sexta-feira, 30 de setembro de 2016

DEBATE NO SINDICATO DE ROLANDIA


DEBATE POLÍTICO...

Foram notáveis as apresentações dos dois candidatos à Prefeito de Rolândia ontem à noite no Sindicato Rural. Os problemas expostos foram muitos, assim como as soluções pretendidas. Mas talvez “o maior problema e a maior solução” tenham escapados da discussão. Esqueceu-se de apresentar um cenário onde não só os esforços políticos unilaterais sejam a solução. A grande maioria, mantida como votadora e apoiadora, fica de braços cruzados, reclamando apenas. O “motor café” já foi um cenário muito produtivo onde agricultores fundaram cooperativas e mantiveram hospitais. O “motor turismo” em São Martinho deu àquele Distrito o título de “Capital dos Embutidos”. A falta de identidade de Rolândia é desmotivante... Sem perfil, investimentos se perdem e corre-se o risco de investimentos estranhos à uma história local e aptidão natural tomarem conta. Rolândia é um lugar que cresceu demais e não sabe mais como sair de sua crise. É como um cachorro correndo atrás de seu rabo. Seria hora de uma parada, e verificar que coisas básicas como abastecimento e saneamento ainda não foram resolvidas. Crescimento deveria ser uma discussão coletiva de muitos questionamentos. Para onde queremos crescer? O que é desenvolvimento? Qual é a nossa função regional? Qual é a nossa aptidão natural? De um cenário assim nascem esforços coletivos e pé no chão ao invés do em moda discurso superficial de um “Desenvolvimento Sustentável”.