizer. Países desenvolvidos conservam o que é do passado por que eles têm cérebro e respeito pelo o que foi feito e deixado para as geracoes. Moro na Alemanha e aqui quando um prédio completa cem (100)!!! anos ele é reformado e modernisado, como por exemplo, passa a utilizar energia solar ou recebe novas janelas e paredes para reduzir o consumo de energia. Uma parte da reforma é subsidiada pelo governo. É o presente dele ao prédio que completa 100 anos. As coisas têm que ser construídas para durarem e para serem usadas. Nao para fazer juz ao obscoleto e a uma modernidade consumista, geradora de lixo e destruídora do meio ambiente! Por que este tipo de progresso é retrocesso e consome muita, mas muita matéria-prima (terra, água, montanhas, árvores e energia elétrica)!


Sandra Unbehaum 
Como fico feliz em ver muito mais comentários de apoio e de bom sendo ao alerta colocado por Daniel Steidle do que apoio ao infeliz comentário do Sr. Suto. É fundamental preservar a história, mais ainda é termos o bom senso de reformar, remodelar, modernizar prédios sólidos existentes como uma forma também de otimizar a utilização de recursos. Estive rapidamente em Rolândia no final de semana passado, e fiquei impressionada como minha cidade está crescendo, mostrando sua pujança com bairros com casas nobres, mas fiquei muito triste em ver pouquíssimas praças e recantos arborizados sendo construídos nesses lugares. É assustador ver do s céus a dimensão que as plantações agrícolas tem tomado....desenvolvimento econômico e social precisam caminhar juntos com um projeto de sustentabilidade e um projeto de sociedade....Rolândia tem tudo para ser modelo....mas será que a comunidade também quer isso? ou apenas vale o interesse pessoal de cada um?