quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

PONTO DE ÔNIBUS PARA UMA SÓ PESSOA

ONDE VAI CHEGAR O VEREADOR BOCA ABERTA DE LONDRINA ??

É um fenômeno!!!

Gostaria de esclarecer aos amigos virtuais do face, e, em especial a alguns que reconheço pessoalmente, mas, não desfruto de amizade pessoal, que o que escrevo e tenho o capricho de aqui postar é de minha inteira responsabilidade intelectual. Que, não o faço para que todos concordem comigo, e, respeitosamente utilizo uma linguagem polida que é da minha formação!!! Não concordo, não discordo, do personagem Boca Aberta que está hoje no coração da massa, não só de Londrina, mas, de todo o norte do Paraná... Me referi a ele como fenômeno, porque vivo a mídia, manuseio pesquisas de opinião, e ele figura como a personalidade do momento na cidade. Não tenho premonição e nem prevejo o futuro, entretanto, hoje é a figura central no meio político da cidade... todos podem opinar, não concordar, porém, por favor não subestimem a minha inteligência!!! Principalmente aqueles que já conhecem a minha conduta! MOYSES LEONIDAS

MÉDICOS DENUNCIAM VEREADOR BOCA ABERTA EM LONDRINA



O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM) denunciou ao Conselho de Ética da Câmara de Londrina o vereador em primeiro mandato Emerson...
JOSEPEDRIALI.COM.BR

VÍDEO ENTREVISTA COM ELVIS PRESLEY O REI ETERNO DO ROCK

Parque Nacional do Iguaçu um dos maiores do Brasil

UNIDADE DE CONSERVAÇÃO RIQUÍSSIMA EM FAUNA E FLORA E RECURSOS HÍDRICOS

 celebra 78 anos de criação


Criado em 1939 para conservar o maior remanescente de floresta Atlântica da região sul do Brasil, o Parque Nacional do Iguaçu comemorou nesta terça-feira (10) seus 78 anos. Unidade de conservação (UC) administrada pelo ICMBio no Paraná, o parque protege uma riquíssima biodiversidade, constituída por espécies representativas da fauna e flora brasileiras – algumas ameaçadas de extinção, como a onça-pintada, o jacaré-de-papo-amarelo e o gavião-real –, além de abrigar um dos principais cartões-postais do nosso país: as Cataratas do Iguaçu. 

Essa expressiva variabilidade biológica somada à paisagem singular das cataratas fizeram do Parque Nacional do Iguaçu a primeira UC do Brasil a ser reconhecida como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela Unesco, no ano de 1986. Unido pelo Rio Iguaçu ao Parque Nacional Iguazú, na Argentina, o parque brasileiro integra um contínuo biológico com aproximadamente 1 milhão de hectares de áreas naturais. 

O Parque Nacional do Iguaçu completa hoje 78 anos como exemplo de sustentabilidade, onde é realizado o desenvolvimento socioambiental com integração entre a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais. O chefe da unidade, Ivan Baptistos, lembra que em 1937 foi criado o Parque Nacional de Itatiaia e, dois anos depois, surgem os parques do Iguaçu e da Serra dos Órgãos. "Em 2017, estamos celebrando 80 anos de história dos nossos parques, que, junto com as outras categorias de áreas protegidas, formam o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC)", ressalta o gestor.


Segundo ele, abrigam-se nesse sistema não somente a história da conservação da natureza no Brasil, mas o grande patrimônio da nação brasileira. "Sem dúvida, temos em mãos o enorme desafio de proteger e conservar uma das mais importantes porções da memória natural e cultural do país, ainda salvaguardadas em nossos parques nacionais e demais UCs", afirma Baptisto. 

Comemorações 

Para celebrar o aniversário da unidade, a equipe do Parque Nacional do Iguaçu preparou uma extensa programação voltada para seus colaboradores e visitantes. Pela manhã, o tradicional bolo de aniversário foi seguido por apresentações de música erudita. Na sequência, os participantes puderam conhecer os produtos da agricultura familiar cultivados no entorno da UC e acompanhar a abertura da exposição fotográfica "Parques Nacionais", uma homenagem aos 72 parques federais do Brasil. 

A programação contou, ainda, com atividades de uso público e esportes ecológicos, além da cerimônia oficial de comemoração dos 78 anos da unidade. Todas as atividades aconteceram no Centro de Visitantes do Parque Nacional do Iguaçu.

Redação Bonde com assessoria de imprensa

TURISMO EM LONDRINA - NORTE DO PARANÁ

A PARTIR DO DIA 23 DE JANEIRO

Parque Arthur Thomas libera novas trilhas para passeio

Aqueles que gostam do contato com a natureza podem aproveitar o período de férias escolares para passearem pelo Parque Municipal Arthur Thomas. O local conta com novas trilhas abertas para visitação, de segunda a segunda, das 8h às 17h30, na Rua da Natureza, 155, Jardim Piza. A entrada é franca. 

Desde o início desta semana, a população pode passear por mais espaços. Segundo o diretor operacional da Secretaria Municipal de Ambiente, Marcos Vinicius Tersariol, foi liberada a visitação da Trilha do Canal (da antiga escadaria), outra trilha de cerca de 500 metros para a Usina e aquela que já dava acesso ao primeiro mirante da cachoeira. Alguns espaços haviam sido reduzidos por precaução, devido aos estragos causados pelas chuvas do ano passado. 


Luiz Jacobs/N.Com


Projetos educativos 

Além da visitação às trilhas do parque para famílias e a população em geral, a partir do dia 23 de janeiro a Secretaria de Ambiente, por meio do Setor de Educação Ambiental, começa os agendamentos de escolas, universidades, cursos técnicos e outros grupos em geral que desejam fazer visitas monitoradas ao parque. 

De acordo com a gerente de Educação Ambiental, Queila Spoladore, os grupos podem ter, no máximo, 40 pessoas. Isso porque, as pessoas são acompanhadas por monitores, que são biólogos, geógrafos e pedagogos e seus estagiários, que orientam toda a visitação, adaptando a linguagem e o passeio ao público específico que vai receber. 


Luiz Jacobs/N.Com

Para agendar um horário para os grupos basta telefonar no (43) 3372-4768 ou (43) 3372-4769, das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira, no setor de Educação Ambiental, ou pelo e-mail: educacao.ambiental@londrina.pr.gov.br. Os passeios monitorados são realizados à tarde. 

Outros projetos de educação ambiental também receberão os agendamentos no final deste mês. São eles o "Biblioteca Móvel" e o "Cultivando o Verde". O ônibus da biblioteca móvel está em manutenção de rotina, para que possa voltar a visitar as escolas e receber os alunos logo no início do ano letivo de 2017. 


Luiz Jacobs/N.Com

O Viveiro Municipal de Londrina também continuará com o projeto "Cultivando o Verde". O objetivo é fazer com que as pessoas conheçam mais sobre arborização urbana, as fases de crescimento das plantas e suas diferentes espécies, compostagem e germinação. Somente de maio a novembro de 2016, participaram do projeto 699 pessoas. 

Os interessados podem agendar horário pelo mesmo horário e local indicados acima. O diretor operacional da Secretaria Municipal de Ambiente também informou que os cidadãos que desejarem obter uma muda de planta gratuita, podem fazer uma solicitação na sede da Sema, onde os técnicos verificarão qual é a melhor espécie de acordo com o local onde será plantada. Há mais de 10 mil mudas prontas para serem cultivadas e, até o final do ano, serão cerca de 30 mil.

Redação Bonde com N.Com