quarta-feira, 9 de agosto de 2017

GRAFITAGEM NO MURO DO CEMITÉRIO

BONDE

ARTE DE RUA

Famoso muro do cemitério São Pedro será tela para grafiteiros de vários cantos do Brasil

Quem é de Londrina ou quem já passou pelo centro da cidade, já deve ter se deparado com os grafites do muro do cemitério São Pedro, localizado na avenida Rio de Janeiro, esquina com a Juscelino Kubitschek. Nesta segunda-feira (7), a reportagem do Portal Bonde encontrou o muro todo pintado de branco e procurou grafiteiros conhecidos na cidade para esclarecer a situação. Afinal, por que o muro, cenário de tantos momentos entre os londrinenses, estaria apagado? 

Fernanda Circhia/Redação Bonde

Quem tirou esta dúvida foi o grafiteiro e tatuador Carão. Ele é integrante do coletivo de grafites londrinense Capstyle Crew, que completa 15 anos de história em 2017. Pensando nisso, o coletivo, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, a Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) e outras empresas, planejou um evento com artistas de vários cantos do Brasil para dar uma nova cara ao famoso muro do cemitério São Pedro. Inclusive, os grafites que ficaram escondidos no muro, foram feitos em um evento também organizado por Carão, em 2011. Confira:

Reprodução/Google

"Vamos fazer um evento no fim deste mês. Nos dias 25, 26 e 27 de agosto. Na sexta-feira (25), teremos três workshops de grafite gratuitos, na Concha Acústica de Londrina, além de uma mesa de conversa para discutirmos o tema 'A arte de rua e a sociedade', com cinco artistas com trabalhos reconhecidos em vários lugares do Brasil", conta o artista gráfico. 

Os workshops serão ministrados por Napa, Carão e Huggo em três horários: 11h, 14h e 16h. As inscrições devem ser feitas com o Carão por meio de suas redes sociais. Acesse aqui!

A mesa de conversa terá Airá O Crespo (RJ), Devis (Curitiba), Guetus (SP), Napa (Londrina) e Skor (Maringá) como convidados. O tema será discutido no auditório Vilanova Artigas, que fica na Secretaria Municipal de Cultura, em frente a Concha Acústica, no centro de Londrina. 

A pintura do muro será feita por 45 artistas no sábado e no domingo (26 e 27). Estarão presentes grafiteiros de Londrina, Curitiba, Maringá, Ponta Grossa, Toledo e Cianorte, além de artistas dos estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. 

Além do muro ganhar novas histórias, no domingo, a rua estará fechada com programação especial, a partir das 10h, com término previsto para as 17h. 

"A ideia é passar a arte para a sociedade, para cada um poder falar por si. Cada artista tem um trabalho e um pensamento sobre a arte. As expectativas são as melhores. Nós amamos fazer isso, além de que é a comemoração de 15 anos do nosso coletivo, que tem um respeito bem grande em Londrina e fora também", ressalta Carão. 

A temática dos novos grafites será 'Natureza da vida e o amor'. "A população pode esperar o melhor, pois só tem artistas de ponta envolvidos neste mural. Gostaria muito que todos pudessem aproveitar tudo que o evento vai ofertar. 

Momento único 

O superintendente da Acesf, Douglas Carvalho Pereira (PTB), disse que é muito satisfatório poder contar com artistas renomados para ajudar outros jovens a fazer arte. A administração de cemitérios, a secretaria municipal de Cultura, a Federação de Esportes de Londrina e outras empresas vão disponibilizar sprays e outros materiais necessários para a utilização no evento. "Os jovens vão ter um momento único, porque poderão aprender técnicas do grafite", afirma Pereira. 

A Acesf já foi parceira no projeto anterior de grafitagem nos muros do cemitério, há seis anos. Pereira espera que os desenhos possam passar mensagens que transmitam as coisas boas de Londrina. 

O secretário da Cultura, Caio Júlio Cesaro, afirma que Londrina, por ser bastante verticalizada, tem espaços para intervenções urbanas, como o projeto de Carão. "Além disso, o grafite é uma forma de arte de bastante aceitação e o grafite é importante como oportunidade de revitalização dos espaços", afirma. 

Regulamentação 

A Prefeitura de Londrina regulamentou as apresentações de artistas de rua em logradouros públicos em 2015. A lei municipal 12.230/2014 define como atividades culturais de artistas de rua: o teatro, a dança individual ou em grupo, a capoeira, a mímica, as artes plásticas, o malabarismo ou outra atividade circense, a música, o folclore, a literatura, o grafite, o artesanato e a poesia declamada ou em exposição física das obras.

Fernanda Circhia - Redação Bonde

REUNIÃO DE AGRICULTORES EM ROLÂNDIA

DANIEL STEIDLE

NOTÍCIAS DE ROLÂNDIA 09/08/17

SANTO EDUARDO






A Secretaria de Infraestrutura está promovendo melhorias no Jardim Santo Eduardo. Na rua Maria Mazir Micheletti Tonon foi feito o serviço de lama asfáltica, que é usada como preventivo e corretivo, na conservação de pavimento asfálticos, sendo uma camada que protege e prolonga a vida útil do asfalto.

PARQUINHO





A Prefeitura deu início do trabalho de revitalização dos Parquinhos Públicos da cidade. O programa vai contemplar todos os parquinhos existentes no município. A ação começou no Residencial Arnaldo Busatto e promove a troca da areia, instalação de grades, pintura, dentre outras melhorias. A cada quinze dias, um parquinho vai receber a revitalização.

CALÇADAS




A Secretaria de Infraestrutura está promovendo obras de restauração e revitalização das calçadas da Escola Municipal Maria Teixeira Georg, no Manoel Muller. As calçadas vão ofertar ainda mais segurança e comodidade aos alunos e Servidores da unidade.

AULAS DE CIRCO





Por meio do Fundo Municipal de Cultura (FMC), a Casa de Missão, em parceria com a Escola Zirkus Espaço Cultural, desenvolve aulas de circo gratuitas para crianças e adolescentes de 8 a 16 anos. O ensino de práticas circenses acontece no Centro Cultural Nanuk de terça e quinta, das 14h às 15h30. Alunos do Projeto de Convivência e Fortalecimento de Vínculos com a Família (CFVS - antigo CRIAR) também participam das aulas. As inscrições podem ser feitas no local.


FEIRA DOS LIVROS


O Setor de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Educação promove a I Feira do Livro. Confira:





CABELEIREIROS





No dia 14 de agosto, a partir das 8h no Centro Cultural Nanuk localizado à avenida Arthur Thomas nº 1476, o setor de Vigilância Sanitária Municipal realizará reunião técnica de orientação com todos os salões de cabeleireiros e institutos de embelezamento do município onde serão tratados assuntos como a Legislação Estadual nº 700/2014 que regula o segmento: uso correto de autoclaves; como proceder para a identificação de registro de produtos utilizados cotidianamente; doenças que podem ser veiculadas neste ramo de atividade, dentre outros assuntos gerais. Esta reunião técnica faz parte da gestão da Vigilância em Saúde que realizará no decorrer de 2017 encontros com segmentos prioritários de regulados, como já ocorreu com os industrializadores de produtos de origem animal detentores do Serviço de Inspeção Municipal.


GÁS




O setor de Fiscalização da Prefeitura está intensificando a fiscalização no setor de venda de gás na cidade. Rolândia tem hoje 28 revendas legalizadas, contudo, o setor de fiscalização da Prefeitura identificou 14 revendas irregulares, que foram notificadas e tem agora prazo para se adequarem a lei. Se as revendas notificadas não tomarem providências, serão novamente notificadas e posteriormente multadas, além de outras sanções. A ação confere o armazenamento e a distribuição, dentre outros itens, das revendas. Se os estabelecimentos notificados não tomarem providências, a multa mínima é de R$ 750, e, e caso de reincidência, pode ser dobrada, triplicada e, dependendo da gravidade, a empresa pode ser fechada. O armazenamento de gás (e suas nuances) é estabelecido por lei federal. A fiscalização ocorre em parceria com as entidades estaduais e federais afins.



EMPREGOS





A Agência do Trabalhador/SINE Rolândia atende das 8h às 14h, de segunda à sexta. O SINE Rolândia fica na Avenida dos Expedicionários 604, Centro. O telefone é 3255-1118. Vagas para:

Analista de Recursos Humanos

Assistente Administrativo

Engenheiro Civil

Mecânico de Automóveis e Caminhão

Motorista Entregador

Técnico em manutenção de equipamentos de informática

Vendedor Interno

PARQUINHOS 2




O Prefeito Doutor Francisconi foi conferir o início do trabalho de revitalização dos Parquinhos Públicos da cidade. O programa vai contemplar todos os parquinhos existentes no município. A ação começou no Residencial Arnaldo Busatto e promoveu a troca da areia, instalação de grades, pintura, dentre outras melhorias. A cada quinze dias, um parquinho vai receber a revitalização.


CORAÇÃO DE DEFUNTO VOLTA A BATER E VELÓRIO É SUSPENSO NO PR.

G1 GLOBO / PR

Família para velório ao desconfiar que morto poderia estar vivo e leva o corpo para o hospital

Equipamento registra suposto batimento cardíaco; 'mesmo depois de parar de bater, o coração pode continuar emitindo ondas elétricas', explica médico.

Por Fabiula Wurmeister, G1 PR



Família para velório ao desconfiar que morto poderia estar vivo e leva o corpo para o hospital; médico diz que coração pode continuar emitindo ondas elétricas (Foto: Reprodução)

Familiares de um homem de 44 anos desconfiaram que ele poderia estar sendo velado vivo e decidiram levar o corpo para o hospital, após aparelho registrar suposto batimento cardíaco. O caso foi registrado na manhã desta quarta-feira (9) em Santa Helena, no oeste do Paraná.

Ele havia passado mal na noite de terça-feira (8) e procurou o pronto atendimento de São José das Palmeiras, na mesma região, onde por volta das 22h teve a morte por infarto confirmada pelo médico de plantão. Em seguida, o corpo foi liberado para o velório.

Pela manhã, familiares estranharam a temperatura do corpo do homem e chamaram um médico. O aparelho usado pelo clínico Fernando Santin, registrou 74 batimentos cardíacos por minuto, semelhante ao de uma pessoa viva e com as mesmas características.

“Comuniquei que precisava levar o corpo até o pronto-atendimento, onde teria condições melhores de avaliar, e a família aceitou. Em nenhum momento eu disse que ele poderia estar vivo”, comentou o médico.

Exames, entre eles um eletrocardiograma e o monitoramento pulmonar e cardíaco, foram acompanhados por um médico cardiologista e outro clínico. “Constatamos que não tinha pulso e não havia reação da pupila, além da rigidez cadavérica. Portanto, ele estava morto”, completou.

Para Santin, a hipótese é de que trata-se de um caso de atividade elétrica sem pulso, opinião, segundo ele, compartilhada por um médico do Samu também consultado.

“Mesmo depois de parar de bater, o coração pode continuar emitindo ondas elétricas. E isso é o que pode ter sido captado pelo oxímetro. Casos assim são raríssimos. Em 14 anos de profissão, nunca havia sido chamado para um atendimento como este.”

Ele disse ainda que orientou os familiares a acionarem a polícia se tivessem alguma dúvida sobre os procedimentos, o que até a tarde desta quarta-feira não havia sido feito.
O corpo não foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) por não se tratar de morte violenta.

VÍDEO CASTELO ASSOMBRADO By FARINA RECEBE ELOGIO

Parabéns. Muito bom Farina por esta filmagem do Castelo Eldorado. Estivemos lá há 47 anos atrás e já não havia ninguém morando no castelo e naquela época também não permitiam entrar no seu interior. Estamos conhecendo por dentro só agora, graças a este vídeo. 
Abração
MARCOS KIM

RESPOSTA
Fico feliz e honrado com o seu elogio. Você que é um dos mais famosos Youtubers do Paraná. Deus te abençoe pela sua bondade e fineza. Abraço. FARINA.

É ESTE O VÍDEO ELOGIADO:

HENRIQUE STAHLKE E OS MISTÉRIOS DO CASTELO ELDORADO DE MARILÂNDIA DO SUL

NOTA DO FARINA:

Conversei por telefone com o Dr. Henrique Stahlke, que reside em Curitiba. Ele é neto do construtor do Castelo, também de nome Henrique Stahlke. Ele me disse que o seu avô era um homem muito culto e rico. Viajava todos os anos para a Europa. Segundo ele, "ao contrário do que andaram falando,  meu avô não era nazista. Era um empreendedor, que acreditou na pujança do norte do Paraná. Ele investiu naquela região, e somente construiu o castelo porque era muito rico e tinha este sonho. Ele venceu na vida e conquistou tudo o que o dinheiro pode comprar." Sobre as "estórias" de assombração, disse que tudo não passa de lenda. Ele deixou 6 filhos. 4 do primeiro casamento e dois do segundo. depois da sua morte os herdeiros venderam a propriedade. O corpo de Henrique Stahlke está sepultado no cemitério central de Londrina." 
Relato feito à José Carlos Farina  (Rolândia-Pr.)

NOTA:


Nos anos 1960, o que restou da propriedade, foi vendido ao professor Álvaro Pereira Salles, que quis construir um spa no local. Entretanto, o sonho nunca chegou a ser realizado, Alvaro adoeceu e faleceu vítima de Alzheimer. Atualmente, o casarão fica aberto de sábado e domingo das 8 às 19 horas para piqueniques e eventos.

PESQUISA FARINA

WHIKIPEDIA




Construído pelo descendente de alemão João Henrique Stalhk no período da Segunda Guerra Mundial (entre 1942 e 1947) em um lugar, que na década de 1940 era quase inacessível, pois ficava em uma grande mata nativa e dentro da fazenda da família Stalk: a Fazenda República do Eldorado. A fazenda tinha como principal recursos econômicos, a extração de madeira[2][3].

Em face a sua localidade (quase que escondida), por seus proprietários serem descendentes de alemães e a construção possuir luxos europeus, além de ocorrer num período de guerra e pós-guerra, especulou-se, por longos anos, que o local se destinaria a receber importantes nazistas em fuga da Alemanha.

A construção ficou sob responsabilidade do alemão (naturalizado brasileiro, por isso o seu nome ser João) João Plath

Os salões do castelo chegou a receber visitas ilustres do cenário paranaense, como o interventor Manuel Ribas e o governador Ney Amintas de Barros Braga[2].

Com o declínio econômico da Fazendo República do Eldorado (que foi considerada uma das maiores do mundo, tendo uma moeda própria, o Boró, que era aceito em toda a região, o imóvel perdeu o glamour de suas primeiras décadas, porém, sua importância arquitetônica e cultural foram mantidos pela família Stalhk e atualmente a edificação é considerada um patrimônio histórico da cidade e um dos bens culturais do resgata da história da imigração alemã para o Brasil.

Existe um processo em tramitação para o tombamento do castelo junto ao Ministério da Cultura e ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
Arquitetura

Inspirado no castelo-medieval (ou normando) alemão de Castelo de Wartburg, o edifício possui 2142 m² de construção, com quatro pavimentos e paredes de 70 cm de espessura, contendo torres, telhados sobrepostos, sacadas, jardim suspenso, vidros franceses, lustres tchecos e seus aposentos e salões são decorados em estilo neoclassico.
Lendas, locações e livro

O Castelo Eldorado é cercado de várias lendas desde a sua construção, como a de ser um refúgio de nazistas e também a de ser um local contendo assombrações.

Entre as décadas de 1990 e 2000 o imóvel foi substituído como residência e por isso passou a ficar desocupado e é neste período que outra lenda surgiu: de possuir seres sobrenaturais, como fantasmas e assombrações. Com esta nova polêmica, o local virou locações de produções cinematográficas e televisiva, bem como, um episódio do programa Fantástico da Rede Globo de Televisão, no quadro Phantasmagoria, sobre locais assombrados e com a apresentação de Tadeu Schmidt[3].

Em 2007, foi a principal locação de um filme, com produção local, intitulado “A Lenda do Castelo Eldorado”

Em 2013, foi novamente cenário de um filme, agora para a televisão, denominado de "O castelo", produzido pelo canal [RPC TV]] e exibido com quadro "Casos e Causos" do programa rpc


A abundância de situações e assuntos que giram em torno do castelo transformaram o local em tema principal do livro “A República do Castelo Eldorado”, escrito pelo poeta e escritor Thiago Zardo e que resume a importância do palácio na vida social e econômica do município, do Paraná e no resgate da história da imigração alemã ao sul do Brasil

NOTA DE FALECIMENTO EM ROLÂNDIA ( 09/08/17 )

Administração de Cemitérios do Município de Rolândia 

informa o falecimento de:

-  Maria Neia Rezende, 71 anos.
O velório está sendo realizado na capela central e o sepultamento será no dia 09/08 ás 14:00 hrs.


- Milena Barbone Costa, 05 Dias.
O sepultamento foi  realizado no dia 08/08 ás 9:40 no Cemitério Central.

-  Natsue Hirano Pereira, 75 anos.
O velório está sendo realizado na Capela da Vila Oliveira e o sepultamento foi no dia 07/08 ás 11:00 hrs. no Cemitério Central.


CHURROS AMANHÃ EM ROLÂNDIA


Na próxima quinta-feira, 10 de agosto, o cHURROS estará em anexo ao Café da Esquina, na Av. dos Expedicionários, 270, Centro, em frente ao Banco do Brasil | das 16h às 22h.
COMPARTILHE, MARQUE 3 amigos e CONCORRA a 1 CHURROS GOURMET.

SERÁ O CASTELO ELDORADO DE MARILÂNDIA DO SUL ASSOMBRADO ??

VÍDEO.

FARINA FOI LÁ FILMAR...

ASSISTAM...