sexta-feira, 4 de novembro de 2016

CÂMARA DE VEREADORES DE LONDRINA FOI INVADIDA

A UM PASSO DA ANARQUIA

Estudantes ocupam prédio da Câmara de Vereadores de Londrina

Rafael Machado - Redação Bonde - 04/11/2016 -

Cerca de 30 estudantes secundaristas iniciaram uma ocupação na sede da Câmara Municipal de Londrina (CML) na manhã desta sexta-feira (4). O movimento começou perto das 9h e acabou surpreendendo funcionários, vereadores e assessores. Uma hora depois, representantes da manifestação realizaram uma assembleia e decidiram pela permanência no prédio. 

Segundo a assessoria de imprensa da casa, os estudantes revezavam-se entre a entrada e as galerias da Câmara. Eles protestam contra a PEC 241 - que agora se tornou 55, no Senado, e congela gastos e investimentos públicos por 20 anos -, a Medida Provisória (MP) 746 - que trata da reforma do ensino médio - e também contra a proposta "Escola Sem Partido", cujo objetivo é eliminar supostas "doutrinações ideológicas" durante as aulas. 

Os alunos entoaram gritos de "fora, Temer", "estudante é revolução" e "ocupar é resistir" durante o protesto. 

Reprodução/Facebook/Francismar Lemes

O setor de comunicação da Câmara informou que todas as portas estão bloqueadas e as pessoas estão impedidas de entrar ou deixar o local. O vereador Roberto Fú (PDT) teve uma de suas mãos prensadas em uma porta ao tentar acessar o prédio. Ele declarou que iria fazer um boletim de ocorrência (BO) por lesão corporal. 

A Guarda Municipal foi chamada para acompanhar a movimentação estudantil. Por enquanto, ninguém do Legislativo vai se pronunciar sobre a situação. 


Reprodução/Facebook/Francismar Lemes

(matéria atualizada às 11h25, com informações do repórter Vitor Ogawa, da Folha de Londrina)