quarta-feira, 9 de novembro de 2016

DANIEL STEIDLE PREOCUPADO COM O FUTURO DAS ÁGUAS E RIOS DE ROLÂNDIA

daniel steidle

ROLÂNDIA RECEBE ANUALMENTE R$ 5,6 MILHÕES PELA SUA CONDIÇÃO DE MANANCIAL REGIONAL E NOVOS LOTEAMENTOS ATRAPALHAM MUITO A FUNÇÃO DE RECARGA DO LENÇOL FREÁTICO. PORQUE NÃO REVITALIZAR O GRANDE ESTOQUE DE IMÓVEIS ABANDONADOS, À VENDA E OCIOSOS?

"Grande parte dos Norte Paranaenses estão esquecendo o que significa água boa e com abundância, e os gestores públicos e a especulação imobiliária vão tornar nossa região cada dia mais pobre de qualidade de vida. Vamos ficar iguais a várias cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Eu e colegas temos denunciado isso há vários anos, mas poucos nos ouvem ou entendem...

Sou Biólogo da UEL, pesquisador na área de conservação de rios e lagos, e com atuação emecologia de peixes e organismos aquáticos.

Eu venho atuando na bacia do rio Tibagi e Paranapanema desde 1993.

QUANTO AO ABASTECIMENTO DE NOSSA REGIÃO:

Depois da construção da Usina de Mauá, e do novo código Florestal, a captação de água do Tibagi e afluentes se tornou temerária, a qualidade de água desses mananciais vem caindo a cada ano, e nós que trabalhamos diretamente em campo, estamos muito assustados".

Mário Orsi, professor da UEL, 08-11-2016.

.................................................

1. imagem da placa na entrada de Rolândia 
2. imagem do panfleto do loteamento da Santa Cruz... onde a faixa verde acima, segundo explicação, na reunião ontem do COMDEMA, de funcionário da prefeitura, será zona industrial 
3. imagem da cidade de Rolândia onde as manchas em rosa são loteamentos novos, em andamento e planejados.
4. imagem do artigo recente da FOLHA anunciando o aumento de produção de alevinos (para 300 milhões) da Empresa Aquabel que fica logo abaixo dos novos loteamentos da Santa Cruz...