sábado, 18 de março de 2017

TARADO DA BIZ PRETA FEZ PELO MENOS 8 VÍTIMAS

BONDE

Maníaco da Biz preta fez pelo menos oito vítimas em Londrina


A Polícia Civil de Londrina apresentou na manhã desta sexta-feira (17), na sede da 10ª Subdivisão Policial, um rapaz de 28 anos, identificado como Rodrigo Santos Rodrigues, também conhecido como o 'maníaco da Biz preta'. Ele ganhou esse apelido depois de cometer, segundo as investigações, vários abusos sexuais na cidade. Os crimes, em sua maioria, foram registrados em bairros da zona oeste de Londrina, como Jardim do Sol, Bandeirantes e Leonor. Oito vítimas reconheceram o suspeito horas depois dele ser preso por uma equipe da Polícia Militar na região norte da cidade. 

De acordo com o delegado Edgar Soriani, o rapaz atuava desde janeiro. A polícia encontrou dificuldades para identificar as pessoas que foram abusadas pelo tempo de registro dos boletins de ocorrência, que foram confeccionados em períodos e delegacias diferentes. Ele ficou sabendo do caso depois que as denúncias apareceram nas redes sociais. As postagens foram publicadas pelas próprias mulheres no Facebook. Um grupo no WhatsApp foi criado para tentar identificar o indivíduo. 

Desconfiado, o delegado vasculhou alguns BOs de situações semelhantes de estupro que foram registrados no 1º Distrito Policial, na rua Tupi, centro de Londrina, onde ele é titular. A descrição era semelhante com as características colocadas pelas vítimas na internet. "Um rapaz alto, moreno e magro, sempre usando uma faca para intimidar as mulheres, que também forneceram informações sobre a moto preta", disse. Soriani resolveu contactar a delegada da Mulher, Geanne Aparecida de Souza, que confirmou a existência de pelo menos mais duas pessoas abusadas pelo 'maníaco da Biz preta'.


Uma das mulheres ouvidas pela Polícia Civil forneceu a placa da motocicleta. As investigações prosseguiram até que os policiais militares prendessem Rodrigues em uma residência no jardim Imagawa, na zona norte. Na delegacia, ele preferiu não conversar com os repórteres e negou todos os crimes. 

Perfil 

Questionado quanto ao comportamento do detido, o delegado Soriani não economizou nas palavras. "Frio, calculista, sem arrependimento. Um verdadeiro psicopata". Conforme a Polícia Civil, o rapaz escolhia lugares desertos para cometer os estupros. Nem todas as vítimas confirmaram a conjunção carnal. Algumas prestaram depoimento e disseram que o maníaco "pedia para que elas o masturbassem". De acordo com Soriani, a faca era usada para intimidar as mulheres. "Ele não tinha intenção de matar, assaltar ou levar a bolsa. Queria satisfazer-se sexualmente", completou. 

Investigação continua 

A delegada da Mulher, Geanne de Souza, argumentou que o caso não foi concluído. "O detido ainda será ouvido formalmente, mas precisamos de mais vítimas, caso elas realmente existam". O mandado de prisão do 'maníaco da Biz preta' foi expedido às 3h desta sexta-feira (17) pelo juiz Emil Tomas Gonçalves, responsável pelo Plantão Judiciário. 


Reprodução/PM

O suposto estuprador foi detido por três policiais militares no jardim Imagawa, zona norte de Londrina, bairro onde mora. Eles foram até o endereço pela manhã, mas não encontraram o rapaz. À tarde, a equipe voltou e reconheceu o suspeito. Ele, de acordo com a PM, indicou onde estava a moto preta. O veículo, assim como o proprietário, foram encaminhados para o 4º Distrito Policial.

Rafael Machado - Redação Bonde