sábado, 26 de novembro de 2016

ROLÂNDIA: HORA DE REPENSAR OS LOTEMENTOS

DANIEL STEIDLE

PORQUE AS TERRAS MAIS FÉRTEIS DO MUNDO ESTÃO SENDO LOTEADAS? Houve uma época em que havia mais moradores na roça do que hoje tem no Município inteiro. Com o fim da era do "OURO VERDE", o café, aconteceu o êxodo rural que tão caro está custando à sociedade até hoje. Volta ao passado? Não, mas um TURISMO RURAL, já tão presente em Rolândia, baseado no legado e na fama do café, poderia ser a grande virada! Temos cafés de marcas locais como Jaborandi, Café Mineiro e Café Caiuby que poderiam se integrar à Rota do Café e fazer de muitos espaços históricos abandonados, ricos e charmosos acervos (mini museus) e locais de venda de produtos locais.

PREFEITO LUIZ FRANCISCONI RESPONDE AOS ATAQUES DA INTERNET

O Fuxico Rolândia publicou:

Hoje o Prefeito Luiz Francisconi sofreu diversos ataques, devido uma licitação de fogos de artifícios, e os opositores não perderão tempo para criticar... As vezes fico pensando; Quando isso vai acabar, em vez de criar polemica porque de não se unir por uma cidade melhor... Me desculpa o autor deste circo, levando o nome de nossa cidade em rede estadual para contar uma mentira, difamando o nome de Rolândia, ai eu deixo uma pergunta, e também já deixo a resposta . 
VOCÊS SABE COMO FUNCIONA UM PROCESSO LICITATÓRIO?

O processo Licitatório é composto de diversos procedimentos que têm como meta os princípios constitucionais da legalidade, da isonomia, da impessoalidade, da moralidade, da publicidade e da eficiência com o intuito de proporcionar à Administração a aquisição, a venda ou uma prestação de serviço de forma vantajosa, ou seja, menos onerosa e com melhor qualidade possível, é o chamado "eficiência contratória".

Isso acontece utilizando-se de um sistema de comparação de orçamentos chamados de propostas das empresas que atendam as especificações legais necessárias, todas constantes dentro do edital. A empresa que oferecer maiores vantajens ao governo, será a escolhida para o fornecimento do produto ou do serviço. Oferta mais vantajosa, na legislação entende-se pelo critério de menor preço ou a de melhor técnica ou a de técnica e preço ou, por fim, a de maior lance ou oferta para os casos de alienação de bens ou de concessão de direito real de uso. Dentre estes, o critério 'menor preço' é comumente mais utilizado. Ao lado deste, figuram o critério de 'Melhor Técnica', quando se leva em consideração, além do preço, a qualificação do licitante e as características de sua proposta; e 'Maior Lance', utilizado quando o objetivo é alienar (vender) bens públicos, como ocorre nos leilões.

Edital 

Chama-se edital o documento através do qual a instituição compradora estabelece todas as condições da licitação que será realizada e divulga todas as características do bem ou serviço que será adquirido. A correta elaboração do edital e a definição precisa das características do bem ou serviço pretendido pela entidade licitadora são essenciais para a concretização de uma boa compra ou contratação. É estipulado um valor da licitação no edital, uma vez que se não houver necessidade não será gasto, e sim utilizado de acordo com as necessidades do licitador “PREFEITURA”

Gente abre o olho, não deixe levar, licitação é coisa seria uma maneira de obter serviços e produtos com o melhor preço e qualidade, com um valor estimulado para ser gasto, e gastando somente o necessário, isso não quer dizer que o Prefeito vai gastar 100, talvez não gaste nem 0,3% deste valor, população abre o olho, o momento é de se unir, não de atrapalhar o crescimento da cidade.

NOTA DE FALECIMENTO EM ROLÂNDIA ( 26/11/2016 )


FUNERÁRIA SANTA TEREZINHA INFORMA

O FALECIMENTO DE:

AMANDA PEREIRA DA SILVA, 17 ANOS, 

O VELÓRIOS ESTÁ SENDO REALIZADO NA CAPELA CENTRAL

O SEPULTAMENTO SERÁ AS 10:00 HRS.

OS NOSSOS SENTIMENTOS DE PESAR À FAMÍLIA

OBS.: ela era residente do Jardim Nobre e estudava no Souza Naves.




CADÊ A PARTICIPAÇÃO DO POVO NAS DECISÕES ??

DANIEL STEIDLE

COMO FOCAR A "DEMOCRACIA"?
Na teoria a participação popular tem espaço, mas na prática há terríveis limitações. O "estado" parece querer fazer tudo por conta própria. Por duas vezes, em diferentes épocas, foi oferecida ajuda voluntária da população para viabilizar o Portal de Rolândia, mas a administração se manifestou contrária. Colocam-se 1000 empecilhos. Uma estrutura inchada precisa se mostrar útil? Esquece-se os incríveis lucros que partiriam de um envolvimento popular ativo e criativo. São tantos talentos populares desconhecidos, ociosos e desmotivados. Se tivéssemos uma identidade clara (e não imposta politicamente como as mudanças de idade do município), como, por exemplo, o título que Rolândia teve, de "RAINHA do Café", estaria todo mundo unido, dando o melhor de si.



VÍDEO CURA DE FÍGADO GORDUROSO