quarta-feira, 1 de abril de 2015

ROLÂNDIA: 99% DAS RUAS SERÃO RECUPERADAS



Novos recursos vão garantir asfalto

a 99% da malha viária de Rolândia

Nos próximos meses, Rolândia passará a ostentar um índice invejável perante a grande maioria dos municípios brasileiros: o de ter praticamente toda sua malha viária pavimentada. Isso graças ao contrato de financiamento que a prefeitura e o governo do Estado assinaram na manhã desta terça-feira, 31 de março, em solenidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba. O contrato destina R$ 6,3 milhões a Rolândia para obras de infraestrutura, através de programas administrados pela Fomento Paraná, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano.



As obras de pavimentação e recape devem começar no segundo semestre, após análise e aprovação dos projetos e os devidos processos licitatórios. “A assinatura do contrato foi fundamental para garantir os recursos”, afirma o engenheiro civil Cláudio Metzger, da Secretaria Municipal de Planejamento. “Com as obras, haverá plena complementação da malha viária urbana da cidade, algo em torno de 99%”, calcula Metzger. “Se tudo andar conforme o planejado, há até a possibilidade de começar alguma obra em maio.”



O contrato de R$ 6,3 milhões foi assinado pelo governador Beto Richa e pelo prefeito em exercício, José Danilson, em solenidade à qual estiveram presentes também o deputado estadual Cobra Repórter e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ernesto Nogueira. O contrato determina também o repasse de R$ 1,7 milhão para construção de um posto de saúde no Jardim San Fernando e para aquisição de veículos – ambulância e micro-ônibus – para a Secretaria de Saúde.



O financiamento desses R$ 8 milhões é fruto de um trabalho desenvolvido desde o primeiro ano do segundo mandato do prefeito Johnny Lehmann. Segundo o secretário municipal de Finanças, João Marcos Cremoneze, neste período o Executivo trabalhou para que o município alcançasse a capacidade de endividamento necessária para que pudesse contrair o financiamento que, agora, vai beneficiar a área de saúde e a infraestrutura urbana de Rolândia.



Projetos



Segundo o engenheiro Cláudio Metzger, as obras de recape e pavimentação serão executadas por lotes. A Secretaria de Planejamento está encaminhando ao governo do Estado “pacotes” de projetos para análise e aprovação. Aprovados, os projetos são licitados para se definir a construtora responsável pelas obras. Já estão prontos os projetos para alargamento das avenidas Francisco Serpeloni e Adelaide Farina (defronte a Big Frango) e alargamento e adequação da Rua Dom João VI, em frente ao supermercado Santa Lúcia.



A Secretaria Municipal de Planejamento também já finalizou projetos para recapeamento asfáltico de uma série de vias públicas, todas na Vila Oliveira: dois trechos da Rua Topázio; toda a Rua Platina; trecho da Rua Reinaldo Massi; toda a Rua Pinheiro Machado; trechos das ruas José Bonifácio, Floresta, Almeida Porto e Esmeralda; e recape em toda a extensão das ruas Francisco Pacheco Cunha e André Pesenti.



Contra enchentes



Para a semana que vem, vão ficar prontos os projetos de abertura e pavimentação completa da via de acesso ano Novo Cemitério e de três trechos da Avenida Hungria (Perimetral), da Selmi até o viaduto da linha férrea que transpõe o Contorno Norte de Rolândia. “Pavimentação completa significa, além do asfalto, construção de galerias de águas pluviais, urbanização e paisagismo dos passeios públicos e pintura de sinalização viária”, explica Metzger.



Na Avenida Hungria, acrescenta o engenheiro, serão construídos ainda dois emissários para a rede de águas pluviais que, segundo ele, “vão resolver dois problemas sérios” na cidade. A construção dos emissários vai permitir a eliminação da lagoa de acumulação do Jardim Água Verde – eliminando também o risco de transbordamento e enchente, como ocorreu no primeiro dia deste ano – e o fim da “erosão do Tribulato”, aberta no decorrer das últimas décadas por conta da ação das chuvas.



Na sequência, os engenheiros e arquitetos da Secretaria Municipal de Planejamento vão se debruçar sobre outros três projetos. Um deles é o alargamento da Avenida Japão, no trecho que vai da Avenida Iguaçu até o Jardim Nobre III. Outro é para a pavimentação completa do último trecho da Rua Piquiri, dentro do Parque Industrial Bandeirantes II. E, finalmente, vai ser projetado o recapeamento de um “pacote” de ruas dos jardins Planalto, Roland, Monte Carlo I e II, Alto da Boa Vista e, também, de toda a Rua Europa.

CADÊ AS TRINCHEIRAS DO TREM PARA ROLÂNDIA ??

Johnny Lehmann na primeira campanha que foi eleito disse que o prefeito anterior não conseguia verbas para Rolândia por falta de projetos...  que ele tinha um projeto para três trincheiras para Rolândia... que os projetos  haviam sido encaminhados através do deputado Canziani. Aí veio uma eleição para deputado... novamente a promessa... aí veio mais uma eleição para prefeito em 2012 e veio a notícia que já haviam aprovado uma trincheira ( ao lado do posto Yamada)... mostraram o valor... foto do projeto... e mais uma promessa...  que o projeto foi licitado e as obras começariam em janeiro de 2013... hoje estamos em abril de 2015 e NADA... Espero que algum vereador vá atrás desta denúncia e mostre ao povo o que de fato está acontecendo.... chega de enrolação!... hoje é um dia especial para apurar esta denuncia... 1º de abril.... Quero ver na próxima eleição quem vai ter coragem de usar novamente esta promessa para ganhar eleição.. até brasileiro não acredita mais. CHEGA!.....  JOSÉ CARLOS FARINA

OBS.: PERGUNTAS PARA SEREM RESPONDIDAS:

 1)- Se existe projeto; 2)- se o projeto já foi aprovado; 3)- Se existe licitação; 4)- quem venceu a licitação; 5)- data para início das obras; 6)- Se já desapropriaram ou compraram o terreno da antiga Tapú onde parte da obra se desenvolverá. JOSÉ  CARLOS FARINA

CARNEIRO NASCE COM APARÊNCIA HUMANA

terça-feira, 31 de março de 2015

Redução da maioridade penal é aprovada na CCJ


Maioridade Penal Por 42 votos a favor e 17 contra, comissão considerou constitucional o projeto que reduz a maioridade de 18 para 16 anos. Texto segue para comissão especial 
 
por Redação —  31/03/2015 
Laycer Tomaz/ Agência Câmara
 
Apesar dos protestos contrários à PEC 171, a proposta foi aprovada na CCJ e agora segue para uma comissão especial

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou nesta terça-feira 31 o voto em separado do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), favorável à admissibilidade da PEC 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. Foram 42 votos a favor e 17 contra. O resultado gerou protesto de manifestantes presentes na reunião.
Antes, havia sido rejeitado o relatório do Luiz Couto (PT-PB), contrário à proposta de redução da maioridade penal. Couto argumentou que o projeto fere cláusula pétrea da Constituição, o que a tornaria inconstitucional.
No parecer vencedor, Marcos Rogério afirma que a redução da maioridade penal “tem como objetivo evitar que jovens cometam crimes na certeza da impunidade”. Ele defendeu que a idade para a imputação penal não é imutável. "Não entendo que o preceito a ser mudado seja uma cláusula pétrea, porque esse é um direito que muda na sociedade, dentro de certos limites, e que pode ser estudado pelos deputados", disse.
O deputado Alessandro Molon (PT-RJ), por sua vez, lamentou o resultado: “Estamos decidindo mandar para um sistema falido, com altíssimas taxas de reincidência, adolescentes que a sociedade quer supostamente recuperar. É um enorme contrassenso.”

PT, Psol, PPS, PSB e PCdoB votaram contra a proposta. Os partidos favoráveis à aprovação da admissibilidade foram PSDB, PSD, PR, DEM, PRB, PTC, PV, PTN, PMN, PRP, PSDC, PRTB. Já os que liberaram suas bancadas porque havia deputados contra e a favor foram os seguintes: PMDB, PP, PTB, PSC, SD, Pros, PHS, PDT, e PEN.
Tramitação
No exame da admissibilidade, a CCJ analisa apenas a constitucionalidade, a legalidade e a técnica legislativa da PEC. Agora, a Câmara criará uma comissão especial para examinar o conteúdo da proposta, juntamente com 46 emendas apresentadas nos últimos 22 anos, desde que a proposta original passou a tramitar na Casa.

VÍDEO PESCADOR PESCA PEIXE COM 20 QUILOS NO IGAPÓ DE LONDRINA

Rolândia: Danilson, Beto Richa e Cobra assinam financiamento de 7 milhões para recape

R$ 7,5 milhões para recape e posto de saúde para Rolândia


Governador Beto Richa liberou financiamentos e autorizou obras para 15 municípios
O deputado estadual Cobra Repórter (PSC) participou nesta terça (31), juntamente com os prefeitos de diversas cidades, da solenidade de assinatura com o governador Beto Richa, dos contratos de financiamento com a Fomento Paraná para obras de infraestrutura e aquisição de equipamentos rodoviários.

O deputado Cobra Repórter, que esteve ao lado do secretário de Desenvolvimento Econômico de Rolândia, Ernesto Benedito Nogueira, do prefeito interino José Danilson de Oliveira, do governador Beto Richa e do presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho (foto), destaca que o município está recebendo o maior volume de recursos contratados. Serão aplicados R$ 6,3 milhões em pavimentação e recape de vias urbanas e outros R$ 1,2 milhão na construção de um novo posto de saúde.

“A assinatura dos contratos hoje é em decorrência do trabalho que vem sendo realizado desde o ano passado e da reunião que tivemos com o presidente da Fomento Paraná na semana passada, eu e o prefeito Johnny Lehmann. Uma das obras mais importantes a serem realizadas é a extensão da avenida Itamarati, com rotatória no entroncamento com a BR 369, onde ocorrem um acide atrás do outro. Vai garantir segurança a todos que trafegam por ali”, destaca o deputado. Além disso, serão recapeadas as avenidas Brasília e outras vias da cidade e um novo posto de saúde para a cidade.

Paraná – Para os diversos municípios do Paraná, a soma de recursos liberados é de R$ 11,9 milhões, por meio do Sistema de Financiamento dos Municípios (SFM) e do Programa de Apoio à Aquisição de Máquinas e Equipamentos Rodoviários para Prefeituras (Promap), administrados pela Fomento Paraná, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Paranacidade.

O governador Beto Richa também autorizou a abertura de editais e homologou resultados de licitações para obras e equipamentos de outros municípios. O valor total é de R$ 16,5 milhões. Os recursos são, também, do SFM e do Promap. Serão aplicados em Campo Largo, Castro, Jacarezinho, Loanda, Matinhos, Mercedes, Palmital, Piraquara, Rio Negro, São João do Triunfo, Tapejara.

Clique aqui e veja os investimentos em cada município.

Foto: ANPr

ROLÂNDIA COM 88 CASOS DE DENGUE ( ALERTA GERAL )

31/03/2015 - Se todos não cuidarem de seus quintais e casas poderemos em breve evoluir para uma epidemia. É o que diz u agente de saúde entrevistado pelo Blog do Farina. "Esta briga é de todos. Não deixem água parada de jeito nenhum nem por um minuto em sua casa ou em seu quintal. Faça o trabalho de prevenção todo o dia. Ou você ou o seu filho poderão ser a próxima vítima. Até uma esposa de autoridade está com suspeita da doença. CUIDADO!...JOSÉ CARLOS FARINA

MÉDICOS PLANTONISTAS DO HOSPITAL SÃO RAFAEL AMEAÇAM

Os médicos Plantonistas  que atendem no Hospital São Rafael de Rolândia estão bravos com o atraso no pagamento do trabalho por eles desenvolvido e prometem paralisar o atendimento se não receberem os seu haveres até o dia 29 de abril. Um documento assinado por eles foi encaminhado  ao Ministério Público de Rolândia nesta segunda-feira, dia 30 e  à Câmara de  vereadores de Rolândia.

SENADOR REQUIÃO PEDE COTA PARA CASAMENTO HETERO E CAUSA POLÊMICA DE NOVO

Publicação de Requião causa polêmica no Twitter

Redação Bonde

Publicação do senador Roberto Requião (PMDB) causou polêmica no Twitter nesta segunda-feira (30). "Para evitar a extinção da espécie pelo menos 50% dos homens e mulheres deveriam compor a COTA de casamento hetero (sic)", escreveu Requião no microblog.
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter


Alguns seguidores chamaram o senador de nojento e homofóbico. Outros pediram para Requião parar de escrever "asneiras e idiotices" no Twitter.

Requião voltou a usar o Twitter após a polêmica para responder as declarações dos internautas. "Eu que sou liberal em relação as opções sexuais me surpreendo com a fúria tuiteira contra o casamento Hetero. Oh! têmpora! Oh mores... (sic)", escreveu o senador, dando a entender que a publicação anterior se tratava de uma ironia.

A assessoria de Roberto Requião informou, por sua vez, que o senador é "radicalmente contra a homofobia e qualquer tipo de preconceito".

TURISMO EDUCATIVO e PEDAGÓGICO na BIMINI em ROLÂNDIA By DANIEL STEIDLE

Um jeito de unir o “agradável ao útil”
Gente “educada” é o melhor investimento do Mundo... Sem gastar, aproveitando-se o local, em clima de brincadeira, de união familiar, de proteção do meio ambiente.
COMENTÁRIO: Parabéns e Daniel... Obrigado por disponibilizar sua fazenda linda para que as crianças possam saber e conhecer a força e os mistérios da natureza.. e se divertirem como fazíamos antigamente. Deus te abençoe. JOSÉ CARLOS FARINA 
RESPOSTA:
Obrigado José Carlos Farina pela publicação... O tema "Turismo Educativo ou Pedagógico" deve ser apresentado lá na EXPO de Londrina... No estande do Turismo do Gilberto da EMATER... Lá teremos o "Cine Mazzaropi" com cadeiras que estão na Pousada Marabu (no Cine da Mata) e eram do Cinema Bandeirantes...DANIEL STEIDLE