quarta-feira, 17 de maio de 2017

MANIFESTO CONTRA O PEDÁGIO DE ARAPONGAS SERÁ NO DIA 27

BONDE


Manifestação a favor da isenção na tarifa do pedágio de Arapongas será no dia 27

Uma reunião realizada no início da noite desta terça-feira (16) formalizou a comissão Tarifa Zero, que vai pressionar a concessionária Viapar a conceder isenção na tarifa do pedágio para motoristas que circulam entre Rolândia e Arapongas todos os dias. Outra reivindicação é a retomada do acesso usado anteriormente na Estrada do Ceboleiro, onde um muro de 4 km de extensão foi construído para impedir o trafego de veículos. O grupo seá formado pelos vereadores João Ardigo (PSB) e Alex Santana (PSD) e Aroldo Pagan (PHS), além de empresários, advogados e profissionais liberais dos dois municípios, totalizando assim 15 pessoas. 

Antes de sentar com a Viapar para negociar a gratuidade, o movimento pretende fazer uma manifestação pacífica no pedágio. Criador da iniciativa, Ardigo adiantou que o protesto vai ocorrer no dia 27. "Vamos avisar todos os órgãos responsáveis para não atrapalhar o trânsito. Esse não é o objetivo", disse. O segundo passo será a elaboração de uma pauta de reivindicações, que será entregue em uma reunião ainda a ser marcada com a concessionária. Procurado pela reportagem, a assessoria de imprensa do órgão não quis comentar a mobilização dos moradores. 

Ardigo deixou em aberto a possibilidade da empresa sinalizar apenas com a redução da tarifa, não concedendo assim a isenção. "Eu aposto no díalogo. Vamos ver como as conversas vão se desenrolar. Porém, se essa sugestão for apresentada, terá que ser um valor justo para os motoristas", apontou. Segundo levantamentos feitos pelo vereador, os condutores que passam pelos dois municípios deixam, mensalmente, R$ 1 milhão no pedági. Entre ida e volta, o gasto é de R$ 16,40, ou seja, R$ 8,20 para cada trajeto.

Rafael Machado - Redação Bonde.