terça-feira, 7 de março de 2017

Esposa confessa que matou policial civil violento

BONDE

no Norte do Paraná

A esposa do investigador da 9º Subdivisão Policial (SDP) de Maringá encontrado morto na manhã desta segunda-feira (6), se apresentou na Delegacia de Homicídios e confessou que o matou. 

Beatriz Pereira Torres, de 52 anos, disse que era ameaçada e agredida pelo policial civil Adalto Torres, 56. 

O corpo de Torres foi encontrado com três disparos de um revólver calibre 22. Ele foi alvejado no rosto e no peito. Segundo informações da Polícia Civil, a esposa disse que sofria agressão há muitos anos. A informação foi confirmada pelo filho do casal Jhon Kleiton Torres, 34 anos.


Houve um desentendimento entre os familiares na tarde de domingo (5) e a mãe e o filho passaram a noite em um hotel da cidade para se acalmarem. 

Mas a esposa teria voltado para casa na madrugada desta segunda-feira e disse ter visto que Torres dormia com uma arma. Com medo de ser morta, acabou atirando contra o marido e fugiu em seguida. 

A esposa vai responder por homicídio.

Redação Bonde