terça-feira, 28 de março de 2017

ROLÂNDIA: CIDADÃO DO JARDIM SANTIAGO RECLAMA

Ola Farina:
Mais uma vês gostaria de usar este espaço se você nos proporciona aqui para mostrar minha frustração com um serviço de nossa prefeitura. ontem pela manhã funcionários da prefeitura e da Sanetran começaram a fazer uma super limpeza aqui na Avenida Adelaide Farina. Avenida esta muito importante aqui para nos moradores dos Conjuntos Santiago, Jose Erdei, Pioneiros e Jardim do Lago. fiquei muito feliz ao ver aquela movimentação e te confesso a Avenida ficou irreconhecível. PARABÉNS A PREFEITURA, mas hoje as 18:15 hrs., quando passei por la novamente, fiquei decepcionado, pois o pessoal só fez a limpeza no canteiro central, mas na parte nova da Avenida recém inaugurada, não foi feito nem um tipo de poda na grama. POXA QUE DESLIZE! perderam dois dias para limpar e fizeram o serviço pela metade. que isso falta de respeito! E ainda postaram uma foto da parte da avenida no site da prefeitura, mas só mostraram o canteiro central... Eu tirei algumas fotos hoje e vou mostrar como esta o outro lado da rua, e lembrá-los ( Prefeitura ) que temos pessoas inclusive eu que utilizam aquele lado para irmos trabalhar. Olhem só a situação. 

Obrigado Farina... 

IVAN MARCOS 


NOTÍCIAS DE ROLÂNDIA

ASSESSORIA

ECOPONTOS




A Secretaria do Meio Ambiente começou o processo de instalação de dez Ecopontos de descarte de material reciclável em diversos pontos de Rolândia. Em parceria com as Secretarias de Infraestrutura e Serviços Públicos, os locais que vão receber os materiais estão recebendo a terraplanagem e em seguida a compactação do solo e,então, os equipamentos vão ser colocados. Nos Ecopontos poderão ser descartados vidro, papel, plástico e metal. Ainda a Secretaria de Meio Ambiente fez uma parceria com a empresa Tetrapak que doou 100 unidades de bags – sacos de ráfia de grande volume que serão usados para armazenar os itens descartados nos Ecopontos. Como são dez Ecopontos com quatro separações cada, serão usados 40 sacos por vez e ainda já existe a devida substituição para a primeira troca e ou limpeza da baia. As retiradas vão ser semanais em data a ser definida ou mediante a demanda. Nos Ecopontos é proibida a colocação de lixo orgânico de qualquer natureza, seja ele residencial, comercial ou industrial.Os dez Ecopontos custaram cerca R$ 80 mil com recursos advindos do Fundo Municipal de Meio Ambiente com a devida autorização do Condema, por meio de licitação modalidade registro de preços, que barateou o custo do empreendimento. Clique em Leia Mais e veja um material detalhado sobre os Ecopontos e seus respectivos locais de implantação.

mobililidade




A Prefeitura de Rolândia juntamente com o Itedes, e atendendo a Lei Federal 12.587, está elaborando o Plano Municipal de Mobilidade Urbana do município. O objetivo deste Plano é melhorar e facilitar os deslocamentos de todos os cidadãos, seja a pé, de bicicleta, transporte coletivo ou carros. Para que este Plano seja bem elaborado, será feita uma pesquisa em 751 residências distribuídas por todo município. Estas residências estão sendo visitadas por pesquisadores treinados para levantar informações sobre todos os tipos de deslocamentos que os integrantes das famílias escolhidas fazem. Os pesquisadores não entrarão nas residências e poderão ser atendidos no portão. Todos os pesquisadores estarão devidamente identificados. Os dados levantados na pesquisa são exclusivamente para a melhoria dos vários meios de transporte, sendo que as informações são anônimas e sem nenhum vínculo fiscal. Solicitamos a colaboração dos responsáveis pelas famílias escolhidas para responder o questionário, pois só assim será possível identificar os destinos e lugares que nossa população precisa se deslocar para propor melhorias na mobilidade. Em caso de dúvida entre em contato com a Secretaria de Planejamento de Rolândia pelo telefone 3255-8600, ou pelo e-mail planodemobilidadeurbana@gmail.com Queremos nossa cidade melhor a cada dia. Para isso, é necessário que a população seja participativa e manifeste suas necessidades. 

Até o momento, as pesquisas foram feitas nas seguintes localidades:

- Conjunto Gustavo Giordano

-Jd Santiago

-Jd Guanabara

-Jd do Lago

-Jd Erdei

-Jd dos Pioneiros

-Jd Monte Carlo

-Jd Coliseu

-Conj Domingos Neves

As próximas localidades a serem vistadas são:

-Vila Oliveira

-Jd Novo Horizonte

-Cj Parigot de Souza

É importante que os moradores recebam bem os pesquisadores que estão devidamente identificados. As perguntas são relacionadas aos deslocamentos cotidianos da família (qual meio de transporte utiliza e quanto tempo demora para chegar ao destino) e também sobre o grau de satisfação dos transportes disponíveis no bairro de moradia. Trata-se de uma pesquisa da engenharia de tráfego que traz informações única e exclusivamente para o Plano de Mobilidade Urbana de Rolândia (PlanMob) e subsidiará futuras intervenções na área de transportes.Para a construção do PlanMob, a participação da população é muito importante. Propostas para melhoria do deslocamento de pedestres, bicicletas, ônibus, carros e motos terão base em pesquisas. A opinião de todos é bem vinda! Participe clicando 

ROÇAGEM




As Secretarias de Infraestrutura e Serviços Públicos promoveram melhorias nos canteiros centrais das Avenidas Francisco Serpeloni (foto) e Adelaide Farina (foto) e área institucional ao lado do Museu Japonês no Horácio Cabralcomo limpeza e roçagem. Além disso, foi feito o serviço de roçagem e também o de limpeza na Capela Mortuária e Ginásio da Vila Oliveira, CCI, Biblioteca Domingos Neves; UBS, CMEI e Escola do Parigot; Avenidas dos Ipês, Maria Melen Adans;Escola San Fernando, Escola Geralda Chaves Tiradentes, Escola Maria Teixeira Georg, UBS Santiago, Quadra do Santiago e CMEI do Santiago.


LÍDERES COMUNITÁRIOS



Na quarta-feira, dia 29 de março, às 19h30, no Centro Cultural Nanuk, na Rua Arthur Thomas, centro, o Secretário de Serviços Públicos, Paulo Gaffo, vai se colocar a disposição dos 56 líderes de Associações de Moradores de Rolândia visando elencar as prioridades de obras e intervenções em cada bairro/distrito/localidade do município, seja da área urbana ou rural, com a finalidade de otimizar os serviços públicos e trabalhar em parceria com a sociedade. Cada representante deve trazer as necessidades coletivas para registro junto a Administração Pública. 

LIMPEZA



As Secretarias de Infraestrutura e Serviços Públicos estão promovendo melhorias na Ciclovia do Roland Garten, como a limpeza, roçagem e adequações. 

EMPREGOS



A Agência do Trabalhador/SINE Rolândia atende das 8h às 14h, de segunda à sexta. O SINE Rolândia fica na Avenida dos Expedicionários 604, Centro. O telefone é 3255-1118. Vagas para:

Auxiliar de Manutenção Elétrica e Hidráulica;
Bobinador Eletricista, a máquina;
Mecânico Lubrificador Industrial;
Operador de Caldeira;
Técnico em Eletrônica. 

JOSÉ ERDEY




As Secretarias de Infraestrutura e Serviços Públicos promoveram melhorias no Campo de Futebol e em área institucional de praça no José Erdei. Foram executados os serviços de limpeza, roçagem e adequações. 

TORNEIO REGIONAL



Nesse último domingo 26 de março, Cambé sediou o Torneio Início CREF09/PR de Voleibol feminino, em torneio copromovido pela Liga de Voleibol do Paraná. 33 equipes de nove municípios participaram do evento (12 equipes no masculino e 21 equipes no feminino) e o time da Secretaria de Esportes de Rolândia fez bonito e foi campeão nas categorias Sub 18 e Sub 13 e terceiro lugar no Sub 15. 

JOGOS ESCOLARES



As quadras do Complexo Esportivo Emílio Gomes, na Avenida Castro Alves, estão movimentadas com as disputas locais dos Jogos Escolares 2017. São cerca de 750 alunos envolvidos de cinco escolas estaduais e particulares de onze a dezessete anos. As modalidades em jogo são: futsal a e b (no masculino e feminino), vôlei de quadra a e b (masculino e feminino) e vôlei de areia a e b (masculino e feminino). Os esportes de quadra já estão em andamento e o vôlei de areia terá sua competição na semana que vem. Os jogos acontecem de manhã e a tarde e a entrada é franca. A Secretaria de Esportes organiza a competição que é preparatória para a fase regional dos Jogos Escolares, que ainda não tem sede nem data certa para acontecer.

Todos os jogos serão no Emílio Gomes, quadras 1 e 2.

Período da manha: Categoria A – 7h45 às 11h40

Período da tarde: Categoria B - 13h15 ate 16h

Quadra 1 Futsal

Quadra 2 Vôlei

VÍDEO OBRAS DO ASFALTO NA ESTRADA DOS BANDEIRANTES HOJE 28/03/17

TARADO DA BIZ VEZ 15 VÍTIMAS

FOLHA DE LONDRINA

Polícia Civil identifica 15 vítimas do 'maníaco da Biz preta' em Londrina

A delegada da Mulher de Londrina, Geanne Aparecida de Souza, concluiu na última sexta-feira (24) o inquérito envolvendo a série de crimes sexuais cometidos pelo promotor de estoque Rodrigo Santos Rodrigues, 28 anos, também conhecido como o "maníaco da Biz preta". Ele foi preso por uma equipe da Polícia Militar depois que as vítimas relataram os abusos em redes sociais. Os casos foram registrados em bairros da zona oeste, como o Jardim do Sol, Bandeirantes e Leonor, que ficavam no trajeto da casa ao trabalho do acusado. 

Na delegacia, Rodrigues foi reconhecido por oito mulheres, mas o número aumentou para 15 em pouco tempo. A Polícia Civil confirmou que oito estupros foram tentados e sete consumados. "Ele confessou a maioria dos crimes e disse que não tinha um perfil específico das vítimas que atacava com a moto preta. Elas eram escolhidas de forma aleatória e geralmente esperavam o ônibus no ponto quando eram surpreendidas", disse a delegada. 


Reprodução/PM


Em depoimento, Rodrigues disse que "estava sob efeito de drogas todas as vezes que praticava os abusos" e que "demonstrava arrependimento quando relembrava de tudo". Não houve registro de estupros contra menores de idade. O rapaz também negou ter violentado uma senhora de 62 anos, como foi ventilado no início das investigações. 

A esposa do "maníaco da Biz preta", que também foi ouvida, disse que ele "era bom pai, ótimo marido e apresentava um comportamento normal dentro de casa". "Ele contava que precisava sair mais cedo para chegar ao trabalho, mas na verdade era uma desculpa para cometer os estupros", ressaltou a delegada. A companheira de Rodrigues mostrou-se "surpresa com toda a situação". 

Ainda não se sabe qual vara criminal vai analisar o inquérito policial. O rapaz permanece preso.

Rafael Machado - Redação Bonde

PEROBA ROSA UM DOS " MARCOS " DE LONDRINA - PR.

FOLHA DE LONDRINA

PATRIMÔNIO - Tricentenária, peroba goza de boa saúde
Imponente, ela se destaca em meio a tantas outras árvores no Bosque Municipal de Londrina

Fotos: Anderson Coelho
Peroba-rosa do Bosque: testemunha da história

No Bosque Municipal, perto do parque infantil que se acessa pela Avenida Rio de Janeiro, na área central de Londrina, vive uma peroba-rosa imponente, que se destaca em meio a tantas outras árvores pelo seu tronco rugoso, retilíneo, e pela copa, que está a aproximadamente 40 metros de altura, uma das mais altas de toda a mata. 

Para se estabelecer a idade de uma árvore, existe um procedimento científico específico, denominado dendrocronologia, que consiste em contar os anéis de crescimento que estão no tronco da planta. Cada anel representa, simplificadamente, um ano de vida. 

Da peroba do Bosque nunca foi retirada uma amostra para fazer este exame, mas pela experiência de muitos anos trabalhando com árvores, o professor Moacyr Medri afirma sem medo de errar: "ela tem entre 250 e 300 anos". Isso significa que a planta já estava presente muito antes de a caravana pioneira dos britânicos que colonizaram Londrina chegar, em 1929. Dali, ela assistiu a uma cidade inteira crescer, começando com ranchos de palmito para chegar a centenas de prédios de concreto. 

Nas primeiras décadas de Londrina, milhares de perobas, que eram nativas e abundantes nas matas que cobriam a terra vermelha, foram derrubadas e tiveram as tábuas utilizadas para a construção de casas. Muitas dessas residências ainda estão em pé, sobretudo em bairros mais antigos, como a Vila Casoni. "Esta provavelmente escapou porque, nas décadas de 1930 e 1940, ainda não era tão grande e não tinha o tronco tão espesso", teoriza o biólogo. 

Atualmente protegida pela Lei de Crimes Ambientais, nenhuma Aspidosperma polyneuron Müll., que é o nome científico da peroba, pode ser derrubada no Brasil. A que está em pleno Centro de Londrina tem outra proteção tão importante quanto a lei: as árvores que a cercam. Tão alta e de raízes pouco profundas, as perobas precisam da proteção da mata para não serem derrubadas por ventanias e tempestades. 

Segundo Medri, em espécimes que caíram ou foram cortadas onde hoje está o campus da Universidade Estadual de Londrina (UEL), os biólogos chegaram a contar em torno de 800 anéis de crescimento. A peroba do Bosque tem tudo para viver mais alguns séculos e se consolidar como a mais longeva testemunha da história de Londrina. 

‘São importantes para a coletividade’ 
Em Lincolshire, na Inglaterra, uma macieira do século 18 está preservada. Relatos históricos indicam que foi dela que caiu a maçã que provocou em Isaac Newton o devaneio que resultou na lei da gravidade. Em Santa Maria del Tule, no México, o governo mudou a direção da Rodovia Pan-Americana, na década de 1990, para preservar um cipreste que é simbólico para a população local. As informações são da Revista National Geographic, de março de 2017. 

"Em Londrina, árvores históricas e que são referências para a população poderiam ser melhor preservadas e conservadas", opina o professor do Departamento de Biologia Animal e Vegetal da UEL, José Eduardo Lahoz Ribeiro. "Deveriam ser tratadas como patrimônio da cidade, ter placas informando a origem, a biologia. Tudo isso ajudaria na conscientização ambiental, para que as pessoas entendam que são seres vivos, que podem viver muitos anos e que são importantes para a coletividade." 

A secretária de Ambiente, Roberta Silveira Queiroz, promete dar mais atenção para algumas árvores considerada especiais. (W.S.) 

Deficit de 36 mil árvores na área urbana 
Estimativas da Secretaria Municipal de Ambiente (Sema) apontam que Londrina tem entre 180 mil e 200 mil árvores em sua área urbana. É um número alto, mas longe de ser satisfatório. Quem anda pelos bairros facilmente percebe que muitas casas e estabelecimentos comerciais não mantém uma árvore na calçada. "Estimamos que o deficit de árvores na área urbana seja de 20% a 30% do total que temos hoje", diz a secretária da Sema, Roberta Silveira Queiroz. Trocando em miúdos, o deficit pode variar de 36 mil a 60 mil árvores. 

No Censo de 2010, o IBGE fez um ranking de arborização entre os municípios considerando o número de árvores no entorno das residências. Bastava haver uma só em toda a quadra para o IBGE assinalar a casa como arborizada. Por esses critérios, Londrina atingiu a marca de 96% de arborização. Parece bom, mas entre os 399 municípios paranaenses, a cidade ficou apenas na posição 118. 

Segundo a secretária, o plano para os próximos meses é realizar um levantamento para constatar o número real de árvores que faltam na cidade. O segundo passo é promover a conscientização da população para que todos entendam a importância dessas plantas. Depois, intensificar a fiscalização para que o Plano Diretor de Arborização do Município, que institui inclusive multas, seja cumprido. 

"Muitas pessoas não querem as árvores porque sujam as calçadas ou encobrem a fachada, no caso de estabelecimentos comerciais, e até pelo fato de servirem de esconderijos para ladrões. Porém, elas trazem muitos benefícios para a cidade. Um deles é o melhor conforto térmico. Estamos trabalhando para chegarmos a uma situação próxima do ideal", explica Roberta. Atualmente, há 2,3 mil processos autorizados na Sema para poda e erradicação de árvores. (W.S.) 

SERVIÇO 
A Sema disponibiliza, gratuitamente, mudas de árvores para quem deseja realizar o plantio. 
Mais informações pelos fones (43) 3372-4762 e 3372-4763, das 12 às 18 horas.

Wilhan Santin
Especial para a FOLHA